tecnica vocal gringa

Download Tecnica Vocal Gringa

Post on 19-Oct-2015

104 views

Category:

Documents

10 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Resultado da Pesquisa: Qual a sua maior dificuldade no Canto?A maior dificuldade no Canto a respirao e o apoio. As pessoas esto habituadas a respirar incorretamente utilizando a parte alta do corpo (trax). Se no respira corretamente com certeza no conseguir apoiar. A respirao deve ser concetrada na parte baixa do corpo (abdominal). A respirao correta quando se utiliza o diafrgma, isto faz com acontea um alargamento das costelas e um abaixamento do diafragma o que aumentar o armazenamento de ar. O apoio consiste em manter esta abertura das costelas atravs de presso (contrao) utilizando os msculos em torno do abdomen e costas. A medida que se emite um som a presso na regio da cinta abdomina ldeve ser dinmica (aumentar e diminuir). Se agudo uma maior presso se grave pouca presso. O TRABALHO MUSCULAR CONSTANTE.Estas duas reas so a BASE, o FUNDAMENTO da Tcnica vocal, por esse motivo eu abordei estes temas logo no incio do blog. Quando no h uma correta respirao e consequentemente um bom apoio, vrios problemas podem ocorrer, por exemplo:

1. Falta de sustentao da nota2. Desafinao3. Mudaas bruscas de registro4. Quebras na voz5. Falta de presso abdominal o que dificultar o alcance de agudos6. Tenso muscular na regio da garganta7. Calos, fendas entre outros problemas nas pregas vocais.

A RESPIRAO E O SOM - APOIO

Como j vimos no post anterior a respirao fundamental na tcnica vocal, pois o ar de sua expirao que far com que suas cordas vocais trabalhem perfeitamente. S para recordar nossas cordas vocais so duas fibras musculares, "paralelas", que ao comando cerebral de fala, tero aduo, produzida por sua vibrao, resultando na voz. Sem vibrao e aduo, resultam no silncio. Essa aduo e vibrao sero feitas pela presso de ar que passar pelas cordas vocais no momento da expirao. Vimos tambm que possumos trs tipos de respirao: Peitoral, Intercostal e Diafragmtica. Para cantores, apenas as duas ltimas so usuais, pois a peitoral possui uma rpida resposta de oxigenao / inspirao e pouco trabalho de expirao, sendo muito usada no esporte. Trabalharemos primeiro a diafragmtica.

Diafragma - o msculo que comanda o movimento de respirao. Sua forma abaloada e fica situado abaixo e entre os pulmes. Quando inspiramos, ele se contrai permitindo que os pulmes inflem, captando o oxignio pelas vias nasais. Quando o diafragma volta sua posio inicial - descontrado, relaxado, torna-se abaloado novamente, contraindo os pulmes e produzindo a expirao. Para comandar nossa respirao precisamos controlar a velocidade com que o msculo se dilata. ISSO APOIO. Vejamos de acordo com alguns tericos a definio de apoio:

Apoio, portanto, o controle elstico e consciente da fora retrtil passiva e espontnea do movimento de elevao do diafragma ao promover a expirao, e conseguido pelo domnio de seus antagnicos os msculos abdominais e intercostais com a finalidade de manter o equilbrio da coluna de ar e aplica-la a fonao. Quando em postura correta, o apoio segura o diafragma para baixo e, analogamente ao que acontece a outro mbolo qualquer, o ar mantido dentro do corpo. Este ar fica localizado nos pulmes [...] formando a chamada coluna de ar. essa coluna que, se movendo pra cima e pra baixo [...] vai trazer consistncia ao som emitido.

A Diana Goulart tambm da uma boa definio de apoio:

O apoio a sustentao da coluna de ar que faz parte da produo do som. Quando voc inspira, o ar enche seus pulmes, alargando a regio das costelas e estendendo os msculos intercostais. Ao mesmo tempo, o diafragma se abaixa e expande para os lados (sem o seu controle voluntrio). O que voc pode e deve controlar so os msculos intercostais e abdominais. Assim, o diafragma e todos os msculos envolvidos no processo respiratrio esto na posio adequada a proporcionar uma boa emisso vocal, pois eles controlam a sada de ar e do som (que ocorre na expirao).

Portanto, apoio a fora motriz que impulsiona a sada de ar na emisso vocal. necessrio uma leve contrao do abdomen e na regio pelvica dois dedos abaixo do umbigo, e preciso manter as costelas abertas como vimos na aula anterior (http://artedavoz.blogspot.com/2009/07/aula-2.html).

"Ento, vamos l! Este exerccio muito bom vocs iro ver:

I - Inspirar lentamente, pelo nariz direcionando o ar para a regio do baixo-abdmen (abaixo do estmago), sem permitir a elevao peitoral , e expirar lentamente como se soprasse um canudinho , relaxado , mantendo o abdmen para frente , por 3 vezes .

OBS: Daqui em diante, enquanto expirar, mantenha seu abdmen na frente , mas respeite seu organismo contraindo-o quando sentir necessidade .

II -Inspire lentamente e solte seu ar pr 5 tempos em sss-sorriso , como um "pneu esvaziando" , com o som retilneo e uniforme .

III- Faa o processo anterior modificando os tempos de expirao . Ex: Inspirao - Expirao ( sss - sorriso - 3 x cada um ).

5t 5t 5t 10t 5t 15t 5t 20t 5t 25t 5t 30t 5t xt

Esse exerccio para trabalharmos o comando de expirao e apoio diafragmtico." O apoio est em manter o abdmen para frente, gerando uma leve presso na musculatura baixo-abdominal como j vimos . Gostaria de falar que todos os exerccios postados na aula anterior trabalham tambm o Apoio.

O exerccio a seguir faz parte do mtodo do professor Lyba Serra, um exerccio que prepara para expanso da respirao, abertura das costelas inferiores e utilizao do apoio, muito bom. Vai a uma dica adquirir o mtodo do prof. de canto Lyba Serra (um dois coceituados na net): SOLTE A VOZ - LYBA SERRA - PACK 3 DVDS - Uma exclusiva coleo de treinamentos em vdeo indicada para quem deseja otimizar a performance e evoluir com rapidez e qualidade. Composto de 3 aulas interativas que se complementam, este pacote, especialmente voltado a jovens cantores, um apoio eficiente e divertido no aprendizado do canto popular. Aula Parte 2: A base do Canto: RespiraoOl! Falaremos hoje sobre a primeira principal parte da tcnica vocal (a segunda o Apoio - este fica para o prximo post, ok?) : A RESPIRAO . Falo que a principal, pois a partir dela voc poder avanar em seus estudos, sem elas vocs com certeza no avanaram. A respirao a base de toda a tcnica de canto. A ela esto diretamente ligadas a afinao, colocao e volume da voz e resistncia do cantor. Antes de tudo assistam este vdeo muito didtico sobre a respirao ideal:

Tcnica Vocal completa - introduoCantar no difcil e que todos podem aprender a cantar. EmTcnica Vocal completo as tcnicas de canto so divididos em quatrotemas principais, listados abaixo. Por elementos que combinam destes quatroassuntos que voc pode produzir exatamente o som que voc quiser. Voc tambmser capaz de identificar seus problemas especficos e erros, e voc podeconcentrar nas tcnicas em que voc deseja trabalhar.Os quatro temas principais so: Os trs princpios bsicos (para garantir a produo de som saudvel) Os quatro modos vocais (para escolher a 'engrenagem' voc quer cantar em) Cores do Som (para fazer o som mais claro ou mais escuro) Efeitos (para obter efeitos sonoros especficos)Os trs princpios bsicosOs trs princpios bsicos so o mais bsico e fundamental eassim, o mais importante para aperfeioar. Eles tornam possvel chegar atodas as notas de alta e baixa dentro da gama do cantor individual, aoscantar frases longas, ter uma voz clara e forte, e para evitarrouquido.Os trs princpios bsicos devem ser obedecidas, independentemente do modo de som,cor, e efeito. Eles so:2 SuporteIsto significa trabalhar contra a vontade natural do diafragmalibertar o ar que foi inalado.O suporte deve, no entanto acontecer num sustentada e contnuamaneira como se trabalha contra uma resistncia, por tanto tempo quanto um somest a ser produzido. Quando as contraes musculares parar de ser sustentadae contnua (por exemplo, se voc no pode puxar o abdmen em torno deUma garganta abertaAo abrir a garganta a evitarconstries que podem afetar a forma comoas cordas vocais vibram. O vocalcabos precisam de espao para esticar em altanotas e relaxar em baixas. Umgarganta aberta alcanada principalmenteatravs do apoio correto e porestar consciente da sua prpria sensaode uma garganta aberta.Isto conseguido por resistir seu movimento. Durantecanto, os msculos da cintura e do plexo solar so empurradaspara fora, o abdmen volta do umbigo gradualmentepuxado de uma forma constante e sustentado, eamsculos das costas so apertados. Os msculos do lombo sotentando empurrar a pelve para trs, enquanto os msculos emo abdmen est tentando puxar a plvis para cima sob o seucorpo. Esta batalha criada entre o abdominalmsculos e os msculos do lombo um valioso eparte importante do suporte.o umbigo para dentro para mais longe ou empurrar os msculos da cintura ou solarpara fora do plexo qualquer outra), ento normalmente no h mais apoio. Ele importante conservar a sua energia de apoio para que voc no desperdi-lo ouus-lo no ponto errado no tempo.No utilizar o suporte, antes que seja necessrio, por exemplo, quando o cantotorna difcil, por exemplo, em notas agudas, ou no final de uma frase. Apoiar duro trabalho fsico para que voc deve estar em boa condio fsica.3 Evite salientes da mandbula e de aperto dolbiosQuando se esto a evitar tensionar os lbios, importante formar avogais com a lngua sem alterar a forma da boca tambmmuito. Consoantes, no entanto, so geralmente produzidos por estreitamentos natrato vocal ou tenses nos lbios - mas como voc no ficar com eles pormuito tempo no canto eles no prejudicar a cantar. importante sercapaz de liberar a tenso imediatamente indo de consoantes paravogais.Evite salientes da mandbula e de aperto deos lbios, uma vez que muitas vezes produz constriesem torno das cordas vocais. Conseguir uma mandbula soltadobrando a cabea para trs e colocando umdedo entre o maxilar superior e inferior.Mantenha essa posio da mandbula como voc canta. Omandbula inferior deve ser puxado para trsem relao ao maxilar superior. Certifique-se de abrira boca mais larga em n