treinamento de capacitaÇÃo, manutenÇÃo e inspeÇÃo de mÁquinas e equipamentos nr-12 seguranÇa...

Download TREINAMENTO DE CAPACITAÇÃO, MANUTENÇÃO E INSPEÇÃO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS NR-12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS

Post on 07-Apr-2016

238 views

Category:

Documents

9 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Slide 1

TREINAMENTO DE CAPACITAO, MANUTENO E INSPEO DE MQUINAS E EQUIPAMENTOSNR-12 SEGURANA NO TRABALHO EM MQUINAS E EQUIPAMENTOSVDEO 1 - TEMPOS MODERNOS

REQUISITOS LEGALNR-12 SEGURANA NO TRABALHO EM MQUINAS E EQUIPAMENTOS Anexo II

NR-10 SEGURANA EM INSTALAES E SERVIOS EM ELETRICIDADE REQUISITOS NORMATIVOSNBR NM 272 Segurana de mquinas Protees Requisitos gerais para o projeto e construo de protees fixas e mveis;

NBR NM 273 Segurana de mquinas Dispositivos de intertravamento associados a protees Princpios para projeto e seleo;

NBR 13759 Segurana de mquinas Equipamentos de parada de emergncia Aspectos funcionais Princpios para projeto;REQUISITOS NORMATIVOSNBR NM-ISO 13852 Segurana de mquinas Distncias de segurana para impedir o acesso a zonas de perigo pelos membros superiores;

NBR NM-ISO 13853 Segurana de mquinas Distncias de segurana para impedir o acesso a zonas de perigo pelos membros inferiores;

NBR NM-ISO 13854 Segurana de mquinas Folgas mnimas para evitar esmagamento de partes do corpo humano;REQUISITOS NORMATIVOSNBR ISO 12100:2013 - Segurana de mquinas - Princpios gerais de projeto - Apreciao e reduo de riscos;

NBR 14152 Segurana de mquinas Dispositivos de comando bimanuais Aspectos funcionais e princpios para projeto;

NBR 14153 Segurana de mquinas Partes de sistemas de comando relacionadas segurana Princpios gerais para projeto;

NBR 14154 Segurana de mquinas Preveno de partida inesperada;REQUISITOS NORMATIVOSOSHA 3170-02R 2007 Safeguarding Equipment and Protecting Employees from Amputations;

OSHA 29 CFR 1910.215 Abrasive wheel machinery;

OSHA 29 CFR 1928.52 Guarding of farm field equipment, farmstead equipment, and cotton gins.DESCRIO E IDENTIFICAO DOS RISCOS Devemos trabalhar na identificao e reduo dos riscos levando em considerao

CICLO DE VIDA DA SEGURANA

1. Anlise de riscos e perigos2. Especificao funcional3. Projeto e verificao4. Instalao fsica e validao5. Manuteno e melhorias continuasVDEO 2 DISPOSITIVOS DE PROTEO DE MQUINAS

PRINCPIOS DE SEGURANA NAUTILIZAO DE MQUINAS E EQUIPAMENTOSA NR 12 e seus anexos definem referncias tcnicas, princpios fundamentais e medidas de proteo para garantir a sade e a integridade fsica dos trabalhadores e estabelece requisitos mnimos para a preveno de acidentes e doenas do trabalho nas fases de projeto e de utilizao de mquinas e equipamentos de todos os tipos, e ainda a sua fabricao, importao, comercializao, exposio e cesso a qualquer ttulo, em todas as atividades econmicas, sem prejuzo da observncia do disposto nas demais Normas Regulamentadoras NR aprovadas pela Portaria no 3.214, de 8 de junho de 1978, nas normas tcnicas oficiais e, na ausncia ou omisso destas, nas normas internacionais aplicveis.PRINCPIOS DE SEGURANA NAUTILIZAO DE MQUINAS E EQUIPAMENTOSE conforme preconizado na NR 12, so consideradas medidas de proteo, a ser adotadas nessa ordem de prioridade:

a) Medidas de proteo coletiva;b) Medidas administrativas ou de organizao do trabalho; c) Medidas de proteo individual.FUNCIONAMENTO DAS PROTEESDificultar ao mximo a ocorrncia dos acidentes, proporcionando um trabalho seguro nas mquinas;

Caso ocorram acidentes, reduzir sua gravidade;

Proteger o operador, dos riscos existentes principalmente no ponto de operao;

Proteger as pessoas, que circulam prximas s mquinas e de suas partes energizadasCOMPONENTES DE SEGURANA EM MQUINAS E EQUIPAMENTOSElemento especificamente utilizado para prover segurana por meio de barreira fsica, podendo ser: Fixa ou Mvel.

As protees fsicas devem ser complementadas com dispositivos eletroeletrnicos de maneira a potencializar sua eficincia.

As protees mveis geralmente vinculada estrutura da mquina ou elemento de fixao adjacente, por meios mecnicos, (por exemplo, basculantes ou deslizantes) que pode ser aberta sem o auxilio de ferramentas.

Estas Protees podem articular-se com Dispositivos de Segurana como: intertravamentos, sensores, vlvulas e outros.

COMPONENTES DE SEGURANA EM MQUINAS E EQUIPAMENTOS

COMPONENTES DE SEGURANA EM MQUINAS E EQUIPAMENTOS

VDEO 3 PROTEO DE MQUINAS

REMOES DE PROTEESA manuteno, inspeo, reparos, limpeza, ajuste e outras intervenes que h a necessidade de remoo das protees devem ser executadas somente por profissionais capacitados, qualificados ou legalmente habilitados, formalmente autorizados pelo empregador, com as mquinas paradas, adotando-se os seguintes procedimentos descritos abaixo:

a) Isolamento e descarga de todas as fontes de energia das mquinas e equipamentos, de modo visvel ou facilmente identificvel por meio dos dispositivos de comando;REMOES DE PROTEESb) Bloqueio mecnico e eltrico na posio desligado ou fechado de todos os dispositivos de corte de fontes de energia, a fim de impedir a reenergizao e sinalizao com carto ou etiqueta de bloqueio contendo o horrio e a data do bloqueio, o motivo da manuteno e o nome do responsvel;

c) Medidas que garantam que jusante dos pontos de corte de energia j no exista qualquer possibilidade de gerar risco de acidentes;d) Medidas adicionais de segurana, quando for realizada manuteno, inspeo e reparos de qualquer equipamento ou mquinas sustentados somente por sistemas hidrulicos e pneumticos;

e) Sistemas de reteno com trava mecnica, para evitar o movimento de retorno acidental de partes basculadas ou articuladas abertas das mquinas.REMOES DE PROTEESPROTEES DANIFICADAS E/OU SEM FUNOJamais elimine os dispositivos de segurana;Jamais retire anteparos de proteo.Nunca opere as mquinas sem as protees oudanificada e/ou sem funo. Ao notar qualquer irregularidade no equipamento, informe aoencarregado e/ou responsvel imediatamente.No coloque suas mos dentro da mquina em funcionamento. As mos nunca devem ser colocadas onde voc no possa v-las. Utilize sempre o sistema de bloqueio. Jamais, faa limpeza e/ou manuteno com a mquina ligada.

VDEO 4 MQUINAS E EQUIPAMENTOS

SEGURANA PARA RISCOS MECNICOS, ELTRICOS E OUTROSAs mquinas devem possuir aterramento, sendo proibidas nas mquinas e equipamentos a utilizao de chave geral como dispositivo de partida e parada, a utilizao de chaves tipo faca nos circuitos eltricos e a existncia de partes energizadas expostas de circuitos que utilizam energia eltrica. Os condutores devem ser construdos de material que no propaguem fogo e no txico em caso de aquecimento.MTODO DE TRABALHO Mesmo os profissionais mais experientes devem ser treinados e at mesmo reciclados nos Mtodos de Trabalho. Todo Mtodo de Trabalho deve, descrever o passo-a-passo de toda atividade a ser desenvolvida e seus perigos , riscos e as medidas de proteo.

PERMISSO DE TRABALHODeve-se observar a necessidade de emisso de PT em mquina/equipamento/sistema onde haja mais de uma energia perigosa, detalhando as etapas de controle das fontes de energia na AEP (Anlise de Energia Perigosa). Garantindo que os perigos e as precaues levantados no local de trabalho tenham recomendaes adicionais quando necessrio e verificar se todos os executantes compreendem os perigos e precaues.

LOCK-OUT/TAG-OUT A manuteno expe, o profissional a riscos que no so de rotina. Eventualmente pode estar com todo o corpo dentro da mquina, assim ele deve possuir total controle sobre as fontes de energia como eltrica, fluidos hidrulicos, ar comprimido, que podem gerar movimento mecnico inesperado.

VDEO 5 FALTA DE BLOQUEIO E SINALIZAO

LOCK-OUT/TAG-OUTDurante as aes de manuteno, setup e similares, efetuar o bloqueio das energias de risco potencial (Lockout / Tagout).

LOCK-OUT/TAG-OUTQuando forem realizados testes que necessitam da energizao da mquina, medidas adicionais como calos ou barreiras mecnicas provisrias podem ser necessrias para o ingresso do profissional zona de risco.

LOCK-OUT/TAG-OUTAES PARA TRAVAMENTO1 - Levantamento dos meios de travamento necessrios e quantidades.( cadeado, carto, trava mltipla, dispositivos, etc.);

2 - Levantamento do nmero de empregados envolvidos e necessidade de treinamento;

3 - Levantamento dos equipamentos que necessitam de adequao para a utilizao do sistema de travamento de fontes de energia.

VDEO 6 COMO SOFRER UM ACIDENTE DE TRABALHO