tres mestres

Download Tres Mestres

Post on 02-Mar-2018

219 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 7/26/2019 Tres Mestres

    1/161

    Colaborao

    www.fuirperene.comFluir Perene

    Sempre os professores, de forma positiva ou negativa, marcam os

    alunos. Trabalham com almas e matria sensvel, no manobram ou

    manipulam coisas. E nem sempre temos, ou queremos ter conscincia

    disso. Quantas vezes um Mestre determina a carreira de uma criana

    ou de um jovem estudante mesmo que nem um nem outro se d

    conta ou de incio se aperceba de tal. Mas a inuncia fcou inscrita

    a letras indelveis e foi lentamente laborando e tecendo a sua teia. A

    marca para sempre fcou impressa na alma tenra e moldvel de quem

    comea a viver; assinalou o momento em que se d os primeiros passos

    na investigao ou se busca o rumo para uma carreira.

    Trs Mestress Trs Lies Trs Caminhosevoca Amrico da Costa

    Ramalho, Walter de Sousa Medeiros e Maria Helena da Rocha

    Pereira trs professores e investigadores que, no mester da sua

    Profsso, honraram a Universidade e a cidade, marcaram muitos

    alunos, abriram novos caminhos nos estudos com trs novas linhas

    de investigao, contriburam para a renovao e divulgao dos

    estudos Clssicos.

    JOSRIBEIROFERREIRAANLISEDAOBRADEA. COSTARAMALHO

    DEJORGEA. OSRIO

    Fluir PereneColeco

    TRSM

    ESTRESTRSLIOESTRSCAMINHOS

    oleco Fluir Pereneolumes j publicados

    . 1Jos Ribeiro Ferreira,Mitos das OrigensRios e Razes(2008).

    . 2Rodolfo Pais Nunes Lopes, Batracomio-aquia: a Guerra das Rs e dos Ratos(2008).

    . 3Carlos A. Martins de Jesus, A Flauta eLira: Estudos sobre Poesia Grega e Papirologia 008).

    . 4 Jos Ribeiro Ferreira, Os Sons e oslncios A Memria, a Culpa, a Valsa(2008).

    . 5 Jos Ribeiro Ferreira, Labirinto einotauro - Mito de Ontem e de Hoje(2008).

    . 6Jos Ribeiro Ferreira, Atenta Antena - Aoesia de Sophia e o Fascnio da Grcia(2008).

    . 7Rui Morais, A Coleco de Lucernasomanas do Norte de frica no Museu D.iogo de Sousa(2008).

    . 8Armando Nascimento Rosa, Antgonaelada(2008).

    . 9Jos Ribeiro Ferreira, Rui Morais, A

    usca da Beleza: Vol. 1- Arquitectura Grega 008).

    . 10Jos Jorge Letria, Os Lugares Cativos009).

    . 11 Jos Ribeiro Ferreira, Trs Mestresrs Lies Trs Caminhos(2009).

    brevemente

    . 12 Carlos A. Martins de Jesus,nacreontea. Poemas maneira de Anacreonteilingue) (2009).

    Trsmestres

    lies

    caminhos

    Associao Portuguesa de

    Estudos Clssicos (APEC)

    O FUTURO DO ROTARY

    ESTEM SUAS MOS

    Rotary Club de Coimbra

    ROTARY CLUB DE COIMBRA

    O F UT URO DO ROT ARY

    EST EM SUAS MOS

    JOSRIBEIROF

    ERREIRA

  • 7/26/2019 Tres Mestres

    2/161

  • 7/26/2019 Tres Mestres

    3/161

    Nos sessenta anos do Instituto de Estudos Clssicos

  • 7/26/2019 Tres Mestres

    4/161

  • 7/26/2019 Tres Mestres

    5/161

    A:Jos Ribeiro FerreiraT:Trs mestres, trs lies, trs caminhos

    E:Jos Ribeiro FerreiraE:1 / 2009D G:Fluir Perene

    Tiragem: 100 exemplares

    I:Simes & Linhares, Lda.

    Av. Fernando Namora, n. 83 - Loja 43000 Coimbra

    ISBN:D L:

  • 7/26/2019 Tres Mestres

    6/161

    Trs Mestres trs Lies trs Caminhos

    5

    No Palcio de S. Marcos.

  • 7/26/2019 Tres Mestres

    7/161

    Jos Ribeiro Ferreira

    6

  • 7/26/2019 Tres Mestres

    8/161

    Trs Mestres trs Lies trs Caminhos

    7

    NDICE

    Prefcio 7Amrico da Costa Ramalho: o Mestre

    que vejo no espelho dos outros 15A formao acadmica 19

    O professor e o investigador 21Perl acadmico e universitrio 23O estudioso e especialista do Humanismo 25porJorge Osrio 31

    Walter de Medeiros: O Mestre, a voze a postura 55

    A voz e a postura 57

    Formao acadmicaO investigador e o tradutorO gosto da viagemO Professor e o culto da palavraE a voz em ondas se propaga

    Maria Helena da Rocha Pereira:O paradigma perdura

    A formao acadmicaA investigadora e a obra cientca

    1- As culturas e literaturas clssicas2- A recepo da cultura greco-romana3- Estudos sobre latim e cultura medievais4- As tradues e os trabalhos didcticos

    O perl acadmico e universitrio

    O paradigma perdura

  • 7/26/2019 Tres Mestres

    9/161

    Jos Ribeiro Ferreira

    8

  • 7/26/2019 Tres Mestres

    10/161

    Trs Mestres trs Lies trs Caminhos

    9

    Prefcio

    Sempre os professores, de forma positiva ou negativa, marcam

    os alunos. Trabalham com almas e matria sensvel, no manobram oumanipulam coisas. E nem sempre temos, ou queremos ter conscinciadisso. Quantas vezes um Mestre determina a carreira de uma criana oude um jovem estudante mesmo que nem um nem outro se d contaou de incio se aperceba de tal. Mas a inuncia cou inscrita a letrasindelveis e foi lentamente laborando e tecendo a sua teia. A marca parasempre cou impressa na alma tenra e moldvel de quem comea a

    viver; assinalou o momento em que se d os primeiros passos na inves-tigao ou se busca o rumo para uma carreira.

    Lembro-me dos jantares do Grupo de Filologia Clssica, em queparticipavam os Professores e quase todos os alunos. Nesses meus tem-pos de estudante e primeiros de Assistente, sempre se realizavam no Ni-cola, numa sala que tinam no terceiro andar, acolhedora e familiar. Oconvvio com os Mestres era amigvel e quebravam-se muitas barreiras.

    Jantar no Nicola de Professores e alunos de Filologia Clssica (1972/73).

  • 7/26/2019 Tres Mestres

    11/161

    Jos Ribeiro Ferreira

    10

    Na origem do opsculo Trs Mestres Trs Lies Trs Cami-nhosesto precisamente trs professores que, na Faculdade de Letrasda Universidade de Coimbra, exerceram papel de grande relevo, at

    determinante, e me marcaram afectiva ou prossionalmente. E apare-cem referidos e evocados por ordem cronolgica do seu nascimento:Amrico da Costa Ramalho (1921), Walter de Sousa Medeiros (1922) eMaria Helena da Rocha Pereira (1925).

    evidente que outros e tantos foram os Professores insignes adarem renome e glria Faculdade de Letras, que no apenas Amri-co da Costa Ramalho, Walter de Medeiros e Maria Helena da Rocha

    Pereira deixaram reexos afectivos e luminosos nos meus passos deestudante e depois de novel Assistente, quer de Estudos Clssicos (oude Filologia Clssica, como ento se chamava o curso), quer de outrasreas: em especial professores de Filologia Romnica, de Histria, deFilosoa. Focos de irradiao que no cessam de quando em quando deme lanar luz e clareza sobre as sombras que sempre surgem na carreiraacadmica.

    Curso de Frias de Vero de 1972. Na 1 fila vrios Professores da Faculdade de Letras.

  • 7/26/2019 Tres Mestres

    12/161

    Trs Mestres trs Lies trs Caminhos

    11

    No ocasio azada para referir aqui os seus nomes, nem se jus-tica. Seja-me, contudo, permitido lembrar um Professor, que depoisme deu a honra de ser seu amigo e que no sintam descriminao

    os muitos outros, por carem na sombra, resguardados no recato daminha memria.

    Carlos Alberto Louro Fonseca a Caminha de Hydra

    Rero-me a Carlos Alberto Louro da Fonseca que, meu Profes-sor de Lngua Grega, de Lngua Latina e de Lingustica Grega nos pri-

    meiros anos de Faculdade, com ele muito grego aprendi: percebi, porexemplo, a perfeita lgica da acentuao no Grego antigo que porvezes at parece irreal por excesso de lgica e senti gosto pela Lin-gustica Grega, deliciando-me em seguir a complexa teia indo-europeiade relaes e derivaes etimolgicas. Entendi que h palavras que seligam umas com as outras e nos levam por teia de relaes etimolgicasque de incio nem sequer imaginvamos.

  • 7/26/2019 Tres Mestres

    13/161

    Jos Ribeiro Ferreira

    12

    Walter de Medeiros e Louro Fonseca na Plaka de Atenas (1971)

    Avoco aqui um episdio que ocorreu na aula de Lngua Grega

    I do primeiro ano do meu curso, mas se no passou directamentecomigo. Louro Fonseca dera um teste, quase no incio do ano, comoque a aferir dos nossos conhecimentos colhidos nos anos de Liceu.No momento da publicao dos resultados, uma colega minha quetrazia mdia elevada do Ensino Secundrio e sempre obtivera notasaltas em Grego e que at comentara ter-lhe corrido muito bem essaprimeira prova de Lngua Grega na Faculdade descobrira, incrdu-

    la, que a sua nota tinha densa gravidade e descera a nveis que nuncapensara. No recordo o peso exacto da queda nem a profundidadedo fosso, mas sei que era fundo. Ao comentar as classicaes, o Pro-fessor refere haver um ponto que o intrigara, porque, se no tivera amaioria dos acentos fora do lugar, estaria todo certo. Logo respondedo lugar essa colega, a medo, que deve ser o dela. Chamada a atenopara as regras de acentuao do Grego antigo, comenta com toda a

    ingenuidade, meio eivada de admirao: A acentuao grega tem

  • 7/26/2019 Tres Mestres

    14/161

    Trs Mestres trs Lies trs Caminhos

    13

    regras?!... O meu professor de Grego no Liceu dizia que os acentoseram colocados a olho!.

    De qualquer modo o abalo foi grande, suciente para essa co-

    lega pensar em desistir do Curso. Lembro-me mais velho que era ej com o servio militar cumprido de ter tentado dissuadi-la disso ede, em determinada altura, quase lhe ter proibido de o fazer. Acaboupor no materializar a inteno, graas a Deus. Terminou FilologiaClssica com distino, seguiu a carreira universitria, fez o Douto-ramento e as diversas provas acadmicas E hoje minha Colega eProfessora Catedrtica.

    Relembro as aulas de Louro Fonseca: vivas, sempre preparadascom o maior cuidado, tudo meticulosamente escrito no quadro negro,com aquela sua letra redonda e quase desenhada porque Carlos Al-

    berto Louro Fonseca era um artista do desenho, mesmo na graa daescrita, certa, segura, perfeita.

    Com aptido para as