texto 04 folha 670 publicado

Download Texto 04 folha 670 publicado

Post on 17-Jul-2015

417 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • EDITORIAL

    2

    No tem como negar, a experincia fundamental na carreira de um poltico. possvel observaristo claramente quando ouvimos as entrevistas do ex-prefeito Adhemar Santillo. Nesta semana, ele

    falou Rdio So Francisco sobre a Operao Monte Carlo e as Eleies de 2012. Segundo Adhemar,est tudo parado, ou seja, todas as articulaes, as conversaes e at mesmo os rumores sobre opossvel vice de Antnio Gomide praticamente saram de cena. Pouco ou quase nada se fala sobre oprocesso eleitoral. A onda agora apontar o dedo na cara de quem ou no amigo do Carlinhos Ca-choeira ou quem se beneficia direta ou indiretamente da sua fortuna.

    Adhemar Santillo est certo quando diz que est tudo parado. E, uma pena que uma cidade pare porconta disto. Cabe a justia julgar e a Polcia Federal investigar. Caberia ento aos lderes dos partidos pen-sar nas alianas; aos candidatos a vereador a pensar nas estratgias de campanha e, sobretudo, em comomelhorar a qualidade de vida da populao. Sem generalizaes, pois h muitos polticos que no entra-ram nesta onda de ofuscar as Eleies 2012 e continuam seguindo a sua caminhada vitoriosa rumo as ur-nas. J aqueles que se deixaram levar pelo oba oba, o resultado vir em outubro!

    ARTIGO

    RReessuummoo 670

    IInntteerrnneett - uumm mmuunnddoo rreeaall oouu vviirrttuuaall??

    PPrreessiiddeenntteeFrei Wanderley Carvalho

    do Couto, ofm

    DDiirreettoorr EExxeeccuuttiivvooVictor Almeida Frana

    DDiirreettoorr CCoommeerrcciiaallCarlos Roberto Sousa

    EEddiittoorraa-CChheeffeeLetcia Jury

    PPrroojjeettoo ee ddiiaaggrraammaaooMarlene Prata

    RReevviissoo TTeexxttuuaallSimone Athayde

    CCoollaabboorraaddoorreessMaria Amlia Saad,Guilherme Verano,

    Rubens Jnior

    CCoolluunniissttaassAlexandre Garcia, Dr MarceloDaher, Valeriano Filho, Roberto

    Brenner, Lucivan Machado,Miguel Squeff, Juscelino Polonial

    FFoollhhaa 667700Fones: 3311-9400 ou 9404 Rua 1 de Maio, n 30 - CentroTiragem: 10 mil exemplares

    www.portal670.com.brfolha670@gmail.com

    EXPEDIENTE

    Anpolis, 4 a 10 de maio de 2012FFOOLLHHAA 670

    CCaadd aass EElleeiieess 22001122??

    **LLuucciiaannaa BBaarrbboossaa CC.. CCaarrnniieelllloo

    Antes de responder a pergunta que ganhou desta-que no ttulo, faremos outra indagao: "Voc sabe o

    que 'blogar', 'tuitar' ou 'adicionar' algum nas redes soci-ais?" Certamente seu filho e/ou seus alunos conseguemrealizar muito bem ao menos uma dessas aes! E aque entra a resposta da pergunta-ttulo: a Internet , aomesmo tempo, o mundo real (no sentido de verdadeiro)de crianas e jovens e o mundo virtual para todos os ou-tros cidados. Tecnologias, educao e conciliao dedisparidades entre as geraes. sobre estes assuntosque vamos tratar nesse artigo.

    O uso da Internet pelas crianas e adolescentes ain-da , at certo ponto, visto atravs da lente do preconcei-to por parte da famlia e da escola. No h dvidas deque preciso ter bastante cuidado e um bom monitora-mento das aes que so por eles executadas na rede,mas no podemos fechar os olhos para os inmeros be-nefcios que esta mesma rede carrega consigo. O que mais conhecido a facilidade com a qual se encontra in-formaes sobre um determinado tema, bem como a va-riedade na forma como este contedo disponibilizado:udio, vdeo, textos, grficos... Mas o que queremos res-saltar com este artigo justamente o lado que ainda vis-to pela maioria apenas sob a tica do lazer e entreteni-mento: as redes sociais.

    Criadas com o intuito de manter grupos de pessoasconectados, compartilhando arquivos diversos (fotos e v-deos, por exemplo), as redes sociais tambm podem fa-zer uma ligao bem interessante entre professores ealunos e nesta relao que vamos focar agora. Em pri-meiro lugar, imprescindvel a formao do professor pa-ra lidar com estas ferramentas. O conhecimento tcnico eterico devem caminhar junto com o pedaggico: no possvel ensinar a algum o que fazer sem antes mostrarcomo fazer. Compartilho um caso de formao continua-da com professores de educao bsica no CEFOPE(Centro de Formao dos Profissionais de Educao deAnpolis) onde eles conseguiram integrar o uso de blog eTwitter ao cotidiano das atividades na sala de aula.

    Os professores, inicialmente desconfiados do suces-so desta experincia, comentaram com seus alunos oque eles achavam da ideia da criao de um blog especi-ficamente para a turma deles. As respostas foram extre-mamente positivas e isso motivou sobremaneira o inciode nossos trabalhos. Assim que os blogs foram criados eseus endereos divulgados para os alunos, veio a surpre-sa: centenas de acessos em menos de uma semana! Eos acessos eram provenientes no apenas dos alunos daturma em questo, mas de outras turmas da escola, dosamigos destes alunos e tambm dos pais. A interao e o

    alcance de uma simples pgina na Internet foram fantsti-cos e isso repercutiu inclusive no comportamento dos alu-nos em sala (uma vez que o relacionamento com o pro-fessor "blogueiro" se estreitou) e no mbito familiar, o quefoi constato pelo depoimento dos pais que se viram sur-presos com o interesse de seus filhos pelas atividades,jogos, vdeos e links postados pelas professoras em seusblogs. Ou seja, tivemos crianas e adolescentes conec-tando-se Internet em busca de novidades nestas pgi-nas que tinham como principal caracterstica o contedopedaggico e instrutivo. Eles estavam brincando com jo-gos escolhidos pelos professores e assistindo a vdeospensados para eles. Estavam descobrindo uma Internetmuito alm de bate-papos e downloads sem aplicaesescolares. Eles estavam aprendendo com satisfao.

    preciso deixar bem claro que o intuito no fazerna Internet o que j se faz em sala de aula. preciso ino-var e s vezes esta ao consiste em atitudes bem sim-ples, mas de resultados altamente significativos, como asugesto de visita a um site com games que estimulemclculo mental, uso de estratgias e resoluo de situa-es-problema para alcanar o objetivo final. O mesmoaconteceu com o Twitter, uma rede social conhecida pelaquantidade limitada de caracteres que podem ser publi-cados a cada postagem, e que foi utilizada por uma pro-fessora de matemtica para lanar desafios dos conte-dos ministrados em sala. O que antes ficava no canto doquadro-giz sem ateno, ao ser publicado no Twitter cau-sou um grande frisson por parte dos alunos e todos queri-am postar suas contribuies. Neste caso h relatos dealunos que envolveram a famlia na resoluo destes de-safios e que esperavam ansiosos por mais publicaes.

    Enfim, os relatos destes casos bem sucedidos inten-tam em contribuir no incentivo a prticas semelhantes.Estamos em um caminho sem volta. Fechar os olhos pa-ra a presena das tecnologias digitais na vida de nossosalunos praticamente impossvel. Negar a estes alunos odireito de t-las como parte do processo de aprendiza-gem como exclu-los de seu verdadeiro mundo real etornar a escola um mundo "virtual", alheio ao que eles re-almente vivem. Conciliar as tecnologias com as prticasescolares seria um bom comeo para harmonizar o cen-rio de uma escola do sculo XIX, com professores do s-culo XX e alunos do sculo XXI.

    Dia do DesafioCom o apoio da Prefeitura deAnpolis, o Servio Social do

    Comrcio SESC/Gois, pormeio da Unidade ExecutivaSESC, realizar a 9 edio doDia do Desafio. O lanamentoacontece no dia 10 de maio,s8h30, no Auditrio do SESC, naAvenida Santos Dumont, esquinacom Zeca Louza s/n, Bairro Jun-dia, onde ser servido um cafda manh. A abertura solene doDia do Desafio acontece no dia30 de maio, s 10 horas, noSESC. Trata-se de uma campa-nha mundial de incentivo prti-ca regular de atividades fsicasem benefcio da sade, promovi-da por meio de aes comunit-rias, sempre na ltima quarta-fei-ra de maio, interrompendo a roti-na por pelo menos 15 minutos.

    Bingo BeneficenteA Comunidade So Mateus, per-tencente Parquia So Francis-

    co de Assis, promove no prximo dia 6,s 14 horas, um bingo beneficente, noCentro Cultural, localizado na AvenidaAnglica, no bairro Filostro Machado.

    O primeiro prmio uma Moto Hon-da 125, o 2 Prmio uma televiso deplasma de 32 polegadas; o 3 Prmio um notebook 14; o 4 Prmio um sa-lrio mnimo em compras e o 5 prmio uma bicicleta de 18 marchas. As car-telas podem ser adquiridas na RdioSo Francisco pelo valor de R$ 5,00.

    GGIMA Coordenao do Gabinete de Ges-to Integrada do Municpio (GGIM)

    recebeu nesta sexta-feira, 20, a visita derepresentantes do mesmo rgo de Apa-recida de Goinia. O objetivo da visita foiconhecer as instalaes da sede de An-polis, que se tornou referncia na regiono trabalho preventivo de reduo de aci-dentes e crimes. Cinco membros doGGIM de Aparecida puderam conhecer oprdio de Anpolis, onde esto instaladoso videomonitoramento e as salas de reu-nio, ambiente de discusso de projetos ecampanhas de segurana pblica.

    A Prefeitura de Anpolis, pormeio da Secretaria Municipal

    de Desenvolvimento Social/ Cen-tro de Convivncia de Idosos(CCI) realiza a festa comemorati-va ao Dia das Mes. O evento se-r na quinta-feira, 10, na Feira Co-berta da Vila Jaiara, das 13 s 16horas. A comemorao do Dia dasMes j tradicional e conta coma participao dos idosos que fre-quentam o Centro de Convivn-cia. A programao conta com aapresentao do coral e ainda se-r realizada a tarde danante.

    Festa das Mes

    *Luciana Barbosa C. Carniello -Graduada em Licenciatura Plena emMatemtica - UEG. Especialista em

    Educao Matemtica do Ensino Bsicoe Superior - UEG. Especializao emTecnologias em Educao - PUC Rio

    (em andamento). Mestrado em Educao- UFG (em andamento)

    23

    RRoobbeerrttoo BrennerMsico e escritor - robertobrenner@hotmail.com

    "Aqueles que no fazem nada esto sempredispostos a criticar os que fazem algo". Oscar Wilde

    Uma obra muito boa olivro de nosso amigo Jos

    Olmpio Alves, a quem os ami-gos chamam de "Pai do Tea-tro" por ser engajado em artescnicas h muito tempo. O Li-vro cha