tce clculo do ndice de participaao dos municlpios - ipm ... . diretoria de arrecadao, crdito...

Download TCE Clculo do ndice de Participaao dos Municlpios - IPM ... . DIRETORIA DE ARRECADAO, CRDITO TRIBUTRIO E CONTROLE ... positivo de 33/74% , decorrente do aumento da produo agrcola,

If you can't read please download the document

Post on 18-Apr-2018

214 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • TCE Clculo do ndice de Participaao dos Municlpios - IPM 2011

    PROCESSO: NATUREZA: ORIGEM:

    VINCULAO:

    GESTORES:

    RELATOR:

    TCE/003871/2010 AUDITORIA CLCULO DO NDICE DE PARTICIPAO DOS MUNICPIOS PARA O EXERCCIO DE 2011 SECRETARIA DA FAZENDA(SEFAZ) Secretrio: Carlos Martins Marques de Santana Perodo: A partir de 01/01/2007 SUPERINTENDNCIA DE ADMINISTRAO TRIBUTRIA (SAT) Cludio Meirelles Mattos Perodo: A partir de 05/02/2007 DIRETORIA DE ARRECADAO, CRDITO TRIBUTRIO E CONTROLE (DARC) Reginato da Rosa Pereira Perodo: A partir de 28/02/2007 CONS. FILEMON MATOS

    RELATRIO

    o presente processo refere-se ao resultado da auditoria realizada pela 3a CCE, na Superintendncia de Administrao Tributria - SAT da Secretaria da

    Fazenda - SEFAZ, dando cumprimento ao disposto no art. 95, inciso I, alnea

    "ali, da Constituio Estadual e o art. 1, inciso XX, da Lei Complementar n. o

    05, de 14.12.91.

    A auditoria objetivou verificar a consistncia do sistema de apurao do ndice

    do Valor Adicionado -IVA do ano de 2009, que serviu de base para o clculo do

    ndice de Participao dos Municpios da Bahia - IPM no produto da

    arrecadao, pelo Estado, do Imposto sobre Operaes Relativas Circulao

    de Mercadorias e sobre Prestaes de Servios de Transporte Interestadual e

    Intermunicipal e de Comunicao - ICMS, para o exerccio de 2011.

    A 3a CCE procedeu a auditoria na base de dados utilizada pela SEFAZ para o

    Clculo do ndice do Valor AdiCionado dos Municpios que compreende

    TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DA BAHIA

    http:14.12.91

  • .I(;!

    ~TCE Calculo do Indico de Participaao dos Municipios - IPM 2011

    informaes contidas nos documentos econmicos-fiscais: Declarao e

    Apurao Mensal do ICMS(DMA); Cdula Suplementar da Declarao e

    Apurao Mensal do ICMS (CS-DMA); Declarao Anual do Simples Nacional

    (DASN); e Declarao da Movimentao de Produtos com ICMS Diferido (DMD),

    alm dos valores referentes produo agrcola isenta de ICMS, a autos de

    infrao e arrecadao atravs de rede prpria.

    Para o registro dos dados utilizados no clculo do IVA a SEFAZ dispe,

    especificamente, dos Sistemas de Informaes Econmico-Fiscais Recepo e

    Principal. Ressalte-se que de acordo com o art. 30, 1 da Lei Complementar

    Federal n.O 63/90, o valor adicionado de cada Municpio corresponde ao valor

    das mercadorias sadas, acrescido do valor das prestaes de servios, no seu

    territrio, deduzido o valor das mercadorias entradas, em cada ano civil.

    o Secretrio da Fazenda, atravs do Ofcio n.o 120, de 14/07/2010, prestou esclarecimentos sobre a no publicao dos ndices provisrios no prazo

    previsto, informando que a SEFAZ, atendendo recomendao do Comit Gestor

    do Simples Nacional (CGSN), deixou de exigir dos optantes pelo Simples

    Nacional a DME - Declarao de Movimento Econmico da Microempresa e

    Empresa de Pequeno Porte, pois esses empresrios j esto obrigados a

    entrega da DASI\J - Declarao Anual do Simples Nacional. Tal modificao

    implicou em significativas alteraes nos relatrios utilizados para o clculo do

    valor adicionado e para entrega as Prefeituras, refletindo em dificuldades

    tcnicas na rea de informtica, para equacionar as novas demandas.

    Apenas em 17/08/2010, atravs da Portaria n.O 205, de 16/08/2010, a SEFAZ

    publicou os valores adicionados e respectivos ndices provisrios dos municpios,

    com 48 dias de atraso em relao ao que estabelece o art. 3D, 6 da Lei

    Complementar Federal n.o 63/90.

    TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DA BAHIA

  • l oZ

    ~TCE C~lculo do Indice de Participao dos Municipios -IPM 2011

    Buscando garantir a normal tramitao da matria neste Tribunal, em

    20/10/2010, encaminhei ofcio ao Secretrio da Fazenda, requerendo fosse

    prestadas informaes sobre a previso de publicao do IVA Definitivo - ano

    base 2009, registrando que tambm esta Corte de Contas se encontra vinculada

    ao cumprimento dos prazos legais, solicitando, adicionalmente, fossem

    envidados esforos para viabilizar a referida publicao do NA definitivo com a

    maior brevidade possvel.

    Foram interpostos 203 recursos, por 111 municpios, sendo que 22 municpios

    apresentaram mais de uma pea recursal. Vale registrar que, neste exerccio,

    houve um incremento de 24,54% na quantidade de recursos apresentados

    pelos municpios contra os ndices provisrios publicados, tendo em vista que

    em 2009, relativamente ao ndice do Valor Adicionado - IVA de 2008, foram

    163 recursos. Dos recursos interpostos pelas Prefeituras, a SEFAZ considerou

    97 procedentes em parte, 32 improcedentes, 70 procedentes, 03 apensados a

    outro processo, 01 inepto.

    o IBGE, instituio da administrao pblica federal, imbuda da produo de informaes de natureza estatstica, geogrfica, cartogrfica e demogrfica

    necessrias ao conhecimento da realidade fsica, econmica e social do pas,

    realiza a cada dez anos o Censo Demogrfico no Pas, com resultados utilizados

    na definio de polticas pblicas e tomada de decises de investimento,

    servindo, ademais, para acompanhar o crescimento, a distribuio geogrfica e

    a evoluo de outras caractersticas da populao ao longo do tempo. A

    auditoria utilizou, para a apurao do IPM para o exerccio de 2011, o resultado

    do Censo dos municpios baianos disponibilizado, em 29/11/2010.

    Em relao rea geogrfica, foram utilizados, para o clculo do ndice de

    Participao dos Municpios (IPM) de 2011, os valores das reas territoriais dos

    Estados e Municpios brasileiros publicados no Dirio Oficial da Unio, de

    TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DA BAHIA

  • ~TCE Calculo do ndice de Participao dos Municlpios - IPM 2011

    11/10/2002, atravs da Resoluo n. o 05/02 do IBGE, e disponvel no site

    www.ibge.org.br .

    Em 26/11/2010, a SEFAZ publicou, atravs da Portaria n. o 268/2010, os Valores

    Adicionados e respectivos ndices Definitivos, com 89 dias de atraso. A

    Secretaria no vem obedecendo ao prazo legal de publicao do IVA Provisrio

    e do IVA Definitivo.

    Os exames realizados pela 3a CCE tiveram como escopo a anlise dos valores

    referentes a Declarao e Apurao Mensal do ICMS (DMA); Cdula

    Suplementar da Declarao e Apurao Mensal do ICMS (CS-DMA); e Produtos

    Agrcolas Isentos (PAI), que representam 93,28% do total do Valor Adicionado

    provisrio.

    Vale ressaltar que as Declaraes Anuais do Simples Nacional - DASN, so

    apresentadas Secretaria da Receita Federal, conforme disposto no art, 25 da

    Lei Complementar n. o 123/2006, e posteriormente, disponibilizadas aos rgos

    de fiscalizao tributria e previdenciria. De posse dessas informaes a SEFAZ

    atualiza o Sistema de Informaes Econmico-Fiscais (lEF).

    Tendo como base os relatrios fornecidos pela GEIEF/Diretoria de Arrecadao,

    Crdito Tributrio e Controle (DARC), foi elaborada a composio do Valor

    Adicionado provisrio dos 417 municpios do Estado, evidenciando-se o

    percentual de participao de cada base de clculo no valor adicionado total de

    cada municpio.

    Foram selecionados para exame 62 municpios, para os quais o valor adicionado

    resultante das DMAs (45 municpios - R$31.627.685 .221,15) ou das CS-DMAs

    (17 municpios - R$18.593.610.188,42) representava 50,00% ou mais do total

    de seu Valor Adicionado provisrio, conforme demonstrado nos Anexos 01 e 02,

    respectivamente. Vale registrar a incluso do municpio de Salvador que, no

    TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DA BAHIA

    www.ibge.org.br

  • l el{

    ~TCE Clculo do Indice de Participao dos Municipios - IPM 2011

    obstante no se enquadrar no critrio acima, representava isoladamente

    17,48% do Valor Adicionado (VA) provisrio total do Estado. O somatrio dos

    valores adicionados de DMA (55,79%) e CS-DMA (34,47%) de Salvador

    representava 90,26% do seu Valor Adicionado Provisrio Total.

    A 3a CCE com o objetivo de verificar os trabalhos desenvolvidos pela SEFAZ

    em relao fiscalizao dos contribuintes, realizou consulta diretamente no

    Sistema de Planejamento e Gerenciamento da Fiscalizao - PGF,

    especificamente em relao execuo do Roteiro AUDIF-241, para todos os

    contribuintes responsveis pelas DMAs e CS-DMAs da amostra selecionada. O

    Roteiro de Auditoria dos Documentos de Informaes Econmico-Fiscais

    (AUDIF-241) objetiva a verificao da regularidade do preenchimento e da

    apresentao tempestiva dos formulrios prprios para a prestao de

    informaes relativas aos negcios e servios realizados ou utilizados, bem

    como aos tributos incidentes.

    3aO resultado da auditoria realizada pela CCE destaca, ainda, os seguintes

    aspectos, por serem relevantes:

    Comparando os ndices de Participao dos Municpios (IPM) do Estado da

    Bahia vigentes no exerccio de 2010, aprovados pela Resoluo do TCE n.O

    135/09, com os valores calculados para o exerccio de 2011, verifica-se que

    270 municpios tero aumento de partiCipao na arrecadao, proveniente

    do rateio do ICMS. No que tange aos municpios que apresentaram uma

    variao positiva no IPM 2011, em relao ao de 2010, observa-se que

    67,41 % tero aumento de arrecadao igualou menor que 5%, 23,70%

    tero aumento entre 5% e 10% e 8,89% tero aumento superior a 10%.

    Dentre esses destacam-se os Municpios de Itabela/ com acrscimo

    positivo de 33/74% , decorrente do aumento da produo agrcola,

    principalmente do mamo; Formosa do Rio Preto, com acrscimo de

    30/64% / decorrente do aumento da Produo Agrcola em 2007 e 2008

    TRIBUNAL

Recommended

View more >