Tce Ceara.2006 Edital

Download Tce Ceara.2006 Edital

Post on 14-Aug-2015

197 views

Category:

Documents

4 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO CEAR EDITAL DE CONCURSO PBLICO DE PROVAS E TTULOS N. 01/2006 PARA PROVIMENTO DOS CARGOS DE AUDITOR E PROCURADOR DE CONTAS DO MINISTRIO PBLICO ESPECIAL JUNTO AO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO CEARO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO CEAR torna pblico que far realizar CONCURSO PBLICO DE PROVAS E TTULOS para provimento dos cargos de Auditor e Procurador de Contas do Ministrio Pblico Especial junto ao Tribunal de Contas, a ser regido pelas disposies previstas nas Instrues Especiais deste Edital, na Lei Estadual n 12.509, de 06 de dezembro de 1995, na Lei Estadual n 13.720, de 21 de dezembro de 2005, e na Constituio do Estado do Cear, com as alteraes introduzidas pela Emenda Constitucional n 54, de 22 de dezembro de 2003. INSTRUES ESPECIAIS I DAS DISPOSIES PRELIMINARES 1. O Concurso ser realizado em Fortaleza CE, sob a responsabilidade da Fundao Carlos Chagas, obedecidas as normas deste Edital. 2. O Concurso para os cargos de Auditor e Procurador de Contas constar de Provas de Conhecimentos Especficos I, de Conhecimentos Especficos II, e de Prova Oral, de carter eliminatrio e classificatrio, e de Avaliao de Ttulos, de carter apenas classificatrio, de acordo com o estabelecido no Captulo VI deste Edital. 3. O cargo, o cdigo de opo, o nmero total de vagas e o valor da inscrio so os estabelecidos a seguir:Cargo Cdigos de Opo N Total de Vagas (*) N de Vagas Reservadas a Portadores de Deficincia (**) Valor da Inscrio (***)

Auditor

A01

03

1

R$ 223,00

Procurador de Contas

B02

03

1

R$ 223,00

(*) Total de Vagas (incluindo-se a reserva para candidatos portadores de deficincia). (**) Reserva de Vagas aos candidatos portadores de deficincia, de acordo com o disposto na Lei Federal n 7.853, de 24 de outubro de 1989, e no Decreto Federal n 3.298, de 20 de dezembro de 1999, alterado pelo Decreto Federal n 5.296, de 2 de dezembro de 2004. (***)Ao valor da inscrio j esto includas as despesas bancrias referentes aos servios da CAIXA ECONMICA FEDERAL relativas ao recebimento das inscries.

4. Das remuneraes dos cargos: a)O cargo de Auditor remunerado por subsdio, no valor de R$14.082,02 (quatorze mil e oitenta e dois reais e dois centavos), mas sujeito, por fora do Art. 6 da Lei Estadual n 13.793, de 30 de junho de 2006, ao limite mximo de remunerao correspondente aos subsdios de Deputado Estadual, equivalente, na data deste Edital, a R$ 9.635,40 (nove mil, seiscentos e trinta e cinco reais e quarenta centavos). b) O cargo de Procurador de Contas remunerado por subsdio, no valor de R$17.251,45 (dezessete mil, duzentos e cinqenta e um reais e quarenta e cinco centavos). 5. Das atribuies do cargo de Auditor: a) presidir a instruo dos processos que lhe forem distribudos, relatando-os com propostas de deciso a ser votada pelos integrantes do Plenrio ou da Cmara para a qual for designado; b) substituir Conselheiro, quando convocado. 6. Das atribuies do cargo de Procurador de Contas:1

a)

b)

c) d)

e) f) g) h)

promoo da defesa da ordem jurdica, requerendo perante o Tribunal de Contas do Estado as medidas do interesse da Justia, da Administrao e do Errio e promovendo as aes judiciais destinadas proteo desses interesses, quando necessrias e pertinentes sua atuao funcional; manifestar-se em todos os processos da competncia do Tribunal de Contas do Estado, sendo obrigatria a oportunidade de manifestao nos processos de prestao e tomadas de contas e nos concernentes a atos de admisso de pessoal, concesso de aposentadorias, penses e reformas; comparecer s Sesses do Tribunal de Contas do Estado e manifestar-se, verbalmente ou por escrito, em todos os processos sujeitos deciso do Plenrio ou das Cmaras; solicitar, de ofcio, Procuradoria Geral do Estado a adoo de medidas judiciais para a indisponibilidade e o arresto de bens dos responsveis julgados em dbito, ou a adoo preventiva desses procedimentos judiciais, quando houver justo receio de que o julgamento do Tribunal de Contas do Estado possa ser ineficaz pelo decurso de tempo; acompanhar junto Procuradoria Geral do Estado as cobranas judiciais de imputaes de dbitos e multas decorrentes de decises exaradas pelo Tribunal de Contas do Estado; interpor recursos permitidos em lei; representar, motivadamente, pela realizao de inspees, auditorias, tomadas de contas e demais providncias em matria de competncia do Tribunal de Contas do Estado; fiscalizar o atendimento do disposto no 5 do art. 69 da Lei Federal n 9.394/96 Lei de Diretrizes e Bases da Educao Nacional LDB.

II DOS REQUISITOS PARA A INVESTIDURA NO CARGO 1. O candidato ser investido no cargo de Auditor se atender as seguintes exigncias: a) ter sido classificado em Concurso Pblico, na forma estabelecida neste Edital; b) ser brasileiro, nato ou naturalizado, ou portugus amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento de gozo de direitos polticos, nos termos do 1 do Art. 12 da Constituio Federal; c) possuir mais de 35 (trinta e cinco) e menos de 65 (sessenta e cinco) anos de idade; d) estar em dia com as obrigaes eleitorais, para os candidatos de ambos os sexos, e militares, para os do sexo masculino; e) estar no pleno exerccio de seus direitos civis e polticos; f) possuir notrios conhecimentos jurdicos, contbeis, econmicos e financeiros ou de administrao pblica; g) contar, na data da inscrio, mais de 10 (dez) anos de exerccio de funo ou de efetiva atividade profissional que exija os conhecimentos mencionados na alnea anterior; h) possuir idoneidade moral e reputao ilibada; i) ter aptido fsica e mental para o exerccio das atribuies do cargo, apurada por Junta Mdica designada pelo Tribunal de Contas, para o ato de posse; j) apresentar outros documentos que se fizerem necessrios, poca da posse. 1.2 A exigncia constante da alnea g ser comprovada mediante certides, com f pblica ou de notria idoneidade, indicando as atribuies efetivamente exercidas, o tempo de exerccio e a prtica reiterada de atos que exijam os conhecimentos mencionados na alnea f. 1.3 O cumprimento da exigncia prevista na alnea h depender da apresentao: a) de certides dos setores de distribuio dos foros criminais, da Justia Federal, da Justia Militar e da Justia Estadual, dos lugares em que tenha residido nos ltimos cinco anos, expedidas, no mximo, h seis meses; b) de folha de antecedentes da Polcia Federal e da Polcia dos Estados onde tenha residido nos ltimos cinco anos, expedida, no mximo, h seis meses; c) se servidor pblico, declarao do rgo a que esteja vinculado de no ter sofrido, no exerccio da funo pblica, penalidade administrativa, expedida, no mximo, h seis meses; d) declarao do Tribunal de Contas da Unio e dos Tribunais de Contas dos Estados e dos Municpios ou do Municpio (So Paulo e Rio de Janeiro), dos lugares onde tenha residido nos ltimos cincos anos, expedida, no mximo, h seis meses, de no ter tido contas julgadas irregulares e no ter sido declarado inabilitado. 1.4 Os documentos comprobatrios de atendimento aos requisitos acima fixados sero exigidos apenas dos candidatos habilitados e nomeados, sendo a apresentao condio para a posse. 1.5 No sero aceitos protocolos dos documentos exigidos nem fotocpias no autenticadas.

2

2. O candidato ser investido no cargo de Procurador de Contas se atender as seguintes exigncias: a) ter sido classificado em Concurso Pblico, na forma estabelecida neste Edital; b) ser brasileiro, nato ou naturalizado, ou portugus amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento de gozo de direitos polticos, nos termos do 1 do Art. 12 da Constituio Federal; c) estar em dia com as obrigaes eleitorais, para os candidatos de ambos os sexos, e militares, para os do sexo masculino; d) estar no pleno exerccio de seus direitos civis e polticos; e) possuir idoneidade moral e reputao ilibada; f) ter aptido fsica e mental para o exerccio das atribuies do cargo, apurada por Junta Mdica designada pelo Tribunal de Contas, para o ato de posse; g) ser possuidor de diploma ou certificado de concluso de ensino superior em Direito, fornecido por instituio reconhecida pelo Ministrio da Educao; h) contar, na data da inscrio, com, no mnimo, trs anos de atividade jurdica, a teor do disposto no Art. 129, 3, c/c o Art. 130 da Constituio Federal, com a redao dada pela Emenda Constitucional n 45/2004; i) apresentar outros documentos que se fizerem necessrios, poca da posse. 2.2 O cumprimento da exigncia prevista na alnea e depender da apresentao: a) de certides dos setores de distribuio dos foros criminais, da Justia Federal, da Justia Militar e da Justia Estadual, dos lugares em que tenha residido nos ltimos cinco anos, expedidas, no mximo, h seis meses; b) de folha de antecedentes da Polcia Federal e da Polcia dos Estados onde tenha residido nos ltimos cinco anos, expedida, no mximo, h seis meses; c) se servidor pblico, declarao do rgo a que esteja vinculado de no ter sofrido, no exerccio da funo pblica, penalidade administrativa, expedida, no mximo, h seis meses; d) declarao do Tribunal de Contas da Unio, e dos Tribunais de Contas dos Estados e dos Municpios, ou do Municpio (So Paulo e Rio de Janeiro), dos lugares onde tenha residido nos ltimos cincos anos, expedidas, no mximo, h seis meses, de no ter tido contas julgadas irregulares e no ter sido declarado inabilitado. 2.3 Os documentos comprobatrios de atendimento aos requisitos acima fixados sero exigidos apenas dos candidatos habilitados e nomeados, sendo a apresentao condio para a posse. 2.4 No sero aceitos protocolos dos documentos exigidos nem fotocpias no autenticadas. 2.5. Da comprovao dos trs anos de atividade jurdica para o cargo de Procurador de Contas: 2.5.1 Desde a inscrio no Concurso Pblico, o candidato ao cargo de Procurador de Contas dever estar ciente de que, uma vez aprovado, classificado e nomeado, ser condio para a posse a