tpico 04: sistema de planejamento e pblico p/ tcnico administrativo da cmara dos deputados prof....

Download Tpico 04: Sistema de Planejamento e   Pblico p/ Tcnico Administrativo da Cmara dos Deputados Prof. Dr. Giovanni Pacelli Tpico 04: Sistema de Planejamento e Oramento

Post on 15-Mar-2018

217 views

Category:

Documents

4 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Oramento Pblico p/ Tcnico Administrativo da

    Cmara dos Deputados

    Prof. Dr. Giovanni Pacelli

    Tpico 04: Sistema de Planejamento e Oramento

  • Prof. Dr. Giovanni Pacelli

    Doutor - 2016 (UnB) e Mestre em Contabilidade - 2011 (UnB).

    Especialista em Operaes Militares - 2008 (ESAO).

    Bacharel em Administrao de Empresas - 2006 (UECE).

    Bacharel em Cincias Militares - Infantaria turma de 2000 (AMAN).

    Auditor Federal de Finanas e Controle (CGU), atualmente ocupando o cargo de Coordenador-Geral de

    Planejamento e Avaliao.

    Ordenador de Despesas.

    Aprovado em 6 concursos, dentre eles o 1 lugar no TCE-CE (2008).

    Autor dos livros AFO e Contabilidade Pblica Questes Discursivas, e AFO e Contabilidade Pblica

    Questes Comentadas, Editora Elsevier.

    Autor de diversos artigos na rea contbil e de administrao pblica.

    2

  • Itens do programa

    1 O papel do Estado e a atuao do governo nas finanas pblicas.1.1 Formas e dimenses da interveno da administrao na economia.2 Oramento pblico e sua evoluo.2.1 Oramento como instrumento do planejamento governamental.2.2 Princpios oramentrios.

    3 O oramento pblico no Brasil.3.1 Plano Plurianual.3.2 Diretrizes oramentrias.3.3 Oramento anual.3.4 Sistema e processo de oramentao.3.5 Classificaes oramentrias. 3

  • Itens do programa

    4 Programao e execuo oramentria e financeira.4.1 Acompanhamento da execuo.4.2 Sistemas de informaes.4.3 Alteraes oramentrias.4.4 Crditos ordinrios e adicionais.5 Receita pblica.5.1 Categorias, fontes e estgios.5.2 Dvida ativa.6 Despesa pblica.6.1 Categorias e estgios.6.2 Restos a pagar.6.3 Despesas de exerccios anteriores.6.4 Suprimento de fundos.

    4

  • CF/1988;

    LC 101/00 (LRF);

    Lei 4.320/1964;

    Decreto 93.872/1986;

    Decreto Lei 200/1967;

    Lei 10.180/2000 (Sistemas Organizacionais)

    Lei 13.255/2016 (LOA/2016);

    Lei 13.242/2015 (LDO 2015 para a LOA 2016);

    Lei 13.249/2016 (PPA 2016-2019);

    MTO verso 2016 e 2017;

    Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Pblico: Parte I, 6 edio.

    Fontes de Estudo

    5

  • Fontes de Estudo

    GIACOMONI, James. Oramento pblico. 16 ed. So Paulo: Atlas,

    2014.

    GIAMBIAGI, Fbio; ALM, Ana Cludia. Finanas pblicas: teoria e

    prtica no Brasil. 3 ed. Rio de Janeiro: Campus editora, 2007.

    ALBUQUERQUE, Claudiano; MEDEIROS, Mrcio; FEIJ, Paulo H. Gesto

    de Finanas Pblicas. 3 ed. Vol. 1. Braslia: Gesto Pblica, 2013.

    REZENDE; Fernando. Finanas pblicas. 2 ed. So Paulo: Atlas, 2001.

    6

  • Projeto do curso

    Tpicos Itens do programaQuantidade

    de aulas

    1 2.2 Princpios oramentrios. 2

    2

    2 Oramento pblico e sua evoluo.

    2.1 Oramento como instrumento do

    planejamento governamental.

    1

    3

    3 O oramento pblico no Brasil.

    3.1 Plano Plurianual.

    3.2 Diretrizes oramentrias.

    3.3 Oramento anual.

    4.4 Crditos ordinrios e adicionais.

    2,5

    7

  • Tpico Itens do programaQuantidade

    de aulas

    43.4 Sistema e processo de oramentao.

    4.2 Sistemas de informaes.0,5

    5

    4. Programao e execuo oramentria e financeira.

    4.1 Acompanhamento da execuo.

    4.3 Alteraes oramentrias.

    2

    6

    5 Receita pblica.

    5.1 Categorias, fontes e estgios.

    5.2 Dvida ativa.

    3.5 Classificaes oramentrias

    1,5

    76 Despesa pblica.

    6.1 Categorias e estgios.2

    Projeto do curso8

  • Tpico Itens do programaQuantidade

    de aulas

    8

    6.2 Restos a pagar.

    6.3 Despesas de exerccios anteriores.

    6.4 Suprimento de fundos.

    1,5

    9 LRF 3

    10

    1 O papel do Estado e a atuao do governo

    nas finanas pblicas.

    1.1 Formas e dimenses da interveno da

    administrao na economia.

    1

    TOTAL 17

  • Sistema de Planejamento e

    Oramento

    Prof. Msc. Giovanni Pacelli

  • Prof. Dr. Giovanni Pacelli

    11

    Gesto organizacional da contabilidade pblica no Brasil

    Sistema organizacional

    rgo central do sistemaSistema

    estruturante

    Planejamento eOramento

    Ministrio do Planejamento Oramento e Gesto (MPOG)

    SIOP

    Administrao Financeira

    Secretaria do Tesouro Nacional (STN)/Ministrio da Fazenda

    SIAFI

    ContabilidadeSecretaria do Tesouro Nacional (STN)/Ministrio da Fazenda

    SIAFI

    Controle Interno Controladoria Geral da Unio (CGU)Utiliza todos os

    sistemas

  • Prof. Dr. Giovanni Pacelli

    12

    Sistema organizacional rgo central rgo setorial rgo especfico

    Planejamento eOramento

    MPOG

    Unidades de planejamento e oramento dos Ministrios, da Advocacia-Geral da Unio, da Vice-Presidncia e da Casa Civil da Presidncia da Repblica.

    Aqueles vinculados ou subordinados ao rgo central do Sistema, cuja misso est voltada para as atividades de planejamento e oramento.

    Administrao Financeira STN

    Unidades de programao financeira dos Ministrios, da Advocacia-Geral da Unio, da Vice-Presidncia e da Casa Civil da Presidncia da Repblica.

    No possui

  • Prof. Dr. Giovanni Pacelli

    13

    Sistema organizacional rgo central rgo setorial rgo especfico

    Contabilidade STN

    -Unidades de gesto interna dos Ministrios e da Advocacia-Geral da Unio (lei 10.180/2001).-Unidades de gesto interna dos Ministrios, da Advocacia-Geral da Unio, do Poder Legislativo, do Poder Judicirio e do Ministrio Pblico da Unio, responsveis pelo acompanhamento contbil no Sistema Integrado de Administrao Financeira do Governo Federal - SIAFI de determinadas unidades gestoras executoras ou rgos (Decreto 6976/2009).-O rgo de controle interno da Casa Civil exercer tambm as atividades de rgo setorial contbil de todos os rgos integrantes da Presidncia da Repblica, da Vice-Presidncia da Repblica, alm de outros determinados em legislao especfica (Lei 10180/2001 e Decreto 6976/2009).

    No possui

  • Prof. Dr. Giovanni Pacelli

    14

    Sistema organizacional rgo central rgo setorialrgo

    especfico

    Controle Interno CGU

    -Os rgos setoriais so aqueles de controle interno que integram a estrutura do Ministrio das Relaes Exteriores, do Ministrio da Defesa, da Advocacia-Geral da Unio e da Casa Civil.-O rgo de controle interno da Casa Civil tem como rea de atuao todos os rgos integrantes da Presidncia da Repblica e da Vice-Presidncia da Repblica, alm de outros determinados em legislao especfica.

    No possui

  • Prof. Dr. Giovanni Pacelli

    Viso Especfica do sistema de Planejamento e Oramento

    15

  • Prof. Dr. Giovanni Pacelli

    Sistema de Planejamento e Oramento

    16

    Lei 10.180/2001TTULO IIDO SISTEMA DE PLANEJAMENTO E DE ORAMENTO FEDERALCAPTULO IDAS FINALIDADESArt. 2 O Sistema de Planejamento e de Oramento Federal tem por finalidade:I - formular o planejamento estratgico nacional;II - formular planos nacionais, setoriais e regionais de desenvolvimento econmico esocial;III - formular o plano plurianual, as diretrizes oramentrias e os oramentosanuais;IV - gerenciar o processo de planejamento e oramento federal;V - promover a articulao com os Estados, o Distrito Federal e os Municpios, visando acompatibilizao de normas e tarefas afins aos diversos Sistemas, nos planos federal,estadual, distrital e municipal.

  • Prof. Dr. Giovanni Pacelli

    Sistema de Planejamento e OramentoArt. 3 O Sistema de Planejamento e de Oramento Federal compreende as atividades de elaborao,

    acompanhamento e avaliao de planos, programas e oramentos, e de realizao de estudos e pesquisas scio-

    econmicas.

    Art. 4 Integram o Sistema de Planejamento e de Oramento Federal:

    I - o Ministrio do Planejamento, Oramento e Gesto, como rgo central;

    II - rgos setoriais;

    III - rgos especficos.

    1 Os rgos setoriais so as unidades de planejamento e oramento dos Ministrios, da Advocacia-Geral da

    Unio, da Vice-Presidncia e da Casa Civil da Presidncia da Repblica.

    2 Os rgos especficos so aqueles vinculados ou subordinados ao rgo central do Sistema, cuja

    misso est voltada para as atividades de planejamento e oramento.

    3 Os rgos setoriais e especficos ficam sujeitos orientao normativa e superviso tcnica do rgo

    central do Sistema, sem prejuzo da subordinao ao rgo em cuja estrutura administrativa estiverem

    integrados.

  • Prof. Dr. Giovanni Pacelli

    Sistema de Planejamento e Oramento

    18

    4 As unidades de planejamento e oramento das entidades vinculadas ou subordinadas aos

    Ministrios e rgos setoriais ficam sujeitas orientao normativa e superviso tcnica do rgo

    central e tambm, no que couber, do respectivo rgo setorial.

    5 O rgo setorial da Casa Civil da Presidncia da Repblica tem como rea de atuao todos os

    rgos integrantes da Presidncia da Repblica, ressalvados outros determinados em legislao

    especfica.

    Art. 5 Sem prejuzo das competncias constitucionais e legais de outros Poderes, as

    unidades responsveis pelos seus oramentos ficam sujeitas orientao normativa do

    rgo central do Sistema.

    Art. 6 Sem prejuzo das competncias constitucionais e legais de outros Poderes e rgos da

    Administrao Pblica Federal, os rgos integrantes do Sistema de Planejamento e de Oramento

    Federal e as unidades responsveis pelo planejamento e oramento DOS DEMAIS PODERES

    realizaro o acompanhamento e a avaliao dos planos e programas respectivos.

  • Prof. Dr. Giovanni Pacelli

    Atribuies: Planejamento

    19

    Art. 7o Compete s unidades responsveis pelas atividades de planejamento:

    I - elaborar e supervisionar a execuo de planos e programas nacionais e set

Recommended

View more >