SOLICITAÇÃO DE PROPOSTA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ... ?· MANUTENÇÃO NAS UNIDADES DE CONSERVAÇÃO…

Download SOLICITAÇÃO DE PROPOSTA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ... ?· MANUTENÇÃO NAS UNIDADES DE CONSERVAÇÃO…

Post on 23-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO E GESTO

    www.idg.org.br

    SOLICITAO DE PROPOSTA

    CONTRATAO DE EMPRESA ESPECIALIZADA DE CONSTRUO CIVIL PARA OBRAS DE

    MANUTENO NAS UNIDADES DE CONSERVAO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

    JUSTIFICATIVA PARA CONTRATAO DO SERVIO

    O Fundo da Mata Atlntica um importante mecanismo operacional e financeiro privado que permite

    uma execuo mais gil e eficiente dos projetos voltados s Unidades de Conservao, tais como

    parques, reservas biolgicas, estaes ecolgicas e reas protegidas do Estado do Rio de Janeiro

    atravs da aplicao de recursos provenientes de compensaes ambientais e outras verbas no

    oramentrias.

    As Unidades de Conservao (UCs) se caracterizam como principal instrumento para conservao

    da fauna e flora, dos ecossistemas e das paisagens notveis, sendo hoje as mais importantes

    ferramentas de preservao do bioma da Mata Atlntica, um dos mais ricos e ameaados de todo o

    planeta.

    Alm das reas externas, as unidades so providas de diversas edificaes, entre elas: Guaritas,

    sede administrativa, centro de visitantes, casa do guarda chefe, alojamento dos guardas e de

    pesquisadores, laboratrios, galpes de servio, etc.

    Devido aos programas intermitentes de manuteno predial no Estado do Rio de Janeiro, algumas

    construes precisam manuteno, em decorrncia do desgaste natural causado pelo uso e tempo.

    Outras edificaes necessitam de adaptaes, como a criao ou expanso de espaos

    administrativos, alojamentos ou salas de mltiplo uso, j que novas demandas e potencialidades tm

    surgido.

    A contratao de empresa especializada de construo civil para Manuteno na Infraestrutura

    Fsica das Unidades de Conservao do Estado do Rio de Janeiro visa realizar obras necessrias e

    recuperar a capacidade funcional de cada edificao pertencente s Unidades de Conservao do

    Estado do Rio de Janeiro para que possa atender s necessidades e segurana dos seus usurios,

    fundamental para estabelecer o uso sustentvel das unidades de conservao, sendo relevantes

    para a estabilidade e desenvolvimento dos benefcios.

  • INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO E GESTO

    www.idg.org.br

    1. DO OBJETO

    O presente Termo tem por objeto a contratao de empresa especializada de construo civil para

    obras de manuteno a serem realizadas nas Unidades de Conservao do Estado do Rio de

    Janeiro.

    2. DO PRAZO CONTRATUAL

    O contrato vigorar pelo prazo de 18 meses a partir da data de sua assinatura, podendo ser

    prorrogado por interesse das partes.

    3. DO LOCAL DE EXECUO DOS SERVIOS

    4.1. O servio dever ser executado nas Unidades de Conservao do Estado do Rio de Janeiro

    relacionadas abaixo no objeto deste Termo de Referncia.

    4. DA DESCRIO E ESPECIFICAO DOS SERVIOS

    4.1. Escopo:

    Executar obras de manuteno das edificaes das Unidades de Conservao Estaduais do Rio

    de Janeiro de acordo com o escopo fornecido obedecendo as normas tcnicas nacionais, as

    diretrizes estabelecidas por este documento. Caber ao INEA indicar as edificaes

    contempladas e definir os servios que devero ser executados em cada unidade de acordo com

    as demandas.

    A partir do acionamento do INEA a CONTRATADA dever realizar a visita tcnica no local e emitir

    uma Ordem de Servio todas as atividades a serem executadas, os pontos crticos identificados

    durante a vistoria, as quantidades de materiais e mo de obra, relatrio fotogrfico do estado da

    edificao e projeto, quando couber grandes obras de infraestrutura e/ou adaptao e cronograma

    fsico-financeiro..

    Para o caso descrito acima, a Ordem de Servio dever ser aprovada previamente realizao da

    obra pela Comisso de Acompanhamento das Obras a ser definida pela Contratante mediante

    emisso da Autorizao de Incio de Servio.

  • INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO E GESTO

    www.idg.org.br

    O critrio para aprovao da Ordem de Servio levar em considerao real demanda de

    material e a quantidade de mo de obra adequada aos ndices de produtividade dos servios

    equivalentes ao sistemas de custos de composio EMOP.

    Os principais servios a serem executados compreendem:

    Execuo de drenagem em reas externas;

    Retirada e recolocao de telhas cermicas;

    Reparao de madeiramento de telhado;

    Instalao de calhas e rufos;

    Demolio e execuo de alvenaria;

    Reparos em alvenaria para execuo das instalaes;

    Demolio e execuo de piso;

    Instalao e recuperao em telhados e coberturas;

    Impermeabilizao de piso e cobertura;

    Pintura externa e interna em esquadrias;

    Reparo nas instalaes eltricas e do sistema de ar condicionado;

    Reparo nas instalaes hidrossanitrias e mecnicas;

    Execuo de fossa sptica e filtro anaerbio;

    Reviso e reparo na estrutura;

    Assentamento de revestimento cermico nas alvenarias;

    Substituio das esquadrias;

    Substituio de louas e acessrios: lavatrios, vasos sanitrios, tanques, chuveiros,

    barras de apoio, entre outros;

    Execuo de servios de drenagem;

    Recuperao de fachadas;

    Substituio de plano de vidro em esquadrias danificadas;

    Instalao de vidro fum no box;

    Instalaes de coifa e exaustor;

  • INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO E GESTO

    www.idg.org.br

    Instalao de bomba hidrulica;

    Caber CONTRATADA a instalao do canteiro de obras, aparelhamento, mobilizao e

    desmobilizao do maquinrio, equipamentos, materiais e equipes necessrias execuo dos

    trabalhos contratados, inclusive escritrio e instalaes sanitrias.

    A Contratada dever disponibilizar 3 (trs) equipes de profissionais qualificados, responsveis

    pelas manutenes e servios necessrios das 36 unidades de conservao, com roteiro a ser

    previamente definido pelo DIBAP e DIRAM do INEA, pois podero ocorrer manutenes em mais

    de uma unidade simultaneamente de acordo com a demanda.

    A Contratada, dever dispor tambm de uma equipe de Emergncia que dever atender a

    qualquer hora do dia, durante os 7 dias da semana por todo o contrato, de modo a sanar qualquer

    eventualidade.

    4.2. Mobilizao e Desmobilizao

    A CONTRATADA dever iniciar a mobilizao imediatamente aps a Autorizao de Incio de

    Servio a ser emitido e de acordo com os prazos e necessidades estabelecidos no Cronograma

    de Obra e no planejamento executivo das instalaes do canteiro de obras.

    Os servios de desmobilizao consistiro na desmontagem e retirada de todas as estruturas,

    construes e equipamentos do canteiro de obras. Includos ao item desmobilizao de pessoal,

    bem como a limpeza geral e reconstituio da rea situao original.

    4.3. Instalaes Provisrias

    Compreendem as construes de natureza provisria, indispensveis ao funcionamento do

    canteiro de servios, de maneira a dot-lo de funcionalidade, organizao, segurana e higiene,

    durante todo o perodo em que se desenvolver a obra, em obedincia Norma NR 18

    Condies e Meio Ambiente de Trabalho na indstria da construo.

    4.4. Canteiro de Obras

    As reas de trabalho fixas e temporrias do canteiro de obras devero seguir a NR18, NBR

    12264/1991 e as normas tcnicas brasileiras vigentes. Os canteiros de obras sero instalados

    prximos ao centro de gravidade das obras e de fcil acesso. A localizao dos canteiros dever

  • INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO E GESTO

    www.idg.org.br

    obedecer legislao vigente e aprovados pela COMISSO DE ACOMPANHAMENTO DAS

    OBRAS .

    Caber a CONTRATADA mobilizar e instalar contineres para acomodao do escritrio do

    engenheiro coordenador, dispor de mobilirio e computador para uso da Comisso de

    Acompanhamento de Obras, com mobilirio adequado realizao de reunies, refeitrio,

    almoxarifado, vestirio/instalaes telefnicas, gua, eltricas e sanitrias, conforme normas

    vigentes e as necessidades para a perfeita execuo da obra.

    Durante todo o desenvolvimento da obra, ser mantida nos canteiros equipes permanente para os

    servios de limpeza em geral e remoo de entulhos resultantes dos servios locais.

    Estas equipes sero responsveis pela manuteno, ordem e limpeza na rea do canteiro, sendo

    responsvel ainda pela manuteno dos acessos necessrios ao transporte de materiais. As

    reas externas dos canteiros de obras sero adequadamente iluminadas sendo dada especial

    ateno aos locais de acesso e circulao de pessoal e carga, assim como as reas de embarque

    e desembarque de pessoal.

    A CONTRATADA ser responsvel, durante todo o prazo de execuo das obras, por implantar

    um Plano de Qualidade e um Programa para Controle de Desperdcio e Gesto dos Resduos

    gerados atravs de treinamento e conscientizao da equipe de trabalho, obedecendo s normas

    de padro de qualidade exigidas pela legislao em vigor, inclusive em atendimento Resoluo

    216 da Secretaria Estadual do Ambiente.

    Devem ser obedecidos todos os procedimentos referentes segurana e higiene do trabalho,

    trnsito de pedestre e veculos, ligaes de gua e luz, esgoto, telefone e outros procedimentos

    necessrios ao bom desempenho das obras.

    A CONTRATADA dever elaborar o projeto de canteiro para aprovao prvia da CTAA.

    4.5. Placa da Obra

    A CONTRATADA ser responsvel por fornecer e instalar a placa de identificao da obra, em

    locais previamente autorizados pela FISCALIZAO, no modelo recomendado pela COMISSO

    DE ACOMPANHAMENTO DAS OBRAS.

    A placa dever ser confeccionada de acordo com cores, medidas, propores e demais

    orientaes fornecidas pela CONTRATANTE. Devero ser confeccionadas em chapas planas,

    metlicas, galvanizadas ou de madeira compensada impermeabilizada, em material resistente s

    intempries. As informaes devero estar em material plstico (poliestireno), para fixao ou

    adesivao na placa. Quando isso no for possvel, as informaes devero ser pintadas com

  • INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO E GESTO

    www.idg.org.br

    pintura a leo ou esmalte. D-se preferncia ao material plstico pela sua durabilidade e

    qualidade.

    A placa ser fixada pela CONTRATADA, em local visvel, preferencialmente no acesso principal

    do empreendimento ou voltadas para a via que favorea a melhor visualizao. A CONTRATADA

    ser responsvel por manter a placa em bom estado de conservao, inclusive quanto

    integridade do padro das cores, durante todo o perodo de execuo das obras.

    4.6. Servios de Demolio

    Durante o processo de demolio dever ser considerado os fatores como segurana e impactos

    ambientais. A segurana deve ser bem avaliada de forma a minimizar, primeiramente, o risco de

    acidentes com funcionrios ou ainda com pessoas que estejam apenas de passagem prximo ao

    local. Tambm deve ser avaliado o risco de a demolio afetar estruturas prximas que no fazem

    parte do escopo de demolio.

    A CONTRATADA ser responsvel pela correta retirada e disposio de todo o material

    proveniente da demolio. A CONTRATADA dever seguir as diretrizes, critrios e procedimentos

    para a gesto dos resduos da construo civil conforme Resoluo CONAMA 307 de 5 de julho

    de 2002.

    No ser permitida a permanncia de entulhos nos locais e adjacncias das reas das obras, nem

    a sua disposio s margens dos corpos hdricos.

    4.7. Condies de Execuo, Fornecimento e Recebimento.

    A empresa contratada assumir, a responsabilidade pela segurana, solidez e perfeita execuo

    da empreitada, nos termos dos artigos 12 e 13 da Lei 8078 de 11/09/90, garantindo-a at 5 (cinco)

    anos aps a data do recebimento definitivo, sem prejuzo do prazo prescricional estabelecido no

    art. 205 do Cdigo Civil.

    A CONTRATADA ser responsvel por todas as obrigaes concernentes s legislaes

    tributria, trabalhista e previdenciria, os quais correro por sua exclusiva conta. encargo da

    CONTRATADA e a sua custa, quanto a obteno junto s concessionrias de servios, das

    aprovaes dos servios, Pagamento de taxas e as respectivas licenas e autorizaes para

    execuo dos servios.

    A CONTRATADA dever providenciar, antes do incio da obra, o recolhimento da ART - Anotao

    de Responsabilidade Tcnica e/ou RRT - Registro de Responsabilidade Tcnica conforme

  • INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO E GESTO

    www.idg.org.br

    determina a Lei Federal n 6.496 de 07/12/77, relativo execuo da obra, definindo o

    responsvel tcnico da mesma.

    A CONTRATADA, a sua custa, adotar uniformes no padro determinado pela COMISSO DE

    ACOMPANHAMENTO DAS OBRAS, viaturas, equipamentos e etc, que estejam empregados nas

    obras devero estar adesivados com logos aprovadas pela COMISSO DE

    ACOMPANHAMENTO DAS OBRAS .

    Todos os empregados e terceirizados da CONTRATADA devero trabalhar com Uniforme e

    Equipamentos de Proteo Individual (EPI), tais como capacetes, botas, capas, culos e demais

    equipamentos adequados para cada tipo de servio que estiver sendo desenvolvido. A

    COMISSO DE ACOMPANHAMENTO DAS OBRAS poder paralisar os servios que estejam em

    condies inseguras aos empregados. Os nus das paralisaes correro por conta da

    CONTRATADA mantendo-se inalterado o prazo de execuo da obra.

    A aceitao dos servios ficar sujeita aprovao da COMISSO DE ACOMPANHAMENTO

    DAS OBRAS , obrigando-se a CONTRATADA a refazer aqueles que forem rejeitados, sem nus

    para a CONTRATANTE.

    A CONTRATADA se obriga a cumprir as determinaes da Lei Federal n 6514, de 22 de

    dezembro de 1977 e da Portaria n 3214, de 08 de junho de 1978, que aprovam as Normas

    Regulamentadoras do Captulo V, ttulo II, da CLT, relativas Engenharia de Segurana e

    Medicina do Trabalho. Sendo dever da CONTRATADA informar a COMISSO DE

    ACOMPANHAMENTO DAS OBRAS todos os incidentes e acidentes que ocorram durante a

    execuo das obras de implantao.

    A CONTRATADA e demais envolvidos com a execuo das obras, se obrigam a manter posturas

    de total respeito s normas ambientais, bem como promover aes que visem evitar riscos

    ambientais. Em caso de acidentes ambientais, a CONTRATADA, a sua custa, dever atuar

    imediatamente para sanar o fato ocorrido, bem como reparar as reas atingidas no menor espao

    de tempo.

    O descumprimento de qualquer das etapas da obra sujeitar a CONTRATADA s penalidades

    previstas no art. 87, da Lei Federal n 8.666/93.

    A CONTRATADA, a sua custa, efetuar todos os levantamentos, estudos e identificao de riscos

    que sejam necessrios, e que sirvam de base, para o pleno planejamento para execuo dos

    servios, e que estejam direta ou indiretamente, ligados ao objeto licitado.

    Caber a CONTRATADA:

  • INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO E GESTO

    www.idg.org.br

    Manter, a sua custa, no canteiro principal, espao destinado ao alojamento da equipe da

    COMISSO DE ACOMPANHAMENTO DAS OBRAS com toda a infraestrutura de pessoal de

    apoio, computadores, impressoras e carro locado.

    A sua custa, atender s solicitaes da COMISSO DE ACOMPANHAMENTO DAS OBRAS, em

    qualquer momento, para comprovao atravs de estudos tcnicos, consultorias e etc, com fins a

    garantir a qualidade de matrias e a perfeita execuo das obras.

    No iniciar nenhuma frente de obra sem a devida autorizao da COMISSO DE

    ACOMPANHAMENTO DAS OBRAS.

    No executar, sem autorizao formal da COMISSO DE ACOMPANHAMENTO DAS OBRAS ,

    qualquer servio, ou mesmo empregar materiais, que estejam em desacordo com os projetos

    aprovados e/ou itens da planilha oramentria.

    Qualquer solicitao COMISSO DE ACOMPANHAMENTO DAS OBRAS para alterao

    (incluso ou reduo) dos servios e/ou itens da planilha oramentria, encaminhar NOTA

    TCNICA demonstrando:

    Motivos pela solicitao de alterao;

    Estudos tcnicos que validem a solicitao;

    Estudos de...

Recommended

View more >