TERCEIRO SECTOR | PROPOSTA DE LEI DO ORÇAMENTO ?· VdA Legal Partners é uma rede internacional de…

Download TERCEIRO SECTOR | PROPOSTA DE LEI DO ORÇAMENTO ?· VdA Legal Partners é uma rede internacional de…

Post on 19-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

TRANSCRIPT

  • FLASH INFORMATIVO | FLASH NEWS

    www.vda.pt

    Esta informao de distribuio reservada e no deve ser entendida como qualquer forma de publicidade, pelo que se encontra vedada a sua cpia ou circulao. A informao proporcionada e as opinies expressas so de carter geral, no substituindo o recurso a aconselhamento jurdico adequado para a resoluo de casos concretos. VdA Legal Partners uma rede internacional de prestao de servios jurdicos que integra advogados autorizados a exercer advocacia nas jurisdies envolvidas, em conformidade com as regras legais e deontolgicas aplicveis em cada uma das jurisdies. This is a limited distribution and should not be considered to constitute any kind of advertising. The reproduction or circulation thereof is prohibited. All information contained herein and all opinions expressed are of a general nature and are not intended to substitute recourse to expert legal advice for the resolution of real cases. VdA Legal Partners is an international legal network comprising attorneys admitted in all the jurisdictions covered in accordance with the legal and statutory provisions applicable in each jurisdiction.

    TERCEIRO SECTOR | PROPOSTA DE LEI DO ORAMENTO DO ESTADO PARA 2018

    TRANSFERNCIAS PARA FUNDAES

    A Proposta de Lei do Oramento do Estado para 2018 (Proposta do OE) contempla um conjunto de limitaes s

    transferncias para as fundaes, semelhana do que se tem verificado nos Oramentos do Estado de anos

    anteriores. Cumpre destacar:

    Por um lado, as limitaes em causa referem-se s transferncias a conceder s fundaes participantes e avaliadas

    no censo realizado s fundaes (Lei n. 1/2012, de 3 de Janeiro), no podendo as mesmas exceder os montantes

    concedidos em 2017;

    Porm, nas situaes em que o servio ou organismo da administrao direta e indireta do Estado, ou instituio do

    ensino superior pblica, responsvel pela transferncia, no apresente transferncias no trinio 2008 a 2010 para

    uma fundao participante e avaliada no censo realizado s fundaes em 2012, o montante global anual a

    transferir, no ano de 2018, no poder exceder o valor mdio do montante global anual de transferncias do trinio

    2015 a 2017 para a fundao destinatria;

    O montante global de transferncias a realizar em 2018 para todas as fundaes, por parte de cada entidade pblica

    anteriormente referida, no poder exceder a soma da totalidade das transferncias realizadas em 2017.

    Em paralelo, alargado o elenco de casos aos quais no se aplicam limitaes, s transferncias de verbas realizadas:

    Ao abrigo de protocolos celebrados com fundaes que no tenham recebido transferncias suscetveis de atingir

    os limites previstos, desde que exista um interesse pblico relevante, reconhecido em ato legislativo ou despacho

    fundamentado do membro do Governo responsvel pela rea e decorra de um procedimento aberto e competitivo;

    A fundaes identificadas na Resoluo do Conselho de Ministros n 13-A/2013, de 8 de maro, que tenham sido

    objeto de deciso de manuteno de apoios financeiros pblicos associados a contratos plurianuais de parcerias em

    execuo, podendo beneficiar de transferncias associadas a novos contratos e a contratos em execuo, no

    mesmo montante ou no mbito de projetos e programas cofinanciados por fundos europeus;

    6 de novembro de 2017 Margarida Couto | mc@vda.pt Conceio Gamito| crg@vda.pt

    Maria Folque | maf@vda.pt

  • www.vda.pt

    A fundaes abrangidas pelo Estatuto de IPSS, no mbito de protocolos, projetos e respostas na rea da cidadania e

    da igualdade, designadamente violncia domstica e de gnero, trfico de seres humanos, igualdade de gnero,

    migraes e minorias tnicas;

    s seguintes fundaes: Fundao Arpad-Szenes-Vieira da Silva, Fundao de Arte Moderna e Contempornea

    Coleo Berardo, Fundao Casa da Msica, Fundao Centro Cultural de Belm, Fundao Museu do Douro,

    Fundao Ricardo do Esprito Santo Silva, Fundao de Serralves e Ca Parque Fundao para a Salvaguarda e

    Valorizao do Vale do Ca.

    TTULOS DE IMPACTO SOCIAL

    A Proposta do OE consagra uma nova modalidade de benefcio fiscal de natureza social, relativo a parcerias que

    envolvam Ttulos de Impacto Social (TIS), contratualizados ao abrigo do Portugal Inovao Social;

    Os TIS so mecanismos de financiamento que pressupem a celebrao de um contrato (parceria) entre

    investidores sociais, entidades do sector pblico e entidades implementadoras (tipicamente, organizaes da

    Economia Social), para concretizar resultados sociais especficos, que evidenciem impacto social e potencial retorno

    financeiro;

    A Proposta do OE define Investidores Sociais como as entidades privadas, as entidades pblicas e as entidades da

    economia social com objetivos filantrpicos ou comerciais, em qualquer caso desde que contribuam com recursos

    financeiros para o desenvolvimento de uma Iniciativa de Inovao e Empreendedorismo Social (IIES) com o objetivo

    de obteno de impacto social;

    Esta modalidade de benefcio fiscal consiste assim numa deduo fiscal, em benefcio de investidores sociais,

    respeitante aos fluxos financeiros realizados por estes, no mbito de TIS contratualizados ao abrigo do Portugal

    Inovao Social e independentemente de os referidos fluxos financeiros serem ou no objeto de reembolso (por

    no atingimento das metas contratualizadas, por parte das entidades implementadoras);

    De acordo com a Proposta do OE, na esfera dos investidores sociais, os referidos fluxos financeiros passam a ser

    considerados gastos e perdas do perodo de tributao, em valor correspondente a 130 % do respetivo total e at

    ao limite de 8/1000 do volume de vendas ou de servios prestados, independentemente de serem ou no objeto de

    reembolso.

    EXCEO S CATIVAES: FUNDAES DAS REAS DA EDUCAO E CINCIA

    As cativaes previstas na Proposta do OE no sero aplicadas s Fundaes das reas da Educao e Cincia, desde

    que as despesas em causa sejam financiadas com receitas prprias ou por transferncias da Fundao para a Cincia

    e Tecnologia.

    http://inovacaosocial.portugal2020.pt/http://inovacaosocial.portugal2020.pt/http://inovacaosocial.portugal2020.pt/http://inovacaosocial.portugal2020.pt/http://inovacaosocial.portugal2020.pt/http://inovacaosocial.portugal2020.pt/index.php/programas-de-financiamento/titulos-de-impacto-social/http://inovacaosocial.portugal2020.pt/index.php/sobre/

  • www.vda.pt

    ELIMINAO PROGRESSIVA DAS REDUES REMUNERATRIAS

    De acordo com a Proposta de OE, as redues remuneratrias aplicveis aos trabalhadores e dirigentes das

    fundaes pblicas, tanto de direito pblico como de direito privado, sero progressivamente eliminadas.

    O pagamento dos acrscimos remuneratrios em causa ser efetuado da seguinte forma:

    Em 2018, 25% a 1 de janeiro e 50% a 1 de setembro;

    Em 2019, 75% a 1 de maio e 100% a 1 de dezembro.

    SUBSDIO DE REFEIO E PAGAMENTO DE TRABALHO SUPLEMENTAR OU EXTRAORDINRIO

    O subsdio de refeio pago aos trabalhadores e dirigentes das fundaes pblicas, mantm o valor estabelecido

    para 2017, assim como o respetivo valor referncia para efeitos de tributao.

    Por outro lado, reposto o regime de trabalho suplementar previsto na Lei Geral do Trabalho em Funes Pblicas

    (aprovada em anexo Lei n. 35/2014, de 20 de junho), aplicvel aos trabalhadores e dirigentes das fundaes

    pblicas, no que respeita aos acrscimos ao valor da retribuio horria. Esta alterao produz efeitos a partir de 1

    de janeiro de 2018, no dando lugar ao pagamento de quaisquer retroativos.

    CONTRATOS DE AQUISIO DE SERVIOS

    Relativamente s fundaes pblicas, os valores pagos por contratos de aquisio de servios e os compromissos

    assumidos que, em 2018, venham a renovar-se ou a celebrar-se com idntico objeto ou contraparte de contrato

    vigente em 2017 no podem ultrapassar, respetivamente:

    Os valores pagos e os compromissos assumidos, respetivamente, em 2017, considerando o valor total agregado

    dos contratos, sempre que a mesma contraparte preste mais do que um servio ao mesmo adquirente; ou

    O preo unitrio, caso o mesmo seja aritmeticamente determinvel ou tenha servido de base ao clculo dos

    valores pagos em 2017.

    Esta limitao no se aplica aos os contratos cofinanciados por fundos europeus ou internacionais e pelo

    Mecanismo Financeiro do Espao Econmico Europeu.

    DECLARAO MODELO 22 FUNDAES QUE AUFIRAM RENDIMENTOS NO SUJEITOS A IRC

    De acordo com a Proposta do OE, as fundaes que apenas aufiram rendimentos no sujeitos a IRC (por exemplo,

    subsdios destinados a financiar a realizao dos fins estatutrios) passam a estar obrigadas a entregar a respetiva

    Declarao Modelo 22, sempre que estejam sujeitas a qualquer tributao autnoma.

    MECENATO CIENTFICO

    A Proposta do OE prev a prorrogao, pelo prazo de 5 anos, dos benefcios fiscais previstos no artigo 62.-A do EBF

    atribudos ao mecenato cientfico. Esta proposta no constitui uma alterao substantiva dos benefcios fiscais

    associados modalidade do mecenato cientfico, destinando-se apenas a assegurar a necessria renovao do

    quadro dos benefcios fiscais vigentes.

  • Angola | Cabo Verde | Congo | Democratic Republic of the Congo | Equatorial Guinea | Gabon | Guinea-Bissau | Mozambique | Portugal | Sao Tome and Principe | Timor-Leste

    ALTERAO DO REGIME DA RESTITUIO DE IVA A IPSS

    Aproveitamos ainda para salientar que, anteriormente entrega da Proposta do OE, o Decreto-Lei n. 84/2017, de

    21 de julho, veio rever o regime da restituio parcial do montante equivalente ao IVA suportado em determinadas

    aquisies de bens e servios, de entre outras entidades, por parte das IPSS.

    Deste modo, passa a estar consagrado neste diploma de julho de 2017 o regime da restituio de IVA aplicvel s

    entidades com o estatuto de IPSS.

    As principais alteraes ao regime traduzem-se, por um lado, na implementao de um sistema mais clere de

    restituio, atravs de um sistema eletrnico e, por outro, na atualizao dos limites legalmente definidos

    restituio do IVA.

    Assim, de salientar que o pedido de restituio deve reportar-se a perodos mensais, englobando a totalidade dos

    documentos de suporte, e dever ser apresentado pelo beneficirio, por transmisso electrnica de dados, a partir

    do segundo ms seguinte emisso dos documentos de suporte, at ao termo do prazo de um ano da data de

    emisso daqueles.

    Por outro lado, apenas poder ser objeto de restituio o montante equivalente ao IVA suportado nas aquisies

    internas, nas importaes e nas aquisies intracomunitrias por parte de entidades com estatuto de IPSS, cujo

    valor por fatura seja igual ou superior aos seguintes montantes:

    1.000,00 com excluso do IVA, para construo, manuteno e conservao dos imveis utilizados, total ou

    principalmente, na prossecuo dos fins estatutrios;

    100,00 com excluso do IVA, para elementos do ativo fixo tangvel sujeitos a deperecimento (exceto veculos e

    respetivas reparaes) utilizados nica e exclusivamente na prossecuo dos respetivos fins estatutrios e cujo

    valor global durante o exerccio no seja superior a 10.000,00 com excluso do IVA; e

    Sem qualquer limite, para aquisies de bens ou servios de alimentao e bebidas no mbito das atividades

    sociais desenvolvidas.

    O montante a restituir s entidades com estatuto de IPSS corresponder a 50% do valor equivalente ao IVA

    suportado nas aquisies internas, nas importaes e nas aquisies intracomunitrias, relativamente aos casos

    acima indicados.

Recommended

View more >