TRIBUNA POPULAR

Download TRIBUNA POPULAR

Post on 07-Nov-2014

277 views

Category:

News & Politics

8 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. Shopping Fonte das Thermas, sala 213 Centro - Caldas Novas/GO (64) 3454-4999 www.jornaltribunapopularonline.comDenncias e sugestes: jornaltribunapopular@hotmail.com Fevereiro/ Maro 2013 As conquistas das Mulheres Governador Marconi Segunda edio Governo nos bairros Pesca Esportiva Carnaval de Caldas Novas sucesso absoluto GustavoLima Carnaval de SoLanamento Oficial Miguel do Passa 4do Caldas Country Inaugura Central de Transplantes de Gois no CRER C M A P </li> <li> 2. 8 de Maro - Dia Internacional da Mulher, toda mulher deve ser tratada com respeito e carinho ma funo. Porm, em 8 de marcado como uma data da importncia do papel da maro de 1910, aconteceu comemorativa, mas um dia mulher diante da sociedade, na Dinamarca uma confe- para se firmarem discusses trazendo sua importncia rncia internacional femi- que visem diminuio do para uma vida mais justa em nina, onde assuntos de in- preconceito, onde so dis- todo o mundo. Parabns a teresse das mulheres foram cutidos assuntos que tratam todas ns Elaine Fernandes. discutidos, alm de deci- direm que a data seria uma homenagem quelas mortas carbonizadas. No governo do presidente Getlio Var- gas as coisas no Brasil to- maram outros rumos. Com a reforma da constituio, acontecida em 1932, as mu- lheres brasileiras ganharam Todos sabem que o para buscar maior respeito os mesmos direitos traba-preconceito um marco aos seus direitos, ao seu lhistas que os homens, con-presente na vida da huma- trabalho e sua vida. A dis- quistaram o direito ao voto enidade e a mulher no fi- criminao era to grande e a cargos polticos do execu-cou de fora, em razo dele sria que chegou ao ponto tivo e do legislativo. Aindasofreu grandes perdas. Ao de operrias de uma fbri- em nosso pas, h poucoslongo da histria, as mu- ca txtil serem queimadas anos, foi aprovada a Leilheres estiveram sempre vivas, presas fbrica em Maria da Penha, como resul-subjugadas s vontades dos que trabalhavam (em Nova tado da grande luta pelos di-homens, a trabalhar como York) aps uma manifes- reitos da mulher, garantindoserviais, sem receber nada tao onde reivindicavam bons tratos dentro de casa,pelo seu trabalho ou ento melhores condies de tra- para que no sejam maisganhavam um salrio in- balho, diminuio da carga espancadas por seus compa-justo, que no dava para horria de 16 para 10 horas nheiros ou que sirvam comosustentar sua famlia. Em dirias, salrios iguais aos escravas sexuais deles. Masrazo desses e tantos ou- dos homens que chega- a mulher no desiste de lu-tros modos de discrimina- vam a ganhar trs vezes tar pelo seu crescimento, oo, as mulheres se uniram mais no exerccio da mes- dia 8 de maro no apenas </li> <li> 3. Central de Transplantes por uma avaliao da Comis- criar em Goinia um Centro so Intergestores Bipartite, de Reabilitao nos moldes formada por representantes do Sarah Kubitschek de Bra- de Gois no CRER de todas as secretarias muni- slia. Nossa determinao cipais de Sade. Aprovada, a e coragem em investir num proposta ser encaminhada projeto to grandioso, ganha- ao Ministrio da Sade para ram fora quando a justia parecer final e a disponibili- mandou devolver aos cofres zao dos recursos necess- pblicos R$ 5 milhes, di- rios. O projeto de Gois ser nheiro que havia sido des- coordenado pelo ortopedista viado da antiga Caixego, re- do Hospital Alberto Rassi cordou. O CRER, que nasceu HGG, especialista em cirur- com 11 mil metros quadrados gia de quadril, Paulo Silva. A de rea construda, chega- inteno inicialmente que r ainda neste ano a 35 mil seja criado um banco de pele metros quadrados. Estamos e tecidos sseos, com amplia- ampliando o hospital para o para msculos, tendes e tambm aumentar o nmero vlvulas cardacas. No Brasil de pacientes que atendemos h apenas quatro unidades se- de todo o Brasil, destacou melhantes. Luciano Leo. Na solenidade, O governador Marconi o governador esteve acom- Perillo mostrou-se entusias- panhado da primeira-dama mado com tantos projetos e Valria Perillo, do senador conquistas anunciados pelo Cyro Miranda, dos secre- CRER. Em seu discurso des- trios Antnio Faleiros, da Ao inaugurar a Central um centro que referncia no tacou o carinho que ele e a Sade, Wilmar Rocha, da de aprovao pela socieda-de Transplantes do Estado de atendimento a pacientes em primeira-dama Valria Perillo Casa Civil e Joo Balestra, de, desabafou. O CRER, queGois, em ala do Crer Cen- Gois disponibilizado com- tm pelo hospital. Com ela das Cidades e do deputado nasceu dois anos aps Mar-tro de Reabilitao e Readap- pletamente pelo SUS, o que (Valria Perillo) dividi, nos federal Roberto Balestra, coni assumir o seu primeirotao Dr. Henrique Santillo poder ampliar as oportuni- primeiros meses do meu pri- alm de empresrios e pro- mandato de governador, tem na manh desta sexta-feira dades para novos processos meiro governo, o sonho de fissionais de sade. registrado o melhor atendi-(22), o governador Marco- mento nas especialidades de captao de rgos. Entreni Perillo defendeu a admi- disponveis de toda a regio reformas e aquisio de mo-nistrao hospitalar da rede Centro-Oeste, segundo dados bilirio, o CRER investiu R$pblica por Organizaes do prprio Centro de Reabili- 120 mil para estruturar a Cen-Sociais OSs. Citando o tao. E, ainda que o nmero tral de Transplantes. Segundoprprio CRER como modelo de pacientes seja crescente, Luciano Leo, a proximidadede eficincia no atendimento, o hospital amplia seu campo com o aeroporto Santa Geno-Marconi lembrou que a trans- de atuao, ganhando novas veva representa um expressi-ferncia do gerenciamento atribuies, como declarou vo ganho para a unidade, umahospitalar pblico ganhou a o superintendente executi- vez que todo o processo desimpatia de governos de to- vo, Srgio Daher, aceitando transplante exige acesso rpi-das as tendncias e ideolo- novos desafios. A Central do na busca e envio de rgosgias polticas pela eficincia de Transplantes um desses e tecidos. A tendncia me-apresentada. O governador grandes desafios. Denomi- lhorar o gerenciamento doscitou a incoerncia no discur- nada Central de Notificao, transplantes em Gois, a par-so crtico da oposio quan- Distribuio e Captao de tir de agora, abrindo caminhodo as OSs so colocadas na rgos do Estado de Gois, para que o CRER d aindalinha de frente do debate da ela funcionava no Hospital mais amplitude Central desade pblica. um debate Geral de Goinia HGG. A Transplantes, observou Leo.burro. O que importa que o transferncia para o CRER, A unidade j trabalha na via-servio seja de qualidade e, na viso do coordenador bilizao de um Banco deprincipalmente, gratuito. E da Central de Transplantes, Multitecidos. Uma carta de justamente por isso que as Luciano Leo, tem, dentre intenes foi enviada coor-unidades administradas por outras vantagens, a possibili- denao do Sistema NacionalOSs tm hoje mais de 90% dade de a unidade operar em de Transplantes para passar </li> <li> 4. Com diversos atrativos o Pesca Esportiva do Camargo tem atrado cada vez pesca-dores, turistas, visitantes e at crianas que tem praticado a pesca esportiva. O local dotado de uma beleza natural e diferenciada. O verde toma conta das paisagens tornandoo ambiente arborizado e totalmente coeso com a natureza. No carnaval o local aglome-rou centenas de pessoas todas se divertiram, pescaram e puderam desfrutar do que h demelhor na natureza. A fauna e flora so totalmente preservadas o que proporciona umambiente plenamente natural e saudvel. O Pesca Esportiva do Camargo tem atendimentodiferenciado, comida caseira feita no fogo lenha, diversas variedades de pores, reascom churrasqueiras para reserva de churrascos particulares, enfim diversas alternativas delazer. No se esquecendo das crianas, Camargo tambm instalou um parque infantil commonitoras capacitadas para garantir a segurana das crianas enquanto os pais de divertem.No Camargo assim entretenimento e lazer ao alcance de todos. Se voc ainda no conhe-ce venha conhecer Setor Manses das guas dvidas ligue (64) 3455 2220/92488812 seuespao junto a natureza. </li> <li> 5. Segunda edio do Gabinete nos Bairros Vereador Claudio Costa e Dr. Fernando Dr. Luciano e enfermeira Rogeriana Tcnico em enfermagem Diovane Neves atendendo a comunidade Visando diminuir a dis- Engenheiro, Marim Pires, infelizmente na maioria das as 19:00 horas facilitando vez mais as solues satisfa-tncia entre a comunidade e Silio Junqueira, Sirlande vezes os eleitores criticam assim a participao da po- trias. Agradeo a todos queo poder pblico o vereador Marceneiro, Wanderson Nu- em poca de eleio, mais pulao. O povo tem vez participaram e em especial aClaudio Costa Claudinho, nes Dos Santos, e o anfitrio no participam das aes e voz, temos que nos unir, minha esposa Rogeriana porentrou com um projeto na Claudio Costa Clau...</li></ul>