transtornos do espectro autista

Download TRANSTORNOS DO ESPECTRO AUTISTA

Post on 08-Feb-2017

224 views

Category:

Documents

5 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Instituto Fernandes Figueira

    Adailton Tadeu Alves de Pontes

    TRANSTORNOS DO ESPECTRO AUTISTA

  • DEFINIO E CONCEITUAO

    OS TRANSTORNOS DO ESPECTRO AUTISTA SO CONSIDERADOS MODERNAMENTE

    COMO UM CONJUNTO HETEROGNEO DE SNDROMES CLNICAS, TENDO EM

    COMUM A TRADE DE COMPROMETIMENTOS DA INTERAO SOCIAL RECPROCA,

    COMUNICAO VERBAL E NO VERBAL E COMPORTAMENTOS REPETITIVOS E

    ESTEREOTIPADOS, VARIANDO NUM CONITINUUM, DESDE AS FORMAS MAIS

    GRAVES AT AS MAIS LEVES.

    APRESENTA UMA PREVALNCIA, CONSIDERANDO TODO O ESPECTRO, DE 3/1000, O

    AUTISMO CLSSICO, 1/1000, A SNDROME DE ASPERGER, 0,25/1000 E AS FORMAS

    ATPICAS, 1,5/1000. NA POPULAO MUNDIAL A PREVALNCIA DE 0,5%.

    A PREVALNCIA EM INDIVDUOS DO SEXO MASCULINO E FEMININO OCORRE NA

    RAZO DE 4:1.

  • AS TRADES DO ESPECTRO AUTISTA

  • EMPATIA E TEORIA DA MENTE

    EMPATIA UM TERMO QUE SE REFERE CAPACIDADE DE RECONHECER

    OS ESTADOS EMOCIONAIS DOS OUTROS INDIVDUOS E RESPONDER

    ADEQUADAMENTE AOS MESMOS.

    A TEORIA DA MENTE REPRESENTA A VERTENTE COGNITIVA DA EMPATIA

    POIS SE REFERE CAPACIDADE DE INFERIR O PENSAMENTO DO OUTRO

    INDIVDUO.

  • EMPATIA

    TRANSTORNO NO RECONHECIMENTO SOCIAL

    1- A forma mais grave o isolamento e a indiferena s pessoas.

    2- Uma forma mais atenuada pode ser vista naqueles que no procuram

    espontaneamente o contato social mas aceitam ser procurados sem

    oferecer resistncia.

    3- Neste nvel as pessoas procuram o contato social de forma inadequada e

    unilateral.

    4- Neste nvel h uma pobreza na capacidade de aprender as regras mais sutis

    da interao social e uma falta de percepo em relao aos outros.

  • EMPATIA

    ALTERAES NA COMUNICAO SOCIAL

    1 - Ausncia de qualquer inteno de se comunicar com os outros.

    2 - Expresso de necessidades sem outra forma de comunicao.

    3 - Os indivduos com fala podem fazer comentrios fatuais que no fazem parte

    de uma troca social e irrelevantes dentro do contexto.

    4- Algumas crianas de mais idade falam bastante, mas no se envolvem numa

    verdadeira conversao recproca.

  • EMPATIA

    DEFICINCIA DA IMAGINAO E COMPREENSO SOCIAL

    1- Ausncia total de imitao e brincadeiras de faz-de-conta.

    2- Pode haver imitao mecnica sem compreenso do significado.

    3-Pode haver uma representao repetitiva e estereotipada de um papel como

    um personagem de TV, um animal ou objeto inanimado, sem variaes ou

    empatia.

    4-Pessoas mais velhas com leves distrbios podem ter uma noo que algo

    ocorre na mente dos outros, mas sem especular o que seja.

    5-Algumas pessoas com a trade demonstram habilidade para reconhecer o

    sentimento dos outros, porm num nvel intelectual, sem compreenso das

    emoes.

  • TEORIA DA MENTE

    TESTE DE SALLY ANNE

  • RECONHECIMENTO SOCIAL NO ESPECTRO AUTISTA

  • RECONHECIMENTO SOCIAL NO ESPECTRO AUTISTA

  • RECONHECIMENTO SOCIAL NO ESPECTRO AUTISTA

  • RECONHECIMENTO SOCIAL NO ESPECTRO AUTISTA

  • SISTEMATIZAO

    ILHAS DE HABILIDADES: Hiperlexia (leitura precoce), memria excepcional,

    arte, desenhos detalhados.

    OBSESSO POR SISTEMAS: Habilidades avanadas por mquinas,

    computadores, eletrnica.

    COMPORTAMENTO REPETITIVO: Hbitos de se fixar repetitivamente nas

    suas reas de interesse.

  • TRANSTORNOS DO ESPECTRO AUTISTA

    TRANSTORNO AUTISTA: Constitui o autismo clssico e pode cursar com diversos

    graus de acometimento de cognio e linguagem, variando desde o retardo mental

    e lingstico severo at os nveis de desenvolvimento normal dessas competncias.

    SNDROME DE ASPERGER (Autismo de alto funcionamento): A tendncia atual o

    desaparecimento desta denominao, j que indistinguvel do autismo com

    cognio e linguagem normais.

    TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA INESPECFICO (Autismo atpico): So

    indivduos com formas clnicas intermedirias, que no possuem todas as

    caractersticas clnicas do autismo, apenas parte delas.

  • COMORBIDADES DO ESPECTRO AUTISTA

    DISTRBIOS DO DESENVOLVIMENTO DA LINGUAGEM

    DEFICINCIA MENTAL: 40 a 55% DOS CASOS.

    EPILEPSIA: 25% DOS CASOS.

    TRANSTORNOS NEUROPSIQUITRICOS: AGITAO PSICOMOTORA,

    AGRESSIVIDADE, ANSIEDADE, DISTRBIOS DO SONO, DEPRESSO,

    TRANSTORNO OBSESSIVO-COMPULSIVO.

  • O CREBRO SOCIAL

    NEUROBIOLOGIA DO ESPECTRO AUTISTA

  • O CREBRO SOCIAL

    NEUROBIOLOGIA DO ESPECTRO AUTISTA

  • NEUROBIOLOGIA DO ESPECTRO AUTISTA

    GENTICA, DESENVOLVIMENTO, CONECTIVIDADE CEREBRAL

  • NEUROBIOLOGIA DO ESPECTRO AUTISTA

  • Evidncias neurobiolgicas recentes (COURCEHESNE, ET ALL,

    2005) tm evidenciado alteraes patolgicas no padro de

    crescimento cerebral no espectro autista.

    A primeira delas se refere ao permetro ceflico, que ao

    nascimento, est dentro da normalidade, ocorrendo no primeiro

    ano de vida uma acelerao no crescimento cerebral, que em torno

    dos 2-3 anos de idade alcana um tamanho 10% acima do normal.

    Aps esse perodo de hipercrescimento cerebral, ocorre uma

    segunda fase de decrscimo, com lentificao ou mesmo parada

    no desenvolvimento, resultando a partir dos 3-4 anos de idade, um

    declnio no volume cerebral, e que por volta da adolescncia, a

    diferena dos indivduos normais no ultrapassa 1-2%.

    NEUROBIOLOGIA DO ESPECTRO AUTISTA

  • NEUROBIOLOGIA DO ESPECTRO AUTISTA

    Acelerao do crescimento cerebral nas fases precoces do desenvolvimento, seguida de parada

    de crescimento mais tardiamente. Na parte superior da figura, a linha tracejada azul representa o

    autismo (ASD), enquanto a linha vermelha representa o crescimento em indivduos normais.

    Abaixo, regies de crescimento anormal, incluem os crtices frontal e temporal, e cerebelo e

    amgdala (setas vermelhas).

  • NEUROBIOLOGIA DO ESPECTRO AUTISTA

    Outra importante contribuio aos aspectos neurobiolgcos do espectro

    autista se refere anormalidades nas minicolunas do crtex cerebral

    observadas nesses indivduos. Essas minicolunas, esto aumentadas em

    nmero, porm com reduzidas em sua espessura.

    Essas alteraes no crtex cerebral dos autistas, torna necessrio, para

    manter o equilbrio homeosttico neurofisiolgico no crebro, aumentar a

    conectividade para compensar o nmero elevado de colunas

    (hiperconevidade local), levando uma diminuio compensatria nas

    conexes de longa distncia (hipoconectividade de longa distncia). Esse

    vis produz hiperexcitabilidade local, processamento global inadequado,

    e modulao sensorial inadequada.

    Este padro atpico de conectividade, provoca um desequilbrio

    computacional, resultando numa diminuio da entropia (diminuio no

    processamento de informaes) nessas redes neurais.

  • NEUROBIOLOGIA DO ESPECTRO AUTISTA

    Micrografia da rea 4 de Broadman, lmina III, de um paciente autista (A) e um de um paciente

    controle pareado por idade (B). Em destaque, direita, a reduo na espessura das minicolunas

    no paciente autista.

  • CONECTIVIDADE ATPICA NO ESPECTRO AUTISTA

  • SINAIS DE ALERTA PARA O ESPECTRO AUTISTA

    SOCIALIZAO

    No sorri socialmente.

    Prefere brincar sozinho.

    Ele mesmo pega o que deseja.

    muito independente.

    Faz determinadas coisas precocemente.

    Faz pouco contato com o olhar.

    Vive em seu prprio mundo.

    Ele nos ignora.

    No tem interesse em outras crianas.

  • SINAIS DE ALERTA PARA O ESPECTRO AUTISTA

    COMUNICAO

    No responde ao prprio nome.

    No consegue dizer o que quer.

    Atraso na linguagem.

    No atende ordens.

    Aparenta ser surdo algumas vezes.

    No aponta, nem acena tchau.

    Falava poucas palavras e agora no fala mais

  • SINAIS DE ALERTA PARA O ESPECTRO AUTISTA

    COMPORTAMENTO

    Crises de raiva.

    Hiperativo, opositivo e no coopera.

    No sabe como brincar com brinquedos.

    Anda na ponta dos ps.

    Tem o hbito de se interessar demasiadamente por determinados

    objetos.

    Gosta de enfileirar objetos.

    muito sensvel a determinadas texturas ou sons.

    Faz movimentos estranhos.

  • SINAIS DE ALERTA PARA O ESPECTRO AUTISTA

    SINAIS DE AVALIAO IMEDIATA

    Ausncia de balbucio aos 12 meses.

    Ausncia de gesticulao aos 12 meses.

    Ausncia de fala aos 16 meses.

    Ausncia de unio de 2 palavras aos 24 meses.

    Regresso social ou de linguagem em qualquer idade.

  • ANAMNESE

    SOCIALIZAO

    Olha para voc quando est voc est falando ou brincando?

    Sorri em resposta ao sorriso de outros?

    Brinca de jogos de imitao?

    Tem interesse em outras crianas?

    COMUNICAO

    Aponta com o dedo?

    Faz gestos de sim/no?

    Atrai a sua ateno para mostrar objetos?

    Fala de modo estranho?

    Leva um adulto pela mo quando quer algo?

    Responde incoerentemente s perguntas?

    Apresenta ecolalia?

    Memoriza logotipos?

  • ANAMNESE

    COMPORTAMENTO

    Apresenta movimentos repetitivos, estereotipados ou estranhos?

    Tem preocupaes e interesses restritos?

    Preocupa-se mais com as partes dos objetos?

    Tem dificuldades ou ausncia de atividades imaginativas?

    Imita as aes de outras pessoas?

    Brinca com os brinquedos sempre da mesma maneira?

    Costuma se fixar em algum objeto que no despertam interesse?

Recommended

View more >