sobre o tema da gestÃo do patrimÔnio .patrimônio mundial do sítio arqueológico do cais do...

Download SOBRE O TEMA DA GESTÃO DO PATRIMÔNIO .Patrimônio Mundial do sítio arqueológico do Cais do Valongo,

Post on 09-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 2

    SOBRE O TEMA DA GESTO DO PATRIMNIO CULTURAL

    Til Pestana

    Til Pestana,

    Mestre em histria e crtica da arte, especialista em histria da arte e da arquitetura no

    Brasil. Graduao em Histria e Museologia. Historiadora da arte no IPHAN/ Centro Lucio

    Costa Centro Categoria II de Treinamento e Gesto em Patrimnio Cultural sob os

    auspcios da UNESCO, no Rio de Janeiro. Atualmente est realizando um projeto de

    pesquisa sobre as boas prticas de gesto dos stios reconhecidos como patrimnio mundial

    pela UNESCO e trabalhando como consultora na elaborao do dossi de candidatura a

    Patrimnio Mundial do stio arqueolgico do Cais do Valongo, no Rio de Janeiro.

    Resumo

    O artigo aborda as diretrizes e as estratgias de atuao dos gestores culturais relacionadas

    s polticas econmicas definidas, em 2009, no Frum Nacional sobre Patrimnio Cultural.

    Apresenta a origem do pensamento que orienta o conceito de gesto do patrimnio cultural

    nos Estado Unidos e Europa a partir da segunda metade do sculo XX. Analisa a gesto do

    patrimnio cultural relacionado ao desenvolvimento socioeconmico no Brasil e a

    formao de gestores culturais. Conclui sobre a importncia de se buscar vincular os

    conceitos de preservao e seu significado social considerando seu papel nos projetos que

    buscam uma transformao social.

    Palavras-chave

    Gesto cultural, preservao, patrimnio, turismo, cultura.

  • 3

    SOBRE O TEMA DA GESTO DO PATRIMNIO CULTURAL

    1. As perspectivas sobre capacitao e gesto cultural no I Frum Nacional do

    Patrimnio Cultural Brasil

    O primeiro Frum Nacional de Cultura ocorreu, em 1977, quando o Governo Federal,

    atravs dos encontros com as Secretarias Estaduais de Cultura procurava difundir a Poltica

    Nacional de Cultura. Nestes encontros, que se multiplicaram posteriormente, entre 1982 e

    1988, surgia a questo da gesto cultural com a preocupao nova sobre a necessidade de

    cursos para treinamento de gestores culturais. Entretanto, um Frum Nacional,

    especificamente, sobre patrimnio cultural, ocorreu de 13 a 16 de dezembro de 2009, em

    Ouro Preto, Minas Gerais, promovido pelo IPHAN, em parceria com o Frum Nacional de

    Secretrios e Dirigentes Estaduais de Cultura e a Associao Brasileira de Cidades

    Histricas ABCH. Este encontro teve como tema central a realizao de uma das etapas

    para a construo conjunta do Sistema Nacional do Patrimnio Cultural SNPC. Tambm

    procurava promover a discusso, reflexo e construo da Poltica Nacional de Patrimnio

    Cultural PNPC, buscando definir os desafios, as diretrizes e as estratgias de atuao dos

    gestores culturais.

    Neste primeiro Frum Nacional sobre patrimnio cultural ocorreram diversas

    comunicaes sobre os temas de capacitao, gesto e formao profissional em patrimnio

    cultural. Os resultados dos debates sobre estes temas foram definidos com os seguintes

    objetivos principais: consolidao de um Programa Nacional de Formao dentro do

    Sistema Nacional de Patrimnio; formao de uma coordenao multidisciplinar para o

    Programa Nacional de Formao em Patrimnio; estudo sobre a possibilidade de formao

    de um Sistema de Indicadores para Avaliao dos Programas de Formao em Patrimnio

    em mbito nacional, adotando como referncia o Sistema de Indicadores do Ministrio da

    Cultura em parceria com o IBGE, o da Capes e do Programa de Estatstica de Cultura da

    UNESCO; ampliao dos projetos voltados para a Formao, Gesto e Educao para o

    campo do Patrimnio Cultura. Estes objetivos tinham aes estratgicas que deveriam ser

    implementadas, em 2010, e outras, de 2010 a 2014 (I Frum Nacional do Patrimnio

    Cultural, 2010, p.67 a 71). Mas, estas aes estratgicas previstas no avanaram, bem

  • 4

    como, as discusses em fruns e conferncias sobre a formao profissional e a capacitao

    em patrimnio. De qualquer forma, o tema da gesto do patrimnio cultural estava na pauta

    do Frum como um dos desafios da poltica nacional de patrimnio cultural. Estes desafios

    elencados relacionavam a gesto do patrimnio cultural com o desenvolvimento

    socioeconmico e a gerao de negcios envolvendo stios urbanos preservados:

    O distanciamento entre os rgos e agentes de proteo e desenvolvimento no um desafio

    novo. Novamente ele aparece nas falas e sugere estratgias de aproximao entre sujeito e

    objeto de proteo, inclusive como formas de reduo do preconceito contra o tombamento e

    mostrar o patrimnio como valor e fator de desenvolvimento socioeconmico de fato. Na

    questo da gesto, inclusive a partir da preocupao com a mitigao dos impactos negativos

    citados acima, reforou-se a necessidade de dar um carter sustentvel na gerao de negcios

    envolvendo os stios urbanos (I Frum Nacional do Patrimnio Cultural, 2010, p. 82).

    1.1. O Frum definindo a gesto do patrimnio cultural direcionada para as

    polticas econmicas

    Mediante isso fica claro que havia uma acentuada articulao entre uma viso centrada na

    economia global para o campo do patrimnio cultural e a sua gesto voltada para o

    desenvolvimento socioeconmico. A preocupao no Frum estava focada num

    entendimento em que a gesto do patrimnio cultural fosse direcionada para as urgncias

    de polticas econmicas e sociais. A nfase era nas urgncias econmicas, no alargamento

    do mercado e na globalizao do patrimnio cultural. Assim, a formao e capacitao de

    profissionais voltados para o patrimnio cultural era orientada para a elaborao de

    polticas culturais e a administrao cultural guiada por tcnicas de gesto que visavam

    principalmente financiamentos e angariar recursos para manter o patrimnio cultural. Os

    efeitos disso j conhecemos: a troca do potencial de nosso patrimnio cultural acumulado,

    atravs de sculos pela ganncia fcil do aqui e agora.

    De certo, estaramos distantes do entendimento da necessidade de assegurar a gama imensa

    de atividades que dizem respeito diversidade do patrimnio cultural, que vo desde a

    identificao at a preservao dos bens culturais, passando pelos campos da histria da

    arte, arquitetura, arqueologia, etc. Ou seja: cada uma destas reas se sujeitariam as

    determinadas prioridades de carter econmico atendendo a pauta do dia. O que se

  • 5

    pretendia tratar eram as novas possibilidades de lucro econmico com o patrimnio

    cultural.

    O que vem ocorrendo, desde ento, que as atividades nos diversos setores do patrimnio

    cultural esto voltadas para a prioridade econmica determinada por linhas polticas e

    ideolgicas governamentais. Hoje, o patrimnio cultural est mais vinculado a

    preocupaes e critrios econmicos muitas vezes em detrimento de um desenvolvimento

    integral. No estamos defendendo o entendimento do patrimnio cultural considerado um

    fim em si em oposio concepo de que deve ser um elemento acelerador do

    desenvolvimento econmico. Mas, estamos sublinhando que a compreenso do significado

    do patrimnio cultural passa pelo entendimento de que ele constitui um elemento

    fundamental da complexa vida social. Assim, entendemos que a gesto do patrimnio

    cultural deveria estar diretamente ligada a uma poltica cultural que abrangesse uma gama

    imensa de reas e no apenas a economia. Dentre estas reas, acreditamos que a educao

    seja o campo capaz de articular a diversidade de interesses na gesto do patrimnio cultural

    exatamente pela complexidade de significados que nossos bens representam para a

    sociedade.

    De qualquer forma, fundamental entendermos a origem do pensamento que orienta o

    conceito de gesto do patrimnio cultural. Sem dvida, este tema cada vez mais presente

    nas sociedades e tem um lugar prioritrio entre os diversos Governos e as instituies do

    setor. Desse modo, devemos compreender o significado da gesto do patrimnio cultural e

    sua articulao na gerncia de processos no campo da cultura e da arte. Talvez, isto

    propicie entendermos tambm as decises polticas, econmicas e administrativas,

    especialmente da poltica e administrao pblica dos ltimos anos no Brasil.

    2. A origem do pensamento que orienta o conceito de gesto do patrimnio

    cultural

    O interessante estudo de Jos Carlos Garcia Durand (2000) observa que o tema da gesto

    cultural surge primeiramente nos museus americanos. O autor aponta isto com base no

    significativo trabalho do socilogo Paul DiMaggio, intitulado "Social Structure,

    Institutions, and Cultural Goods: The Case of the United States", de 2000. Neste estudo, ele

    identifica que houve nos EUA, a partir de 1870, uma mudana cultural importante:

  • 6

    proliferao de museus, orquestras e bibliotecas pblicas, fruto da iniciativa de elites

    locais. Os membros dessas elites, e os curadores identificados com eles, tendiam a

    interpretar como sua misso principal o enriquecimento das colees nos museus. Mas, em

    relao ao conjunto da populao local, a postura era antes de um distanciamento

    conformado do que de aproximao decidida. Neste perodo, tambm comeou a surgir

    muita iniciativa individual, propriamente empresarial, no campo das artes (Durand, 2000,

    p.61).

    O que o autor explica que na dcada de 1930, houve uma profunda mudana de

    orientao na administrao das instituies americanas, especificamente nos museus. O

    esforo era a atrao e frequncia de pblico e incentivo a educao artstica. Neste

    perodo, ocorreu o aumento de implantao de novos museus e da melhoria de suas

    condies. A praxe era das prefeituras en

Recommended

View more >