tese marta

Download Tese Marta

Post on 09-Jan-2017

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • INSTITUTO SUPERIOR MIGUEL TORGA

    Escola Superior de Altos Estudos

    CONCILIAO TRABALHO- FAMLIA EM TRS TIPOS DE

    ORGANIZAES

    MARTA FILIPA CARVALHO PEREIRA

    Dissertao de Mestrado em Gesto de Recursos Humanos e

    Comportamento Organizacional

    Coimbra, 2014

  • Conciliao trabalho- famlia em trs tipos de organizaes

    MARTA FILIPA CARVALHO PEREIRA

    Dissertao apresentada ao ISMT para Obteno do Grau de Mestre em Gesto de

    Recursos Humanos e Comportamento Organizacional

    Orientadora: Professora Doutora Rosa Monteiro

    Coimbra, Novembro de 2014

  • Agradecimentos

    Para a concretizao deste trabalho contei com o apoio de vrias pessoas e entidades a

    quem quero desde j agradecer.

    Em primeiro lugar Dra. Rosa Monteiro, pelo apoio incondicional, por toda a

    disponibilidade e pela forma dedicada como me encaminhou na realizao deste estudo.

    Dra Fernanda Daniel, pelo apoio.

    A todos os participantes do estudo, que aceitaram contribuir para a realizao deste

    trabalho. s duas empresas participantes.

    Por fim, minha famlia, principalmente aos meus pais, e aos meus amigos, por serem o

    que de melhor tenho na vida e por acreditarem sempre em mim.

  • Resumo

    Este estudo aborda a questo da conciliao entre o trabalho e famlia, nomeadamente a

    questo da importncia da existncia de medidas de conciliao. A pesquisa decorreu

    em trs contextos, numa empresa com medidas de conciliao efectivas, uma empresa

    sem medidas de conciliao e no setor pblico, atravs de questionrios

    Os principais resultados mostram que a existncia de medidas de conciliao e de uma

    cultura organizacional apoiante (para a qual contribui o apoio de colegas e chefias)

    aumentam a perceo de capacidade de conciliao\ e permitem diminuir o stress

    sentido pelos trabalhadores. Percebeu-se tambm que existe uma maior interferncia do

    trabalho na famlia do que o contrrio e que as mulheres continuam a ser quem sente

    mais dificuldades em relao conciliao.

    Palavras-chave: Conciliao, trabalho, famlia, medidas de conciliao, stress, cultura

    organizacional

    Abstract

    This study addresses the issue of balancing work and family, namely the issue of

    importance of conciliation measures. The research took place in three contexts, a

    company with actual measures of conciliation, a company without conciliation

    measures and the public sector, through questionnaires

    The main results show that the existence of reconciliation measures and a supportive

    organizational culture (which contributes to the support of colleagues and supervisors)

    increase the perception of ability to compromise and they reduce the stress felt by

    workers. We also noticed that there is a greater interference of work in the family than

    otherwise and that women continue to be who feels more difficulties regarding the

    conciliation.

    Keywords: Conciliation, work, family, conciliation measures, stress, organizational

    culture

  • ndice

    Introduo.1

    Captulo I- Enquadramento terico.2

    1.1 Conciliao: uma problemtica emergente no domnio da gesto.....2

    1.2 Vrios modelos de abordagem da relao trabalho-famlia em termos de resultado:

    conflito, balano ou spillover..4

    1.3 Conciliao: Causas e fatores explicativos 6

    1.4 As medidas e as polticas pblicas..9

    1.5 Percees das pessoas sobre a cultura organizacional

    e seu apoio conciliao.11

    1.6 Hipteses...13

    Captulo II- Materiais e mtodos..14

    2.1 Modelo de anlise.14

    2.2 Participantes..17

    2.3 Instrumentos..20

    2.4 Anlise estatstica..21

    Captulo III: Resultados.22

    3.1 Percees de culturas organizacionais...22

    3.2 Conciliao efetividade e dificuldades...25

    3.3 Sentido do conflito.26

    3.4 Fatores que mais contribuem para as dificuldades de conciliao28

    3.5 A quem compete o apoio e promoo da conciliao...31

    3.6 Condies e dificuldades de conciliao na origem de

    stresse nos trabalhadores.33

    Captulo IV: Discusso..38

    Captulo V:Concluses..44

    Bibliografia..46

    Anexos.51

  • ndice de tabelas

    Tabela 1: Modelo de anlise...14

    Tabela 2: Caracterizao geral da amostra.....18

    Tabela 3: Cultura organizacional apoiante ou no da conciliao.....22

    Tabela 4: Perceo do apoio de colegas e chefias em relao conciliao..24

    Tabela 5: Compreenso do uso de direitos associados assistncia familiar....25

    Tabela 6: Perceo da capacidade de conciliao..26

    Tabela 7: Interferncia da vida laboral na vida familiar27

    Tabela 8: Interferncia da vida familiar na vida laboral28

    Tabela 9: Fatores facilitadores e dificultadores da conciliao.29

    Tabela 10: Impacto das dificuldades de conciliao por sexo...30

    Tabela 11: Fatores organizacionais dificultadores por sexo..31

    Tabela 12: A quem compete o apoio e a promoo da conciliao...32

    Tabela 13: Correlao entre a cultura organizacional e o stresse sentido..33

    Tabela 14: Correlao entre o apoio de colegas e chefias em relao conciliao e o

    stresse sentido..34

    Tabela 15: Correlao entre a perceo de capacidade de conciliao

    e o stresse sentido..35

    Tabela 16: Correlao entre a interferncia da vida laboral na vida familiar e o stresse

    sentido.35

    Tabela 17: Correlao entre a interferncia da vida familiar na vida laboral e o stresse

    sentido..37

    Tabela 18: Correlao entre os fatores facilitadores e dificultadores

    e o stresse sentido...37

  • Conciliao trabalho-famlia em trs tipos de organizaes

    1

    Introduo

    O problema da articulao entre vrias esferas da vida dos indivduos, designadamente

    entre a esfera familiar e a profissional, tem vindo a ser crescentemente assumido como

    um problema da gesto das organizaes, por se considerar importante compreender

    como os sujeitos lidam com a tenso subjacente articulao dos dois domnios e as

    implicaes que isto ter para os prprios e organizaes onde trabalham (Carlson &

    Kacmar,2000; Friedman e Greenhouse,2000). Ele aparece, no entanto, referenciado ou

    concetualizado de forma diversa, ora usando-se a terminologia de conciliao trabalho-

    famlia, ora articulao trabalho-famlia. O uso do termo conciliao, no obstante, ser o

    mais corrente na literatura e no domnio das polticas, tem sofrido alguma contestao

    que importa aqui referir. Assim, vrias autoras destacam que ao usar a palavra

    conciliao, ela transporta consigo j uma conotao positiva que no corresponde

    realidade do problema que pretende retratar, ou seja, as dificuldades (Monteiro &

    Portugal, 2013); por outro lado, acadmicas feministas, consideram tambm o uso do

    conceito um equvoco, pois alm de pressupor a resoluo dos problemas/dificuldades

    de articulao de esferas, ele tem induzido uma associao estrita destas questes s

    mulheres, reificando dessa forma as responsabilidades de articulao da esfera privada

    com a pblica, como uma necessidade especialmente feminina, na lgica dos papis de

    gnero dominantes (Hirata & Kergoat, 2007). No obstante estas crticas, neste trabalho

    usamos o conceito de conciliao, porque assumimos o termo para representar uma

    problemtica (a da relao entre esferas) e no para um resultado dessa mesma relao.

    Ou seja, usamos o conceito, no para significar que a relao entre as esferas de

    sucesso, mas para significar o carater varivel desta relao, sujeito a diversos factores

    de natureza individual (os recursos dos sujeitos, os seus papis atribudos e assumidos,

    etc); de natureza organizacional (prticas de gesto, polticas organizacionais) e de

    natureza societal e poltica (polticas pblicas facilitadoras da conciliao, por

    exemplo). O termo conciliao de esferas significa neste estudo a problemtica, no

    induzindo nenhum resultado. Usamos conciliao, pela sua mais recorrente presena na

    literatura, no domnio da linguagem poltica, e tambm da opinio pblica.

    Demonstrada que est a importncia da promoo das condies de conciliao, como

    detalharemos a seguir, este estudo pretende conhecer comparativamente a forma como

    os trabalhadores de diferentes tipos de entidades patronais refletem sobre as mesmas e

    seus impactos. Compararam-se as respostas de trabalhadores de uma empresa com boas

  • Conciliao trabalho-famlia em trs tipos de organizaes

    2

    prticas de conciliao, uma empresa sem prticas e do sector pblico. Os objetivos da

    pesquisa foram: perceber como que a existncia de prticas organizacionais

    promotoras da conciliao influi nas percees dos trabalhadores quanto ao apoio

    existente, em menos problemas de conciliao e menor stresse sentido. Procurou-se

    perceber tambm a importncia de fatores como o apoio de chefias e colegas; e o sexo,

    no reconhecimento as dificuldades de conciliao. Pretendeu-se tambm comparar as

    percees dos trabalhadores do setor pblico num contexto de retrao das suas

    condies de trabalho. Estudou-se tambm o sentido do conflito e interferncia entre

    esferas (trabalho e famlia). Outro dos aspetos que se procurou estudar foi o relativo a

    quem que as pessoas responsabilizam pela conciliao trabalho-famlia, se se verifica

    ou no uma tendncia mais individualizadora ou mais coletivista desta problemtica.

    O trabalho apresenta-se em cinco captulos principais. No primeiro captulo

    apresentamos o enquadramento terico, onde se faz uma reviso bibliogrfica do tema,

    e se apresenta as ideia