tfg ii henrique final - .contracultura, tem se relacionado com a mídia massiva, mais...

Download TFG II henrique FINAL - .contracultura, tem se relacionado com a mídia massiva, mais especificamente

Post on 07-Dec-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

1

Henrique Heinrich

TRABALHO FINAL DE GRADUAO II

O RAP E SUA INSERO NO EVENTO VIDEO MUSIC BRASIL: O MOVIMENTO CONTRACULTURA NA INDSTRIA CULTURAL

Santa Maria, RS

2013

2

Henrique Heinrich

O RAP E SUA INSERO NO EVENTO VIDEO MUSIC BRASIL: O MOVIMENTO CONTRACULTURA NA INDSTRIA CULTURAL

Trabalho Final de Graduao II apresentado ao Curso de Publicidade e Propaganda, rea de Cincias Sociais, do Centro Universitrio Franciscano.

Orientadora: Profa. Ma. Pauline Neutzling Fraga

Santa Maria, RS

2013

3

Se no final, voc achar que taca pobre, no

pense que ela lhe enganou. Porque voc tornou-se

um sbio, viveu uma vida intensa, e este o

significado de taca (Konstantinos Kavafis).

4

AGRADECIMENTOS

Agradeo, em primeiro lugar, Profa. Pauline Neutzling Fraga (Centro Universitrio

Franciscano), por ter aceitado me orientar neste trabalho e tambm pelo incentivo, interesse e

respeito escolha da temtica.

Aos profissionais e usurios do CAPS ad Cia do Recomeo pela reflexo sobre a vida

que adquiri atravs das oficinas, conversas, relatos, sorrisos e lgrimas que compartilhamos. E

por me mostrarem na prtica o poder de transformao que o Rap proporciona.

minha irm Juliane Heinrich pelo estmulo em buscar minha graduao e pelo

chamado para atuar no Cia do Recomeo.

Ao CO-RAP, e todos que fizeram parte do coletivo, por todo o trabalho e discusses

que realizamos, fonte de muito aprendizado e conhecimento. E por manter vivo o movimento

Hip Hop em Santa Maria.

Ao grupo de Rap Nova Beat, pela parceria e oportunidade de tirar as minhas letras do

caderno.

Aos amigos que sempre estiveram ao meu lado, me apoiando em todas as horas e

torcendo por mim.

minha famlia, minha estrutura.

E em especial agradeo minha me Ondina Trindade Heinrich, pela confiana que

sempre depositou em mim e pelo esforo em me oferecer esta jornada de grande crescimento

moral e intelectual.

5

RESUMO

Esta pesquisa se prope a estudar o estilo Rap e a sua insero no evento Video Music Brasil, ou seja, a participao de uma manifestao musical representante da ideologia do movimento de contracultura em um espao miditico tpico da indstria cultural. A investigao se ocupa de analisar como o Rap, considerado um produto do movimento Hip Hop e da ideologia da contracultura, tem se relacionado com a mdia massiva, mais especificamente na premiao anual Video Music Brasil, veiculada pelo canal MTV Brasil. Neste intuito, foram investigados os fatores que originaram o movimento Hip Hop e as influncias desse discurso de protesto Rap no Brasil. O trabalho ainda apresenta uma reviso terica a respeito dos conceitos de indstria cultural, cultura de massa e contracultura, para refletir sobre o crescimento da participao do estilo Rap na referida premiao nacional de msica e seu aproveitamento como espao para divulgao da ideologia Hip Hop. Palavras-chave: indstria cultural; contracultura; Hip Hop; Rap. ABSTRACT This research proposes to study Rap music and its inclusion in the Video Music Brasil event or the counterculture movement in the Cultural Industry. It analyses the way Rap music, considered as a product from the Hip Hop movement and the counterculture ideology, has been related to the massive media, more specifically in the Video Music Brasil award. In order to do that it was investigated the factors that contributed to the appearance of Hip Hop movement and its influences of the Rap protests speech in Brazil. It brings also a study about Cultural Industry, Massive Culture and Counterculture, to reflect about the power of the influence that massive media causes in art and in the population. Key-words: Hip Hop, Rap, Counterculture, Cultural Industry, VMB.

6

SUMRIO

1 INTRODUO ....................................................................................................................... 7

2 O MOVIMENTO HIP HOP ................................................................................................. 12

3 INDSTRIA CULTURAL, CULTURA DE MASSA E CONTRACULTURA..................17

4 O RAP NO BRASIL..............................................................................................................20

5 METODOLOGIA .................................................................................................................. 23

5.1 O OBJETIVO EMPRICO: O RAP NA PREMIAO VIDEO MUSIC BRASIL DO

CANAL MTV BRASIL ............................................................................................................. 23

5.2 OBJETIVO EMPRICO, CORPUS E CATEGORIAS DE ANLISE..............................25

6 ANLISES ............................................................................................................... .............27

6.1 ANLISE DO NMERO DE INDICAES NO UNIVERSO DAS DEZOITO

EDIES ................................................................................................................................. 31

6.2 ANLISE DOS DISCURSOS DOS PREMIADOS DA AMOSTRA DE TRS

EDIES..................................................................................................................................34

6.2.1 VMB 1998 ....................................................................................................................... 34

6.2.2 VMB 2011 ....................................................................................................................... 39

6.2.3 VMB 2012 ....................................................................................................................... 41

6.3 SNTESE ANALTICA ..................................................................................................... 43

7 CONSIDERAES FINAIS ................................................................................................ 46

REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS ..................................................................................... 49

7

1 INTRODUO

O Hip Hop enquanto movimento cultural identificado por trs frentes, o Rap, o

grafite e o break. Cada uma destas modalidades ou naturezas de divulgao da ideologia Hip

Hop apresenta suas especificidades e enfoques ao tratar dos temas de interesse do movimento,

exaltando, cada um sua maneira, a contestao em busca de maior igualdade social.

O Rap1 talvez um dos elementos mais populares da cultura ou movimento intitulado

Hip Hop2. Refere-se, basicamente, voz do mc3 (mestre de cerimnias) que canta suas letras

em um ritmo falado, acompanhado do som eletrnico do DJ (disc jockey), com as batidas

bem marcadas. um gnero musical bastante conhecido pelo contedo que se constitui de

mensagens de protesto poltico e social. A cultura Hip Hop, alm do Rap, inclui tambm o

grafite, que a linguagem visual identificada por pinturas obtidas a partir das tintas de latas

spray aplicadas em muros, metrs, fachadas. H ainda o break, estilo de dana que tambm

integra a ideologia Hip Hop.

Os mcs ou mestres de cerimnia receberam este nome porque brincavam com o

pblico, criando rimas improvisadas ou cantando velhas rimas que eram jarges comuns

(SILVA, 2010, p.51). J o termo DJ ou disc jockey originou-se, segundo Silva (2010, p. 52),

no meio rdio para designar os locutores, que selecionavam as msicas da programao que

executavam nos gramofones. O termo foi emprestado pelo Hip Hop para designar o

responsvel pela parte instrumental do Rap.

A indstria cultural, termo originalmente nomeado por Theodor Adorno e Max

Horkheimer, em 1947, refere-se aos produtos produzidos pelas mdias de massa. Segundo os

autores, esses produtos estariam contribuindo para a desvalorizao e simplificao da arte

sria (SARMENTO, 2006). No caso deste estudo, a arte ou o produto cultural em questo

o Rap, um subproduto do movimento contracultura designado Hip Hop. Ser um movimento

de contracultura significa, basicamente, ir contra a cultura dominante e, neste sentido, o Hip

Hop demonstra-se posicionado a favor das minorias, ou seja, contra quem reprime ou domina,

por exemplo, os meios de produo, tais como os meios de produo da comunicao.

1 O termo Rap ser empregado como substantivo prprio neste trabalho no sentido de movimento, de ideologia, de cultura, de engajamento social e poltico, enfim no intuito de diferenciar sua utilizao apenas como substantivo comum, neste caso, o estilo musical rap. 2 A mesma lgica foi aplicada ao uso da palavra Hip Hop, grifada em letras maisculas a fim de apresent-la como substantivo prprio. 3 O termo mc tem origem na sigla MC de Mestre de Cerimnias. Entretanto, neste trabalho ser aplicado em letras minsculas para designar o substantivo de mestre de cerimnias.

8

Dito isto, o tema desta monografia encontra-se delimitado pela investigao da relao

do Rap, enquanto produto do movimento Hip Hop, com a mdia massiva. Embora este seja

exemplo do discurso de contracultura, faz uso de espaos miditicos, tais como o da

premiao Video Music Brasil, veiculado pelo canal de televiso MTV Brasil, a fim de

divulgar sua ideologia.

Ento se aponta como problemas de pesquisa: Como o Rap, enquanto produto do

movimento Hip Hop e da ideologia da contracultura tem se relacionado com a mdia massiva,