transparencia lai __ - cópia

Download Transparencia lai __ - cópia

Post on 22-Jan-2018

433 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  1. 1. TRANSPARNCIA NO SERVIO PBLICO: O PAPEL DO SERVIDOR FIOCRUZ ABRIL/2015
  2. 2. A Declarao Universal dos Direitos Humanos (1948), adotada pela Assembleia Geral da Organizao das Naes Unidas prev em seu Artigo 19: Todos tm direito a liberdade de opinio e de expresso; este direito inclui a liberdade de expressar opinies sem interferncia e de buscar, receber e transmitir informaes e ideias por quaisquer meios e sem limitaes de fronteiras O Acesso Informao um Direito Universal
  3. 3. Constituio Federal, art. 5: XXXIII - todos tm direito a receber dos rgos pblicos informaes de seu interesse particular, ou de interesse coletivo ou geral, que sero prestadas no prazo da lei, sob pena de responsabilidade, ressalvadas aquelas cujo sigilo seja imprescindvel segurana da sociedade e do Estado;
  4. 4. Lei de Responsabilidade Fiscal Portal da Transparncia Decreto 6.170 - Regras para celebrao de convnios com entidades sem fins lucrativos Lei Complementar n. 131 - (Lei Capiberibe) 2000 2004 2007 20091988 Constituio Federal 2012 Lei 12.527 - Lei de Acesso Informao Normativos que ampliam o acesso informao no Brasil
  5. 5. Qual a Importncia do Acesso Informao? Respeito aos direitos fundamentais Fortalecimento da Gesto Pblica Melhoria do processo decisrio Participao ativa da sociedade nas aes governamentais Preveno da Corrupo Democracia mais eficiente
  6. 6. Do Sigilo ao Acesso Informao A abertura do governo no apenas uma obrigao, mas tambm um direito humano fundamental e essencial para a governana efetiva e apropriada; Os rgos pblicos e os servidores devem promover ativamente a abertura do governo O direito informao depende da mudana da cultura de sigilo para uma cultura de acesso informao
  7. 7. O ACESSO informao pblica a REGRA, e o sigilo somente a exceo As EXCEES devem ser definidas de forma clara e objetiva e serem FUNDAMENTADAS CULTURA DE ACESSO NOVA LGICA NO SETOR PBLICO: CULTURA DE SIGILO
  8. 8. Diretrizes da LAI Publicidade preceito geral e sigilo exceo Divulgao independe de solicitao Utilizao de tecnologias da informao Desenvolvimento da Cultura de Transparncia Controle Social da administrao pblica
  9. 9. CGU O Papel da CGU na LAI Atuar, no Poder Executivo Federal, como Instncia Recursal referentes a negativas de acesso. (art. 16) Promover campanha de abrangncia nacional de fomento cultura da transparncia e do direito fundamental de acesso informao. (art.41, I) Treinar agentes pblicos (art. 41, II) Monitorar a aplicao da LAI no mbito da administrao pblica federal (art. 41, III) Encaminhar ao Congresso Nacional relatrio anual com informaes atinentes implementao da LAI. (art. 41, IV)
  10. 10. Objetivo do Programa: Conscientizar e capacitar servidores pblicos para que atuem como agentes de mudana na implementao de uma cultura de acesso informao
  11. 11. A LEI DE ACESSO INFORMAO o Principais Conceitos o Abrangncia o Dever do Estado o Direitos do Solicitante o Transparncia Passiva o Restrio do Acesso: Informaes Pessoais e Sigilosas o Autoridade de Monitoramento o Responsabilidades o Possveis Encaminhamentos o Perguntas Polmicas o Transparncia Ativa
  12. 12. dados, processados ou no, que podem ser utilizados para produo e transmisso de conhecimento, contidos em qualquer meio, suporte ou formato; O que Informao? unidade de registro de informaes, qualquer que seja o suporte ou formato; O que um Documento? Distino Bsica
  13. 13. Informao Sigilosa uma informao pblica submetida temporariamente restrio de acesso em razo de sua imprescindibilidade para a segurana da sociedade e do Estado;
  14. 14. Quem deve cumprir a LAI? Abrangncia Judicirio Executivo Legislativo Federal Estadual/Distrital Municipal A lei se aplica s entidades sem fins lucrativos no que se refere parcela de recursos pblicos recebidos.
  15. 15. DEVER DO ESTADO Assegurar: Gesto transparente da informao Proteo da informao, garantindo-se sua disponibilidade Proteo da informao sigilosa e da informao pessoal Divulgao, independentemente de solicitaes, em stio eletrnico especfico de acesso, de informaes de interesse coletivo produzido ou custodiadas por eles; Publicao anual, na internet, da lista das de informaes e documentos classificados em cada grau de sigilo e aquelas que tenham sido desclassificadas nos ltimos 12 meses. Publicao anual, na internet, do relatrio estatstico contendo a quantidade de pedidos de informao recebidos, atendidos e indeferidos, bem como informaes genricas.
  16. 16. Garantir o direito de acesso informao Procedimentos objetivos e geis Forma transparente e clara Linguagem de fcil compreenso Dever do Estado Acesso Informao
  17. 17. DIREITO DO SOLICITANTE - OBTER Orientao sobre procedimentos para acesso a informao e local da informao almejada Informaes pblicas primrias, ntegras, autnticas e atualizadas registros ou documentos dos rgos ou entidades De privados, decorrente de vnculo com rgos ou entidades
  18. 18. DIREITO DO SOLICITANTE atividades exercidas pelos rgos e entidades, inclusive sobre poltica, organizao e servios administrao do patrimnio pblico, utilizao de recursos pblicos, licitao, contratos administrativos implementao, acompanhamento e resultados dos programas, projetos e aes dos rgos e entidades pblicas, bem como metas e indicadores propostos resultado de inspees, auditorias, prestaes e tomadas de contas realizadas pelos rgos de controle interno e externo, incluindo prestaes de contas relativas a exerccios anteriores.
  19. 19. A LEI DE ACESSO INFORMAO o Principais Conceitos o Abrangncia o Dever do Estado o Direitos do Solicitante o Transparncia Passiva o Restrio do Acesso: Informaes Pessoais e Sigilosas o Autoridade de Monitoramento o Responsabilidades o Possveis Encaminhamentos o Perguntas Polmicas o Transparncia Ativa
  20. 20. MODALIDES DE ACESSO INFORMAO Transparncia Ativa: Divulgao de informaes por iniciativa do setor pblico, independente de qualquer solicitao Transparncia Passiva: Divulgao de informaes em atendimento s solicitaes da sociedade.
  21. 21. cpia Modalidades de Acesso Informao
  22. 22. DEVER DO ESTADO - SIC Criao de servio de informaes ao cidado (SIC) para atendimento ao solicitante (art. 9). Objetivos do SIC: atender e orientar o pblico quanto ao acesso a informaes; informar sobre a tramitao de documentos nas suas respectivas unidades; protocolizar documentos e requerimentos de acesso a informaes. conceder o acesso imediato informao disponvel
  23. 23. UTILIZAO DA INTERNET Art. 10, 2 - Os rgos e entidades do poder pblico devem viabilizar alternativa de encaminhamento de pedidos de acesso por meio de seus stios oficiais na internet. E-mail Formulrio eletrnico Sistema de gerenciamento (e-SIC). Encaminhamento de Pedido On-Line:
  24. 24. QUEM PODE SOLICITAR A INFORMAO? Art. 10 - Qualquer interessado, devendo o pedido conter a identificao do requerente e a especificao da informao requerida. Menor de idade? Estrangeiro? Pessoa sem ttulo de eleitor? Pessoa sem quitao com a justia eleitoral? Pessoa sem certificado de reservista? Pessoa sem comprovante de residncia? SIIIIIMMMMM
  25. 25. PRECISO QUE O/A DEMANDANTE SE IDENTIFIQUE? PORM... A identificao no pode conter exigncias que inviabilizem a solicitao. IDENTIFICAO DO DEMANDANTE art. 10, 1 SIIIIIMMMMM
  26. 26. O INTERESSADO .... art. 10, 3 DEVE EXPLICAR O MOTIVO DE SUA SOLICITAO? DEVE DIZER O QUE FAR COM A INFORMAO OBTIDA? DEVE SE COMPROMETER A UTILIZAR AS INFORMAES PARA OS FINS DECLARADOS? NAAAOOO
  27. 27. TRANSPARNCIA PASSIVA Atendimento das solicitaes da sociedade. PEDIDO DE INFORMAO PRAZO imediatamente ;ou 20 dias (pror. +10) RESPOSTA FLUXO DA TRANSPARNCIA PASSIVA
  28. 28. E SE O PEDIDO DE ACESSO INFORMAO FOR NEGADO? ? Art. 14 - direito do requerente obter o inteiro teor de deciso de negativa de acesso, por certido ou cpia.
  29. 29. Casos em que cabe recurso: 1. Negativa de acesso informao 2. No motivao da negativa de acesso Art. 15, pargrafo nico - Deve ser dirigido autoridade hierarquicamente superior a que negou o acesso, que dever se manifestar no prazo de 5 (cinco) dias. RECURSOS
  30. 30. PODER EXECUTIVO FEDERAL
  31. 31. A LEI DE ACESSO INFORMAO o Principais Conceitos o Abrangncia o Dever do Estado o Direitos do Solicitante o Transparncia Passiva o Restrio do Acesso: Informaes Pessoais e Sigilosas o Autoridade de Monitoramento o Responsabilidades o Possveis Encaminhamentos o Perguntas Polmicas o Transparncia Ativa
  32. 32. Restrio do Acesso: Informaes Pessoais e Sigilosas
  33. 33. O acesso restrito, independentemente de classificao, pelo prazo de 100 anos Informaes Pessoais Relativas : intimidade, vida privada, honra; e imagem das pessoas.
  34. 34. A pessoa qual elas se referem; Os agentes pblicos legalmente autorizados; Terceiros, mediante consentimento expresso da pessoa qual elas se referem; Outras hipteses previstas no art. 31, 3. I - preveno e diagnstico mdico, quando a pessoa estiver fsica ou legalmente incapaz, e para utilizao nica e exclusivamente para o tratamento mdico; II - realizao de estatsticas e pesquisas cientficas de evidente interesse pblico ou geral, previstos em lei, sendo vedada a identificao da pessoa a que as informaes se referirem; III - ao cumprimento de ordem judicial; IV - defesa de direitos humanos; ou V - proteo do interesse pblico e geral preponderante. Podem ter Acesso s Informaes Pessoais:
  35. 35. INFORMAES SIGILOSAS Aquelas imprescindveis segurana do Estado e da sociedade. QUAIS SO AS INFORMAES PASSVEIS DE CLASSIFICAO?
  36. 36. Hipteses de Classificao de Sigilo Art. 23 LAI Sociedade Por em risco: Vida Segurana Sade da populao Estado: Defesa, integridade do territrio nacional, planos e operaes estratgicas das Foras Armadas Estabilidade financeira, econmica e monetria do pas Relae