TABELA DE SUGESTÕES PARA AUDIÊNCIA PÚBLICA N° ?· injeção (bombas em linha, bomba rotativa, injetor),…

Download TABELA DE SUGESTÕES PARA AUDIÊNCIA PÚBLICA N° ?· injeção (bombas em linha, bomba rotativa, injetor),…

Post on 08-Feb-2019

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<p>TABELA DE SUGESTES PARA AUDINCIA PBLICA N 24/2007 </p> <p>MINUTA DE RESOLUO QUE ESTABELECE O REGULAMENTO TCNICO QUE TRATA DO CONTROLE DE QUALIDADE DO BIODIESEL E ESTABELECE A ESPECIFICAO DO PRODUTO </p> <p> AGENTE ITEM PROPOSTA DE ALTERAO </p> <p>AEA Regulamento </p> <p>Tcnico </p> <p>Viscosidade Cinemtica 3,0 a 5,0 mm2/s. A faixa proposta pela ANP (3,0 6,0 mm2/s) poder apresentar problemas quando do uso do biodiesel em fraes maiores na mistura com leo diesel para usos especiais aprovados pela Agncia. Os sistemas de injeo, que iro utilizar essas misturas com teores elevados de biodiesel, foram projetados para operar com leo diesel (viscosidade 3,0 5,0 mm2/s). </p> <p>AEA Regulamento </p> <p> Tcnico </p> <p>Ponto de Entupimento de Filtro a Frio mesma Tabela do leo diesel Se o biodiesel apresentar um ponto de entupimento maior do que o leo diesel numa regio fria, existe o risco de que, quando misturado ao leo diesel (mesmo em baixos teores), ocorra a formao de cristais que provocaro o entupimento do filtro de combustvel no veculo. </p> <p>AEA Regulamento </p> <p>Tcnico </p> <p>ndice de Iodo mx.130 A limitao do ndice de iodo uma medida de precauo adicional para garantir que a quantidade total de duplas ligaes no esteja muito alta. No existe motivo para eliminar a determinao do ndice de iodo devido aos custos da anlise mtodo de determinao do ndice de iodo simples e barato. Eliminar totalmente o ndice de iodo no recomendvel, pois tornaria possvel a utilizao de matrias primas altamente insaturadas (como o caso do leo de peixe), com o qual no se tem nenhuma experincia. possvel tambm que, atravs da limitao do ndice de iodo, seja possvel evitar (ou pelo menos reduzir) algumas reaes qumicas, por exemplo, a formao bastante especfica de depsitos, que ocorram mesmo antes do envelhecimento do combustvel. Apesar disso, sugere-se estabelecer um valor de ndice de iodo superior ao especificado na Europa, com o intuito de permitir a incluso de matrias primas utilizadas no Brasil. </p> <p>AEA Regulam. </p> <p>Tcnico </p> <p>Estabilidade Oxidao a 110oC mn 8h A limitao do contedo em cido linolico e ster de poliinsaturados so medidas de precauo adicionais para garantir que os steres de cidos graxos mais reativos tenham suas quantidades limitadas. Esta uma prtica utilizada h anos e que comum na indstria de leos. A no incluso destes itens na especificao (para no aumentar o custo do certificado de qualidade do biodiesel) juntamente com o estabelecimento de um limite para o ndice de iodo superior ao praticado na Europa, sero compensados pelo aumento do limite mnimo para a estabilidade oxidao. </p> <p>ANFAVEA Regulam. </p> <p>Tcnico </p> <p>Viscosidade Cinemtica 3,0 a 5,0 mm2/s Ao se adicionar um biodiesel com viscosidade de 6 mm2/s a um diesel com viscosidade no seu limite mximo que 5 mm2/s, a mistura resultante ser uma mistura de diesel e biodiesel (BX) fora da especificao conforme a resoluo ANP n 32/2007; isto se agrava na medida que se aumenta a porcentagem de biodiesel na mistura; viscosidade mais alta causa aumento de presso de injeo (bombas em linha, bomba rotativa, injetor), com o perigo de ultrapassar os limites da aplicao do sistema </p> <p>ANFAVEA Regulam. </p> <p>Tcnico </p> <p>Teor de enxofre </p> <p>MINUTA DE RESOLUO QUE ESTABELECE O REGULAMENTO TCNICO QUE TRATA DO CONTROLE DE QUALIDADE DO BIODIESEL E ESTABELECE A ESPECIFICAO DO PRODUTO </p> <p> AGENTE ITEM PROPOSTA DE ALTERAO </p> <p>ANFAVEA Regulamento </p> <p>Tcnico Ponto de Entupimento de Filtro a Frio: tabela do diesel Devido s possveis mais baixas temperaturas no Inverno, acrescentar o limite de 11C para as Regies Norte e Nordeste. </p> <p>ANFAVEA Regulamento Tcnico </p> <p>Monoglicerdeos: mx. 0,8% em massa Diglicerdeos: mx. 0,2% em massa Triglicerdeos: mx. 0,2% em massa So produtos que no foram transesterificados; aumentam a viscosidade do diesel e provocam depsitos nos cilindros e nas vlvulas. Para o clculo de glicerina total (GT) faz uso da seguinte frmula: </p> <p> Onde: G = Glicerina livre (medida por cromatografia, de acordo com a norma EN 14105, ou ASTM D 6584) M = concentrao de monoglicerdeos (medida por cromatografia, de acordo com a norma EN 14105, ou ASTM D 6584) D = concentrao de diglicerdeos (medida por cromatografia, de acordo com a norma EN 14105, ou ASTM D 6584) T = concentrao de triglicerdeos (medida por cromatografia, de acordo com a norma EN 14105, ou ASTM D 6584) Portanto, para medir a Glicerina Total (que obrigatria pela Resoluo 42 da ANP), todos j so obrigados a medir o teor de mono, di e triglicerdeos individualmente e por cromatografia </p> <p>ANFAVEA Regulamento </p> <p>Tcnico </p> <p>Fsforo: </p> <p> MINUTA DE RESOLUO QUE ESTABELECE O REGULAMENTO TCNICO QUE TRATA DO CONTROLE DE QUALIDADE DO BIODIESEL E </p> <p>ESTABELECE A ESPECIFICAO DO PRODUTO </p> <p>AGENTE ITEM PROPOSTA DE ALTERAO </p> <p>SINDIPEAS Regulamento Tcnico </p> <p>ndice de Iodo max 130 O teste do ndice de iodo barato e convm mant-lo como forma de se evitar matrias primas com alta quantidade de duplas ligaes. O Sindipeas entende a importncia da incluso de oleaginosas com alta produo no Brasil como forma de garantir o sucesso do programa e por isso concorda com a elevao do ndice de iodo, porm visando resguardar o parque de equipamentos que hoje esto no campo, sugere que a elevao do ndice de iodo seja acompanhada de um aumento na estabilidade oxidao. </p> <p>SINDIPEAS Regulamento Tcnico </p> <p>Estabilidade Oxidao a 110C: mnimo 10 horas O aumento do limite de estabilidade oxidao necessrio devido s diferenas principais da norma brasileira em relao Europia (ndice de iodo, cido linolnico e poliinsaturados, estes ltimos ausentes de nossa norma). Com essa medida, sobretudo levando em conta as condies climticas predominantemente quentes e midas e portanto com alto potencial de degradao do combustvel, os proprietrios de equipamentos diesel estaro mais protegidos. O limite mnimo de 10 horas foi extrada da experincia realizada pela JAMA. </p> <p>AGROPALMA Regulamento Tcnico </p> <p>Dispensar anlise de lcool no caso do ponto de fulgor ser superior a 130C a exemplo da especificao americana. Sabemos que aps a incluso do teor de ster como anlise obrigatria a cada lote tornar-se- invivel para um produtor que tenha apenas um cromatgrafo realizar os trs ensaios no mesmo aparelho (problemas com as trocas constantes de coluna). Sendo assim, a eliminao da anlise de metanol (condicionada ao ponto de fulgor) dispensaria o investimento em um novo cromatgrafo e os custos relacionados anlise em si, uma vez que acreditamos que realizar esta anlise se o ponto de fulgor elevado uma redundncia que acarreta em mais investimentos e gastos que na nossa opinio, podem ser perfeitamente evitados, haja vista que impossvel que um biodiesel com ponto de fulgor superior a 130C tenha teor de metanol superior a 0,2%, conforme sabe a ANP quando fez a proposio de eliminao da anlise e como j estabelece a especificao americana. </p> <p>AGROPALMA Regulamento Tcnico </p> <p>Reviso da periodicidade das anlises de Ca, Mg, P e S (propomos manter trimestral como na especificao vigente). Com a nova exigncia de anlises a cada lote de Ca, Mg, P e S, sabe-se que o produtor gastar bastante com espectrmetro de plasma (R$ 330.000,00) e com o fluorescncia de raio-X (R$ 150.000,00), ou com o custo de terceirizar estas anlises. A mdia histrica do teor destes elementos no biodiesel produzido no Brasil extremamente baixa (leos vegetais so isentos de enxofre; clcio e magnsio so pouco usuais na fabricao do produto, etc.); portanto, no entendemos como imperativa a necessidade de tornar estas anlises rotineiras. Obviamente o monitoramento destes parmetros importante, a questo se realmente relevante realiz-lo a cada lote. </p> <p>BERTIN Regulamento Tcnico </p> <p>Desconsiderar a tabela do diesel para estabelecimento de limites para o ponto de entupimento de filtro a frio. No existe no momento um melhorador de fluxo para o biodiesel de sebo e palma. Pesquisas nesse sentindo esto sendo realizadas, no entanto, nenhum resultado positivo foi encontrado. Estipular a tabela do diesel para o biodiesel significa excluir o sebo e a palma como matria prima vivel para a industria de biodiesel, no por falta de qualidade, mas sim pela falta de acordo entre as partes interessadas. Sugerimos que fique como acordo entre as partes. </p> <p> MINUTA DE RESOLUO QUE ESTABELECE O REGULAMENTO TCNICO QUE TRATA DO CONTROLE DE QUALIDADE DO BIODIESEL E </p> <p>ESTABELECE A ESPECIFICAO DO PRODUTO </p> <p>AGENTE ITEM PROPOSTA DE ALTERAO </p> <p>BERTIN Regulamento Tcnico </p> <p>Insero do controle de metanol pelo ponto de fulgor, tal qual na especificao americana. O limite mnimo para o ponto de fulgor ficaria mantido em 100C, mas caso o produtor apresente um resultado superior a 130C, este poderia ficar dispensado de analisar o teor de metanol. Caso o PF for inferior a 130C, o produtor ficaria obrigado a realizar a anlise de metanol para garantir que o produto no contenha mais que 0,2% do lcool. Sabemos que aps a incluso do teor de ster como anlise obrigatria a cada lote tornar-se- invivel para um produtor que tenha apenas um cromatgrafo realizar os trs ensaios no mesmo aparelho (problemas com as trocas constantes de coluna). Sendo assim, a eliminao da anlise de metanol (condicionada ao ponto de fulgor) dispensaria a necessidade de mais um investimento (um novo cromatgrafo) e os custos relacionados a anlise em si, uma vez que acreditamos que realizar esta anlise se o ponto de fulgor elevado uma redundncia que acarreta em mais investimentos e gastos que na nossa opinio, podem ser perfeitamente evitados, haja vista que impossvel que um biodiesel com ponto de fulgor superior a 130C tenha teor de metanol superior a 0,2%, conforme sabe a ANP quando fez a proposio de eliminao da anlise e como j estabelece a especificao americana. </p> <p>BERTIN Regulamento Tcnico </p> <p>Reviso da periodicidade das anlises de Ca, Mg, P e S (propomos manter trimestral como na especificao vigente). Estudar uma metodologia A.A para contemplar essas anlises. Para essas anlises sugerimos a introduo de uma metodologia que utilize o equipamento de Absoro Atmica que j utilizado para a anlise de Na e K. Como podemos ver na tabela abaixo o limite de deteco do A.A suficiente para anlises tanto do Na e K quanto do Ca e Mg. Se for contemplada uma metodologia utilizando o A.A. para anlises de Ca e Mg e as anlises de S continuarem sendo trimestrais no ser necessrio um investimento alto na aquisio de um equipamento de ICP aproximadamente R$ 320.000,00. Os produtores que j adquiriram o equipamento de A.A para as anlises de Sdio e Potssio podero utilizar o mesmo equipamento para as anlises de Ca e Mg sem interferir na qualidade das mesmas. Elemento: Limite definido pela ANP / Limite de Deteco da Absoro Atmica: Na:5mg/kg / 0,3 g/L;K: 5mg/kg / 3 g/L Ca:5mg/kg / 1,5 g/L; Mg: 5mg/kg / 0,15 g/L </p> <p>BERTIN Regulamento Tcnico </p> <p>Mudana de metodologia para anlise do teor de ster em Biodiesel de Sebo Concordamos com a eliminao da metodologia de destilao bem como com a proposta da ANP em fixar o teor de ster em 96,5% por sabermos que a qualidade do biodiesel esteja diretamente relacionada quantidade de ster metlico ou etlico produzido, porm temos uma ressalva a fazer com relao a metodologia que ser adotada para determinao do teor de ster: O padro interno utilizado no mtodo de determinao do teor de ster da norma equivale a um componente presente no biodiesel oriundo de sebo, comprometendo, assim, o resultado da anlise, portanto o mtodo de anlise deveria ser alterado. Seria interessante que outra metodologia fosse desenvolvida, uma vez que todos os picos entre o C14 e o C24 devem ser somados, com isso podemos estar incluindo picos desconhecidos, aumentando assim o teor de ster do biodiesel de qualidade inferior. No caso do no estabelecimento de nova metodologia, sugerimos que seja criada uma ressalva prevendo esses casos ou aceitando temporariamente uma metodologia prpria at que se estabelea nova metodologia pela ANP. </p> <p> MINUTA DE RESOLUO QUE ESTABELECE O REGULAMENTO TCNICO QUE TRATA DO CONTROLE DE QUALIDADE DO BIODIESEL E </p> <p>ESTABELECE A ESPECIFICAO DO PRODUTO </p> <p>AGENTE ITEM PROPOSTA DE ALTERAO </p> <p>BERTIN Regulamento Tcnico </p> <p>Proposta de alterao de quantificao mxima da glicerina total para o limite de 0,28%. Devido dificuldade de algumas empresas em conseguir um valor de 0,38 sugerimos que em um primeiro momento a reduo seja menor. Um valor sugerido seria de 0,28% em massa, esse valor corresponde ao valor encontrado pela norma europia se os teores de glicerdeos encontrados fossem de : Tri=0,8, Di=0,2, Mono:0,2 e Glicerina livre de 0,02 a Glicerina total seria: 0,2738%. </p> <p>BERTIN Regulamento Tcnico </p> <p>Manter as anlises de ndice de Enxofre como Trimestrais. Nada foi dito em relao freqncia dessa anlise, sugerimos que a anlise seja mantida trimestralmente. Caso as anlises sejam mensais, devido ao alto custo do equipamento de ICP e a demora das anlises pelos laboratrios especializados, poder ocorrer a oxidao do biodiesel e o aumento da umidade fruto do elevado tempo de permanncia do mesmo nos tanques. O Espectrmetro de Fluorescncia de Raio X tem um custo de aproximadamente R$ 150.000,00, sendo um equipamento caro para ser utilizado em apenas uma anlise/dia. As anlises em laboratrios especializados tm demorado aproximadamente 15 dias para liberar os resultados, considerando que o ndice de enxofre encontrado nas matrias-primas para produo de biodiesel so baixos, sugerimos que seja mantida as anlises como trimestrais. </p> <p>BERTIN Regulamento Tcnico </p> <p>Definio de temperatura para as anlises de aspecto. Sugerimos que a anotao de temperatura seja padronizada a 40oC onde os principais metil steres conhecidos esto na sua fase lquida. </p> <p>PETROBRAS Regulamento Tcnico </p> <p>Massa especfica Adicionar nota: Para biodiesel oriundo unicamente de leo de mamona o limite passa a ser de 900 a 940 kg/m3 </p> <p>O limite 850 a 900 kg/m3 no se aplica para biodiesel oriundo unicamente de leo de mamona </p> <p>PETROBRAS Regulamento Tcnico </p> <p>Viscosidade Cinemtica a 20 0C Adicionar nota: Para biodiesel oriundo unicamente de leo de mamona o limite passa a ser de 12 a 15 mm2/s. O limite 3,0 a 6,0 mm2/s no se aplica para biodiesel oriundo unicamente de leo de mamona. </p> <p>PETROBRAS Regulamento Tcnico </p> <p>Ponto de Entupimento de filtro a frio Adicionar nota: Para biodiesel oriundo unicamente de leo de mamona o ensaio no aplicvel. Devido elevada viscosidade, as metodologias no podem ser aplicadas. Ainda no h metodologia desenvolvida, aplicvel a biodiesel oriundo unicamente de leo de mamona. </p> <p>PETROBRAS Regulamento Tcnico </p> <p>Ponto de Entupimento de filtro a frio Adicionar Nota no lugar de anotar: A mistura leo Diesel/biodiesel dever obedecer aos limites estabelecidos para Ponto de Entupimento de Filtro a Frio constantes das especificaes vigentes para o leo Diesel Automotivo. </p> <p> MINUTA DE RESOLUO QUE ESTABELECE O REGULAMENTO TCNICO QUE TRATA DO CONTROLE DE QUALIDADE DO BIODIESEL E </p> <p>ESTABELECE A ESPECIFICAO DO PRODUTO </p> <p>AGENTE ITEM PROPOSTA DE ALTERAO </p> <p>PETROBRAS Pargrafo 30 do </p> <p>artigo 40 </p>...

Recommended

View more >