sulamerica 5118 - ?· brasileiro, motor da expansao economica dos liltimos anos, tambem perdeu...

Download SulAmerica 5118 - ?· brasileiro, motor da expansao economica dos liltimos anos, tambem perdeu for~a…

Post on 02-Dec-2018

215 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • SulAmerica

    5118 ,

    SUL AMERICA

    COMPANHIA NACIONAL DE SEGUROS

    CNPJ: 33.041.062/0001-09

    DEMONSTRA

  • SUL AMERICA COMPANHIA NACIONAL DE SEGUROS CNPJ/MF nO 33.041.062/0001-09

    RELATORIO DA ADMINISTRA

  • prosseguir no segundo semestre, podendo estabilizar em 7,5%. 0 governo federal adotou medidas para incentivar 0 crescimento, recorrendo a isen

  • capitaliza~ao do Pais, que avaliamos como uma excelente oportunidade para a SulAmerica, uma vez que ira incorporar ao nosso portfolio um novo segmento de mercado e de consumidores. A conclusao da opera~ao esta sujeita ao cumprimento de determinadas condi~5es suspensivas usuais em transa~5es similares, incluindo a obten~ao das aprova~5es regulatorias pertinentes.

    7. Acordo de Acionistas A Sui America Companhia Nacional de Seguros e parte em acordo de acionistas celebrado em 10/05/2002 por seus controladores e 0 ING Insurance International B.V., regulando, entre outros, a politica de governan~a corporativa da Companhia, as condi~5es para aliena~ao de a~5es de emissao da Companhia, 0 direito de preferencia para a sua aquisi~ao e 0 exercfcio do direito de voto dos acionistas.

    Rio de Janeiro, 23 de agosto de 2012.

    A ADMINISTRA

  • Resumo do Relatorio do Comite de Auditoria Periodo Social encerrado em 30 de junho de 2012

    1. 0 Comite de Auditoria da Sui America Companhia Nacional de Seguros ("Companhia U ) no ambito de suas atribui~5es, relativamente ao perfodo social encerrado em 30 de junho de 2012, ate a presente data:

    Reuniu-se com os responsaveis pelas auditorias interna e independente, bem como com os representantes da administra~ao da Companhia, para, entre outras atribui~5es, verificar 0 cumprimento das recomenda~5es do Co mite de Auditoria ("Com iteU );

    Constatou que nao foram identificadas deficiencias relevantes que colocassem em risco a efetividade das auditorias independente e interna e do sistema de controles internos da Companhia;

    Verificou que a auditoria interna e 0 sistema de controles internos da Companhia atendem as necessidades da Companhia, nao tendo identificado deficiencias relevantes que colocassem em risco a efetividade da auditoria interna e do sistema de controles internos da Companhia;

    Com base nas informa~5es das auditorias independente e interna, nao identificou falhas no cumprimento da legisla~ao aplicavel, da regulamenta~ao e das normas internas da Companhia que pudessem colocar em risco a continuidade do negocio; e

    Revisou, previamente a divulga~ao, as demonstra~5es contabeis da Companhia referentes ao periodo social findo em 30 de junho de 2012, considerando-as adequadas quanto a observancia das praticas contabeis adotadas no Brasil e da legisla~ao aplicavel e aptas para publica~ao ou arquivamento junto a SUSEP.

    2. 0 Comite nao identificou a existencia ou eVidencia de erros ou fraudes de que trata 0 art. 29 da Resolu~ao CNSP nO 118, de 22 de dezembro de 2004.

    3. 0 Comite verificou 0 atendimento ao disposto no 40 do art. 14 da Resolu~ao CNSP nO 168, de 17 de dezembro de 2007 e nao identificou 0 descumprimento de dispositivos legais e regulamentares.

    Rio de Janeiro, 14 de agosto de 2012.

    Carlos Jose da Silva Azevedo Presidente

    Sergio Alfredo Diuana Membro

    Jorge Augusto Hirs Saab Membro

    ~ ~. RVBRI(,/~OO PAr~A FiNS

    DE fDEl'~! l! j('A('AO

  • SULAMERICA COMPANHIA NACIONAL DE SEGUROS

    CNPJ: 33.041.062/0001-09

    Conselho de Patrick Antonio Claude de Larragoiti Lucas

    Administrar;:ao Arthur John Kalita

    Marcelo Viveiros de Moura

    Kevin Martins

    Fernando Alves Meira

    Thomaz Luiz Cabral de Menezes

    Carlos Infante Santos de Castro

    Christian Frank

    Francisco Werneck de Albuquerque Maranhao

    Diretoria ThomazLuiz Cabral de Menezes

    Arthur Farme d'Amoed Neto

    Carlos Alberto de Figueiredo Trindade FHho

    Matias Antonio Romano de Avila

    Renato Bueno Terzi

    Anderson Lima de Mello

    Andre LuizLauzana dos Santos

    Andre Machado Caldeira

    Bruno Peixoto de Alencar Sardinha

    Carlos Alexandre Baldaque Guimaraes

    Carolina de Molla

    Edison Yoshiharu Kinoshita

    Eduardo Stefanello Dal Ri

    Emil Andery

    Fabiane Reschke

    Gilson Bochernitsan

    Jose Carlos dos Santos Vieira

    Jose Fernando Conforto

    Jose Henrique Pimentel de Melo

    Laenio Pereira dos Santos

    Luciano Macedo de Lima

    Luis Alberto Aguado Mourao

    Marco Antonio Neves

    Vanessa Angelica Campos Pina

    Atuario Marcos Vinicius Spiguel Coelho de Castro

    Contador Mauro Reis d'Almeida

    Presidente

    Vice-Presidente

    Conselheiro

    Conselheiro (conselhefro em homologofao pel" SUSfP)

    Conselhelro

    Conselheiro

    Conselheiro

    Conselheiro (conselheTro em homologofao pel" SUSEP)

    Conselheiro

    Presidente

    Diretor Vice-Presidente

    Diretor Vice-Presidente

    Diretor Vice-Presidente

    Diretor Vlce-Presidente (odmlnlstrador em homofogafao pela SUSfP)

    Diretor

    Diretor

    Diretor

    Diretor

    Oiretor

    Diretora

    Oiretor

    Diretor

    Dlretor

    Diretora

    Dlretor

    Diretor

    Diretor

    Diretor

    Diretor

    Diretor

    Dketor

    Oiretor

    Diretora

    MIBA/MTPS/1.404

    CRe - RJ 066.620/0-7

  • KPMG Auditores Independentes Av. Almirante Barroso, 52 - 4 20031-000 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil Caixa Postal 2888 20001-970 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil

    Central Tel 55 (21) 3515-9400 Fax 55 (21) 3515-9000 Internet www.kpmg.com.br

    KPMG Auditores Independentes, uma sociedade simples brasileira e firma-membro da rede KPMG de firmas-membro independentes e afiliadas KPMG International Cooperative (KPMG International), uma entidade sua.

    KPMG Auditores Independentes, a Brazilian entity and a member firm of the KPMG network of independent member firms affiliated with KPMG International Cooperative (KPMG International), a Swiss entity.

    Relatrio dos auditores independentes sobre as demonstraes financeiras intermedirias Aos Acionistas e aos Administradores da Sul Amrica Companhia Nacional de Seguros Rio de Janeiro - RJ Examinamos as demonstraes financeiras intermedirias da Sul Amrica Companhia Nacional de Seguros (Companhia), que compreendem o balano patrimonial em 30 de junho de 2012 e as respectivas demonstraes do resultado, do resultado abrangente, das mutaes do patrimnio lquido e dos fluxos de caixa para o semestre findo naquela data, assim como o resumo das principais prticas contbeis e demais notas explicativas. Responsabilidade da Administrao sobre as demonstraes financeiras A Administrao da Companhia responsvel pela elaborao e adequada apresentao dessas demonstraes financeiras intermedirias de acordo com as prticas contbeis adotadas no Brasil aplicveis s entidades supervisionadas pela Superintendncia de Seguros Privados - SUSEP e pelos controles internos que ela determinou como necessrios para permitir a elaborao de demonstraes financeiras livres de distoro relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. Responsabilidade dos auditores independentes Nossa responsabilidade a de expressar uma opinio sobre essas demonstraes financeiras intermedirias com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigncias ticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurana razovel de que as demonstraes financeiras esto livres de distoro relevante. Uma auditoria envolve a execuo de procedimentos selecionados para obteno de evidncia a respeito dos valores e divulgaes apresentados nas demonstraes financeiras. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliao dos riscos de distoro relevante nas demonstraes financeiras, independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliao de riscos, o auditor considera os controles internos relevantes para a elaborao e adequada apresentao das demonstraes financeiras da Companhia para planejar os procedimentos de auditoria que so apropriados nas circunstncias, mas no para fins de expressar uma opinio sobre a eficcia desses controles internos da Companhia. Uma auditoria inclui, tambm, a avaliao da adequao das prticas contbeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contbeis feitas pela Administrao, bem como a avaliao da apresentao das demonstraes financeiras tomadas em conjunto. Acreditamos que a evidncia de auditoria obtida suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinio.

  • Sul Amrica Companhia Nacional de Seguros

    Demonstraes financeiras Semestre findo em 30 de junho de 2012

    Opinio Em nossa opinio, as demonstraes financeiras intermedirias acima referidas apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posio patrimonial e financeira da Sul Amrica Companhia Nacional de Seguros em 30 de junho de 2012, o desempenho de suas operaes e os seus fluxos de caixa para o semestre findo naquela data, de acordo com as prticas contbeis adotadas no Brasil aplicveis s entidades supervisionadas pela Superintendncia de Seguros Privados - SUSEP. Rio de Janeiro, 23 de agosto de 2012 KPMG Auditores Independentes CRC SP014428/O-6 F-RJ Carlos Eduardo Munhoz Contador CRC-SP 138600/O-7-S-RJ

  • SUL AMERICA COMPANHIA NACIONAL DE SEGUROS BALANC;OS PATRIMONIAIS EM 30 JUNHO DE 2012 E 31 DE DEZEMBRO DE 2011

    (Em milhares de reais)

    ATIVO ATIVO CIRCULANTE

    DISPONivEL Caixa e Baneos

    EQUIVALENTE DE CAIXA APLICAC;OES CREDITOS DAS OPERAC;OES COM SEGUROS E RESSEGUROS Premios a Receber Operar;6es com Seguradora