tribuna 56

Download Tribuna 56

Post on 11-Mar-2016

290 views

Category:

Documents

44 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal Tribuna do Pará

TRANSCRIPT

  • foto

    : ale

    ssan

    dra

    ser

    ro

    A CIDADE EsportE sEgurAnA FLAsH

    Me, olhai por ns!

    Belm9 a 15 de outubro de 2010

    Ano I - Edio 56

  • A C I D A D E belm, 9 a 15 de outubro de 010 A C I D A D E belm, 9 a 15 de outubro de 010

    A Paratur (Companhia Para-ense de Turismo) d incio ao de receptivo aos turistas que che-gam por terra para as festivida-des do Crio de Nazar. Desde s 8h da ltima quarta-feira (6) at s 14h de sbado (9), na vspera

    do Crio de Nazar, o turista que desembarca no Terminal Rodo-virio de Belm recepcionado com carimb e recebe lembran-as da cidade como sachs per-fumados, fitinhas e cartazes da imagem de Nossa Senhora.

    paratur recepcionaturistas no terminal

    nibus

    A Universidade do Estado do Par (UEPA) prorrogou at o dia 13 as inscries para o processo seletivo 2011. As inscries ao Pro-grama de Ingresso Seriado (Prise) e ao Processo Seletivo (Prosel)

    podem ser feitas no site da Uepa (www.uepa.br), e a inscrio pode ser paga at o dia 14. O valor da ta-xa R$ 60 para o Prosel e R$ 35 para o Prise. A coordenadora dos Processos Seletivos 2011 da Uepa,

    Ionara Antunes Terra, disse que a deciso de prorrogar as inscries foi tomada pela Comisso Perma-nente de Acesso do Ensino Supe-rior (Copaes), que levou em conta a greve dos bancos.

    uepa prorroga inscriesao processo seletivo 2011

    vestibular

    Tribuna do Par uma publicao semanalEditado por SGP Comunicaes e Servios Ltda.CNPJ: 10955840/0001 - 61

    Diretor Geral: Gustavo BentoDiretor Administrativo: Leandro RochaEdio: Clo Soares e Micheline Ferreira

    Endereo: Trav. Lomas Valentina, n 1502 Marco CEP: 66.087-440Fale com a gente: (91) 3276 2308Comercial: (91) 8218 2003E-mail da Redao: tribunadopara@gmail.comBlog: www.tribuna-do-para.blogspot.comTwitter: www.twitter.com/tribunapara

    Fotos: Alessandra SerroDiagramao: Arthur Costa

    Tiragem auditada por:

    na redao

    Vamos ter segundo turno em nveis nacional e local. Mais 30 dias de campanha eleitoral para que o eleitor decida os rumos do Pas. Dilma ou Serra? Ana Jlia ou Jatene? Independentemente de quem forem os escolhidos, a espe-rana que faam bons governos, revelia de partidos e coligaes - no que os fins justifiquem os meios - mas que o interesse pbli-co seja a bssola-guia de governos empreendedores, aqueles facil-mente reconhecidos e percebidos pela populao como tal, e por ela recompensados. Afinal, o que bom deve continuar.

    Se o instituto da reeleio bom ou no para o Pas, em fun-

    o da utilizao macia e inde-vida da mquina pblica, outra questo. O que se pe na mesa, antes de tudo, so os benefcios que a populao pode auferir dos seus governantes, que no tomem medidas em benefcio de uma minoria, que no desviem o olhar na direo oposta ao clamor popular; que no penalizem ainda mais esse povo sofrido com taxa-es e impostos que escorcham trabalhadores e aumentam infini-tamente os lucros de quem j no precisa de mais para bem viver.

    So princpios simples, claros e cristalinos, como diria Descartes, que norteiam a verdade. Esta, sim, indubitvel diante de argumentos

    irrefutveis. Que tal qual o filsofo francs, a populao possa passar no crivo dessa verdade os seus can-didatos e escolher aqueles sobre os quais possa razoavelmente afir-mar: penso, acredito, logo voto.

    E se alguma dvida ainda persistir ao longo do caminho das urnas, que suspenda o juzo e refaa o caminho com novos cri-trios para no se omitir diante da maioria.

    A deciso do eleitor deve ser di-recionada pela certeza e confiana que tem no candidato para no se arrepender depois. A hora essa, pois nos prximos 30 dias que vo se definir os rumos dos prxi-mos quatro anos.

    A CErtEzA DIAntE DAs urnAs.pEnso, ACrEDIto, Logo voto...

    FALAprEsIDEntEeu preFiro a Florentina

    Vocs sabem o que faz um deputado federal?, pergunta o palhao Tiririca - talvez uma corruptela de Ti-titica. Nem ele nem a maioria da populao brasileira sabe. Talvez da venha a macia votao que o palhao-deputado (ou quem sabe futuramente deputado-palha-o?) teve nesta eleio, ao zombar do eleitor e dos prprios polticos, personagens de comdias, como anes de oramentos, mensaleiros, sanguessugas, enfim.

    Agora, eleito Tiririca, a pergunta : o que ele vai fazer, de fato? Vai dizer populao o que realmente faz um deputado federal? Ter essa coragem? At l, no entanto, o palhao-deputado ainda ter que pro-var que pelo menos sabe ler e escrever, condio sine qua non para o exerccio do mandato.

    Como o riso e a palhaada no exigem diploma, Tiririca tem gran-des chances de prosperar na Cmara Federal. Afinal de contas, assim como tantos outros antes dele eleitos com votao expressiva para pu-xar candidatos-sem voto, ele j cumpriu o seu propsito. Prova que o prprio eleitor no leva a srio o seu parlamento, confundindo-o talvez com um circo. No toa que Tiririca foi eleito com 1,3 milho de votos.

    A questo : ter sido a eleio de Tiririca um voto de protesto contra o Legislativo brasileiro, portanto uma deciso inteligente ao contrapor a seriedade legislativa com a palhaada cincense? Ou ser mero reflexo do despreparo de eleitores imagem e semelhana do candidato? Seja l qual for a resposta, o recado est dado: preciso fazer a reforma poltica com urgncia. Do contrrio, o parlamento corre o risco de realmente se transformar num circo, no somente com tiriricas, mas com florentinas e todo tipo de personagens que fazem rir - obviamente, alm dos verdadeiros protagonistas do espe-tculo. Que pena!

    JOO DE DEUSBELM

    pane geral na redeA internet se foi e os telefones ficaram mudos. Pane geral na Oi. Foi

    assim na semana passada, com o rompimento de cabos de fibra tica da companhia que causaram prejuzos incontveis a diversas empre-sas. O Procon orienta o consumidor que se considerar prejudicado a entrar na Justia e pedir indenizao. Mas todo o trmite burocrtico at o final da processo vai compensar e repor os prejuzos causados?

    Enquanto isso, por fora da tecnologia moderna, ficamos merc das grandes empresas que, justificadamente ou no, nos deixam na mo. A esperana que os rgos de regulao, como a Anatel, este-jam de olhos abertos a essas operadoras.

    RUBEnS SIlvEIRABELM

    cartasdoleitor

    trIbunADopArA@gmAIL.Com

    proCIssEssomAm CErCA DE 7 HorAs

    O clima do Crio de Nazar toma conta de Belm no ms de outubro, e embora a grande pro-cisso seja no segundo domingo de outubro, durante as principais romarias a imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazar per-correr quase 130 km em cerca de 37 horas de procisses, segun-do as estimativas divulgadas pe-la Diretoria da Festa de Nazar, com base em clculos do Dieese do Par. Este ano a festa ter 11 romarias oficiais com a partici-pao de aproximadamente 2,1 milhes de romeiros, e ter frente o novo Ar-cebispo Metropo-litano de Belm, Dom Alberto Ta-veira Corra.

    Entre as 11 romarias oficiais do Crio de Na-zar 2010, a mais longa o trasla-do da imagem, que ocorreu na sexta-feira, 8, saindo da Baslica de Nazar at a Igreja Matriz de Ananindeua, com mais de 55 quilmetros, percorridos em cerca de 12 horas. O traslado para Ananindeua teve incio s 9 horas, com missa na Baslica Santurio de Nazar.

    A Romaria Rodoviria acon-tece neste sbado, dia 9, e conta com a participao de aproxima-

    damente 200 mil pessoas, com incio s 5h30, na Igreja Matriz de Ananindeua, com destino a Icoaraci. O trmino est previsto para as 8h. A sequncia acontece na Romaria Fluvial que tambm acontece no dia 9, com inicio s 9h e sada do Trapiche de Icoara-ci, com retorno s 11h30.

    O sbado, 9, tambm a noite da Trasladao, com inicio s 18h, no Colgio Gentil Bittencourt e previso de trmino s 23h, na Catedral da S. No dia 10 aconte-ce a procisso do Crio de Nazar, que ter incio s 7h, na Catedral

    da S com destino Praa Santurio. O trmino do per-curso est previsto para as 13h.

    O arcebispo de Belm, D. Alberto Taveira, est pe-la primeira vez frente do Crio de

    Nazar e diz estar muito feliz com o crescimento das romarias. D. Alberto afirma que a celebra-o de Nossa Senhora de Nazar foi abenoada pelo Papa Bento XVI. Eu levei a ele a alegria de uma das maiores celebraes religiosas catlicas do mundo, e o Papa se alegrou muito, pedin-do que eu transmitisse a todos a beno para o Crio de 2010, revelou o arcebispo.

    nAs 11 romArIAs oFICIAIs Do CrIo, FIIs vo pErCorrEr 10 km

    A Prefeitura de Belm assinou um convnio de subveno social com as obras sociais da Parquia de Nazar, garantindo repasse de R$ 330 mil para o Crio 2010. Na solenidade tambm foi fecha-

    da parceria para a realizao da exposio de mantos e cartazes do Crio no Espao Municipal Ci-nema Olympia, em 2011, evento que marcar o incio das come-moraes do centenrio da sala

    de cinema. Segundo o presidente da Fumbel, Francileno Mendes, o auxilio financeiro da PMB uma maneira de demonstrar a valori-zao das festividades nazarenas pelo poder pblico.

    preFeitura Faz repasse derecursos para crio 2010

    parceria

    A venda de bebida alcolica, mesmo em lata, continua proibi-da no trajeto do Crio de Nazar. Desde o ano passado a Secretaria Municipal de Economia (Secon) vem atuando no combate a essa prtica na festividade da padroeira

    dos paraenses. Este ano, cerca de 60 fiscais vo atuar em regime de planto nos 15 dias da quadra na-zarena, nos trs turnos - manh, tarde e noite , especialmente no en-torno da Baslica de Nazar e nas ruas que fazem parte do trajeto.

    secon probe venda debebida nas romarias

    sem lcool

    FALAprEsIDEntEreunioO prefeito de Belm, Duciomar Costa, vai reunir a bancada do PTB na Assem-bleia Legislativa e os candidatos que conseguiram se eleger para os Poderes Legislativo Estadual e Federal no pleito deste ano. Quer conversar sobre o apoio do partido no segundo turno. Encontro deve ocorrer depois do Crio de Nazar.