temas em debates

Download Temas em Debates

Post on 09-Jan-2017

214 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • ABC DO CANDIDATO EMPREENDEDOR

    O desenvolvimento em suas mos

    Temas emDebates

  • ABC DO CANDIDATO EMPREENDEDOR

    O desenvolvimento em suas mos

    Temas emDebates

  • Dados Internacionais de Catalogao na Publicao (CIP)(Cmara Brasileira do Livro, SP, Brasil)

    ABC do candidato empreendedor : o desenvolvimentoem suas mos / [organizao Paulo Melchor]. --

    So Paulo : SEBRAE, 2012.

    Vrios colaboradores.ISBN 978-85-7373-071-2

    1. Empreendedores 2. Novas empresas -Administrao 3. Sucesso em negcios I. Melchor, Paulo.

    12-08758 CDD-650.1

    ndices para catlogo sistemtico:1. Sucesso em negcios : Novos empresrios :

    Administrao 650.1

    SEBRAE-SP

    CONSELHO DELIBERATIVO

    PresidenteAlencar Burti (ACSP)

    ACSP Associao Comercial de So PauloANPEI Associao Nacional de Pesquisa, Desenvolvimento e Engenharia das Empresas InovadorasNossa Caixa - Agncia de Fomento do Estado de So PauloFAESP Federao da Agricultura e Pecuria do Estado de So PauloFIESP Federao das Indstrias do Estado de So PauloFECOMERCIO Federao do Comrcio de Bens, Servios e Turismo do Estado de So PauloParqTec Fundao Parque Tecnolgico de So CarlosIPT Instituto de Pesquisas TecnolgicasSecretaria do Estado de DesenvolvimentoSEBRAE Servio Brasileiro de Apoio s Micro e Pequenas EmpresasSINDIBANCOS Sindicato dos Bancos do Estado de So PauloCEF Superintendncia Estadual da Caixa Econmica FederalBB Diretoria de Distribuio So Paulo - DISAP

    DIRETORIADiretor-SuperintendenteBruno Caetano

    Diretor TcnicoRicardo Tortorella

    Diretor de Administrao e FinanasIvan Hussni

    Unidade de Polticas Pblicas e Relaes InstitucionaisGerenteJlio Csar Durante

    EquipeAna Paula Martin MartinsJos Roberto Rodriguez SilvaPaulo MelchorRicardo Malacarne RossiSergio Ricardo Cerrada

    ImpressoPigma Grfica e Editora Ltda

    Unidade Inteligncia de MercadoGerenteEduardo Pugnali Marcos

    EquipeJos Francisco da Matta BerardoMarcelle de Almeida Carvalho GonzalezMarcelo Costa BarrosPatrcia de Mattos MarcelinoSidclei Ponce

    Projeto Grfico, Diagramao e Revisobr4.cgn

    CEPAMGoverno do Estado de So PauloGeraldo Alckmin

    Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento RegionalJlio Francisco Semeghini Neto

    Fundao Prefeito Faria Lima CEPAMLobbe Neto

    UVESPPresidenteSebastio Misiara

    Diretor de EventosLus Mrio Machado

    Diretora de Comunicao Silvia Melo

    Frente Parlamentar do Empreendedorismo da Assembleia Legislativa de So PauloCoordenadorItamar Borges

    Vice-coordenadorLuiz Claudio Marcolino

  • Unidade Inteligncia de MercadoGerenteEduardo Pugnali Marcos

    EquipeJos Francisco da Matta BerardoMarcelle de Almeida Carvalho GonzalezMarcelo Costa BarrosPatrcia de Mattos MarcelinoSidclei Ponce

    Projeto Grfico, Diagramao e Revisobr4.cgn

    CEPAMGoverno do Estado de So PauloGeraldo Alckmin

    Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento RegionalJlio Francisco Semeghini Neto

    Fundao Prefeito Faria Lima CEPAMLobbe Neto

    UVESPPresidenteSebastio Misiara

    Diretor de EventosLus Mrio Machado

    Diretora de Comunicao Silvia Melo

    Frente Parlamentar do Empreendedorismo da Assembleia Legislativa de So PauloCoordenadorItamar Borges

    Vice-coordenadorLuiz Claudio Marcolino

    O desenvolvimento em suas mos

  • ABC do Candidato Empreendedor Temas em Debate

  • ABC do Candidato Empreendedor Temas em Debate

    O Brasil abriga hoje cerca de 6,1 milhes de micro e pequenas empresas formais, responsveis pela gerao de quase 70% dos postos de trabalho e 20% do PIB nacional. O pas tambm tem aproximadamente 2,3 milhes de microempreendedores individuais (ou empreendedores individuais). Parte desses empreendedores individuais esto entre os quase 19 milhes de empreendedores por conta prpria que existem no Brasil.

    Como garantir a estes milhes de brasileiros a cidadania empresarial plena? Como assegurar que os donos de pequenos negcios cumpram integralmente sua misso de promotores do desenvolvimento socioeconmico nacional?

    Uma das melhores alternativas passa, sem dvida, pela melhoria do ambiente empreendedor nos mbitos federal, estadual e municipal. Neste sentido, os Vereadores empreendedores so fundamentais para garantir a criao de polticas pblicas de fomento ao empreen-dedorismo, formalizao e simplificao do dia a dia dos donos de pequenos negcios.

    O papel do Legislativo municipal fundamental, uma vez que os Vereadores so os maiores conhecedores da realidade dos pequenos negcios locais.

    H anos defendemos que o apoio incondicional s micro e pequenas empresas a causa mais nobre e justa que se pode abraar, no s pelo seu impacto econmico, mas principalmente pela capacidade destes empreendimentos de impulsionar, dinamizar e transformar o contexto social de qualquer nao.

    J avanamos muito, com a regulamentao da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas, mas precisamos avanar ainda mais e ajudar as MPEs a cumprir seu papel no processo de desenvolvimento socioeconmico do Brasil.

    Nesta publicao esto reunidos alguns pontos que vo ajudar na construo de um programa de atuao voltado melhoria da competitividade das micro e pequenas empresas. Equipes do SEBRAE-SP e da Uvesp privilegiaram temas que contribuem para o desenvolvimento das MPEs e, por consequncia, para o crescimento sustentvel das cidades.

    Esperamos que este guia sirva de apoio para novas proposies, subsidie a criao de leis de incentivo aos pequenos negcios e seja instrumento para ajudar a fiscalizar os atos do Executivo em prol das MPEs. E mais, seja uma ferramenta prtica de discusso junto comunidade de polticas de incentivo para um dos mais vitais agentes de desenvolvimento de qualquer sociedade os pequenos empreendimentos.

    Alencar BurtiPresidente do Conselho Deliberativo do SEBRAE-SP

    Bruno CaetanoDiretor-Superintendente do SEBRAE-SP

    Ivan HussniDiretor de Administrao e Finanas do SEBRAE-SP

    Ricardo TortorellaDiretor Tcnico do SEBRAE-SP

    HORA DE LEGISLAR EM PROL DAS MPES

  • ABC do Candidato Empreendedor Temas em Debate

    No h corpo sem clulas.No h Estado sem municipalidades.No se pode imaginar existncia de Nao, existncia de povo constitudo, existncia de Estado, sem vida municipal. Rui Barbosa

    Este um documento histrico para os candidatos a Prefeito e Vereador dos municpios paulistas.

    A Uvesp une-se ao SEBRAE-SP na produo do contedo do ABC DO CANDIDATO EMPREENDEDOR para que os futuros integrantes dos poderes pblicos municipais se transformem em Amigos da Pequena Empresa.

    Trata-se de uma contribuio inestimvel aos candidatos que disputaro o voto. Defendemos neste contedo as ideias que contribuiro para impulsionar o desenvolvimento sustentvel e valorizar o papel do agente pblico, em especial o Vereador, como lder de mudanas e interlocutor entre a cadeia produtiva e a cidadania.

    O Vereador bem informado um atento agente do desenvolvimento local, intimamente ligado base da produo, base da fora do trabalho. Acima de tudo um ator da qualidade de vida de sua gente, pois entende, como agente pblico mais prximo do cidado, que uma sociedade se converte em Nao quando capaz de responder pr-ativa e coletivamente os desafios que a Histria lhe apresenta. A Histria tem nos mostrado que o caminho mais rpido para o desenvolvimento passa pelo apoio ao micro e pequeno empresrio.

    Assim, devemos deixar nossa marca como contribuio criao de novas empresas e, consequentemente, consolidao do desen-volvimento sustentvel.

    A nossa misso nessa parceria da Uvesp atingir seus objetivos na medida em que esse documento se tornar uma base de consultas para elaborao de propostas dos candidatos e de leis, a partir de 2013.

    Cabe Uvesp levar o Vereador a entender que a Cmara Municipal no pode ser gargalo inibidor da criao da micro e pequena empresa e que o pequeno empresrio , na maioria das vezes, um lder no municpio. A pequena e micro empresa, alm de geradora de emprego e renda, tambm um fator decisivo de legitimidade da economia de mercado.

    Temos a convico absoluta de que, como amigo da pequena empresa, o seu mandato poder representar um marco na emancipao poltico-financeira dos municpios paulistas.

    Sebastio MisiaraPresidente da Uvesp

    Cabe Uvesp levar o Vereador a entender que a Cmara Municipal no pode ser gargalo inibidor da criao da micro e pequena empresa e que o pequeno empresrio , na maioria das vezes, um lder no municpio. A pequena e micro

    empresa, alm de geradora de emprego e renda, tambm um fator decisivo de legitimidade da economia de mercado.

    CRIANDO UM OLHAR DIFERENTE

  • ABC do Candidato Empreendedor Temas em Debate

    ABC DO CANDIDATO EMPREENDEDOR

    APRESENTAO: UMA FERRAMENTA TIL PARA O CANDIDATO

    O ABC DO CANDIDATO EMPREENDEDOR chega em um momento extremamente oportuno. No ano em que o Estado de So Paulo eleger seus 645 executivos municipais e tambm os membros dos Legislativos municipais, que sero mais de seis mil Vereadores, creio que este documento poder, em muito, contribuir na formulao de questes e auxiliar na composio de polticas pblicas baseadas nos fundamentos e objetivos proclamados pela Repblica brasileira. Isto inclui o pleno exerccio da cidadania e a promoo de polticas que atualizem os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa.

    O guia constitui um importante orientador nessa tarefa, e ns esperamos que sua leitura seja uma ferramenta til para os candidatos em-preendedores, seja ele postulante a cargo executivo ou legislativo. O CEPAM, dentro de sua misso, vem oferecer sua colaborao neste guia, e que o fruto deste trabalho possa criar perspectivas e oportunidades de emprego, e gerao de renda aos cidados dos municpios administrados por nossos Prefeitos empreendedores.

    H muito o CEPAM vem orientando os municpios acerca da necessid