te* a..*.**..*.**.*.****.*.,!,»,*,!*.*** a i*a,a**-**+a* ... ?· acrescentou qne hoje se reunirá...

Download te* a..*.**..*.**.*.****.*.,!,»,*,!*.*** a i*a,a**-**+a* ... ?· Acrescentou qne hoje se reunirá com…

Post on 16-Dec-2018

248 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

D.Federal0. t/0 *

t^**h^WW%'lWW'Hi^1'WMW te* a..*.**..*.**.*.****.*.,!,,*,!*.*** a i*a,a**-**+a*>*at*^l-t**'a*a~a+*a. !********

Ultima oportunidade para a paz naVtntttiiii in i iiiinin>itT i ---- .14,1 , . . i ...mu i t*^.*.*-*^-*.*-..

, . . '... r*****t*4>a*aa4****'*'

Coria-........'....*i ii

ADIRETOR PLINIO BUENO

MAimiAi>

GIRINTI ALARICO LISBOA

ANO XI RIO DE JANEIRO, Quinta-feira, 6 de_$etembro de 1951 NUMERO 3.098

NAOJm Am

r>

yA SOBRETAXA DE 25Io"E' MENTIEXISTE PIO"Os americanos temem aumentar definitivamente os reles martimos, por isso, lanam mao desserecurso para conseguir seus objetivos..."

"Injusta, tremendamente injusta a cobrana da so-brelaxa..." - Em dezembro a utilizao do "pier" Mau - Perto de 80 milhes o custo dosdrmazens e Estao de Passageiros da moderna construo porturia - Declaraes do enge-

__ *___* f nheiro Ismael de Souza

NOVO MINISTRO DO TRABALHOO SR. SEGADAS VIANANomeado ontem o substituto do sr. Danton Coelho A carta em que o presidente da Reptfe aceitando a demisso, louva os mritos do seu antigo auxiliar 0 ltimo ato do

: ir. Danton Coelho, que voltar Cmara Ho marcada, ainda, a posse do novo titular

A Informao tie que a Couc-rencia do Rio da Prata c do Bra-rI!. considera inexistente a posai-blltdadc dc reduzir sobretaxanas mercadorias destinadas 003portos do Rio de Janeiro c Santos,sob pretexto de que sao precrios03 servios porturios, levou-nosa procurar o Engenheiro Ismaeldc Souza Coelho, Supcrliitendentodu Administrao do Porto doRio de Janeiro. Ningum commais autoridade par informarcom clareza se procede a alegaodos armadores americanos, atra-

ttitt fi vs it Conferncia do Rio da Pra-O deputado J. Senados Vionn nadas Viana. E'-casado com a respectiva Justia: cm im-, 101, J;i c do Bras{-( ECdiacla cm New

senhora Isolina Becker S. Vitum nomeado para assistente do Ml- Yorkc diplomou-se em 1029 pela Fa- nistro do Trabalho, eni seguida ] .ruldadc de Direito desta capi- j diretor da dlvlsAo de Organiza-; E mentira, nao existetal. Sua primeira funo judt- fto e Assistncia Sindical, e,, piora"...ciaria, exerceu-a cm Monte Car- J cm 1943, diretor geral do Depor-, gupcrintendente do Porto re-melo, Minas, como promotor p- tamento Nacional do Ttabaino. jornalistas e declarou,blico. em 1930. Mats tarde, na cargo em que permaneceu o**\ t .eempre' pronto paracriao do Ministrio do Traba- .outubro dc 19. : \H ** '

i - R-. '*;, ^''Vh. W

i _mj^_^___&F'_M*i_M__i_$$\-. *.:'^_m_a_^__'. *aa____- *M * it &'*.''?_, '""!_ '* '.- % __,'''-

%%"*->, *' -**M*i*>"*?t''*'' ', 'f*v'. K^^BHMMBrt"1 ,"i, iy^LjS h^' -"' -'- ^bb ^ " ''" _\__&___\\\__t_y< ... -' >- *** 'V^. > \ f * *' h^_^_^_^_^__W^t_?*'

' *

O "PER

foi nomeado, ontem, ministro doTrabalho, Indstria Comrcio,cm substituio ao senhor DantorCoelho.Carioca, de 45 anoi

O sr. Segadas Viana nasceuiio Rio em 1-7-1906, sendo filhotio casal Joo Viana-Violeta Se-

eS

tam Em derembro, o "pier" da praa Mau poder receber vaporesde passageiros c cargueiros com carga de exportao, disse-nc*.ontem, o Superintendente do Porto, Ismael de Soo Coelho.,'

Acrescentou qne hoje se reunir com o Instituto dc Arquitetos para estudar o projeto de construodos dois armazns do -pier*' e de um dc bagagens, na face da Praa Maua. Na foto, aspecto asituao das obras do "pier", qne nio esto em :itraso. como alegam armadores americanos, parJustificar a sobretaxa de 25f. no fretes, mas, ao contrrio, marcham normalmente. Leia, nesta

pgina, aa informaes do S -iperintendcntc do Porto) .

ItBali ia ameaada de exportar petrleo bruto,,B

\Wtt_ ...... ti ftff_ P*'** '*'''^' ntflMll -MMiMMM^MMMMMMMMMBMBMMMW*.WaW"""*'W""'''^1^

CTvi? -' .U:-vlMa|g ^B_| i^B^Bi H^ -^ "*' ,s*S*^i^BmBrKS^^^wS^*w.v?v^'^HBi :'ti\ -Wm^.^^maaB ''-

**i ^^m ^| B|fe3S^M ^^sk^^^^B^;:'"'*---'*" ^WiKBB hh

i '. ' ;tv '": ;..""*'-'. '"^ ; ' ."* ."-' '.-:'-'\ammt aW^^-aamm-' - ijfliHBBtPMHi^B

SALVADOR, 5 (Especial para "A MANHA") .0 depuatdoNestor Duarte ao regressar do Rio, a bordo do "Alcntara**, conco-deu uma entrevista Imprensa, dizendo estar a Bahia ameaada deexportar o seu petrleo para o sul, onde ser refinado.

Acrescentou que focalizar o assunto da tribuna da Cmara pa-ra que a Bahia sc nfio reduza a simples condio de fornecedorade oleo pira as refinarias do sul do pais. pois que dentro do prpriopais o qufc se verifica c uma tentativo do sul para colonizar o norte.* O representante baiano acrescentou o seguinte:"Sndo a Bahia a untea produtora de petrleo no Braell, atadoassim sua refinaria atualmente s tem capacidade para 5.000 barris.A situao de Inferioridade, por isso que o Rio o So Paulo vodispor de refinarias para 45 mil ou 50 mil barris dlarlbs sem possui-rem petrleo". , .Terminou o deputado Nestor Duarte dizendo no compreenderpor que a Bahia iria ceder a vanguarda que, de direito, lhe cabe.

MAJORAM 0 PREO DA CARNE FRESCAAlguns aougues do subrbio eslo exigindo algo por fora Quemno se conforma s leva o produto congelado E ai"da dizem que

desejam colaborar com as autoridades...

; A Comisso dos Taxis acabate aprovar a nova tabela queir regular sse servio. Se^un-o:o deliberado, a bandeirada(salda) continuar a ser Cr$ 5.00para um percurso de 167 metros,e ornais Cr$ 3,00 por quilmetroiodado.

ISso satisfaz o passageiro? Sa-tisfaz o motorista?

Poi Justamente cata dessasrespostas que ontem realizamosuma pequena enquete, ouvimosuns e outros.Numa fila

Na Praa Mau, em frente Rodoviria, numa fila de lota-o. procuramos ouvir a opiniode alguns populares a respeito.A resposta foi que, se cumprida,eta tabela agradar. Disseram

(Conclui na 8.* pag.

Prope Ridgway acontinuao dos en-lendimenlos de paz

TQUIO, 6 (UP) O gol.Ridgway props aos comunis-tal, a continuao dos nego-ciaes de paz em outro locaiqua no seja Kaesong. Proportambm a comandante goraidai foras da ONU um ima-diato encontro da oficiais deambas a partes, para celebra-rem uma reunio em Pan MunJon para escolher o novo localpara, o reinicio das negociaes

armistcio.'

Alguns motoristas no Central doBrasil * etn frente ao Ministrioda Ouerra, falando ao redator deA MANH. Ai esto eles es-pera do fregus. No muito ra-ramente, depois de "dormirem"na fila uma hora. aparece umpassageiro e dia: "Me leva aina rua Senarlar Pompeu!" Ea viagem lirj. mesmo em Crt 5V0porque nio houve tempo para vi-rar o taximetro. Ento, j sa-bem voltam ao fim da fila...

t irahdlharam de graa.,.

t\ nosea reportagem apurou que em vrios aougue?do subrbio at onde, tnfellzmente, no chegam os beueficlos da ao fiscaliza-dora o preo da carne ta*aumentado de maneira ma-nhosa e revoltante.

Assim, o custo do pro

'"

im

m

m

;*_:.

'>,*

-,C:

**t *aMCINA 1 glO,

' MTA-FEIRA, 691051 A MANlA

i i i i ii imii li * * ** va,** !>? .. ...e ..**..*... >>._

,- .-ri _^^^^ ._ f\t^T. _&"L______

AS SOBRANCELHAS DEPILADASAlitum la, tt mulliRTcs o)lmr-M-io o f|*ii)0 renuncl-

rfto ao pueril tleaejo de i-arecereni o que nia sfto. O primeiropauo ser deixar creicer do novo as .br_u.eel.uui. Burpreentttr-: r-t ograURvelnietite ao descobrirem como parecem novas pes-soas, em vea ds triste e a von cmicas imitaes das atrlsea de

Hollywood. Com as sobranroLembra-me aMnprfl com penaA casinha em que vivia.Nenhuma casa pequenaSo est cheia de alogrlal...

lhaa em evidncia, os ollioe pa-reuero mais profundos e oos-curos, oe narlxes grande* menosproeminentes, as bocas comprl-das mais proporcionadas, todoo roato recobrar o seu equIU-

brio. A sobrancelha aa parte do desenho natural do rosto, equando alterada, o desenho desaparece, e o deaenho que for-mu a caracterstica de cada pessoa. A sobrancelha i, antes detudo, e RobretudQ, um "qu", assinalando o oarfttcr e sua au-sncla ou transforma&o radical elimina o carftter de todo o rosto,dando-lhe um aspecto de careta. A deptiao das sobrancelhasnada tem de novo. Clcpntra a praticava, e n Ohlna 6 u a modatfto antiga cqmo a prpria China.

HERANA..."A vergonha c a herana

maior quo o meu pai me dei-xou", cantarolava um doenteno Ambulatrio de um lnstitu-to de previdncia.E a bIIb? perguntou-lho mdico, queima-roupa.

PECADOS, SO* TRSO Budismo, uma das religies

maia difundidas do inundo, en-sina que h somente trs pc-cados capitais: a sensualidade,_ mi vontsde e a eatupldee.

CANSAD0 _*__.'_*.*Certa vez, passava Luli XIV por uma pequena cidade da Pi--ardia, quando os conselheiros municipais foram receb-lo e

cumpriment-lo. O orador designado comeou a orao:"Rei multo grande, muito bom, multo gracioso, muito wit-

O rei. impacientado pelo lntrolto que prometia ser longo o.nadonho discurso, tnterrompeu-o bruscamente e lhe disse:

Acrescentai: e mutto cansado.

ACUA OA CHUVAA gua da chuva, muitas ve-

zes, cida. A explicao queos raios fazem com que o ni-trognio e o oxignio ee combl-nem no or, formando o cidontrlco, lanado na terra pelagua da chuva. Multas tonela-dos de cido nitrlco, assim for-madas, permitem que a terrafique provida de azoto, indis-pensvel vida das plantas.

MELHOROU Como correu sua ulti-

ma festinha, madame?Ah, esteve melhor do

que as outras. Desta vezs desapareceram dezessetetalheres de prata e novochapus.

30 MIL HOMENS DESFILARONO" DIA DA INDEPENDNCIA"Disposio das tropas para a grande parada de 7 de setembro - Pre-sentes o presidente da Repblica e demais autoridades - is represen-faces estranoelras - Grande surpresa do Colgio Militar - Isolamen-

Jo e entrada para o local do desfile

Mu

Recommended

View more >