tribuna 74

Download Tribuna 74

Post on 19-Feb-2016

232 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal Tribuna do Pará

TRANSCRIPT

  • A CIDADE EsportE sEgurAnA FLAsH

    Belm12 a 18 de fevereiro de 2011

    Ano I - Edio 74

    Destaque

    Deputado estadual mais votado da atual legislatu-ra, o ex-prefeito de Belm Edmilson Rodrigues fala das suas metas e deixa em aberto uma nova candida-tura a prefeito. Pgina 7.

    eDmilson DPrioriDaDePara eDucao

    Operao da Polcia Militar j fiscalizou 300 casas noturnas e fechou 90 bares. E a PM j est preparando nova investida.

    poLCIA vAIFIsCALIzAr Com rIgorA LEI sECA

    pgInA 9

    Informe Epidemiolgi-co divulgado nesta semana pela Secretaria Estadual de Sade aponta que o Par j registrou 3.269 casos de dengue de 1 de janeiro a

    9 de fevereiro deste ano. S em Belm foram 478 registros da doena, onde tambm se confirmou o pri-meiro caso de dengue tipo 4, o segundo do Estado.

    pAr j tEm3.269 CAsosDE DEnguEnEstE Ano

    pgInA 5 AgEntEs DA vIgILnCIA sAnItrIA trABALHAm no ComBAtE Ao mosQuIto trAnsmIssor DA DEnguE

    xxLEO EPAPO

    DUELAM

    esPorte,1

    Alan Fonteles conquistou a medalha de bronze no Mun-dial Paraolmpico de Atletis-mo, na categoria amputados.

    pArAEnsE ExEmpLo DE vItrIA noAtLEtIsmo

    EsportE, 4

    mArIAnA rIos no

    tEm pApAsnA LnguA

    flash, 16.

    lucia

    na

    go

    n

    alves

    luci

    an

    a g

    on

    a

    lves

    foto

    s: l

    uci

    an

    a g

    on

    a

    lves

    ag

    encia

    com

    us

    A Escola de Samba Piratas da Batucada aposta no enredo inspirado na Praa Waldemar Henrique para ser campe. No barraco da agremiao, os ltimos preparativos para o desfile oficial. flash,11.

    pIrAtAsDA BAtuCADAtrABALHApELo ttuLo

    lucia

    na

    go

    n

    alves

  • A C I D A D E 2 Belm, 12 a 18 de fevereiro de 2011

    A Companhia de Transportes do Municpio de Belm (CTBel) iniciou o cadastramento do trans-porte escolar 2011. Na Compa-nhia h registro de 105 veculos na atividade do transporte esco-lar, mas somente 41 esto com

    cadastro atualizado. Quem ainda no atualizou o seu cadastro, tem 48 horas aps o recebimento da notificao para procurar a sede da CTBel (av. Bernardo Sayo, 2072, Jurunas), das 7h30 s 13h30, de segunda a sexta-feira.

    ctbel caDastra otransPorte escolar

    obrigatrio

    A Rua da Mata, no bairro da Marambaia, foi alvo de uma ao integrada, na quarta-feira (9), en-tre as secretarias municipais de Urbanismo (Seurb), Economia (Secon), Saneameto (Sesan) e Meio

    ambiente (Semma), com apoio da Guarda Municipal de Belm (GBM) e Companhia de Transportes de Belm (Ctbel). Ocupado h muitos anos por barracas e traillers, alguns abandonados, a via pblica passou

    por uma ao de limpeza, poda de rvores e demolio de construo irregular. De acordo com o secret-rio de Economia, Joo Amaral, esta apenas a primeira etapa de uma srie de aes no local.

    oPerao Da Pmb libera canteiro Da rua Da mata

    marambaia

    na reDao

    FALAprEsIDEntEa moDa a virose

    Mais famosa do que as celebridades, a virose est em pri-meiro lugar na parada do sucesso e na boca de todos os mdicos de Belm. Em meio a um possvel surto de dengue tipo 4, alguns doutores parecerem esquecer que existem outros tipos de doenas com os sintomas parecidos da famosa do momento. Dor no corpo, febre e dor de cabea no tm apenas um diagnstico. Mas agora tudo virose. Por que a moda a virose?

    Durante a madrugada do ltimo dia 10 de fevereiro, dei entra-da no hospital da Unimed da Doca de Souza Franco com minha madrinha, uma senhora de 60 anos. Mal chegamos ao local e o diagnstico foi eficiente. A atendente disse: ela est com a virose, est dando muito por a. Ao passarmos pela enfermaria, recebe-mos a mesma suposio de uma enfermeira que a viu, Vixi mana, virose!. E, finalmente, quando fomos atendidas, aps uma hora de espera, a doutora, com o seu jaleco branco e sua pose de clnica mdica infalvel, repetiu as mesmas palavras da atendente e da enfermeira, que j estvamos cansadas de escutar, virose. A mdica tambm no providenciou nenhum exame de sangue e nem ao menos examinou a paciente.

    Senhoras e senhores, de que vale cinco anos dentro de uma universidade e um diploma de mdico, se qualquer doena com os mesmos sintomas, que, na verdade, podem ser inmeras patologias, logo diagnosticada como virose? Se for sempre assim, eu no per-derei mais meu tempo nem o meu dinheiro indo Unimed.

    hAnnA rEIsbelm

    concorrncia a receitaDepois de inmeras tentativas de cancelar uma linha telefnica

    da Oi... (seu trouxa!), j que o servio no feito pessoalmente nas lojas da operadora, apenas por meio do famigerado atendimento telefnico, que fica repassando de um lado para o outro at a liga-o cair, consegui finalmente - se no ainda cancelar a linha - pelo menos instalar outro servio de internet da concorrente.

    s nessas horas que damos vida aos compndios de economia que estudamos na faculdade, quando aprendemos sobre cartel, que sentimos na pele o que o domnio de apenas uma empresa num determinado ramo, em que o consumidor fica totalmente merc de preos e servios. Nesse caso especfico, por um preo mais vantajoso e um servio - pelo menos por enquanto - de melhor qualidade, posso ao menos atualizar a leitura de e-mails.

    LzAro cArdosobelm

    cartasDoleitor

    trIBunADopArA@gmAIL.Com

    As chuvas chegaram e, com elas, doenas endmicas como a dengue, que registraram mais de trs mil casos desde o incio do ano, em Belm. Mas por que tantos ca-sos quando j se sabe que a doena ataca justamente nesta poca?

    A Prefeitura de Belm, e agora com o apoio da Fundao Nacio-nal de Sade, vem fazendo uma ampla campanha de conscienti-zao da populao para prevenir a doena. De certo que a iniciati-va louvvel, mas muito mais do que isso necessrio para evitar que vidas sejam ceifadas.

    Na verdade, preciso quase que um trabalho educativo per-manente que extrapola as esferas

    de governo, que deve penetrar nas escolas e nos lares, um trabalho realmente de vigilncia sanitria no sentido strictu da palavra.

    O Poder Pblico, nas ocasies em que a doena se manifesta, geralmente faz a sua parte, mas o que se esquece que, tal qual na educao, o trabalho de base que faz a diferena. E, para isso, preciso o envolvimento de uma srie de atores nesse empreendi-mento, a comear pela educao familiar, pelos bons hbitos, co-mo por exemplo: no jogar lixo na rua, respeitar pai e me, lavar as mos antes das refeies, enfim, coisas que os antigos pregavam e que hoje revelam-se mais mo-

    dernas do que nunca. somente por meio de um trabalho de base, de conscientizao social, desde a infncia, numa mudana radical de cultura, que se poder evitar a proliferao no somente da den-gue, mas de doenas como a lep-tospirose e outras que decorrem das ms condies sanitrias em que vive a maior parte da popula-o carente.

    Que o Poder Pblico deve fazer a sua parte - e certamente vem fazendo - no se tem dvida, da mesma forma que muito mais ainda h por fazer, mas cada um de ns que deve fazer por si e pelo prximo, na medida em que preserve a sua prpria vida.

    o pApEL DE CADA um nAprEsErvAo DA vIDA...

    Tribuna do Par uma publicao semanal

    editado por SGP Comunicaes e Servios ltda.

    CNPJ: 10955840/0001 - 61

    diretor Geral: Gustavo bento

    Edio: Clo Soares

    Gerente comercial: Rubia Campos (91) 8218 2003

    comercial.tribunadopara@gmail.com

    Endereo: Trav. lomas Valentina, n 1502 marco CeP:

    66.087-440

    Fale com a gente: (91) 3276 2308

    E-mail da redao: tribunadopara@gmail.com

    Twitter: www.twitter.com/tribunapara

    Blog: www.tribuna-do-para.blogspot.com

    Fotos: luciana Gonalves

    ciDaDeemfoco - httP://www.flickr.com/Photos/fernanDosette/

  • A C I D A D E 3Belm, 12 a 18 de fevereiro de 2011

    A escola So Francisco Xavier, localizada em Abaetetuba, conve-niada com a Secretaria de Estado de Educao (Seduc) comemora a aprovao de 177 alunos em instituies pblicas e privadas

    de ensino superior e cursos tcni-cos. Vrios alunos se destacaram ocupando os primeiros lugares em diferentes universidades e em cursos concorridos como os de Medicina e Direito. Para a direo

    da escola, a aprovao em massa fruto de um trabalho diferencia-do e da incluso de projetos ino-vadores na rea de gesto escolar, projetos estes, que levam a escola a ganhar reconhecimento.

    escola De abaetetuba festeja a aProvao De 177 alunos

    vestibulares

    Foi encerrado no ltimo dia 8 o terceiro perodo de defeso do caranguejo-u, regulamentado pela Instruo Normativa 001/11 da Secretaria de Estado de Pesca e Aquicultura (Sepaq). Do dia 9 at o prximo dia 18 volta a ser

    permitida a captura, transporte, beneficiamento, industrializao, armazenamento e comercializa-o do crustceo vivo ou em par-tes isoladas. Ainda faltam trs fases de proibio: 19 a 24 deste ms, 5 a 10 e 20 a 25 de maro.

    Defeso susPenso at o Prximo Dia 18

    caranguejo

    FALAprEsIDEntE recursos

    O secretrio de sade de Belm, Srgio Pi-mentel, j adiantou que este ano vai aumentar a cobrana sobre a bancada federal estadual do Par. Ele diz que agora que os polticos toma-ram posse, precisam se mexer com urgncia para corrigir as distores do oramento na sade, em especial para cobrar investimentos do governo do Estado na sade de Belm, tanto em ateno bsica quanto em mdia e alta com-plexidades, o que no vem ocorrendo.

    DesculPaPimentel afirma que, por ser a capital, Be-

    lm concentra os especialistas e servios de alta complexidade, mas ele diz que no cola mais a atitude do governo estadual de achar que apenas bancar seus prprios hospitais investir em sade. Ele garante que h muitos outros procedimentos na rede que o municpio de Belm banca sozinho, como cooperativas de anestesistas e neurologistas, mas que so usa-dos por pacientes do Estado inteiro.