tn magazine 74 - sept-oct 2010

Download TN Magazine 74 - Sept-Oct 2010

Post on 26-Dec-2015

46 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • TN Petrleo 74 1

    O Rio de Janeiro acaba de ganhar

    sua base de apoio offshore.

    Centro de Excelncia Logstica Offshore

    Mais de 20.000m de rea contguos ao Porto do Rio de Janeiro;

    Armazm coberto e licenciado para slidos e qumicos;

    rea para inspeo e limpeza de tubos;

    Gesto de Resduos;

    Equipamentos de iamento no padro offshore;

    Funcionamento 24x7;

    Operao porturia e atendimento embarcaes no Porto

    do Rio de Janeiro.

    Conhea mais sobre esta soluo g-comex para o mercado Offshore Brasileiro

    em: www.gcomex.com.br/bases

    OFFSHORE LOGISTICS

    We work hard to simplify our costumers operations

    base ecoeficiente

    CO2

  • sumrio edio n 74 set/out 2010

    Entrevista exclusiva

    FPSO P-57

    Especial: Logstica

    26 Esprito Santo ganha primeira base de apoio

    28 Insight cria novo sistema de logstica de pessoal em plataformas

    31 Negcios vista

    39 WEG fornece pacote eltrico

    com Tulio Chipoletti, vice-presidente executivo da TenarisConfab

    Expanso com foco em tecnologia

    Uma nova logstica offshore

    Cenpes: ampliao concluda

    Capitalizao necessriaRevap: refino modernizadoRlam: a me de todas as refinariasComea a produo definitiva em Tupi

    Um modelo para o futuro

    14

    22

    32

    40444648

    36

  • Braskem inaugura fbrica de eteno verde

    Liderana em Classificao e Certificao Offshoree-mail: absrio@eagle.org Tel: + 55 21 2276-3535

    CONSElHO EDITORIal

    Affonso Vianna Junior

    Alexandre Castanhola Gurgel

    Andr Gustavo Garcia Goulart

    Antonio Ricardo Pimentel de Oliveira

    Bruno Musso

    Colin Foster

    David Zylbersztajn

    Eduardo Mezzalira

    Eraldo Montenegro

    Flvio Franceschetti

    Francisco Sedeo

    Gary A. Logsdon

    Geor Thomas Erhart

    Gilberto Israel

    Ivan Leo

    Jean-Paul Terra Prates

    Joo Carlos S. Pacheco

    Joo Luiz de Deus Fernandes

    Jos Fantine

    Josu Rocha

    Luiz B. Rgo

    Luiz Eduardo Braga Xavier

    Marcelo Costa

    Mrcio Giannini

    Mrcio Rocha Melo

    Marcius Ferrari

    Marco Aurlio Latg

    Maria das Graas Silva

    Mrio Jorge C. dos Santos

    Maurcio B. Figueiredo

    Nathan Medeiros

    Roberto Alfradique V. de Macedo

    Roberto Fainstein

    Ronaldo J. Alves

    Ronaldo Schubert Sampaio

    Rubens Langer

    Samuel Barbosa

    Cobertura Rio Oil & Gas 2010

    Caderno de Sustentabilidade

    53 Intercmbio necessrio66 Empregos na indstria naval

    dobram em 201069 Tecnologia ainda

    a alma do negcio80 Gas Energy: transformao da

    empresa em sociedade annima

    120 Vazamento de petrleo na era da sustentabilidade, por lucas Copelli132 Acidentes com dutos de petrleo e derivados,

    por Jaqueline Costa martins e Rodolfo Bernardos

    135 Pr-sal traz novo panorama de mercado e incrementa perspectivas de negcios na rea de energia, por anna Tavares de mello e Danielle Gomes de almeida Valois

    138 Um marco crucial, por maria alice Doria e Patrcia Guimares140 Novos mtodos construtivos e incorporao de tcnicas

    offshore em dutos terrestres, por Conrado Serodio, Jos Guido de Oliveira, Srgio menezes Borges e Sergio Barreto lima

    146 Vantagens competitivas na indstria de leo e gs, por Roberto Zegarra 149 Oportunidades no setor de petrleo e gs, por Fbio Dave

    5 editorial 6 hot news 10 indicadores 84 eventos 96 perfil profissional 101 caderno de sustentabilidade

    122 pessoas 124 produtos e servios 150 fino gosto 152 coffee break 154 feiras e congressos 155 opinio

    Recorde de pblico e de negcios

    artigos

    Ano XII Nmero 74 set/out 2010Fotos: Helibras e mCS

    sees

    50

    104

  • 4 TN Petrleo 74

    consolidadaUma indstria

    Esto previstos mais de R$ 30 bilhes em investi mentos na construo de novos petroleiros, graneleiros, porta-contineres, embarcaes de apoio, plataformas e navios-sonda.

    Previso de 300 mil empregos diretos e indiretos.

    Contedo local de 75% na compra de produtos e novos equipamentos.

    Modernizao e ampliao das instalaes aumentando a capacidade de processamento de ao por ano em mais de 600 mil toneladas.

    SINAVAL Sindicato Nacional da Indstria da Construo e Reparao Naval e O shoreAvenida Churchill, 94/2 andar, conj. 210 a 215, CentroCEP 20020-050 Rio de Janeiro RJTel.: 55 21 2532-4878 Fax: 55 21 2532-4705 sinaval@sinaval.org.br www.sinaval.org.br

    Indstria naval brasileira: construindo, desenvolvendo

    e transportando o Brasil de hoje e amanh!

    Foto

    s: A

    gnc

    ia P

    etro

    bras

    e S

    TX E

    urop

    e

    An_Sinaval_TN 73.indd 1 29/10/2010 11:10:34

  • TN Petrleo 74 5

    Rua do Rosrio, 99/7 andarCentro CEP 20041-004

    Rio de Janeiro RJ BrasilTel/fax: 55 21 3221-7500

    www.tnpetroleo.com.brtnpetroleo@tnpetroleo.com.br

    DIRETOR EXECUTIVOBencio Biz

    beniciobiz@tnpetroleo.com.br

    DIRETORa DE NOVOS NEGCIOSLia Medeiros (21 8241-1133)

    liamedeiros@tnpetroleo.com.br

    EDITORaBeatriz Cardoso (21 9617-2360)

    beatrizcardoso@tnpetroleo.com.br

    EDITOR DE aRTE, CUlTURa E VaRIEDaDES

    Orlando Santos (21 9491-5468)

    REPRTERESCassiano Viana (55 21 9187-7801)

    cassiano@tnpetroleo.com.br

    Maria Fernanda Romero (55 21 8867-0837) fernanda@tnpetroleo.com.br

    Rodrigo Miguez (21 9389-9059)rodrigo@tnpetroleo.com.br

    RElaES INTERNaCIONaISDagmar Brasilio (21 9361-2876)

    dagmar.brasilio@tnpetroleo.com.br

    DESIGN GRFICOBencio Biz (21 3221-7500)

    beniciobiz@tnpetroleo.com.br

    PRODUO GRFICa E WEBmaSTERLarcio Loureno (21 3221-7506)webmaster-tn@tnpetroleo.com.br

    Marcos Salvador (21 3221-7510)marcossalvador@tnpetroleo.com.br

    REVISOSonia Cardoso (21 3502-5659)

    DEPaRTamENTO COmERCIalJos Arteiro (21 9163-4344)

    josearteiro@tnpetroleo.com.br

    Cristina Pavan (21 9408-4897)cristinapavan@tnpetroleo.com.br

    Lorraine Mendes (21 8311-2053)lorraine@tnpetroleo.com.br

    Bruna Guiso (21 7682-7074)bruna@tnpetroleo.com.br

    aSSINaTURaSRodrigo Matias (21 3221-7503)

    matias@tnpetroleo.com.br

    CTP e ImPRESSOWalprint Grfica

    DISTRIBUIO Bencio Biz Editores Associados.

    Os artigos assinados so de total responsabilidade dos autores,

    no representando, necessariamente, a opinio dos editores.

    TN Petrleo dirigida a empresrios, executivos, engenheiros, gelogos,

    tcnicos, pesquisadores, fornecedorese compradores do setor de petrleo.

    ENVIO DE RElEaSESSugestes de temas ou envio de matrias devem ser feitos via fax: 55 21 3221-7511

    ou pelo e-mail tnpetroleo@tnpetroleo.com.br

    Passadas as eleies, a sen-sao que temos de que finalmente o ano de 2010 poder retomar sua marcha natural, sem mais casusmos, promessas vs ou indefinies. Sabemos que a economia no parou e caminha para um crescimento acima da mdia das ltimas duas dcadas, podendo che-gar, e at superar, os 7% previstos.

    Mas no podemos esperar que isso se repita nos prximos anos, quando sabemos que ser neces-sria uma srie de ajustes para a economia no perder o rumo do desenvolvi-mento sustent-vel. E para isso, temos que manter em movimento um dos principais motores da economia brasileira: o da indstria de petrleo e gs, que vem alavancando uma imensa cadeia de fornecedores de bens e servios.

    Mais ainda: atraindo o interesse de investidores e companhias do mundo inteiro, vidos de participar desse mercado em forte expanso, como foi possvel ver na Rio Oil & Gas 2010. O evento bateu todos os recordes em nmero de expositores, visitantes, congressistas, trabalhos tcnicos e rodadas de negcios. Vale conferir a cobertura completa de mais uma edio do segundo maior evento do setor no mundo.

    O crescimento acelerado desse setor est mais do que visvel tam-bm nos mltiplos empreendimentos que vm sendo concludos ou que avanam pelo pas afora: a Petrobras recebeu em outubro a P-57, primeiro projeto de FPSO totalmente confec-cionado no Brasil, assim como deu a partida no sistema piloto de Tupi e inaugurou o projeto de expanso de seu centro de P&D, o Cenpes.

    Outubro foi, na realidade, um ms pleno para a estatal, com muitos mo-tivos para comemorar, mais alm dos seus 57 anos e da capitalizao re-corde que a transformou na segunda maior companhia aberta de petrleo do mundo. A Petrobras inaugurou unidades estratgicas dentro do programa de modernizao da Revap (que por enquanto a caula das refinarias brasileiras), em So Paulo, que vai consumir R$ 3,5 bilhes at 2011, e celebrou o aniversrio de sua mais antiga unidade de refino, a RLAM, na Bahia.

    E, ainda, deu a partida no segun-do mdulo da unidade de tratamento de gs de Cacimbas (UTGC), na pr-operao da unidade de tratamento de gs sul-capixaba (UTG Sul) e no campo de gs de Canapu, no norte do estado do Esprito Santo. Em razo da paralisao de algumas unidades, teve uma queda em sua produo de petrleo, a qual dever se recuperar at o final do ano.

    Um ano que est s vsperas de terminar embora o sentimento seja de que mal comeou. Portanto, mais do que chegado o momento de arregaarmos as mangas e nos empenharmos para consolidar o crescimento econmico desse pas que vem quebrando paradigmas, tan-to tecnolgicos e econmicos quanto polticos afinal, elegeu a primeira mulher presidente da Repblica de nossa histria.

    Enfim, so novos tempos. Mas ainda antigo e permanente o com-promisso que todos ns devemos assumir e tornar realidade: o de fazer o Brasil do futuro, o pas do presente. Sem mais delongas.

    Boa leitura!

    De volta ao trabalho

    Filiada

    editorial

    Bencio BizDiretor executivo da TN Petrleo

  • 6 TN Petrleo 74

    Lder mundiaL em software de neg