Sumários de Acórdãos do Supremo Tribunal de Justiça ?· Sumários de Acórdãos do Supremo Tribunal…

Download Sumários de Acórdãos do Supremo Tribunal de Justiça ?· Sumários de Acórdãos do Supremo Tribunal…

Post on 24-Jan-2019

216 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Sumrios de Acrdos do Supremo Tribunal de Justia

Seces Cveis

Outubro de 2018

Aco de preferncia

Ao de preferncia

Prdio confinante

Direito de preferncia

Titularidade

Herana indivisa

Herdeiro

Pedido

Improcedncia

A ao de preferncia com fundamento na venda de um prdio confinante com um prdio

integrado em herana no partilhada, deve ser julgada improcedente se vem formulado

pedido de reconhecimento do direito de propriedade daquele prdio a favor dos herdeiros e

no a favor da herana.

04-10-2018

Revista n. 541/09.4TBCBC.G1.S1 - 1. Seco

Accio das Neves (Relator)

Maria Joo Tom

Garcia Calejo (Acrdo e sumrio redigidos ao abrigo do novo Acordo Ortogrfico)

Responsabilidade extracontratual

Danos patrimoniais

Perda da capacidade de ganho

Limite de idade

Pagamento antecipado

Indemnizao

Reduo

I - A indemnizao por diminuio da capacidade de ganho deve considerar o limite de 70 anos

de vida ativa remunerada.

II - Os riscos elevados e os valores baixos da aplicao financeira do capital legitima a reduo

da indemnizao fixada em apenas 1,5% .

04-10-2018

Revista n. 1360/09.3TBSTR.S1 - 1. Seco

Accio das Neves (Relator)

Maria Joo Tom

Garcia Calejo (Acrdo e sumrio redigidos ao abrigo do novo Acordo Ortogrfico)

Condenao em custas

Lapso manifesto

Rectificao

Retificao

A condenao em custas pela recorrente e pelos recorridos deve ser retificada se associa parte

recorrente o nome da parte no recorrente.

04-10-2018

Revista n. 2875/10.6TBPVZ.P1.S1 - 1. Seco

Accio das Neves (Relator)

Garcia Calejo

Sumrios de Acrdos do Supremo Tribunal de Justia

Seces Cveis

Outubro de 2018

Roque Nogueira (Acrdo e sumrio redigidos ao abrigo do novo Acordo Ortogrfico)

Acidente de viao

Responsabilidade extracontratual

Danos no patrimoniais

Dupla conforme

Danos patrimoniais

Danos futuros

Incapacidade funcional

Indemnizao

I - Os recursos de revista no devem ser conhecidos quanto ao valor da indemnizao por danos

no patrimoniais, sobre o que se verifica dupla conforme art. 671., n. 3, do CPC.

II - O valor da indemnizao por danos patrimoniais futuros, fixado pela Relao em 85 000,

deve ser mantido atento o seguinte quadro provado: (i) o autor tinha 27 anos de idade; (ii)

ficou a padecer de um dfice funcional permanente de 19 pontos, compatvel com a

profisso mas implicando esforos suplementares; (iii) auferia rendimento ilquido mensal

de 841,70; (iv) realizava, em mdia, 50 espetculos de msica por ano e auferia 750 por

cada um deles.

04-10-2018

Revista n. 1267/16.8T8VCT.G1.S1 - 1. Seco

Accio das Neves (Relator)

Maria Joo Tom

Garcia Calejo (Acrdo e sumrio redigidos ao abrigo do novo Acordo Ortogrfico)

Recurso de revista

Admissibilidade de recurso

Expropriao

Expropriao total

Auto-estrada

Poluio

Vista

I - O acrdo da Relao que julga procedente o pedido de expropriao total admite recurso de

revista, por no lhe ser aplicvel o disposto no art. 66., n. 5, do CExp, no constituir uma

deciso interlocutria e no recair unicamente sobre a relao processual.

II - O pedido de expropriao total deve ser reconhecido sempre que os cmodos frudos antes

do fracionamento tenham sofrido uma reduo tal que, no adequado obrigar o particular

a manter a propriedade daquilo que j no tem o mesmo interesse econmico ou j no

pode assegurar as vantagens anteriormente facultadas.

III - Deve ser deferido o pedido de expropriao total formulado na considerao do seguinte

quadro provado: (i) as parcelas expropriadas localizavam-se em AUGI e integravam um

prdio urbano com a rea de 3.960 m2; (ii) de acordo com o PDM, as parcelas inseriam-se

em Espao Canal e Espao Urbano; (iii) em consequncia da ablao expropriativa,

sobrou do prdio a rea de 748 m2; (iv) a parte sobrante configura uma faixa de 20 metros,

paralela ao lano de uma auto-estrada, emparedada, do lado norte, por um muro de 12

metros de altura e a 40 cm da casa de habitao, sem sol e sem vistas, sujeita a poluio

sonora, atmosfrica e visual e ao risco de despenhamento de veculos.

04-10-2018

Revista n. 10879/08.2TMSNT.L1.S1 - 1. Seco

Sumrios de Acrdos do Supremo Tribunal de Justia

Seces Cveis

Outubro de 2018

Alexandre Reis (Relator)

Pedro Lima Gonalves

Cabral Tavares (Acrdo e sumrio redigidos ao abrigo do novo Acordo Ortogrfico)

Recurso de revista

Dupla conforme

Recurso de deciso contra jurisprudncia fixada

Rejeio de recurso

O recurso de revista interposto com fundamento no disposto no art. 629., n. 2, al. c), do CPC,

no admitido por o acrdo recorrido ter ditado soluo jurdica no oposta doutrina

enunciada nos AUJ do STJ de 19-04-1989 e de 14-05-1996.

04-10-2018

Revista n. 972/14.8T8BCL.G1.S2 - 1. Seco

Alexandre Reis (Relator)

Pedro Lima Gonalves

Cabral Tavares (Acrdo e sumrio redigidos ao abrigo do novo Acordo Ortogrfico)

Reclamao

Nulidade de acrdo

Erro de julgamento

I - A invocao do regime aplicvel s irregularidades dos actos previsto no art. 195. do CPC

descabida quando a reclamao incide sobre o acrdo final e no sobre a tramitao

processual.

II - Os vcios previstos no art. 615., n. 1, do CPC, visam o erro na construo do silogismo

judicirio e no o erro de julgamento.

III - A arguio de tais vcios no procede quando fundada em divergncias com o decidido.

04-10-2018

Revista n. 8623/16.0T8LSB.L1.S2 - 1. Seco

Alexandre Reis (Relator)

Pedro Lima Gonalves

Cabral Tavares (Acrdo e sumrio redigidos ao abrigo do novo Acordo Ortogrfico)

Responsabilidade extracontratual

Ofensa do crdito ou do bom nome

Danos no patrimoniais

Indemnizao

O valor de 18 000 fixado pelo tribunal da Relao para indemnizar os danos no patrimoniais

sofridos pela autora, no merecem censura, na considerao do seguinte quadro provado:

(i) a r avaliou a autora e dela participou disciplinarmente com o intuito de a prejudicar, de

a denegrir e de a diminuir; (ii) a r actuou com dolo; (iii) a conduta ilcita da r

condicionou a autora a optar pela soluo, que perdurou nove meses, da sua transferncia;

(iv) durante esse perodo, a autora viu-se obrigada a deslocar-se diariamente para Lisboa e

a prescindir do convvio dirio com marido e filho e a acompanhar o ltimo nas actividades

e tarefas dirias; (v) a autora teve de enfrentar processo disciplinar, de recorrer ao tribunal,

de reclamar e de recorrer para repor justia na sua nota; (vi) a autora experimentou grande

Sumrios de Acrdos do Supremo Tribunal de Justia

Seces Cveis

Outubro de 2018

stress, depresso severa e necessidade de acompanhamento mdico; (vii) a r aufere 1

700 mensais.

04-10-2018

Revista n. 1861/09.3TBTVD.L1.S1 - 6. Seco

Ana Paula Boularot (Relator)

Pinto de Almeida

Jos Ranho

Recurso de revista

Ofensa do caso julgado

Competncia material

Rejeio de recurso

O acrdo do tribunal da Relao que julga improcedente um dos pedidos formulados na aco

com fundamento na insuficiente factualidade provada, no ofende o caso julgado

fundamento invocado de admissibilidade do recurso de revista, cf. art. 629., n. 2, al. a), do

CPC formado por anterior acrdo do STJ sobre a competncia material do tribunal do

comrcio, onde, aps, veio a ser proferida sentena objecto da apelao.

04-10-2018

Revista n. 192/11.3TYLSB.L2.S1 - 6. Seco

Ana Paula Boularot (Relator)

Pinto de Almeida

Jos Ranho

Recurso de revista

Dupla conforme

Rejeio de recurso

O recurso de revista no de conhecer por existir dupla conformidade decisria art. 671., n.

1, do CPC.

04-10-2018

Revista n. 1256/11.9TBSJM.P1.S2 - 6. Seco

Ana Paula Boularot (Relator)

Pinto de Almeida

Jos Ranho

Aco executiva

Ao executiva

Ttulo executivo

Sentena homologatria

nus da prova

I - O acrdo da Relao, proferido em aco executiva que tem por ttulo executivo uma parte

de uma sentena homologatria de transaco, no ofende o caso julgado formado por

anterior acrdo da Relao, transitado, proferido noutra aco executiva que teve por

ttulo executivo parte diversa da mesma sentena.

II - A sentena homologatria de transaco que prev o pagamento pela executada aos

exequentes de dado valor na verificao de determinadas circunstncias, serve de ttulo

executivo caso os exequentes logrem provar essas mesmas circunstncias, o que em

concreto no fizeram.

Sumrios de Acrdos do Supremo Tribunal de Justia

Seces Cveis

Outubro de 2018

04-10-2018

Revista n. 1174/15.1T8OAZ-A.P1.S1 - 6. Seco

Ana Paula Boularot (Relator)

Pinto de Almeida

Jos Ranho

Reforma de acrdo

Fundamentos

Improcedncia

O pedido de reforma do acrdo no procede se, sob a invocao do disposto nas als. a) e b) do

n. 2 do art. 616. do CPC, o requerente reitera o entendimento fctico-jurdico do caso e a

discordncia quanto ao valor da indemnizao arbitrada, anteriormente manifestados no

recurso e no acolhidos neste tribunal.

04-10-2018

Revista n. 230/13.5TBMNC.G1.S1 - 1. Seco

Cabral Tavares (Relator)

Ftima Gomes

Accio das Neves (Acrdo e sumrio redigidos ao abrigo do novo Acordo Ortogrfico)

Contrato de mandato

Propositura da aco

Propositura da ao

Perda de chance

Dano

Nexo de causalidade

nus da prova

O autor que invoca, como causa de pedir, a perda de oportunidade (chance), substanciada em o

ru, na qualidade de advogado, no ter intentado ao declarativa para condenao e ao

executiva para cobrana coerciva dos devedores no pagamento do capital mutuado e

respetivos juros, e pede a condenao no pagamento exato de tais valores, tem o nus de

provar a elevada probabilidade da satisfao da sua pretenso no cenrio hipottico em que

tais aes tivessem sido propostas art. 342., n. 1, do CC.

04-10-2018

Revista n. 287/13.9T2AND.P1.S1 - 1. Seco

Cabral Tavares (Relator)

Ftima Gomes

Accio das Neves (Acrdo e sumrio redigidos ao abrigo do novo Acordo Ortogrfico)

Recurso de revista

Dupla conforme

Rejeio de recurso

Constitucionalidade

A limitao do recurso a dois graus de jurisdio nos casos em que ocorre dupla conformidade

de decises das instncias art. 671., n. 3, do CPC , no viola o direito ao recurso e

tutela jurisdicional efectiva consagrados no art. 20. da CRP.

04-10-2018

Sumrios de Acrdos do Supremo Tribunal de Justia

Seces Cveis

Outubro de 2018

Revista n. 6611/15.2T8ALM.L1.S1 - 1. Seco

Ftima Gomes (Relatora)

Accio das Neves

Maria Joo Tom

Reforma de acrdo

Documento

Improcedncia

O pedido de reforma de acrdo, com fundamento em documentos ou quaisquer elementos que

s por si impliquem necessariamente deciso diversa da proferida art. 616., n. 2, do

CPC, improcede se, os documentos concretamente visados pelo requerente, foram

devidamente apreciados e ponderados na deciso em causa.

04-10-2018

Revista n. 1/09.3TBMDA.C1.S2 - 6. Seco

Graa Amaral (Relatora)

Henrique Arajo

Maria Olinda Garcia

Recurso de revista

Dupla conforme

Factos relevantes

Insolvncia dolosa

Tribunal da Relao

Poderes do tribunal

I - A existncia de identidade na norma que sustenta a sentena e o acrdo da Relao no

enquadramento jurdico dos factos, no permite, por si s, concluir que este se manteve na

linha essencial da fundamentao prosseguida pela deciso em 1. instncia.

II - A subsuno jurdica feita no acrdo assente em base factual diversa da valorada pela 1.

instncia, consubstancia percurso jurdico diverso e essencial, que afasta a dupla conforme,

impeditiva da admissibilidade do recurso de revista.

III - O mbito do conhecimento do tribunal de recurso afere-se em funo dos poderes do

tribunal relativamente s questes colocadas; no, em face da argumentao tecida pelo

recorrente nas suas alegaes.

IV - Circunscrevendo-se a questo a decidir na apelao em determinar se existia (ou no)

fundamento fctico para a qualificao da insolvncia como culposa, no excedeu o

acrdo da Relao os seus poderes de cognio ao manter o sentido da deciso da 1.

instncia quanto qualificao da insolvncia dos recorrentes como culposa com base em

factualidade que, embora constante da deciso de facto nsita na sentena (e que no foi

objecto de impugnao por parte dos recorrentes), no foi por esta valorada como tal.

04-10-2018

Revista n. 7313/12.7TBMAI-B.P1.S1 - 6. Seco

Graa Amaral (Relatora) *

Henrique Arajo

Maria Olinda Garcia

Recurso de revista

Dupla conforme

Aco de preferncia

Ao de preferncia

Abuso do direito

Sumrios de Acrdos do Supremo Tribunal de Justia

Seces Cveis

Outubro de 2018

Rejeio de recurso

Existe dupla conformidade entre as decises das instncias, impeditiva da admissibilidade do

recurso, cf. art. 671., n. 3, do CPC, que julgam improcedente a aco de preferncia com

fundamento no abuso do direito, divergindo apenas na identificao da concreta

modalidade em que o instituto jurdico se manifesta (supressio e venire contra factum

proprium, respectivamente).

04-10-2018

Revista n. 58/13.2TVLSB.L1.S1 - 6. Seco

Graa Amaral (Relatora)

Henrique Arajo

Maria Olinda Garcia

Expropriao

Deciso arbitral

Recurso da arbitragem

Reformatio in pejus

Caso julgado

I - Em processo de expropriao, se apenas os expropriados recorrerem da deciso arbitral, no

pode o tribunal fixar montante indemnizatrio inferior ao atribudo nessa deciso, por fora

do princpio da proibio da reformatio in pejus.

II - Tendo sido aceites os elementos e os critrios constantes do relatrio de avaliao para

atribuio da indemnizao pela expropriao, no possvel repristinar os valores mais

favorveis ao expropriado relativos a meros factos instrumentais da deciso arbitral, como

o valor do Kg de azeitona ou o valor do sistema de rega, com fundamento na formao de

caso julgado.

04-10-2018

Revista n. 203/13.8TBTMC.G1.S1 - 6. Seco

Henrique Arajo (Relator)

Maria Olinda Garcia

Catarina Serra

Recurso de revista

Ineptido da petio inicial

Justificao notarial

Impugnao

nus da prova

Condenao extra vel ultra petitum

Nulidade da deciso

I - A excepo da ineptido da petio inicial, no suscitada na contestao e no conhecida at

sentena, no pode ser suscitada ou oficiosamente conhecida em recurso de revista arts.

198., n. 1, e 200., n. 1, ambos do CPC.

II - A impugnao da escritura de justificao notarial quanto a parte da rea do prdio, no

desonera o ru de alegar e provar a posse boa para usucapio sobre a rea total do prdio.

III - A sentena nula se declara a ineficcia total da escritura de justificao quando o pedido

limitava essa ineficcia rea de 1.000 m2 por si ocupada.

04-10-2018

Revista n. 6179/13.4TBSTB.E1.S1 - 6. Seco

Henrique Arajo (Relator)

Sumrios de Acrdos do Supremo Tribunal de Justia

Seces Cveis

Outubro de 2018

Maria Olinda Garcia

Catarina Serra

Nulidade de acrdo

Omisso de pronncia

Recurso de revista

Sanao

Insolvncia

Requerimento

Livrana

Incumprimento

Aco executiva

Ao executiva

Insuficincia do activo

Insuficincia do ativo

I - Tendo a Relao deixado indevidamente de conhecer da questo da prescrio que lhe foi

colocada na apelao, mas no tendo o recorrente arguido a nulidade da emergente no

recurso de revista que interps, convalidou-se a nulidade e estabilizou-se o decidido na 1.

instncia quanto a essa questo.

II - Provado que o credor requerente da insolvncia legtimo portador de uma livrana

subscrita pelo devedor e da qual consta o montante a pagar e a data do vencimento, o saldo

devedor (capital, juros e imposto do selo) no constitui exclusivamente um facto probando

mas, essencialmente, uma operao de carcter jurdico-conclusivo e aritmtica.

III - Mostrando-se que o devedor tem dbitos no montante aproximado de 4 832 648,11, que

h mais de quatro anos se encontra em incumprimento, que em anterior execuo no

foram encontrados bens penhorveis nem o devedor os indicou, que h mais de seis meses

que o devedor tem dvidas para com a Fazenda Nacional e que os bens de sua propriedade

tm o valor patrimonial de 1 470 939,56, conclui-se que se encontra em situao de

insolvncia.

04-10-2018

Revista n. 556/17.9T8OLH.E1.S2 - 6. Seco

Jos Ranho (Relator) *

Graa Amaral

Henrique Arajo (Acrdo e sumrio redigidos ao abrigo do novo Acordo Ortogrfico)

Insolvncia

Aco declarativa

Ao declarativa

Inutilidade superveniente da lide

Uniformizao de jurisprudncia

Suspenso da instncia

Factos notrios

Banco de Portugal

Resoluo bancria

Validade

Competncia material

Tribunal administrativo

I - A jurisprudncia do AUJ do STJ n. 1/2014 aplica-se ao ru insolvente no caso de a ao

declarativa comportar vrios rus.

Sumrios de Acrdos do Supremo Tribunal de Justia

Seces Cveis

Outubro de 2018

II - A pendncia de aes judiciais destinadas declarao de nulidades das Deliberaes do BP

de 03-08-2014 e de 29-12-2015 no constitui facto pblico e notrio.

III - A falta da prova desse facto redunda na falta de fundamento para declarar a suspenso da

instncia art. 272. do CPC.

IV - As deliberaes do BP de 03-08-2014, de 11-08-2014 e de 29-12-2015, de

Recommended

View more >