texteis inteligentes

Download texteis inteligentes

Post on 22-Jul-2015

262 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Revista Tcnico - Pedaggica da Indstria de Vesturio e Confeco n68 ano 19 1 e 2 Semestres 2009 Publicao Semestral Gratuita

tecIdos

IntelIgentes

PUB

Centro de Formao Profissional da Indstria de Vesturio e Confeco

FORMAO para o FUTUROAGORA APRENDER MAIS FCIL !! O FORMANDO DEFINE O SEU RITMO DE APRENDIZAGEMProcura Formao que corresponda aos seus interesses profissionais ou pessoais?O CIVEC disponibiliza um servio de Formao Online, na modalidade blended learning (articulao de momentos presenciais e a distncia) para o sector de Vesturio e Confeco e para sectores transversais. Os cursos podem ser frequentados a partir de qualquer local onde exista acesso a um computador com ligao internet.

CURSOS DISPONVEISModelagem Senhora - Base do Corpo Organizao da Produo Mtodos e Tempos Cronometragem Custos Industriais Controlo da Qualidade na ConfecoCursos com taxa de inscrioPreo 180O CIVEC reserva-se o direito de cancelar ou adiar a realizao de cursos.

36 h 45 h 45 h 35 h 35 h 35 h

InformaesSegunda a Sexta - Feira I 09h00 - 17h00800 252 000 chamada gratuitaLisboa

Inscries OnlineSantarm

WWW.CIVEC.PTRua 16 de Abril, n6, 1 Alto do Bexiga I 2001 904 Santarm Tel.243 301 216 Fax.243 301 216 santarem.deleg@civec.pt

Rua Professor Reinaldo dos Santos lote 1510 I 1500 505 Lisboa Tel.217 713 100 Fax.217 713 120 lisboa.sede@civec.pt Instalaes do Centro de Formao Profissional de Castelo Branco - Zona Industrial Apartado 173 I 6001 909 Castelo Branco Tel.272 344 873 Fax.272 344 873 cbranco.deleg@civec.pt

Castelo Branco

Covilh

Estrada do Sineiro, n 1 I 6200 130 Covilh Tel. 275 330 790 Fax. 275 330 799 covilha.deleg@civec.pt

.vestiR

ndiceVeSTIR n68 .05. .06. .10. .14. .16. .editoRial .notcias .destaques .notcias civec.

entRevista

diRectoRa civec snia Pinto

.20. .40. .50.

.RePoRtagem .tema caPa.

entRevista

PResidente anivec/aPiv alexandRe PinheiRo

.52. .tRabalhos e moldesIlustrao da capa: Realizada por Ins Vernica Taveira Gomes, formanda do curso de Tcnicas de Desenho do Vesturio.

editores CIVeC - Centro de Formao Profissional da Indstria de Vesturio e Confeco IeFP I.P - Instituto do emprego e Formao Profissional , . AnIVeC/APIV - Associao nacional das Indstrias de Vesturio e Confeco director Tefilo Pinto subdirector Jorge Matias Assistente de coordenao Manuela Abreu

conselho editorial Jorge Matias, Jaime Regojo, Snia Pinto, Tefilo Pinto redaco, design grfico, Paginao e Montagem LIVe Comunicao Global Sandro Bernardo, Lus Santos, Manuela Cardoso colaboradores AnIVeC/APIV, Antnio Ferreira Cardoso, CITeVe, Fernando Merino, Gustavo Andersen, Manuela Abreu, Maria Jos Carvalho, Rita Salvado, Maria Joo Santos, Carlos Fonseca Impresso e Acabamentos Offsetmais Artes Grficas, S.A., Rua Latino Coelho, n6, Venda nova, 2700-516 Amadora Periodicidade: Semestral Tiragem: 3000 exemplares

Propriedade CIVeC - Centro de Formao Profissional da Indstria de Vesturio e Confeco Rua Prof. Reinaldo dos Santos, lote 1510, 1500-505 Lisboa Tewl. 217 713 100 Fax. 217 713 120 lisboa.sede@CIVeC.pt Depsito Legal n 24333/88 Registo na D.G.C.S. n 113412 Os autores dos artigos assinados so responsveis pelas opinies expressas podendo no coincidir com a Direco da VeSTIR. permitida a reproduo dos trabalhos publicados, desde que, inequivocamente, citada a fonte.

Revista VestIr 3

PUB

Novas OportunidadesEmpresa Certificada e Acreditada

RevistaTcnico - Pedaggica VESTIR

RVCC

reas TransversaisGesto Comercial Tec. da Informao e Comunicao Higiene e Segurana

Criao Modelagem Corte Costura Qualidade

Formao On-lineModelagem Senhora Organizao da Produo Mtodos e Tempos Cronometragem Custos Indstriais Controlo da Qualidade na Confeco

Lisboalisboa.sede@civec.pt

Apoio TcnicoFormao Medida Serv. Tcnicos nas reas de Interveno

Santarm

Laboratrio de EnsaiosAcreditado Tecidos I Acessrios

santarem.deleg@civec.pt

Castelo Brancocbranco.deleg@civec.pt

Covilhcovilha.deleg@civec.pt

www.civec.ptchamada gratuitadescubra contedos e servios criados para designers de moda, modelistas, cortadores na rea da confeco, costureiras, tcnicos na rea da organizao industrial, tcnicos na rea da qualidade e especialistas do sector. redescubra o prazer de encontrar pessoas que partilham os seus interesses.

.vestiR

editoRialbalano anualTeFILO DOS SAnTOS PInTOem quase darmos conta, o ano de 2009 est praticamente a terminar. Quebrou-se a regra de que tudo o que bom acaba depressa. 2009, que de bom pouco ou nada teve, tambm, felizmente, est a passar depressa. Apetece dizer que passa depressa e no deixa saudades.... Foi, ou melhor dizendo, est a ser para a ITV portuguesa, um ano pleno de incertezas e desafios que a crise mundial agravou e cujo balano final ainda difcil de prever. Mas a Histria prova que depois de uma grande crise abrem-se sempre novas portas, descobrem-se novos caminhos que pareciam antes impossveis de transpor. Preconizam-se alguns sinais de retoma, de que o pior j l vai, mas infelizmente no ser para todos. estejamos conscientes de que, de ora em diante, nada ser igual. Portugal mudou, o Mundo mudou, mudaram-se mentalidades e as armas que foram utilizadas para ultrapassar crises do passado tambm j no sero as mesmas. Os que tiverem foras, arte e engenho para resistir tero forosamente que saber adaptar-se, reajustar as suas empresas aos novos parmetros de gesto e exigncia estratgica que o mercado global, onde a concorrncia mais feroz que nunca, impe. Para as empresas da indstria txtil, vesturio e moda, o sucesso dessa reestru turao assentar certamente na capacidade inovadora dos seus dirigentes, na aposta nas novas tecnologias, na qualidade e criatividade dos seus produtos, na internacionalizao e por ltimo mas decerto em primeira linha, na qualifi cao, envolvimento e valorizao dos seus colaboradores. e aqui que os Centros de Formao Profissional, voltam a ter um lugar de destaque no sentido do desenvolvimento e sucesso das empresas e conse quentemente na retoma da economia nacional. pois preciso coragem para enfrentar e vencer todos os desafios que a mudana implica. e coragem uma caracterstica dos vencedores e nunca faltou aos homens e mulheres que com o seu trabalho j levaram a ITV portuguesa a todos os cantos do Mundo. Venceremos mais este desafio. S depende de ns.

S

Revista VestIr 5

notcias.

Peles

oRigem gaRantida oa

Reach/clPSeRVIOS

seRvios de assistncia nacional

MATeRIAIS

A

Federao Internacional das Peles (IFTF) lanou uma campanha de comunicao intitulada Label Me que rene o compromisso de criadores de moda de renome internacio nal com o programa de etiquetagem de origem garantida para as peles. A campanha foi criada em conjunto com a revista Vogue eUA e com modelos propostos por Oscar de la Renta, Roberto Cavalli, John Galliano e Karl Lagerfeld. Sai em Setembro e Outubro nas edies da Vogue na Alemanha, China, Coreia, espanha, eUA, Frana, Grcia, Itlia, Japo, Reino Unido e Rssia. Como sector responsvel compro metido com a transparncia, a IFTF desenvolveu as etiqueta OA para proporcionar aos consumidores a informaco que necessitam para tomar decises acertadas nas suas compras de artigos em pele.

S

urge em Portigal o primeiro servio a prestar apoio sobre o sistema ReACH/ CLP Os servios de assistncia ReACH/CLP nacionais so criados para . prestar consultoria a empresas e outros interessados sobre as obrigaes que lhes incumbem no mbito do sistema ReACH/CLP europeu. na maioria dos casos, funcionam junto das autoridades competentes nacionais e cada estado-membro da Ue tem de desenvolver este servio. estes servios fornecem uma vasta gama de informaes sobre as disposies aplicveis no sistema ReACH/CLP assim como aconselhamento sobre as , responsabilidades resultantes do Regulamento ReACH. Todavia, no lhes incumbe prestar informaes adaptadas a casos especficos nem responder a questes (do tipo Importo a substncia X, que devo fazer?) na maioria dos casos, os servios de assistncia nacionais so o primeiro servio a contactar para obter informaes ou aconselhamento sobre este sistema. Mas preciso no esquecer que a forma mais rpida de obter uma resposta pode ser atravs da consulta da base de dados das perguntas mais frequentes, acessvel a partir da pgina http://echa.europa.eu/help/help_faq_en.asp. Por que motivo se deve contactar o servio de assistncia ReACH/CLP nacional? Porque as informaes so dadas na lngua ou lnguas locais e porque estes conhecem bem os condicionalismos nacionais. em determinados casos, os servios de assistncia nacionais tambm podem dar informaes sobre deter minados aspectos do cumprimento da legislao em vigor.PORTUGAL ReACH and CLP Helpdesk:

Para mais informaes contactar o Gabinete de Peles: tecnico@anivec.com Veja a campanha em: http://www.iftf.com/#/label-me/ http://www.originassured.com/ Direco-Geral das Actividades econmicas Avenida Visconde de Valmor, n. 72 1069-041 Lisboa http://www.reachhelpdesk.pt reach@dgae.min-economia.pt

Revista VestIr 6

.notcias

tRatado de lisboanovas medidas

eUROPA

A

vitria do sim ( segunda) no recente referendo Irlands, seguido da ractificao pela Polnia, permite antever para breve a entrada em vigor do Tratado de Lisboa, no obstante faltar ainda a ractificao pela Repblica Checa para aprovao do Tratado de Lisboa pela totalidade dos 27 pases que integram a Comu nidade europeia.

Sendo o Tratado de Lisboa um remake com modificaes da falhada Consti tuio afigura-se que no alcanou alguns objectivos da abortada Consti tuio definidos na Cimeira de Laeken de 2001 e que passavam por: simplificao das normas jurdicas, definio e clarificao das relaes entre os orgos comunitrios e