Tribuna Regional 99

Download Tribuna Regional 99

Post on 24-May-2015

54 views

Category:

News & Politics

8 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal Tribuna Regional Ed. 99

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. TRIBUNA REGIONAL 16 a 30 de junho de 2014 1Ano IV - Edio n 099 Oriente/Pompeia, 16 a 30 de junho de 2014 www.tribunaregionalsp.com.brDado investe e sade em Oriente vira destaquePrefeitura vem renovando e ampliando a frota municipal, promovendo reformas, para que todos possam ser cada vez melhor atendidotribunaregionalsp@gmail.com Tel.: (14) 3456-1143 / 997241319C M Y KC MY KO prefeito Dado Mris,desde que assumiu a prefei-turade Oriente, vem traba-lhandosem parar e realizan-dograndes investimentosna rea de sade do Muni-cpio.Para ele, um gestor devese dedicar em prol da suagente e um dos pontos fun-damentaispara a qualidadede vida e bem-estar de cadapessoa, justamente essetrabalho que no pode pa-rar.Em menos de dois anosfrente ao Municpio, Dadoj adquiriu trs novas e mo-dernasambulncias, quetransportam com qualidadee segurana todos os usu-riosda sade em Oriente.So veculos de primeira li-nhae adquiridos para am-pliare renovar a frota mu-nicipal.Para Dado, a aquisiodessas ambulncias trouxemais conforto e comodida-deaos orientenses, pois soinvestimentos que interfe-remdiretamente no dia adia dos pacientes, pois socarros novos, que do ti-mascondies de transpor-te,que resulta num aten-dimentodigno para cadausurio.Outro trabalho muito in-teressantedo prefeito Dadofoi a compra da van queleva os pacientes, principal-mentepara Marlia, onderealizam exames, entre ou-trosimportantes procedi-mentos.A van de ltima gera-oe vem oferecendo umacomodidade aos passagei-rospoucas vezes vista nahistria do Municpio.J o veculo Gol tambmadquirido pela prefeitura, para transportar os pacien-tesque precisam fazer ahemodialse e assim, elespossuem mais agilidade econforto na hora de fazer oprocedimento.Essa a maior prova deque o prefeito Dado Mrisest realmente empenhadoe preocupado com Orientee sua gente, pois pouqussi-mascidades do Brasil ofe-recemaos seus moradoreso que vem sendo feito emOriente.E os investimentos noparam por a. Alm da frotamunicipal, o prefeito Dadovem promovendo uma re-formatotal no posto de sa-de,onde o trabalho desen-volvimentopara melhorarainda mais as condiesaos profissionais e conse-quentementea qualidade noatendimento aos pacientes.A meta da administra-omunicipal que todosos orientenses tenham umatendimento digno e hu-manoe para isso, o prefei-toDado e toda a sua equipeno medem e no mediroesforo.Oriente firma convnio com o BradescoA prefeitura de Orientefirmou um importante con-vniocom o Banco Bra-desco,facilitando assim ascondies de todos os servi-dorespblicos para a libera-ode crdito.Trata-se de uma inicia-tivaindita no municpio,onde o servidor pblico tema possibilidade de realizaremprstimos com taxas me-nores,prazos maiores e esseemprstimo consignado -desconto direto na folha depagamento. mais uma grande opoque o servidor tem para con-seguiro crdito. Basta pro-curara agncia do BancoBradesco em Oriente, comdocumentos e holerite paraa realizao de todo o pro-cesso,que rpido, fcil etraz muitas vantagens e be-nefciosao servidor.H algumas regras esta-belecidaspara que o servi-dorno se aperte. Aps aelaborao do contrato como Banco, ele leva a averba-opara que a prefeituraautorize o emprstimo, afi-nal,por exemplo, no podecomprometer 30% de seusalrio.Outro ponto fundamentalque merece destaque queo servidor que recebe poroutros bancos, tem a opoda portabilidade do crdi-to.Assim, ele pode receberpelo banco que escolher, ouseja, mesmo que receba emoutra agncia, pode trazersua movimentao finan-ceirapara o Bradesco, tendoainda mais facilidade com asua conta e no dia a dia.Cmara Municipal de Orienteentra em perodo de recessoA Cmara Municipal deOriente realiza a sua ltimasesso desse primeiro semes-trena prxima segunda-fei-ra,30 de junho, encerrandosuas atividades desta primei-raparte do ano de 2014.De acordo com o Presi-denteDaniel Moris e verea-dores,esse primeiro semes-trefoi muito positivo, comvrias indicaes e requeri-mentosapresentados, e as-sim,o Legislativo deu a suaimportante e indispensvelcontribuio para o Munic-pio.O fim do recesso durarpouco mais de um ms. Asatividades voltaro no dia 4de agosto.Apesar desse perodo emrecesso, os vereadores noparam de trabalhar, conver-sandoe buscando informa-escom a populao, lutan-doe batalhando por Orienteafirmou o Presidente Daniel.</li></ul><p> 2. TRIBUNA REGIONAL 16 a 30 de junho de 2014 2Guaritas de nibus no trevo da Rodojactoesto em processo de liberaoVereador Edinho, sr. Jorge Mori e Prefeito Dado MorisO Prefeito Dado este-vecom o Vereador Edinho(autor do pedido) em As-sis-SP para tratar da libera-oda construo de duasGuaritas prximas ao trevoda Empresa Rodojacto. Deacordo com o Diretor Sr.Jorge Mori, a construodas Guaritas depende daaprovao do rgo res-ponsvelpela Rodovia SP294 (DER). O Diretor dis-seque agora o processo deliberao j pode ser feitovia DER de Marlia peloGerente responsvel, umavez que j tem sua permis-sopara dar continuidade.Dado no deixou deagradecer ao Sr Jorge, aoportunidade de ter sempreas portas abertas do gabi-neteda Diretoria do DER.Como temos a RodoviaSP 294 que corta nossa Ci-dade,precisamos ter umareal parceria com o DER,discutindo e achando so-luesque seja importantepara ambos os lados afir-mouo Prefeito.Na oportunidade, o Ve-readorEdinho questionousobre a implantao dosradares na SP 294 na Ci-dadede Oriente, pedido desua autoria e aprovado em2012. Sobre os radares, oDiretor disse que se tudoder certo, dentro de 90 diasos mesmos sero instala-dos.Orientenses se apresentam em PompeiaAs bailarinas do ProjetoDia a Dia Saudvel partici-paramde uma bela apresen-taode dana em Pompeia,no ltimo dia 7 de junho, noEspao Cultural ProfessoraCarmen Clia Verri Maciel.Com a superviso da ins-trutoraJaqueline Heldt, elasmostraram talento e dana-ramo jazz, empolgando eencantando o pblico pre-sente.Essa apresentao com-provaa importncia e a efi-cinciadas aulas de danasdo Projeto em Oriente, quevem inserido as crianas eadolescentes no mundo daarte.Festa Junina da TerceiraIdade agita ProjetoA Festa Junina da Ter-ceiraIdade do Projeto Diaa Dia Saudvel foi um su-cesso,na manh da quar-ta-feira, 25. Animou econtagiou a todos, e levouo clima junino com mui-taalegria e msica claro.O tradicional coloridose misturou a empolgaoe tornou o evento muitobonito. Os idosos deramum show com suas apre-sentaestpicas dessapoca de ano.Isso cultivar a tradi-oe valorizar as razesdo povo brasileiro. Umcostume de muitas dca-dasque se mantm vivocada vez mais no coraodos orientenses.Alm das danas, tive-mosas famosas comidastpicas juninas e os com-padrese comadres nofaltaram para a tradicionale indispensvel quadrilha,um marco das festas juni-nas. 3. TRIBUNA REGIONAL 16 a 30 de junho de 2014 3CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2014Tema: Fraternidade e Trfico HumanoLema: para liberdade que Cristo nos libertouO trfico humano, tambm chamado detrfico de pessoas, uma das atividades ile-gaisque mais se expandiu no sculo XXI,pois, na busca por melhores condies devida, muitas pessoas so ludibriadas por cri-minososque oferecem empregos com alta re-munerao.Esses agentes atuam em escalaregional, nacional e internacional, privando aliberdade de indivduos que sonham um fu-turomelhor.De acordo com o Protocolo Adicional Conveno das Naes Unidas contra o Cri-meOrganizado Transnacional relativo Pre-veno,Represso e Punio do Trfico dePessoas, em especial de Mulheres e Crianas,o trfico humano caracterizado como: orecrutamento, o transporte, a transferncia,o alojamento ou acolhimento de pessoas, re-correndo ameaa ou uso da fora ou outrasformas de coao, ao rapto, fraude, ao en-gano,ao abuso de autoridade ou situao devulnerabilidade ou entrega ou aceitao depagamentos ou benefcios para obter o con-sentimentode uma pessoa que tenha autori-dadesobre outra para fins de explorao.Portanto, o trfico de pessoas consiste noato de comercializar, escravizar, explorar,privar vidas, ou seja, uma forma de vio-laodos direitos humanos. Normalmente,as vtimas so obrigadas a realizar trabalhosforados sem qualquer tipo de remunerao prostituio, servios braais, domsticos,em pequenas fbricas, entre outros , almde algumas delas terem rgos removidos ecomercializados.As vtimas j chegam endividadas ao des-tinode trabalho, pois elas tm que pagaraos traficantes valores elevadssimos refe-rentes viagem, hospedagem, documenta-o,alimentao, roupas, etc. O problema que essa dvida, atravs da cobrana de jurosaltos, toma propores de forma que nuncapoder ser paga. Sendo assim, os criminosospassam a ameaar e torturar os devedores.As mulheres so o principal alvo, pois oretorno financeiro para os traficantes maior,visto que a prostituio, atividade mais de-senvolvidapor pessoas do sexo feminino, odestino de 79% das vtimas do trfico huma-no.O trabalho forado, exercido por homens,mulheres e crianas, representa 18%. Essaatividade movimenta cerca de 32 bilhes dedlares por ano, privando a vida de mais de2,5 milhes de pessoas.PAROQUIA NOSSA SENHORA APA-RECIDADE ORIENTETrfico humano: um crime aosdireitos humanosPrefeitura de Oriente implanta nova iluminaono ponto de nibus da rodovia SP-294Mais uma obra do projetode revitalizao urbansticada cidade de Oriente. Apster remodelado todas as pra-asda cidade e revitalizadoa iluminao com lmpadasbrancas de maior potncia. Aprefeitura expandiu seu pro-jetopara o ponto de nibuslocalizado prximo pas-sarela,trata-se do principalponto de nibus da cidadeuma vez que todos os nibusque param na cidade tambmparam ali. Viagens para SoPaulo, por exemplo, realiza-daspela companhia Expres-sode Prata tem este pontocomo referncia de embar-que.Anteriormente, o pontocontava com lmpadas demercrio que, apesar da eco-nomia,no geram lumino-sidadesuficiente para reascomo esta. Na troca tambmhouve a implementao demais duas lmpadas, sendoassim o ponto passa a contarcom quatro lmpadas bran-casde maior luminosidade.A mudana agradou a to-dos,principalmente os usu-riosdo local Quem j teveque pegar nibus a noite sabecomo ficar esperando noescuro, agora com esta novailuminao as pessoas queusam este ponto no estaromais no escuro, isso aumentamuito a segurana para estaspessoas afirmou a agente deturismo Rosirene Pereira.Para o prefeito Dado Mo-ris,trata-se de um investi-mentoem segurana em-borano tenhamos relatosde violncia naquele local, de bom grado que as pes-soaspossam contar com ilu-minaonos pontos de ni-bus.Um lugar onde passammilhares de carros todos osdias estando mal ilumina-dotorna-se inseguro. A es-colhadas lmpadas foi feitaem consulta a um engenheirode iluminao e agora o lo-calest muito bem ilumina-doafirmou o prefeito Dado.Ao todo, mais de cem lm-padasde mercrio j foramsubstitudas por lmpadasbrancas de maior luminosi-dadeem lugares pblicos deOriente. (Srgio C. S. Jr.)Projeto Dia a Dia Saudvel sucesso em OrienteO prefeito Dado Morisentende que todas as pesso-as,em especial as crianas,adolescentes e at mes-moos idosos, precisam demeios para se divertir, en-tretere crescer, atravs deatividades como a dana,aerbica, ginstica, jiu-jt-sue taekwondo.Para isso, vem investin-doe valorizando o Proje-toDia a Dia Saudvel, quepor meio dessas oficinas,vem levando mais sade,bem-estar e qualidade devida para todos.Com a dana, em espe-cialo ballet, as meninascom at 17 anos de ida-de,tm a oportunidade deaprender essa belssimaarte e expresso, sendo quej se apresentam nos even-tos,inclusive da regio.Na aerbica e ginstica,o principal ponto real-mentea sade e o bem-es-tar,em especial os idososque se movimentam, seexercitam, e assim deixama monotonia de lado e po-demviver com mais tran-qilidade,e como dizemaproveitar a melhor idade.J as aulas de artes mar-ciaiscomo o jiu-jtsu e otaekwondo so disciplina-doras,agregando ao jovemdeterminao, respeito efora de vontade. Num tra-balhoque vai alm da partefsica, mas tambm social.Para o prefeito Dado, oProjeto Dia a Dia Saud-velvem tendo xito nassuas atividades graas aoempenho dos professores etoda a equipe responsvele com a sua credibilidadejunto da populao.Fundo Social d importanteauxlio com as cestas bsicasUm dos trabalhos maisimportantes de uma admi-nistraomunicipal am-pararaqueles que necessi-tamde uma mo amiga, deuma ajuda, enfim, de umauxlio.Para isso, o Fundo So-cialde Solidariedade, comtodo o apoio da prefeiturae do prefeito Dado Moris,vem atuando de forma in-tensae fazendo um acom-panhamentotodo especialem Oriente.Um dos grandes auxliosque o Fundo Social d populao, a entrega dascestas bsicas. Para a suapresidente Tati Pillon, umagrande e essencial colabo-raoque d para as fam-liasorientenses.Muitas vezes, as fam-liaspassam por momentosde dificuldades e o Fun-doSocial d todo o supor-tepossvel com a cesta b-sica,que possui alimentosde qualidade e produtos dodia a dia.Esse fornecimento no contnuo, como dizem, somente at a famliase reestruturar novamen-te.Para isso, quando no-tadoque elas precisam demais amparo, so encami-nhadaspara os programassociais, como o Bolsa Fa-mlia,Renda Cidad, entreoutros.Ainda de acordo comTati, a equipe do FundoSocial faz todo um acom-panhamentomuito espe-cialcom as famlias e asassistem de perto, semprecom a disposio de aju-d-las e assim, fazer a di-ferena. 4. TRIBUNA REGIONAL 16 a 30 de junho de 2014 4Prefeitura Municipal de OrienteLEI NUMERO 2.122 DE 03 DEJUNHO DE 2.014Estabelece as Diretrizes a seremobservadas na elaborao da LeiOramentria do Municpio parao exerccio de 2015 e d outrasprovidncias.CARLOS EDUARDO BOLDO-RINIMORIS, Prefeito do Munic-piode Oriente, Estado de So Paulo,usando de suas atribuies legais, fazsaber que a Cmara do Municpio deOriente SP, aprovou e ele sanciona epromulga a seguinte Lei;CAPTULO IDAS DISPOSIESPRELIMINARESArt. 1 - Nos termos do 2 doartigo 165 da Constituio Federal,Lei n. 4.320/64 e Lei Orgnica doMunicpio, esta Lei fixa as diretrizesoramentrias do Municpio para oexerccio de 2015, oriente a elabo-raoda respectiva lei oramentriaanual, dispe sobre as alteraes nalegislao tributria e atende s de-terminaesimpostas pela Lei Com-plementarn. 101, de 04 de maio de2000 e Portarias da Secretaria do Te-souroNacional - STN.Pargrafo nico - As normascontidas nesta Lei alcanam todosos rgos da administrao direta eindireta.Art. 2 - A elaborao da propostaoramentria abranger os PoderesLegislativo e Executivo, entidadesda Administrao Direta e Indireta,nos termos da Lei Complementar n.101, de 2000, observando - se os se-guintesobjetivos estratgicos:I - Combater a pobreza e promo-vera cidadania e a incluso social;II - Promover o desenvolvimentodo municpio e o crescimento eco-nmico;III - Reestruturao e reorgani-zaodos servios administrativos,buscando maior eficincia de traba-lhoe arrecadao;IV - Assistncia criana e aoadolescente;V - Melhoria da infraestrutura ur-bana;VI - Prioridade de investimentosnas reas scias;VII - Oferecer assistncia mdica,odontolgica e ambulatorial po-pulaocarente, atravs do Sistemanico de sade;VIII - Austeridade na gesto dosrecursos pblicos;IX - Promover o equilbrio ora-mentrio,tanto na previso como naexecuo oramentria;X - Modernizao da ao gover-namental.CAPTULO IIMETAS E PRIORIDADESArt. 3 - Os programas governa-mentaisprevistos para o exercciode 2015, Anexos V -...</p>