ufrrj instituto de tecnologia departamento de engenharia · pdf file 2019-04-21 ·...

Click here to load reader

Post on 12-Jan-2020

1 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • UFRRJ INSTITUTO DE TECNOLOGIA

    DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA QUÍMICA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA QUÍMICA

    DISSERTAÇÃO

    Síntese e Caracterização de Peneiras Moleculares do Tipo SAPO-34 e MeAPSO-34

    Fernanda Soares Benvindo

    2006

  • UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE TECNOLOGIA

    DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA QUÍMICA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA QUÍMICA

    Síntese e Caracterização de Peneiras Moleculares do Tipo SAPO-34 e MeAPSO-34

    FERNANDA SOARES BENVINDO

    Sob a Orientação do Professor Lindoval Domiciano Fernandes

    Dissertação submetida como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre em Ciências em Engenharia Química, Área de Concentração em Cinética, Catálise Heterogênea e Cálculo de Reatores.

    Seropédica, RJ Fevereiro de 2006

  • 543.0892

    envindo, Fernanda Soares, 1979 oleculares

    rientador: Lindoval Domiciano Fernandes. ederal

    1. Peneiras moleculares – Teses. 2. Catálise

    B478s T

    B Síntese e caracterização de peneiras m do tipo SAPO-34 e MeAPSO-34 / Fernanda Soares Benvindo. – 2006. 41 f. O Dissertação (mestrado) – Universidade F Rural do Rio de Janeiro, Instituto de Tecnologia. Bibliografia: f. 37-41. heterogênea - Teses. 3. Olefinas – Teses. 4. Metanol – Teses. 5. Engenharia química – Teses. I. Fernandes, Lindoval Domiciano, 1965-. II. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Instituto de Tecnologia. III. Título.

  • UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE TECNOLOGIA

    DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA QUÍMICA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA QUÍMICA

    FERNANDA SOARES BENVINDO

    Dissertação submetida ao Curso de Pós-Graduação em Engenharia Química, área de Concentração em Cinética, Catálise Heterogênea e Cálculo de Reatores, como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre em Ciências, em Engenharia Química. DISSERTAÇÃO APROVADA EM __22_ / _02__ / _06_.

    _______________________________________________________ Lindoval Domiciano Fernandes, D.Sc. – DEQ/ UFRRJ (Presidente)

    _______________________________________________________ Pedro Augusto Arroyo, D.Sc. – DEQ/UEM

    _______________________________________________________ Lucia Gorenstin Appel, D.Sc. – LACAT/INT

  • “De tudo ficaram três coisas:

    - a certeza de que estava sempre começando,

    - a certeza de que era preciso continuar e,

    - a certeza de que seria interrompido antes de terminar.

    Fazer da interrupção um caminho novo,

    Fazer da queda um passo de dança,

    do medo uma escada,

    do sonho uma ponte,

    da procura um encontro.”

    Fernando Sabino

  • A Deus, por estar presente em todos os momentos da minha vida e por ter me concedido a graça de concluir mais uma etapa de minha caminhada com sucesso.

    Aos meus pais, Antonio e Terezinha, ás minhas irmãs, Giliane e Érika, pelo carinho, amor e, por todo incentivo que sempre me deram e pela confiança depositada em todos os meus sonhos.

  • AGRADECIMENTOS

    Aos meus familiares e irmãos de coração pelo apoio e incentivo que me transmitiram, dando-me a força necessária para prosseguir nesta jornada e o amor e paz necessária ao meu espírito.

    Aos meus colegas da turma de pós-graduação, Gianaína, Wanderson e Paulista,

    pelas acolhida e a amizade durante todo o curso e, principalmente, por compartilhar as idéias e os ideais.

    Às amigas Alice, Aline, Bianca e Emilly, que sempre me acolheram com carinho, afeto e amizade.

    Aos meus amigos, cujas presenças, contribuições e palavras são o que nos mantém

    com coragem, nos fazendo caminhar em busca dos nossos objetivos. Ao Prof. Lindoval pela orientação neste trabalho. Ao Rodrigo, estagiário do LabCAT/UFRRJ, pela ajuda durante a realização dos

    experimentos. Aos membros da Banca Examinadora, pelas contribuições. Ao NUCAT/COPPE-RJ pelas análises de difração e florescência de raios X. À CAPES, pela bolsa concedida. A todos que direta ou indiretamente auxiliaram na realização desse trabalho.

  • SUMÁRIO

    ÍNDICE DE TABELAS ÍNDICE DE FIGURAS RESUMO ABSTRACT

    I. CAPITULO I .......................................................................................................... 1

    1. INTRODUÇÃO ...................................................................................................... 1

    II. CAPITULO II..................................................................................................... 3

    2. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA .............................................................................. 3

    2.1. Peneiras Moleculares Tipo SAPO...................................................................... 3 2.2. SAPO-34 ............................................................................................................... 5 2.3. Síntese das SAPO-34 e das MeAPSO-34 ........................................................... 7 2.4. Utilização .............................................................................................................. 9 2.5. Caracterização ................................................................................................... 10

    2.5.1. Difração de raios X..................................................................................... 11 2.5.2. Microscopia eletrônica ............................................................................... 12 2.5.3. Dessorção de NH3 com programação de temperatura ............................ 12 2.5.4. Espectroscopia na região do infravermelho............................................. 12

    III. CAPITULO III ................................................................................................. 14

    3. MATERIAL E MÉTODOS................................................................................. 14

    3.1. Peneiras Moleculares Microporosas Estudadas ............................................. 14 3.2. Síntese da SAPO-34 ........................................................................................... 14

    3.2.1. Cristalização do gel pela metodologia de DUBOIS et al., (2003): .... 14 3.2.2. Cristalização do gel pela metodologia de PRAKASH & UNNIKRISHNAN (1994): ................................................................................... 15

    3.3. Síntese da MeAPSO-34 ..................................................................................... 16 3.3.1. Cristalização do gel............................................................................... 16

    3.4. Procedimento Experimental ............................................................................. 18 3.5. Calcinação das Amostras tipo SAPO-34 e MeAPSO-34 ................................ 19 3.6. Técnicas Utilizadas na Caracterização dos Catalisadores............................. 19

    3.6.1. Difração de raios X (DRX)................................................................... 19 3.6.2. Microscopia eletrônica de varredura (MEV)..................................... 20 3.6.3. Espectroscopia na região do infravermelho....................................... 20 3.6.4. Dessorção de NH3 a temperatura programada.................................. 20

    IV. CAPITULO IV.................................................................................................. 21

  • 4. RESULTADOS E DISCUSSÃO ......................................................................... 21

    4.1. Difração de raios X....................................................................................... 21 4.2. Morfologia ..................................................................................................... 26 4.3. Dessorção de NH3 a Temperatura Programada ........................................ 29 4.4. Espectroscopia na Região do Infravermelho ............................................. 34

    V. CAPITULO V ....................................................................................................... 36

    5. CONCLUSÕES E SUGESTÕES ........................................................................ 36

    5.1. Conclusões ..................................................................................................... 36 5.2. Sugestões........................................................................................................ 36

    VI. BIBLIOGRAFIA .............................................................................................. 37

  • ÍNDICE DE TABELAS

    Tabela 2.1 – Classificação das peneiras moleculares de acordo com o diâmetro dos poros (SILVA, 1993)........................................................................................................ 4

    Tabela 2.2 – Composição molar da SAPO-34 conforme literatura.................................. 8

    Tabela 2.3 - Informações contidas em um difratograma................................................ 11

    Tabela 2.4 - Características e detalhes que podem ser observados na microscopia eletrônica. .....................