tiro de combate

Download Tiro de Combate

Post on 03-Oct-2015

47 views

Category:

Documents

8 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

apostila de procedimentos de tiro

TRANSCRIPT

  • TIRO DE COMBATE PROPOSITO :

    Transmitir ao instruendo conhecimentos elementares sobre o tiro de combate e suas caractersticas.

    TPICOS :

    Atitude Mental

    Conduta no Combate

    Estatstica do Confronto Armado

    Importncia do Equipamento e acessrios

    Posicionamento e Tcnicas para progresso com armamento

    Conduta Pessoal e em Grupo

    IPT

    Tipos de Carregamento

    Anlise de erros

    Estudo de casos

    TREINAMENTO

    Quando em 1836, o Coronel Samuel Colt patenteou o primeiro revlver, ele estava criando uma arma que

    revolucionaria o mundo. Pela primeira vez, aparecia um tipo de arma curta, verdadeiramente prtica e, em

    comparao as garruchas existentes, era um formidvel avano para poca. Desde aqueles primrdios, os homens

    dependiam de suas habilidades para se sobressarem sobre seus oponentes. Fatores como: saque; empunhadura;

    visada, puxada de gatilho e rpido carregamento, eram tidas como qualidades inatas dos grandes pistoleiros e

    atiradores daquela poca.

    Hoje, muito tempo se passou e o que era visto como dom pode ser elaborado empregando um conjunto de tcnicas

    a serem desenvolvidas no futuro atirador.

    Tenha sempre em mente que: Utilizar uma arma de fogo no simplesmente apertar um gatilho. Isso fato, pois

    muitos morreram por meio de sua prpria arma.

    Empregar uma arma de modo eficiente e seguro requer:

    Equilbrio emocional;

    Preparo tcnico;

    Treinamento;

    Treinamento; e

    Treinamento.

  • ATITUDE MENTAL

    O estado mental determinante para uma deciso de tiro rpida e precisa. Tambm chamada de nvel de alerta,

    concentrao ou graduao de estado mental, a condio psicolgica permite antecipar o risco e efetuar os

    procedimentos treinados com absoluta preciso.

    Concentrao.

    Observao.

    Adaptao ao terreno (ambiente).

    Calma.

    Conscincia de portabilidade do armamento.

    CONDUTA NO COMBATE

    VOC TEM POUCOS SEGUNDOS PARA REAGIR

    REGRA N 1: PROTEJA-SE!

    A aproximao do alvo agressor deve ser feita pelo lado ou flanco mais protegido. Utilize muros, veculos, postes,

    bancas de revistas, ou outras protees do terreno (abrigo). Dentro da viatura, adote imediata manobra de evaso

    para deixar a zona de impacto ou saia imediatamente do seu interior e proteja-se. Para observar e progredir no

    terreno; corpo curvado, rpido, silhueta diminuda ao mximo. Na dvida nunca deixe a proteo (regra das

    perguntas). Comunique o apoio: outras equipes precisam saber onde voc est. Sempre use colete balstico

    (sndrome do super-homem). Recarregar a arma sempre abrigado (carregamento ttico).

    REGRA N 2: OBSERVE O ALVO AGRESSOR!

    VARREDURA 360 e determine a direo do disparo agressor. Identifique o alvo agressor, sua posio e distncia.

    Observe as mos do abordado. Ao recarregar no tire os olhos do agressor, pois ele pode mudar de posio.

    Cuidado com a cobertura do agressor. Os delinquentes nunca agem sozinhos; outros comparsas armados do

    cobertura, misturados junto aos transeuntes. Normalmente esto em p e tentam se aproximar de voc, portam

    armas em jornais e bolsas, com trajes para esconder as armas. No permita aproximaes. Observe qual posio

    possui maior vantagem. Se voc no v o agressor, no deixe sua proteo.

    REGRA N 3: AVALIAO DAS CONDIES DE DISPARO!

    Avalie o campo de tiro em 360, pois pode haver pessoas inocentes na frente, ao lado ou atrs do agressor.

    PRONTIDO PARA QUALQUER TAREFA

    Um confronto pode ocorrer a qualquer hora, em qualquer lugar, sem aviso prvio.

    Realize treinamento regularmente na condio prxima da realidade, com tiro rpido, olhos abertos e distncias

    curtas.

    Verifique frequentemente sua arma e munio.

    Mantenha sua arma limpa, seus carregadores protegidos e posicionados sempre na mesma posio.

  • O armamento e o equipamento, aliado a capacidade de gerenciar crises e efetuar procedimentos corretos

    constituem os principais instrumentos de trabalho de militares e policiais. Estes devem ter afinidade com o

    armamento que iro utilizar no seu cotidiano e possuir conhecimentos bsicos, tais como o manuseio, mecanismo

    de segurana, princpio de funcionamento e fundamentos bsicos de tiro (limitaes, capacidades, etc.).

    Ex: Pst 940(desarmador e alcance til)

    A superioridade em armamento e equipamento um dos itens mais importantes para o sucesso de uma ao.

    A demonstrao de fora fundamental para uma operao bem sucedida.

    ESTATISTICAS DO CONFRONTO ARMADO

    85% dos eventos ocorrem em distncias inferiores a 6 metros;

    70% em locais escuros ou em baixa luz, sem condies de enxergar ala e massa de mira;

    Quase 100% duram apenas trs segundos e em mdia so disparados trs tiros, contando-se os disparos do

    agressor e do policial;

    Em quase 100% dos casos os disparos iniciais determinam o resultado final;

    Quase 100% dos casos os agressores dispararam primeiro que os policiais e em 40% conseguem atingir o

    policial;

    Dos agentes atingidos 60% sequer sacaram suas armas, 27% responderam fogo e 13% atingiram o agressor;

    Um agressor com arma em punho precisa de milsimos de segundos para disparar.

    Um policial bem treinado precisa de 1 segundo para sacar e disparar um tiro controlado;

    Apenas 1% dos confrontos ocorrem de forma totalmente inesperada e imprevista por parte do agente

    policial.

    40% dos agentes atingidos e mortos no haviam realizado qualquer treinamento ou pratica de tiro at 3

    anos antes do evento e 70% dos agentes atingidos que responderam ao fogo no conseguiram incapacitar o

    agressor;

    Um disparo cuidadosamente controlado pode ser feito em 3 segundos;

    Um disparo controlado pode ser feito em 1 segundo.

  • IMPORTNCIA DO EQUIPAMENTO E ACESSRIOS

    Utilizar equipamentos e acessrios: luvas; joelheiras; fiadores; bandoleiras etc.

    Importante saber usar o equipamento, seu ajuste e posicionamento (condicionamento).

  • POSICIONAMENTO E TCNICAS PARA PROGRESSO COM O ARMAMENTO

    Posicionamento do armamento

    SUL

    RETENO/PRONTO BAIXO/POSIO DE GUARDA

    - baixo lateral

    - baixo central

    PRONTO/ENGAJADO

    CENTRAL

    COLDREADA

    Posio sul

    RETENO

  • POSIO CENTRAL

    POSIO DE PRONTO/ ENGAJADO

    POSICIONAMENTO E TCNICAS PARA PROGRESSO COM O ARMAMENTO

    Cuidado no caminhar

    No passar a arma sobre o companheiro

    Dedo sempre estendido sobre o guarda mato

    Procedimentos em caso de panes na arma.

    CONDUTA PESSOAL E EM GRUPO

    Realizar sempre um planejamento mnimo

    Definir formao (ponta, alas, segurana de retaguarda, homem revista, etc.)

    No entrar em reas de risco de forma aglomerada e controlar a velocidade do grupo.

    Cobertura e deslocamento.

    Para onde vou como vou e quando vou.

  • PROGRESSO

    FUN0 TAREFA

    PPOONNTTAA 11 DD rriittmmoo ee ddiirreeoo ppaattrruullhhaa

    PPOONNTTAA 22 DD rriittmmoo ee ddiirreeoo ppaattrruullhhaa

    CCOOMMTTEE OOrrggaanniizzaa ppllaanneejjaa ee eexxeeccuuttaa aass aaeess ddaa PPttrr..

    VVOOLLAANNTTEE BBuussccaa ppeessssooaall,, ccoonndduuzz mmaatteerriiaall ee hhoommeemm lliiggaaoo

    AALLAA SSeegguurraannaa ddee ffllaannccoo

    SSUUBBCCOOMMTTEE RReessppoonnssvveell ppeellaa sseegguurraannaa ddaa rreettaagguuaarrddaa

    SSEEGG..RREETT 11 PPrroovveerr aa sseegguurraannaa ddaa rreettaagguuaarrddaa ddaa PPttrr

    SSEEGG..RREETT 22 PPrroovveerr aa sseegguurraannaa ddaa rreettaagguuaarrddaa ddaa PPttrr

    Instruo Preparatria para o Tiro

    ELEMENTOS FUNDAMENTAIS PARA TCNICA DO TIRO

    POSIO

    EMPUNHADURA

    QUADRO DE PONTARIA

    CONTROLE DA RESPIRAO

    ACIONAMENTO DA TECLA DO GATILHO

    POSIO

    Existem vrias posies de tiro, porm o mais importante buscar o equilbrio corporal no momento de

    preparao para o tiro. Ademais, deve-se realizar um treinamento contnuo a fim de que, sem um esforo

    consciente, possa assumir rapidamente, sob estresse, uma posio de disparo eficiente.

    Obs. Durante o combate, pode no haver tempo para um soldado assumir uma posio que lhe permita estabelecer

    a sua condio natural de treinamento (observar filmes).

  • EMPUNHADURA

    Para que haja boa aderncia, a arma deve ser totalmente envolvida e tornar-se uma extenso da mo.

    Pode ser de dois tipos: Simples ou Dupla

    obs: o dedo indicador quando no for disparar a arma deve estar apoiado no guarda mato.

    QUADRO DE PONTARIA

  • CONTROLE DA RESPIRAO

    Essa uma varivel importante do tiro, principalmente em combate, pois ocorre sob forte estresse e fadiga fsica.

    A respirao aciona grupos musculares que influenciam na realizao do tiro;

    Os sentidos humanos e a atividade cerebral esto diretamente relacionados com a oxigenao que se d

    atravs da respirao; (Fatores Biopsicofsicos: - variam de indivduo p/ indivduo)

    Consequncias da m oxigenao: Viso nebulosa, viso de tnel, stress, tontura, confuso mental, perda

    da coordenao motora.

    No tiro de combate a respirao deve ser normal, controlando a respirao ofegante. No bloquear a

    entrada de ar.

    No tiro em situao de calma (bancada - preciso) pode-se aplicar princpios da apnia, entre 4 e 7

    segundos. Deve-se inspirar, expirar at deixar apenas cerca de 20% do ar nos pulme