transcreva, em espa†o determinado no seu .1995, bill gates celebrava, ... a estrada do futuro...

Download TRANSCREVA, EM ESPA‡O DETERMINADO NO SEU .1995, Bill Gates celebrava, ... A estrada do futuro ponto?

Post on 10-Dec-2018

216 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

TRANSCREVA, EM ESPAO DETERMINADO NO SEU CARTO DE RESPOSTAS,A FRASE DA POETISA CORA CORALINA PARA EXAME GRAFOTCNICO

Fiz a escalada da montanha da vida removendo pedras e plantando flores.

BOA PROVA!www.funcab.org

VERIFIQUE SE ESTE MATERIAL EST EM ORDEM, CASOCONTRRIO, NOTIFIQUE IMEDIATAMENTE O FISCAL.

RESERVE OS 30 (TRINTA) MINUTOS FINAISPARA MARCAR SEU CARTO DE RESPOSTAS.

ATENO

DURAO DA PROVA: 3 horas e 30 minutos.

ESTE CADERNO CONTM 60 (SESSENTA) QUESTESDE MLTIPLA ESCOLHA, CADA UMA COM 5 ALTERNATIVAS DERESPOSTA A, B, C, D e E CONFORME DISPOSIO ABAIXO:

Mdico ObstetraCONCURSO PBLICO para o cargo de

ESTADO DE RONDNIAMUNICPIO DE JI-PARAN

SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAO

PROVA

S13 - PTARDE

Verifique se o tipo deprova deste caderno dequestes confere com oseu carto de respostas.

ATENO:

DisciplinasQuantidadede questes

Valor de cadaquesto

Lngua Portuguesa 15 2

Legislao e tica na Administrao Pblica 5 1

Geografia e Histria de Rondnia 5 1

Conhecimentos Bsicos de Sade Pblica 10 1

Conhecimentos Especficos 25 2

02

LNGUA PORTUGUESA

FUNCAB - Fundao Professor Carlos Augusto Bittencourt

Leia o texto abaixo e responda s questespropostas.

Poucas coisas so to difceis quanto fazerum balano, estabelecer um ranking. Entre asquestes inevitveis, vejam esta: melhoramos oupioramos? Se o critrio for a renda , ou oresultado de um check-up, em suma, algo quepermita resultados objetivos, responder fcil. Masperguntemos se aumentou a liberdade no mundo, senossa sociedade mais democrtica ou no, e tudose complica.

Tento, ainda assim, um balano dasliberdades humanas. Diria que aumentou a liberdadede escolha dos indivduos, ao longo do ltimo sculo,mas que ao mesmo tempo se expandiu o controlesobre ns. Parece contraditrio, e mesmo.

A liberdade cresceu enormemente no que dizrespeito aos caminhos da vida. Muitos dizem que ahomossexualidade no uma opo, porqueningum escolhe, no silncio das paixes, a quem vaidesejar sexualmente; concordo. Mas seguramente,um sculo atrs, a homossexualidade no era umaopo. No estava aberta s pessoas na maior partedo mundo. Os episdios mais tristes que conheoforam de Oscar Wilde e de Piotr Tchaikovsky. Wilde,apaixonado por um rapaz que no valia grande coisa,foi para a cadeia, onde escreveu um livro doloroso,

(1897), praticamente encerrando suacarreira e vida. J o compositor russo viveu umatragdia mais dura. H vrias verses sobre suamorte. Uma delas, num filme preto e branco, mostra-omorrendo em dolorosa agonia depois de tomar,inadvertidamente, um copo-dgua contaminado peloclera. Pois o filme (1970), de KenRussel, mostra uma histria pior. EmboraTchaikovsky fosse extremamente popular na Rssiae no mundo, a descoberta de sua homossexualidadeleva seu prprio crculo a lhe impor um dilema: ainfmia ou o suicdio. Ele toma a gua contaminadade propsito. Morre, sim, em terrvel agonia.

Qualquer dessas histrias seria difcil hoje emdia. O mais irnico dos escritores britnicos, o maisromntico dos compositores russos no teriam deesconder sua orientao sexual. Teriam fins de vidamais longos, melhores. A liberdade de voc ser quem: eis o que se ampliou bastante. A vida pessoal setornou um espao de maior florescimento.

Ao mesmo tempo, contudo, o controlecresceu exponencialmente. Foucault, que faleceu hquase trinta anos, foi quem chamou a ateno paraeste ponto; mas nem poderia ele imaginar como empoucas dcadas aumentariam tanto os controles. Em1995, Bill Gates celebrava, em seu

, a possibilidade de se rastrear o trajeto de cadaum de ns, onde abasteceu o carro, onde comproupizza, onde adquiriu o jornal; o poeta Jos PauloPaes, na poca, disse que esse s podia ser umsonho idiota. Pois quem deseja ser controlado a esse

per capita

De profundis

The music lovers

A estrada dofuturo

ponto? Isso hoje se tornou rotina, mas com umaagravante: no o Estado quem nos controla.Empresas o fazem. O Facebook descobre os gostosde seus clientes e vende-os para empresas que neleanunciam. O pior que no s isso. Podemos sercontrolados em nossas opes polticas, em nossodireito de escolha, em qualquer coisa. Nem sabemospara quem so vendidas as bases de dados em queestamos. Consta que o Facebook aproxima voc dequem tem preferncias parecidas com as suas; masisso uma lstima, porque petistas convivero competistas, tucanos com tucanos, vegans com vegans...

Perde-se justamente uma das maioresriquezas de nosso tempo, que experimentar adiversidade. [...](RIBEIRO, Renato Janine. Rev. Filosofia: n 80, maro de 2013,p. 82.)

Questo 01

A argumentao desenvolvida no texto estorientada no sentido de persuadir o leitor a concluirque:

A) a homossexualidade no uma opo, mas umanecessidade incontrolvel ditada pelas paixes.

B) difcil saber o que se expandiu mais no ltimosculo, se a liberdade de escolha dos indivduosou o controle sobre ns.

C) com a liberdade dos dias atuais, Tchaikovsky eOscar Wilde teriam fins de vida melhores.

D) no o Estado que controla os indivduos, mas asempresas privadas, atravs do Facebook.

E) Foucault foi um visionrio, mas no conseguiuantever o rpido crescimento do controle sobre osindivduos.

Questo 02

A passagem do texto em que o autor emprega formaverbal destinada a expressar dvida ou incertezaquanto ao ponto de vista que emite :

A) Diria que aumentou a liberdade de escolha dosindivduos [...] ( 2)

B) A liberdade cresceu enormemente no que dizrespeito aos caminhos da vida. ( 3)

C) Ele toma a gua contaminada de propsito. ( 3)D) A liberdade de voc ser quem : eis o que se

ampliou bastante. ( 4)E) A vida pessoal se tornou um espao de maior

florescimento. ( 4)

03FUNCAB - Fundao Professor Carlos Augusto Bittencourt

Em relao aos dois pargrafos imediatamenteanteriores, o quinto pargrafo do texto tem, naargumentao, um carter:

A) explicativo.B conclusivo.C contrastivo.D exemplificador.E resumidor.

)

)

)

)

Questo 03

A alternativa em que se l argumento destinado ajustificar proposio contida no perodo anterior :

A) Parece contraditrio, e mesmo. ( 2)B) No estava aberta s pessoas na maior parte do

mundo. ( 3)C) H vrias verses sobre sua morte. ( 3)D) Ele toma a gua contaminada de propsito. ( 3)E) Teriam fins de vida mais longos, melhores. ( 4)

Questo 04

Altera-se o sentido de: Foucault, que faleceu hquase trinta anos, foi quem chamou a ateno paraeste ponto; mas nem poderia ele imaginar como empoucas dcadas aumentariam tanto os controles.( 5), caso se obedea seguinte instruo dereescrita:

A) deslocar o pronome ele para antes de poderiaimaginar.

B) substituir a forma verbal h por faz, no singular.C) usar a forma verbal advertiu em vez de chamou

a ateno.D) escrever no obstante em lugar de mas.E) reescrever que faleceu como falecido.

Preserva-se o sentido de: Tento, ainda assim, umbalano das liberdades humanas. ( 2) com aseguinte redao:

A) Tento, em vista disso, um balano das liberdadeshumanas.

B) Tento, a despeito disso, um balano dasliberdades humanas.

C) Em consequncia disso, tento um balano dasliberdades humanas.

D) Devido a isso, tento um balano das liberdadeshumanas.

E) Visto isso, tento um balano das liberdadeshumanas.

Questo 07

Questo 08

A passagem em que o autor emprega advrbio empara fazer a avaliao ou valorao subjetiva

de um fato por ele referido :

A) [...] ningum escolhe, no silncio das paixes, aquem vai desejar sexualmente [...] ( 3)

B) [...] seguramente, um sculo atrs, ahomossexualidade no era uma opo. ( 3)

C) [...] praticamente encerrando sua carreira e vida.( 3)

D) [...] depois de tomar, inadvertidamente, umcopo-dgua contaminado pelo clera. ( 3)

E) [ . . . ] c o n t u d o , o c o n t r o l e c r e s c e uexponencialmente. ( 5)

mente

Questo 05

O aposto cujo papel semntico no texto estcaracterizado com evidente equvoco :

A) algo que permita resultados objetivos ( 1) /resumir

B) ( 3) / especificarC) a infmia ou o suicdio ( 3) / discriminarD) no o Estado quem nos controla ( 5) /

esclarecerE em qualquer coisa ( 5) / explicar

De profundis

)

Questo 06

Na formao das palavras homossexualidade ( 3)e florescimento ( 4), os sufixos -idade e -mentoexpressam, respectivamente, as mesmas noes dequalidade ou estado e de ato ou resultado de atoque os sufixos destacados em:

A) estudANTE lembrANAB) fascISTA investiDURAC) nobrEZA realISMOD) alvURA contemplaOE) mansiDO folhAGEM

Questo 09

04FUNCAB - Fundao Professor Carlos Augusto Bittencourt

Questo 13

O termo em destaque funciona como objeto direto daorao em:

A) [...] que aumentou A LIBERDADE DE ESCOLHADOS INDIVDUOS [...] ( 2)

B) [...] ao mesmo tempo se expandiu O CONTROLESOBRE NS ( 2)

C) Teriam FINS DE VIDA MAIS LONGOS,MELHORES ( 4)

D) [...] como em poucas dcadas aumentariam tantoOS CONTROLES ( 5)

E) [...] para quem so vendidas AS BASES DEDADOS [...] ( 5)Questo 11

Com a substituio do termo em destaque por umpronome tono, ocorre ERRO de regncia em:

A) No estava aberta S PESSOAS [...] ( 3) / Nolhes estava aberta

B) [...] onde escreveu UM LIVRO DOLOROSO,[...] ( 3) / onde o escreveu

C) Ele toma A GUA CONTAMINADA de propsito.( 3) / Ele a toma

D) [...] no teriam de esconder SUA ORIENTAOSEXUAL. ( 4) / no teriam de esconder-lhe

E) O Facebook descobre OS GOSTOS DE SEUSCLIENTES [...] ( 5) / descobre-os

DE PROFUNDIS

Questo 12

A alternativa em que se preserva a re

Recommended

View more >