título: impactos socio-econômicos do trabalho infantil e da

Download Título: Impactos Socio-Econômicos do Trabalho Infantil e da

Post on 08-Jan-2017

216 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • FUNDAO ARMANDO ALVARES PENTEADO

    FACULDADE DE ECONOMIA

    IMPACTOS SOCIO-ECONMICOS DO TRABALHO INFANTIL E

    DA EDUCAO NA PRIMEIRA INFNCIA NO BRASIL

    KARINA GAUI XAVIER

    Monografia de Concluso do Curso

    apresentada Faculdade de Economia

    para obteno do ttulo de graduao

    em Cincias Econmicas, sob a

    orientao do Prof. Denisio Augusto

    Liberato Delfino.

    So Paulo, 2010

  • XAVIER, Karina Gaui. IMPACTOS SOCIO-ECONMICOS DO TRABALHO INFANTIL E

    DA EDUCAO NA PRIMEIRA INFNCIA NO BRASIL, So Paulo, FAAP, 2010, 51 p.

    (Monografia Apresentada ao Curso de Graduao em Cincias Econmicas da Faculdade de

    Economia da Fundao Armando lvares Penteado)

    Palavras-Chave: Trabalho infantil, infncia saudvel, formao de habilidades, educao, capital

    humano, Mincer.

  • DEDICATRIA

    A todas as crianas e adolescentes que perderam ou esto perdendo sua infncia e juventude pela

    explorao de seu trabalho. Para que haja mudana, preciso que haja conscientizao.

  • AGRADECIMENTOS

    Os meus agradecimentos ao Professor Denisio Augusto Liberato Delfino pela orientao prestada

    e pelo incentivo permanente na realizao desta Monografia em Economia.

    FUNDAO ABRINQ, em especial ao SR. SYNSIO BATISTA DA COSTA, pelo

    incentivo, fornecimento de materiais bibliogrficos os quais possibilitaram que a Monografia

    fosse realizada, e pela forma solcita com que se referiu ao presente Trabalho.

    AO PROFESSOR ANTONIO SERGIO BICHIR, que me aconselhou constantemente durante

    todo o processo de estruturao e desenvolvimento do Projeto e Pr-Projeto.

    AO PROFESSOR JOO CHANG JUNIOR, pelas correes e sugestes elaborao do modelo

    economtrico empregado.

    MINHA FAMLIA, pelo apoio e pacincia durante todo o curso de Economia, em especial ao

    perodo de desenvolvimento da Monografia.

  • SUMRIO

    Lista de Figuras

    Lista de Tabelas

    Resumo

    INTRODUO 1

    1 - TRABALHO INFANTIL E SUA EVOLUO NO BRASIL E NO MUNDO 3

    1.1 - Trabalho infantil: algumas definies 3

    1.2 - Surgimento do trabalho infantil no mundo 5

    1.3 - Surgimento do trabalho infantil no Brasil 9

    2 - A IMPORTNCIA DA EDUCAO NA PRIMEIRA INFNCIA 19

    2.1 - O modelo de formao de habilidades 19

    2.2 - A importncia econmica da educao e da infncia saudvel 23

    3 - IMPACTOS SOCIO-ECONMICOS DO TRABALHO INFANTIL PARA A 34

    INFNCIA E JUVENTUDE

    3.1 - Impactos do trabalho infantil sobre a educao 34

    3.2 - A equao de Mincer 38

    3.2.1 - Metodologia 40

    3.2.2 - Base de dados 41

    3.2.3 - Resultados 42

    CONCLUSO

  • LISTA DE FIGURAS

    Figura 1: ndice de reduo do trabalho infantil por sexo e faixa etria 15

    (1999-2001)

    Figura 2: Porcentagem de crianas e adolescentes nos diferentes ramos de atividade 16

    Figura 3: Taxas de retorno do investimento em Capital Humano definido 22

    Investimento equivalente para todas as idades

    Figura 4: Percentual (%) de trabalhadores que sabem ou no ler e escrever 25

    Figura 5: Porcentagem de pessoas que fizeram creche ou pr-escola pela 28

    pela escolaridade da me

    Figura 6: Escolaridade X Rendimento Mdio 43

  • LISTA DE TABELAS

    Tabela 1: Evoluo do trabalho infantil no Brasil, 1992-2002 14

    Tabela 2: Relao do trabalho infantil no ramo agrcola 1992-2001 16

    Tabela 3: Estimativa do percentual de crianas entre 5-14 anos economicamente 17

    ativas no mundo

    Tabela 4: Atraso escolar de crianas e adolescentes (%) 24

    Tabela 5: Porcentagem de trabalhadores de 5 a 10 anos analfabetos por ramo de 31

    atividades

    Tabela 6: Relao entre o pr-primrio, a educao e o salrio 32

    Tabela 7: Mdia de anos de estudo, por idade, Bolvia 1990 35

    Tabela 8: Explicao da situao de trabalho, o insucesso escolar e o nvel de 36

    Bolvia 1990

    Tabela 9: Mdia e Desvio Padro das variveis Anos de Estudo, 42

    Rendimento Mensal e Experincia

    Tabela 10: Resultados dos dados brasileiros empregados na Equao de Mincer 44

  • RESUMO

    Esta Monografia examina a questo do trabalho infantil e a importncia da educao na primeira

    infncia para o desenvolvimento da criana e adolescente. O trabalho infantil teve seu surgimento

    na poca dos escravos e durante todo o perodo da Revoluo Industrial.

    Jovens que trabalham antes da idade legal permitida se privam de um desenvolvimento escolar

    necessrio e consequentemente deixam de formar algumas habilidades que so desenvolvidas na

    primeira infncia e constituem o capital humano.

    O foco principal a ser explorado no presente trabalho de que forma o trabalho infantil prejudica

    a escolaridade e as consequncias disso para a formao de capital humano e os rendimentos

    futuros. Todas as informaes so baseadas em dados precisos e a anlise embasada em dados

    empricos brasileiros recentes.

  • 1

    INTRODUO

    A explorao da mo-de-obra infantil um assunto polmico h anos e ao mesmo tempo

    deixou de ser foco de discusso atualmente. Crianas em todos os lugares do mundo se submetem

    a esse tipo de explorao, participando da composio da renda familiar e sendo muitas vezes

    impossibilitadas de frequentar a escola e construir um futuro melhor.

    Nota-se por anlise dos dados fornecidos pelo IBGE (2002) uma maior participao no

    PIB brasileiro de setores industriais e servios que a de setor agrrio. Isso se d ao fato de serem

    setores que agregam mais valor durante seu processo produtivo. possvel ento que se perceba

    a maior participao da mo-de-obra infanto-juvenil no setor rural, com o objetivo de minimizar

    os custos de produo, para aferir maiores lucros.

    Por estar ligado pobreza, o trabalho infantil constantemente encontrado em pases

    subdesenvolvidos, em que a qualidade de vida da populao precria e, muitas famlias ainda

    vivem na misria.

    Apesar de sua maior participao ser encontrada no setor rural, no possvel apenas

    relacionar o trabalho infantil a esse setor, como tambm relacionar a indstria e ao setor de

    servios. Ainda existe esse tipo de explorao em cidades pequenas como o caso de Franca no

    interior de So Paulo em que as crianas trabalham arduamente na confeco de calados, como

    tambm em pases grandes como o caso da China.

    No Brasil, a mo-de-obra infantil predominantemente agrcola e localizada no Nordeste

    onde a fiscalizao precria e corrupta, e as famlias esto dispostas a se submeter a qualquer

    tipo de explorao para sobreviver. Dados divulgados pela PNAD (2007) indicam que 1,4 milho

    de trabalhadores entre 5 e 15 anos trabalham na agricultura, e 776 mil esto no Nordeste. Entre

    essas crianas trabalhadoras, 43,5% ajudam com at 10% na renda familiar e 15,4% com mais de

    30%.1

    Um fator relevante e que no deve ser esquecido que crianas na idade entre 5 e 15 anos

    deveriam estudar, tendo em vista que nessa fase que se constitui o capital humano, de acordo

    com Heckman et al (2005). Muitas vezes impossibilitadas de frequentar a escola por ter seu

    tempo ocupado com o trabalho, crianas e adolescentes deixam de formar habilidades que so

    1 Pesquisa Nacional de Amostra Domiciliar

  • 2

    constitudas nessa fase da vida e consequentemente seu rendimento futuro menor dos que os

    que tiveram uma infncia saudvel e completa.

    O objetivo deste trabalho demonstrar o impacto do trabalho infantil para a infncia e

    juventude em relao educao e aos rendimentos futuros. Primeiramente ser utilizada a

    contribuio de diversos autores para descrever o que trabalho infantil e posteriormente seu

    possvel surgimento no Brasil e no mundo. O segundo captulo aborda a importncia da educao

    para uma infncia saudvel, utilizando o modelo de formao de habilidades do Heckman et al

    (2005) e dados coletados na PNAD e PPV para enfatizar a importncia da educao sob os

    aspectos econmicos. O terceiro captulo tem por objetivo demonstrar a relao inversa entre a

    educao e o trabalho infantil tendo em vista que o aumento de crianas na escola diminui sua

    incidncia no trabalho. A contribuio de diversos autores considerada para teorizar tal fator.

    Alm disso, o captulo descreve a equao de Mincer, que foi criada para mensurar os impactos

    da educao para os rendimentos futuros. Por fim sero apresentados os resultados da equao de

    Mincer empregando dados brasileiros que foram coletados de amostras da PNAD 2009.

  • 3

    1 - TRABALHO INFANTIL E SUA EVOLUO NO BRASIL E NO MUNDO

    H muitos anos, autores de diversas reas fazem abordagens sobre o trabalho e a forma

    com que este vem sendo executado no decorrer dos anos. O tema trabalho infantil no atual, e

    este captulo tem por objetivo, embasado em fontes tericas, mostrar o que considerado

    trabalho infantil, e de que forma esse tipo de explorao surgiu e foi desenvolvida ao longo da

    histria mundial e brasileira.

    1.1 Trabalho infantil: algumas definies

    Identifica-se por trabalho infantil atividades que sejam exercidas por crianas desde a

    menor idade. Explorao do trabalho infantil, diz respeito s atividades exploratrias do trabalho

    de crianas e adolescentes que perdem seus direitos de crescimento e juventude por esta

Recommended

View more >