treinamento pricing

Download Treinamento pricing

Post on 24-Jun-2015

971 views

Category:

Technology

3 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. Treinamento interno SD Pricing

2. Treinamento Interno SD - PricingParte I Conceitos 3. Conceitos Determinao do Preo O termo determinao do preo usado de forma ampla para descrever o clculo de preos (para uso externo pelos clientes ou fornecedores) e custos (para finalidades internas, tal como contabilidade de custos). As condies representam um conjunto de circunstncias que se aplicam quando um preo calculado. Por exemplo, determinado cliente pede uma quantidade especfica de um produto em determinado dia. Os fatores variveis nesse caso - o cliente, o produto, a quantidade pedida e a data - determinam o preo final que o cliente obtm. As informaes sobre cada um desses fatores podem ser gravadas no sistema como dados mestre. Esses dados mestre so gravados na forma de registros de condio.Tcnica de condies na determinao do preo A tcnica de condies refere-se ao mtodo pelo qual o sistema determina os preos com base nas informaes gravadas em registros de condio. Em Vendas e distribuio, os vrios elementos utilizados na tcnica de condies so configurados e controlados no Customizing. Durante o processamento de ordem, o sistema utiliza esta tcnica de condies para definir vrias informaes importantes de determinao do preo. Por exemplo, o sistema determina automaticamente o preo bruto que deve ser cobrado do cliente, alm das dedues e suplementos relevantes, com base nas condies que se aplicam. 4. Conceitos A figura a seguir mostra como a tcnica de condies funciona em background para produzir as informaes sobre determinao do preo. O diagrama mostra como os vrios elementos da tcnica de condies funcionam juntos. 1. O sistema determina o esquema de clculo de acordo com as informaes definidas no tipo de documento de vendas e no registro mestre de cliente. 2. O esquema de clculo de preos define os tipos de condio vlidos e a seqncia em que aparecem na ordem do cliente. No exemplo, a partir do primeiro tipo de condio (PR00) no esquema de clculo, o sistema comea a pesquisa por um registro de condio vlido 3. Cada tipo de condio do esquema de clculo pode ter uma seqncia de acesso atribuda a ele. Nesse caso, o sistema utiliza a seqncia de acesso PR00. O sistema verifica os acessos at encontrar um registro de condio vlido. (Embora isso no possa ser visto no diagrama, cada acesso define uma tabela de condies especfica. A tabela fornece a chave com que o sistema pesquisa os registros). 5. Conceitos4. No exemplo, o primeiro acesso (a pesquisa de um preo de material especfico de cliente) no bem-sucedido. O sistema passa para o acesso seguinte e encontra um registro vlido.5. O sistema determina o preo de acordo com as informaes gravadas no registro de condio. Se existir uma escala de preos, o sistema calcula o preo adequado. No exemplo, o item de ordem do cliente pede 120 unidades do material. Ao utilizar o preo de escala que se aplica a quantidades de 100 unidades ou mais, o sistema determina um preo de US$ 99 por unidade 6. Treinamento Interno SD - PricingParte II Introduo tcnica de condies 7. Introduo tcnica de condies O sistema R/3 standard inclui elementos predefinidos para as atividades de determinao de preo de rotina. Por exemplo, o sistema standard inclui tipos de condio para elementos bsicos de preo, tais como preos de material, dedues de cliente e material, e suplementos, tais como frete e IVA. No caso de cada elemento, possvel utilizar ou modificar a verso standard ou criar definies totalmente novas para atender s necessidades empresariais do usurio. Em geral, a seqncia de atividades a seguinte: 1. Definio dos tipos de condio para cada elemento de preo (preos, dedues e suplementos) que ocorre nas transaes comerciais dirias; 2. Definio da tabela de condies que permite gravar e recuperar registros de condio para cada um dos diferentes tipos de condio; 3. Definio das seqncias de acesso que permitem ao sistema encontrar os registros de condio vlidos; 4. Agrupamento dos tipos de condio e elaborao da seqncia desses tipos num esquema de clculo 8. Introduo tcnica de condies Tipos de condio So representaes de determinados clculos ou determinaes de acordo com necessidades do usurio. possvel definir um tipo de condio especfico para cada tipo de preo, deduo ou sobretaxa ocorrido nas transaes comerciais. Pode-se, tambm, definir que determinadas condies sejam determinadas automaticamente e que outras sejam fornecidas manualmente ou, ainda, definir que as mesmas sero calculadas a partir de frmulas prprias.Exemplo : O usurio deseja que o sistema calcule um percentual de deduo com base nas quantidades solicitadas pelo cliente (por exemplo, uma deduo de 1% a partir de 100 unidades de venda). Tambm possvel determinar que o sistema calcule a deduo com base no peso total (bruto) da mercadoria sendo adquirida (por exemplo: uma deduo de US$ 0,20 por kg, a partir de cada 100 quilos adquiridos). Para se utilizar as duas possibilidades, preciso definir dois tipos diferentes de condio.. 9. Introduo tcnica de condies Tipos de condio Representao grfica do exemplo : Neste exemplo, duas dedues se aplicam ao item de ordem do cliente. A primeira deduo uma deduo percentual com base na quantidade pedida. A segunda deduo uma deduo fixa com base no peso total do item. Pode-se acumular as duas ou decidir pela mais vantajosa tanto para o cliente quanto para a empresa (excluso de condies). 10. Introduo tcnica de condies Tabelas de condies Definem a combinao de campos (as chaves) que identificam um registro de condio individual. Um registro de condio consiste na maneira como o sistema grava os dados de condio especficos entrados no sistema como registros de condio. Uma tabela criada a partir de uma lista de campos (catlogo) que parametrizvel, ou seja, pode-se inserir nas estruturas do catlogo de campos quaisquer campos que sejam necessrios para a determinao de preos. Note que nem todos os campos que podem ser selecionados contero valores no momento da determinao de preo. Veremos como driblar este problema em tpicos posteriores .Exemplo : Cada rea de vendas da empresa deseja ter uma lista de preos contendo os preos de todos os seus produtos, agrupados de maneira diferenciada. 11. Introduo tcnica de condies Tabelas de condies 12. Introduo tcnica de condies Sequncias de acesso uma estratgia de pesquisa que o sistema utiliza para encontrar dados vlidos para um determinado tipo de condio. Ela determina a seqncia em que o sistema pesquisa os dados. A seqncia de acesso composta de um ou mais acessos. A seqncia dos acessos estabelece quais registros de condio tm prioridade sobre os outros. Os acessos indicam ao sistema onde procurar em primeiro lugar, em segundo e assim por diante, at encontrar um registro de condio vlido. Pode-se orientar o sistema para que, quando se achar um registro de condio em uma tabela, que se interrompa a procura nas demais tabelas (exclusiva) ou exigir do mesmo que a pesquisa seja feita em todas. O usurio deve indicar uma seqncia de acesso para cada tipo de condio para o qual deseja criar registros de condio.Exemplo : Um departamento de vendas pode oferecer aos clientes diversos tipos de preos. O departamento pode criar, por exemplo, os seguintes registros de condio : Um preo bsico para um material Um preo especial especfico de cliente para o mesmo material Uma lista de preos para clientes importantes Durante o processamento da ordem o departamento deseja que seja pesquisado cada um dos possveis preos para o cliente, mas prevalecendo o preo acordado com o mesmo. 13. Introduo tcnica de condies Sequncias de acesso Exemplo :No momento da criao da sequncia de acesso posso determinar que a pesquisa seja interrompida quando se ache o registro em uma tabela mais especfica. Basta indicar pesquisa exclusiva na sequncia de acesso 14. Introduo tcnica de condies Esquema de clculo A principal funo de um esquema de clculo definir um grupo de tipos de condio que sero processados em uma seqncia determinada. O esquema de clculo tambm determina: Que subtotais so exibidos durante a determinao de preo At que ponto a determinao de preo pode ser processada manualmente Que mtodo o sistema utiliza para calcular os suplementos e dedues percentuais Os requisitos a que determinado tipo de condio deve atender para que o sistema considere a condioExemplo : Se um departamento de vendas processa ordens de vrios clientes estrangeiros, o departamento pode agrupar os clientes por pas ou regio. Em seguida, possvel definir um esquema de clculo para cada grupo de clientes. Cada esquema pode incluir tipos de condio que determinem, por exemplo, impostos especficos de um pas. No processamento de ordem, possvel indicar esquemas de clculo para clientes especficos e para tipos de documento de vendas. O sistema determina automaticamente o esquema a ser utilizado de acordo com estes parmetros. 15. Introduo tcnica de condies Esquema de clculo Exemplo Esquema cliente = 1 (Pessoa Jurid. Nacional)+Esquema docto = A (Venda normal)Esquema cliente = 2 (Pessoa Jurid. Exterior)+Esquema docto = A (Venda normal)Esquema clculo ZPP001Esquema clculo ZPP002Denominao : Vda. Normal Merc. InternoDenominao : Vda. Normal Merc. ExternoPR00PreoPR00PreoK004Descto materialK007Desconto clienteK007Desconto clienteZ001Enc. financeiroZ001Enc. financeiroZ002Frete 16. Introduo tcnica de condiesEsquema de funcionamento 17. Treinamento Interno SD - PricingParte III Excluso de condies 18. Excluso de condies Excluso de condies Na determinao de preo para documentos de venda e faturamento, possvel aplicar mais de um registro de condio a determinado item. possvel utilizar o processo de excluso de condies para comparar as condies possveis e determinar, por exemplo, o melhor preo para um cliente ou, ainda, na eventualidade de se existirem duas condies pr-determinadas ao mesmo tempo, que se mantenha apenas uma delas.Exemplo : Grupo de excluso Z001Grupo de excluso Z002Descontos material DescrioDescontos cliente DescrioTipo Con

Recommended

View more >