Todas Aulas

Download Todas Aulas

Post on 27-Oct-2015

71 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li><p>CURSO ON-LINE NOES DE ADMINSITRAO PBLICA E DE GESTO PBLICA TRTs (TCNICO JUDICIRIO REA: </p><p>ADMINISTRATIVA) </p><p>PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO </p><p>1www.pontodosconcursos.com.br </p><p>Aula 1 2 Convergncias e diferenas entre a gesto pblica e </p><p>a gesto privada; 3 Gesto de resultados na produo de </p><p>servios pblicos e 9 Gesto por Processos. </p><p>Ol pessoal, vamos para a nossa Aula 1. </p><p>9 Gesto por Processos </p><p>Processo pode ser definido como uma ao continuada, um </p><p>procedimento, estados intermedirios de uma transformao. </p><p>sempre bom diferenciar dos projetos, que so caracterizados por </p><p>possuir tempo determinado de execuo. Os processos no, eles so </p><p>contnuos, seqenciais. </p><p>Segundo Idalberto Chiavenato, gesto de processos uma forma de </p><p>administrao focada nos processos. </p><p>Em uma organizao, podemos pensar os processos como uma </p><p>sequncia de atividades que transforma insumos (inputs) em </p><p>produtos (outputs), gerando valor para o cliente. Vejamos a </p><p>ilustrao. </p></li><li><p>CURSO ON-LINE NOES DE ADMINSITRAO PBLICA E DE GESTO PBLICA TRTs (TCNICO JUDICIRIO REA: </p><p>ADMINISTRATIVA) </p><p>PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO </p><p>2www.pontodosconcursos.com.br </p><p>Uma empresa funciona da seguinte forma: ela utiliza seus recursos </p><p>(humanos, materiais e financeiros) para transformar a matria-prima </p><p>ou a idia em um produto acabado ou em um servio disponvel, </p><p>respectivamente. Os inputs so os recursos de entrada e os outputs </p><p>so as sadas da empresa, ou seja, o que a organizao produz e </p><p>expede para o mercado. </p><p>Se pegarmos o quadro transformao e dermos um zoom, veremos </p><p>que ele composto por vrias etapas. Mas a, cada empresa possui a </p><p>sua prpria sequncia, cada produto requer uma determinada ordem </p><p>de produo, e por a vai. importante saber o seguinte: a cada </p><p>etapa de produo, dentro do processo de transformao, so </p><p>agregados valores ao produto. </p><p>Explicando melhor. Se o produto ir passar por 3 processos diferentes </p><p>antes estar acabado, na 1 unidade, ele ir receber algum tipo de </p><p>transformao. Essa transformao necessariamente agrega valor ao </p><p>produto. A cana-de-acar, ao virar lcool, no est agregando valor? </p><p>Qual mais caro? Isso, esse valor tambm financeiro. </p></li><li><p>CURSO ON-LINE NOES DE ADMINSITRAO PBLICA E DE GESTO PBLICA TRTs (TCNICO JUDICIRIO REA: </p><p>ADMINISTRATIVA) </p><p>PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO </p><p>3www.pontodosconcursos.com.br </p><p>Voltando explicao, ao sair da unidade 2, o produto ter mais </p><p>valor agregado do que na unidade de produo 1 e, no fim (3 </p><p>unidade), ele atingir o mximo de valor que a empresa pretende </p><p>agregar para ento comercializ-lo. Entendido? </p><p>Outro tema importante em gesto de processos o mapeamento de </p><p>processos. Podemos defini-lo como o estudo das atividades que </p><p>compem um determinado processo a fim de orden-las. Com essa </p><p>organizao, gera-se um fluxo das atividades. </p><p>Convm definir tambm o conceito de fluxograma, que um produto </p><p>do mapeamento de processos. Esse tipo diagrama uma </p><p>representao grfica do processo (dos fluxos das atividades), com o </p><p>objetivo de facilitar a visualizao e o entendimento das diversas </p><p>atividades. Difere do organograma (esttico/ foto da estrutura) por </p><p>ser dinmico. Veja a ilustrao. </p></li><li><p>CURSO ON-LINE NOES DE ADMINSITRAO PBLICA E DE GESTO PBLICA TRTs (TCNICO JUDICIRIO REA: </p><p>ADMINISTRATIVA) </p><p>PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO </p><p>4www.pontodosconcursos.com.br </p><p>Uma coisa que podemos notar, a partir da figura, que todos os </p><p>smbolos do fluxograma podem ter vrias entradas e sadas. O </p><p>losango requer licitao? possui como entrada o crculo alongado </p><p>elaborar minuta de contrato e como sadas o retngulo elaborar </p><p>justificativa de inexigibilidade ou dispensa e o losango prego?. </p><p>Contudo, h duas excees nessa regra de entradas e sadas. O </p><p>primeiro smbolo nunca ter entradas, j que o primeiro. Pela lgica </p><p>tambm, o ltimo smbolo nunca ter sadas, j que representa o fim </p><p>daquele determinado processo. </p><p>Quando desenhamos um fluxograma, cada smbolo possui um </p><p>significado especfico. Assim, temos: </p><p> Crculo alongado: incio ou fim; Seta: sentido do processo; </p><p>Elaborar minuta de contrato </p><p>RequerLicitao?</p><p> prego?</p><p>Elaborar justificativa de inexigibilidade ou </p><p>dispensa </p><p>Verificar se ser eletrnico ou </p><p>presencial </p><p>Verificar a modalidade</p><p>No</p><p>No</p><p>Sim</p><p>Sim</p></li><li><p>CURSO ON-LINE NOES DE ADMINSITRAO PBLICA E DE GESTO PBLICA TRTs (TCNICO JUDICIRIO REA: </p><p>ADMINISTRATIVA) </p><p>PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO </p><p>5www.pontodosconcursos.com.br </p><p> Retngulo: aes; Losango: questes/alternativas, sempre com duas sadas. </p><p>Quando mapeamos um processo e o representamos por meio de </p><p>fluxograma, podemos identificar onde se situam possveis problemas. </p><p>Esses problemas, tambm chamados de gargalos, uma vez </p><p>identificados, podem ser solucionados para que os processos voltem </p><p>ao seu curso (fluxo) normal. </p><p>Exemplo: suponhamos que a empresa j conhece um problema que </p><p>est tendo: o produto fabricado est com problemas de especificao </p><p>(as suas caractersticas esto fora do padro estipulado). Assim, com </p><p>o mapeamento dos processos, possvel detectar em que momento </p><p>da fabricao a especificao no foi cumprida. Com a correta </p><p>identificao desse momento, a soluo do problema fica mais clara. </p><p>Vejamos algumas questes. </p><p>1) (FCC PGE-RJ 2009) O modelo de gesto orientado para </p><p>processos adequado para promover maior efetividade </p><p>organizacional porque </p><p>a) h uma eliminao de barreiras dentro da empresa, </p><p>possibilitando a visualizao da organizao como um todo e </p><p>uma maior interrelao entre os diferentes agentes da cadeia </p><p>de valor: clientes, fornecedores e gestores do processo. </p><p>b) elimina a estrutura vertical de comando, descentralizando </p><p>o fluxo de decises, estimulando a participao e o </p><p>envolvimento dos funcionrios com os objetivos estratgicos </p><p>da empresa. </p></li><li><p>CURSO ON-LINE NOES DE ADMINSITRAO PBLICA E DE GESTO PBLICA TRTs (TCNICO JUDICIRIO REA: </p><p>ADMINISTRATIVA) </p><p>PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO </p><p>6www.pontodosconcursos.com.br </p><p>c) cada atividade pode ser controlada de forma independente, </p><p>e no como uma srie de tarefas sequencialmente </p><p>interrelacionadas e organizadas com a finalidade de produzir </p><p>resultados especficos. </p><p>d) favorece a formao de equipes de trabalho, composto </p><p>por profissionais com diferentes competncias, orientados </p><p>para o desenvolvimento de projetos especficos. </p><p>e) permite que os esforos da empresa estejam direcionados </p><p>para uma integrao entre processos e funes, tornando a </p><p>diviso do trabalho de cada setor mais precisa e estvel. </p><p>Vejamos item por item. </p><p>a) Esse o nosso gabarito. A gesto de processos pressupe uma </p><p>viso geral da empresa, uma viso integrada. </p><p>b) Orientar-se para os processos no necessariamente elimina a </p><p>estrutura vertical de comando na empresa. Uma gesto de processos </p><p>pode conviver com a estrutura citada. </p><p>c) Na gesto de processos, fundamental que haja interdependncia </p><p>de tarefas. H vrias atividades na empresa, mas todas devem </p><p>compor um sistema nico, com o mesmo objetivo principal. </p><p>d) As pessoas no esto orientadas para desenvolvimento de projetos </p><p>na gesto de processos. </p><p>e) No podemos afirmar que a diviso do trabalho se tornar mais </p><p>estvel. Com as mudanas constantes no mundo atual, comum que </p><p>se alterem procedimentos para se adaptar s exigncias do mercado. </p></li><li><p>CURSO ON-LINE NOES DE ADMINSITRAO PBLICA E DE GESTO PBLICA TRTs (TCNICO JUDICIRIO REA: </p><p>ADMINISTRATIVA) </p><p>PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO </p><p>7www.pontodosconcursos.com.br </p><p>Gabarito: A </p><p>Uma organizao pode ser definida como um processador, no </p><p>qual os insumos pessoas, informao, conhecimento, </p><p>espao, tempo, dinheiro e instalaes so geridos de modo </p><p>a atingir, da melhor forma possvel, os objetivos que lhe so </p><p>prprios. E, mediante o alcance desses objetivos, os </p><p>fornecedores daqueles insumos so remunerados, o que os faz </p><p>fornecer, novamente, os insumos para a transformao social. </p><p>Dentro desse contexto de organizaes, julgue o item </p><p>seguinte. </p><p>2) (CESPE ANATEL 2009) Dentro dessa viso sistmica, a </p><p>expresso stakeholder designa as pessoas interessadas na </p><p>continuidade das organizaes, como os funcionrios, clientes </p><p>e fornecedores. </p><p>Pessoal, coloquei essa questo mais pelo enunciado, que faz uma </p><p>definio tima envolvendo organizao e processos. </p><p>Os stakeholders so as partes interessadas na empresa. So os </p><p>agentes afetados positiva ou negativamente pelas decises da </p><p>organizao. Nesse sentido, podem ser considerados stakeholders os </p><p>funcionrios, os acionistas, os clientes, os fornecedores, etc. </p><p>Gabarito: C </p><p>3) (FCC BAHIAGS 2010) Um grupo de atividades realizadas </p><p>numa sequncia lgica com o objetivo de produzir um bem ou </p><p>servio que tem valor para um grupo especfico de clientes </p><p>denominado </p></li><li><p>CURSO ON-LINE NOES DE ADMINSITRAO PBLICA E DE GESTO PBLICA TRTs (TCNICO JUDICIRIO REA: </p><p>ADMINISTRATIVA) </p><p>PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO </p><p>8www.pontodosconcursos.com.br </p><p>a) processo. </p><p>b) ciclo PDCA. </p><p>c) kaizen. </p><p>d) fluxograma. </p><p>e) just-in-time. </p><p>Essa a definio de processos, ou seja, trata-se de um conjunto de </p><p>atividades colocadas em uma determinada sequncia sempre com o </p><p>objetivo de agregar valor, gerando um bem ou servio. </p><p>Vamos definir as palavras desconhecidas at ento: </p><p>Kaizen: significa melhoria contnua, gradual. Conceito advindo do </p><p>Japo nos anos 50 do sculo passado, o kaizen visa o bem tanto da </p><p>empresa quanto do funcionrio que l trabalha. Nessa tcnica, </p><p>sempre possvel fazer melhor, nenhum dia deve passar sem uma </p><p>melhoria implantada, seja para a empresa ou para o indivduo. </p><p>Just-in-time: podendo ser traduzido como bem na hora, o sistema </p><p>JIT, que surgiu no Japo aps a Segunda Guerra Mundial, procura </p><p>melhor processos atravs da eliminao dos desperdcios. Com base </p><p>em uma gesto de estoques eficaz, o ideal do JIT que o cliente que </p><p>receba aquela mercadoria esteja realmente necessitando do produto. </p><p>Uma vez precisando do produto, ele no ir estoc-lo, ir utiliz-lo. </p><p>Suponhamos que uma fbrica fez um pedido de material que ser </p><p>usado em sua produo. A melhor hora de essa mercadoria chegar </p><p>quando o estoque desse produto pedido estiver zerando. Assim, a </p><p>mercadoria chegou bem na hora. </p></li><li><p>CURSO ON-LINE NOES DE ADMINSITRAO PBLICA E DE GESTO PBLICA TRTs (TCNICO JUDICIRIO REA: </p><p>ADMINISTRATIVA) </p><p>PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO </p><p>9www.pontodosconcursos.com.br </p><p>Gabarito: A </p><p>4) (FCC TRF 4 2010) Os processos-chave de negcio esto </p><p>diretamente relacionados s atividades-fim e so crticos para </p><p>o sucesso organizacional. </p><p>Analise, com relao a tais processos: </p><p>I. Seus resultados produzem alto impacto para os </p><p>fornecedores. </p><p>II. Falhas nesses processos comprometem o desempenho </p><p>parcial do sistema. </p><p>III. No so crticos para a execuo da estratgia da </p><p>organizao. </p><p>IV. preciso haver convergncia do esforo organizacional de </p><p>modo a minimizar riscos, tempo e desperdcios de recursos e </p><p>maximizar sinergia. </p><p>V. Todos os processos das unidades de negcios devem estar </p><p>integrados no sistema de gesto. </p><p> correto o que consta APENAS em </p><p>a) I e V. </p><p>b) IV e V. </p><p>c) II e IV. </p><p>d) III, IV e V. </p><p>e) I, II e III. </p></li><li><p>CURSO ON-LINE NOES DE ADMINSITRAO PBLICA E DE GESTO PBLICA TRTs (TCNICO JUDICIRIO REA: </p><p>ADMINISTRATIVA) </p><p>PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO </p><p>10www.pontodosconcursos.com.br </p><p>Vejamos item por item. </p><p>I) O impacto ocorre para os clientes. Os fornecedores at participam </p><p>dos processos, mas no recebem alto impacto dos resultados. </p><p>II) A falha compromete o desempenho global, no apenas parcial. </p><p>III) Os processos-chave so extremamente crticos para a estratgia. </p><p>Qualquer problema nesse tipo de processo ter srias consequncias </p><p>para a empresa. </p><p>IV) Item certo. </p><p>V) A integrao na gesto de processos essencial. </p><p>Gabarito: B </p><p>5) (CESPE IBRAM 2009) Considere que em uma organizao </p><p>estruturada por processos, uma unidade A receba uma </p><p>demanda, efetua o levantamento em seus bancos de dados e </p><p>encaminha os resultados do trabalho para a unidade B, a </p><p>unidade B trata os dados estatisticamente, analisa os </p><p>resultados e gera uma informao que ser encaminhada para </p><p>subsidiar o processo decisrio da organizao. Nesse caso, </p><p>correto afirmar que a unidade B agregou valor ao processo </p><p>descrito. </p><p>Pessoal, essa questo trata dos valores que so agregados </p><p>(adicionados) ao produto/servio durante as etapas do processo, de </p><p>modo que, ao final do processo, o produto tenha mais valor do que o </p><p>insumo que iniciou o processo. Repare que no precisa existir produto </p><p>para ter processo. A assertiva trata apenas de fluxo de informaes </p></li><li><p>CURSO ON-LINE NOES DE ADMINSITRAO PBLICA E DE GESTO PBLICA TRTs (TCNICO JUDICIRIO REA: </p><p>ADMINISTRATIVA) </p><p>PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO </p><p>11www.pontodosconcursos.com.br </p><p>que so geradas. Informaes tambm so estruturadas em </p><p>processos. Qualquer sequncia de atividades um processo. </p><p>Gabarito: C </p><p>6) (FCC TRF 4 2010) Na gesto por processo, o conjunto de </p><p>vrias especialidades executadas em uma nica operao com </p><p>a finalidade de resolver problemas, de carter temporrio ou </p><p>provisrio, pois no agregam valor nenhum e consomem </p><p>recursos variveis, denominada atividade </p><p>a) secundria. </p><p>b) crtica. </p><p>c) principal. </p><p>d) transversal. </p><p>e) no crtica. </p><p>Vejamos item por item: </p><p>a) atividades que no esto envolvidas com a produo de </p><p>determinado bem. As atividades de recursos humanos so exemplo. </p><p>b) essenciais para o processo e o seu resultado, com restries de </p><p>tempo para o seu incio e trmino, restries de recurso (matria-</p><p>prima) </p><p>c) possuem participao direta na criao de um bem ou servio, </p><p>podendo ser crticas e no crticas. </p><p>d) esse o nosso gabarito. </p></li><li><p>CURSO ON-LINE NOES DE ADMINSITRAO PBLICA E DE GESTO PBLICA TRTs (TCNICO JUDICIRIO REA: </p><p>ADMINISTRATIVA) </p><p>PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO </p><p>12www.pontodosconcursos.com.br </p><p>e) embora indispensveis, h mais flexibilidade para a realizao. </p><p>Gabarito: D </p><p>7) (FCC DPE-SP 2010) A metodologia de administrao de </p><p>processos que realiza o desenho de fluxogramas de todas as </p><p>atividades executadas por todos os cargos pertencentes a </p><p>fora de trabalho com o objetivo de reconhecer as </p><p>incongruncias e corrigi-las em tempo conhecida como </p><p>a) brainstorming. </p><p>b) balanced scorecard. </p><p>c) melhoria contnua. </p><p>d) reengenharia. </p><p>e) mapeamento de processos </p><p>Mapear processos significa descrever os processos por meio de </p><p>grficos. um detalhamento para facilitar a visualizao dos </p><p>processos. Vamos fazer algumas definies: </p><p>Brainstorming: chuva de palpites. Imagine uma reunio de </p><p>desenvolvedores de produto. H um momento no comeo da reunio </p><p>em que as pessoas presentes comeam a jogar vrias idias para </p><p>criar um produto. Nesse momento, no h limites nem restries. </p><p>uma chuva de idias (brainstorming) que ocorre. Numa etapa </p><p>posterior, as pessoas iro ponderar aquilo que poder ser levado a </p><p>efeito. </p></li><li><p>CURSO ON-LINE NOES DE ADMINSITRAO PBLICA E DE GESTO PBLICA TRTs (TCNICO JUDICIRIO REA: </p><p>ADMINISTRATIVA) </p><p>PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO </p><p>13www.pontodosconcursos.com.br </p><p>Balanced Scorecard: Desenvolvido por Robert Kaplan e David Norton, </p><p>no princpio da dcada de 90, o Balanced Scorecard, ou simplesmente </p><p>BSC, uma metodologia de medio e gesto de desempenho </p><p>baseada em indicadores. </p><p>Esse mtodo, que avalia o desempenho de uma organizao, </p><p>baseado em 4 perspectivas: financeira, clientes, processos internos e </p><p>apre...</p></li></ul>