teoria musical redação - vagas residuais- ?· 4 ufba – 2017 – vagas residuais – teoria...

Download Teoria Musical Redação - Vagas Residuais- ?· 4 UFBA – 2017 – Vagas Residuais – Teoria Musical…

Post on 28-Sep-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 34Teoria MusicalRedao

  • INSTRUESPara a realizao das provas, voc recebeu este Caderno de Questes, uma Folha de Respostas para a Prova I e uma Folha de Resposta destinada Redao.1. Caderno de Questes Verifi que se este Caderno de Questes contm as seguintes provas: Prova I: TEORIA MUSICAL Questes de 01 a 35 Prova de REDAO Qualquer irregularidade constatada neste Caderno de Questes deve ser imediatamente comunicada ao

    fi scal de sala.

    Na Prova I, voc encontra apenas um tipo de questo: objetiva de proposio simples. Identifi que a resposta correta, marcando na coluna correspondente da Folha de Respostas:

    V, se a proposio verdadeira; F, se a proposio falsa.

    ATENO: Antes de fazer a marcao, avalie cuidadosamente sua resposta. LEMBRE-SE: A resposta correta vale 1 (um), isto , voc ganha 1 (um) ponto. A resposta errada vale 0,5 (menos meio ponto), isto , voc no ganha o ponto e ainda tem descontada, em outra questo que voc acertou, essa frao do ponto. A ausncia de marcao e a marcao dupla ou inadequada valem 0 (zero). Voc no ganha nem perde nada.

    2. Folha de Respostas A Folha de Respostas da Prova I e a Folha de Resposta da Redao so pr-identifi cadas. Confi ra os dados

    registrados nos cabealhos e assine-os com caneta esferogrfi ca de TINTA PRETA, sem ultrapassar o espao prprio.

    NO AMASSE, NO DOBRE, NO SUJE, NO RASURE ESSAS FOLHAS DE RESPOSTAS. Na Folha de Respostas destinada Prova I, a marcao da resposta deve ser feita preenchendo-se o

    espao correspondente com caneta esferogrfi ca de TINTA PRETA. No ultrapasse o espao reservado para esse fi m.

    Exemplo de Marcao na Folha de Respostas

    01 F02 V03 V04 F05 V

    O tempo disponvel para a realizao das provas e o preenchimento das Folhas de Respostas de 3 (trs) horas.

  • 1UFBA 2017 Vagas Residuais

    ESTAS PROVAS DEVEM SER RESPONDIDAS PELOS CANDIDATOS AOS SEGUINTES CURSOS:

    CANTO

    COMPOSIO E REGNCIA

    INSTRUMENTO MSICA

    MSICA POPULAR

  • 2

    PROVA I TEORIA MUSICAL

    QUESTES de 01 a 35 INSTRUO: Para cada questo, de 01 a 35, marque na coluna correspondente da Folha de Respostas: V, se a proposio verdadeira; F, se a proposio falsa.A resposta correta vale 1 (um ponto); a resposta errada vale 0,5 (menos meio ponto); a ausncia de marcao e a marcao dupla ou inadequada valem 0 (zero).

    UFBA 2017 Vagas Residuais Teoria Musical

    Questo 01As propriedades do som so volume, timbre e intensidade e durao.

    Questo 02As fi guras de valor determinam o ritmo da msica, e seus valores so relativos. Uma mnima pontuada tem o mesmo valor que duas semnimas pontuadas.

    Questo 03Doze fusas equivalem a uma colcheia pontuada.

    Questo 05O termo aggica designa as pequenas fl utuaes e variaes de dinmica que se praticam durante a interpretao de uma obra musical com o objetivo de torn-la mais expressiva.

    Questo 06Os trechos 1 e 2 esto em compasso simples.

    Questo 07Apenas o trecho 2 est em compasso composto.

    Questo 04 As alturas das notas so determinadas pelas claves no incio dos pentagramas.

    As notas do trecho apresentado, na clave de f, so D L F Si Mi L R D F D.

    QUESTES de 06 a 10 1

    2

    3 Aps anlise dos trechos, correto afi rmar:

  • 3UFBA 2017 Vagas Residuais Teoria Musical

    Questo 08O trecho 3 um exemplo de compasso alternado.

    Questo 09A unidade de tempo do trecho 2 uma fi gura simples, mas sua unidade de compasso uma fi gura composta.

    Questo 10A unidade de compasso do trecho 1 uma mnima.

    Questo 13A escala menor harmnica possui o 6 grau maior e o 7 grau menor.

    Questo 14O trecho est na tonalidade de Mi bemol maior.

    Questo 15O acorde formado, no quarto tempo do primeiro compasso, de sol menor, na 1 inverso.

    Questo 16O acorde formado, no ltimo tempo do segundo compasso, de sol maior com stima no baixo.

    Questo 17O primeiro acorde do terceiro compasso est na 1 inverso e uma trade de d maior.

    Questo 18O primeiro acorde do quarto compasso o VI grau da tonalidade de d menor.

    Questo 11

    O exemplo demonstra a representao em compasso 3/8 das cinco primeiras fi guras a fi m de preservar seu ritmo relativo.

    Questo 12

    O exemplo apresentado a escala de Sol sustenido menor primitiva.

    QUESTES de 14 a 18

    Aps a anlise do trecho, Preldio Op. 28, n 20, de Chopin, pode-se afi rmar:

  • 4 UFBA 2017 Vagas Residuais Teoria Musical

    Questo 20Os intervalos formados entre as notas da primeira linha so 2 menor, 5 diminuta, 7 maior, 3 menor, 6 maior, 5 aumentada e 3 aumentada.

    Questo 21O segundo trecho a transposio para clave de d na 4 linha das notas de cima, duas oitavas abaixo.

    Questo 22O intervalo de uma oitava formado por seis tons.

    Questo 23Apenas os intervalos de 4as, 5as e 8as podem ser aumentados ou diminutos.

    Questo 24Os tons de Re bemol maior e Si maior tm o mesmo nmero de acidentes em suas armaduras de clave.

    Questo 25As tonalidades relativas dos tons de Si maior e F menor so Sol menor e L bemol maior, respectivamente.

    Questo 26A tonalidade de Re bemol maior tem cinco tons vizinhos: Si bemol menor, La bemol maior, F menor, Sol bemol maior e Mi bemol menor.

    Questo 27O acorde de C#o constitudo pelas notas do sustenido, mi, sol sustenido e si bemol.

    Questo 28O segundo, o terceiro e o sexto graus do campo harmnico de L maior so formados pelos acordes de Bm7, C#m7 e F#m7.

    Questo 19Ao ser invertido, um intervalo de tera maior gera um intervalo de tera menor.

    QUESTES 20 e 21

    QUESTES de 29 a 32

    Analisando-se o trecho apresentado, correto afi rmar:

  • 5UFBA 2017 Vagas Residuais Teoria Musical

    Questo 29Os acordes do primeiro e segundo compassos do trecho podem ser cifrados como Bb7, Eb, Eb, D7 e Eb.

    Questo 30Os acordes dos compassos 4 e 5 podem ser cifrados como Dm7, Bb7, Cm, Dm, B7 e Cm.

    Questo 31Os intervalos entre o baixo e o tenor, nos trs primeiros acordes do quarto compasso, so 5 diminuta, 5 justa e 3 maior.

    Questo 32O trecho est na tonalidade de Mi bemol maior e fi naliza na relativa menor.

    Questo 33Wolfgang Amadeus Mozart, compositor alemo, representante do perodo clssico, e entre suas obras mais clebres esto as peras As Bodas de Fgaro e Don Corleone.

    Questo 34Heitor Villa-Lobos considerado o maior e mais famoso compositor brasileiro, autor da primeira pera brasileira, O Guarani.

    Questo 35O marco do Tropicalismo, importante movimento cultural brasileiro do fi m da dcada de 1960, foi o Festival de Msica Popular realizado pela TV Record, em 1967.

  • 6 UFBA 2017 Vagas Residuais Redao

    PROVA DE REDAOINSTRUES:

    Escreva sua Redao com caneta de tinta AZUL ou PRETA, de forma clara e legvel. Caso utilize letra de imprensa, destaque as iniciais maisculas. O rascunho deve ser feito no local apropriado do Caderno de Questes. Na Folha de Resposta, utilize apenas o espao a ela destinado. Ser atribuda a pontuao ZERO Redao que

    se afastar do tema proposto; for apresentada em forma de verso; for assinada fora do local apropriado; apresentar qualquer sinal que, de alguma forma, possibilite a identifi cao do candidato; for escrita a lpis, em parte ou na sua totalidade; apresentar texto incompreensvel ou letra ilegvel.

    Os textos a seguir devem servir como ponto de partida para a sua Redao. Fragmento da entrevista que o escritor de Moambique, Mia Couto, concedeu Revista

    Muito, de A Tarde, em 18/06/2017, aproveitando a sua vinda a Salvador para apresentar no TCA, a primeira palestra da edio 2017 do Fronteiras do Pensamento, que tem como tema geral Civilizao A sociedade e seus valores.

    O tema do Fronteiras do Pensamento deste ano, Civilizao A sociedade e seus valores, parece refl etir o momento especialmente perturbador que atravessamos em relao aos direitos humanos no planeta, com a eleio de Trump e a instabilidade poltica em vrios pases. Quais seriam os valores que pautam a civilizao na contemporaneidade?

    Eu acho que o mais importante a tentao de buscar identidades que atuam como refgio, de construir fortalezas contra a ameaa dos outros, esses que passaram de estranhos para a categoria de inimigos. Porque essa construo do inimigo a partir daquele que simplesmente desconhecemos agora feita em nome da civilizao, em nome da modernidade. Mais do que nunca preciso dar resposta a esse apelo fundado no invasor, essa permanente fabricao do medo. O risco que vena a ideia de que estamos perante uma inevitvel guerra entre dois campos civilizacionais.

    Como o senhor v o avano crescente do racismo e do fascismo em todo o mundo? Fico preocupado com o modo desavergonhado com que o racismo e o fascismo se apresentam

    hoje em dia. Apesar do esforo de uma linguagem mais educada, essas doenas nunca desapareceram de fato. Mas no creio que haja, no global, um avano: essas manifestaes sempre estiveram presentes, mais ou menos disfaradamente. A tentao de discriminar e culpar o outro assume agora propores mais alarmantes por causa da conjuntura global de crise. Penso que o racismo e o fascismo comportam-se como as doenas oportunistas: j estavam l, mas no havia sintomas claros. Numa situao generalizada de medo, como a que vivemos hoje, h condies que favorecem a manipulao poltica. As pessoas votam apressadamente por um salvador, por algum que venha repor a ordem. Estes tempos so o paraso dos populistas. Creio tambm que estamos a viver a ressaca do politicamente correto. Pensvamos que havia menos racismo ou menos sexismo por causa de uma nova representatividade de raa e de sexo. Acreditamos que houve mudanas sensveis no modo de pensar da humanidade porque se passou o vocabulrio a pente-fi no. Esse maior cuidado em si mesmo no mau.Mas o racismo e o sexismo

Recommended

View more >