slide sobre artigo cientifico

Download Slide sobre artigo cientifico

Post on 05-Jun-2015

32.673 views

Category:

Documents

8 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTFICO

2. As orientaes aqui apresentadas so baseadas na norma da ABNT para apresentao de artigos cientficos impressos: a NBR 6022, 2003. Todavia ao submeter um artigo cientfico aprovao de uma revista, o autor deve seguir as normas editoriais adotadas pela revista. AUTOR TTULO DATA ABNT NBR 6023: Informao e documentao - Referncias - elaborao 2002 ABNT NBR 6024: Informao e documentao: numerao progressiva das sees de um documento escrito 2003 ABNT NBR 6028: Informao e documentao - Resumo - Apresentao 2003 ABNT NBR 10520: Informao e documentao: citao em documento 2002 IBGE Normas de apresentao tabular 1993 3. O artigo cientfico comunica idias e informaes de maneira clara e concisa. Sua caracterstica principal ser publicado em peridicos cientficos. Artigo cientfico parte de uma publicao com autoria declarada, que apresenta e discute idias, mtodos, tcnicas, processos e resultados nas diversas reas do conhecimento. (ABNT. NBR 6022, 2003, p. 2) Para Lakatos e Marconi (1991) os artigos cientficos tm as seguintes caractersticas: a) no se constituem em matria de um livro; b) so publicados em revistas ou peridicos especializados; c) permitem ao leitor, por serem completos, repetir a experincia. O que um artigo cientifico? 4. REDAO TCNICO-CIENTFICA O estilo da redao utilizada em artigos cientficos chamado tcnico-cientfico, diferindo do utilizado em outros tipos de composio, como a literria, a jornalstica, a publicitria. Com caractersticas e normas especficas, o estilo da redao cientfica possui certos princpios bsicos, universais, apresentados em diversas obras, principalmente textos de metodologia cientfica, que colaboram para o desempenho eficiente da redao cientfica. 5. O ARTIGO DEVE RETRATAR elevado conhecimento do assunto; respeito sobre o que est escrevendo; leitura adequada do material pesquisado; esmero cientfico. 6. QUALIDADES DA REDAO TCNICO-CIENTFICA Tendo em vista que o artigo se caracteriza por ser um trabalho extremamente sucinto, exige-se que tenha algumas qualidades: linguagem correta e precisa; coerncia na argumentao; clareza na exposio de idias; objetividade conciso e fidelidade s fontes citadas. Para que essas qualidades se manifestem necessrio, principalmente, que o autor tenha elevado conhecimento respeito do que est escrevendo e tenha feito uma leitura adequada do material pesquisado. 7. Quanto anlise de contedo, os artigos esto divididos nos seguintes tipos: Artigo de divulgao: o relato analtico de informaes atualizadas sobre um tema de interesse para determinada especialidade. No requer necessariamente uma reviso de literatura retrospectiva. Artigo de reviso: So conhecidos como reviews e dividem-se em dois tipos fundamentais: a) Reviso anual, contendo a descrio ampla das contribuies da literatura em determinada rea de estudo; b) Reviso seletiva, crtica e analtica, com enfoque em um problema cientfico particular e sua soluo. Os artigos de reviso com enfoque histrico devem obedecer a uma ordem cronolgica de pensamento. 8. Relato de caso clnico: um importante meio de disseminao do conhecimento referente aos aspectos clnico- patolgicos de um tema cientfico. Novas tcnicas, terapias, diagnsticos, patologias, materiais e solues inovadoras para problemas especiais, fenmenos anatmicos e fisiolgicos, so exemplos a serem relatados. O objetivo desse tipo de artigo cientfico auxiliar no plano de tratamento de um paciente, ajudando aos profissionais e tambm ao ensino. As ilustraes so fundamentais nos artigos dessa natureza (radiografias, fotos...). 9. O artigo cientfico pode ser: a) Original ou divulgao: apresenta temas ou abordagens originais e podem ser: relatos de caso, comunicao ou notas prvias. b) Reviso: os artigos de reviso analisam e discutem trabalhos j publicados, revises bibliogrficas etc. Estrutura O artigo cientfico tem a mesma estrutura dos demais trabalhos cientficos: Pr-textual Textual Ps-textual 10. Elementos pr-textuais a) o ttulo e subttulo (se houver) devem figurar na pgina de abertura do artigo, na lngua do texto; b) a autoria: Nome completo do(s) autor(es) na forma direta, acompanhados de um breve currculo que o (s) qualifique na rea do artigo; c) o currculo: incluindo endereo (e-mail) para contato, deve aparecer em nota de rodap; d) resumo na lngua do texto: O resumo deve apresentar de forma concisa, os objetivos, a metodologia e os resultados alcanados, no ultrapassando 250 palavras. No deve conter citaes Deve ser constitudo de uma seqncia de frases concisas e no de uma simples enumerao de tpicos. Deve-se usar o verbo na voz ativa e na terceira pessoa do singular ativa (ABNT. NBR-6028, 2003, p. 2); e) palavras-chave na lngua do texto: elemento obrigatrio, devem figurar abaixo do resumo, antecedidas da expresso: Palavras-chave1 separadas entre si por ponto, conforme a NBR6028, 2003, p. 2. 11. Elementos textuais Introduo Na introduo deve-se expor a finalidade e os objetivos do trabalho de modo que o leitor tenha uma viso geral do tema abordado. De modo geral, a introduo deve apresentar: a) o assunto objeto de estudo; b) o ponto de vista sob o qual o assunto foi abordado; c) trabalhos anteriores que abordam o mesmo tema; d) as justificativas que levaram a escolha do tema, o problema de pesquisa, a hiptese de estudo, o objetivo pretendido, o mtodo proposto, a razo de escolha do mtodo e principais resultados. (GUSMO; MIRANDA 1997 apud RELATRIO... [2003]). 12. Desenvolvimento Parte principal e mais extensa do trabalho, deve apresentar a fundamentao terica, a metodologia, os resultados e a discusso. Divide-se em sees e subsees conforme a NBR6024, 2003. Concluses a) as concluses devem responder s questes da pesquisa, correspondentes aos objetivos e hipteses; b) devem ser breve podendo apresentar recomendaes e sugestes para trabalhos futuros; c) para artigos de reviso deve-se excluir material, mtodo e resultados. 13. Elementos Ps-Textuais a) ttulo e subttulo (se houver) em lngua estrangeira; b) resumo em lngua estrangeira: verso do resumo na lngua do texto; c) palavras-chave em lngua estrangeira: verso das palavras-chave na lngua do texto para a mesma lngua do resumo em lngua estrangeira; serve para indexar o artigo d) notas explicativas: a numerao das notas feita em algarismos arbicos, devendo ser nica e consecutiva para cada artigo. No se inicia a numerao em cada pgina; e) referncias: Elemento obrigatrio, constitui uma lista ordenada dos documentos efetivamente citados no texto. (NBR 6023, 2000); f) glossrio: elemento opcional elaborado em ordem alfabtica; g) apndices: Elemento opcional. Texto ou documento elaborado pelo autor a fim de complementar o texto principal. (NBR 14724, 2002, p. 2); 14. h) anexos: Elemento opcional, texto ou documento no elaborado pelo autor, que serve de fundamentao, comprovao e ilustrao. (NBR 14724, 2002, p. 2); i) agradecimentos e a data de entrega dos originais para publicao. 15. Ilustraes As ilustraes (quadros, figuras, fotos etc), devem ter uma numerao seqencial. Sua identificao aparece na parte inferior, precedida da palavra designativa, seguida de seu nmero de ordem de ocorrncia do texto, em algarismos arbicos, do respectivo ttulo, a ilustrao deve figurar o mais prximo possvel do texto a que se refere. (ABNT. NBR 6022, 2003, p. 5). Tabelas Conforme o IBGE (1993) as tabelas devem ter um nmero em algarismo arbico, seqencial, inscritos na parte superior, a esquerda da pgina, precedida da palavra Tabela. Exemplo: Tabela 5 ou Tabela 3.5 Ttulo: devem conter um ttulo por extenso, inscrito no topo da tabela, para indicar a natureza e abrangncia do seu contedo Fonte: a fonte deve ser colocada imediatamente abaixo da tabela em letra maiscula/minscula para indicar a autoridade dos dados e/ou informaes da tabela, precedida da palavra Fonte. 16. Indicativo de seo: O Indicativo Numrico da seo precede o ttulo [da seo] alinhado esquerda. No se utilizam ponto, hfen, travesso ou qualquer outro sinal aps o indicativo da seo ou de seu ttulo. (NBR 6024, 2003, p. 2). Fonte: Conforme a NBR 14724, 2002, deve-se usar a fonte 12 para o texto e para as referncias. Para as citaes longas, notas de rodap, paginao, legendas das ilustraes e tabelas, usar tamanho menor. 17. LINGUAGEM DO ARTIGO linguagem correta e precisa; coerncia na argumentao; clareza na exposio das idias; conciso e fidelidade s fontes citadas; Para que essas qualidades se manifestem necessrio, principalmente, que o autor tenha um elevado conhecimento a respeito do que est escrevendo. 18. Impessoalidade: redigir o trabalho na 3 pessoa do singular; Objetividade: a linguagem objetiva deve afastar as expresses: eu penso, eu acho, parece-me que do margem a interpretaes simplrias e sem valor cientfico; Estilo cientfico: a linguagem cientfica informativa, de ordem racional, firmada em dados concretos, onde pode-se apresentar argumentos de ordem subjetiva, porm dentro de um ponto de vista cientfico; Vocabulrio tcnico: a linguagem cientfica serve-se do vocabulrio comum, utilizado com clareza e preciso, mas cada ramo da cincia possui uma terminologia tcnica prpria que deve ser observada; 19. A correo gramatical indispensvel, onde deve-se procurar relatar a pesquisa com frases curtas, evitando muitas oraes subordinadas, intercaladas com parnteses, num nico perodo. O uso de pargrafos deve ser dosado na medida necessria para articular o raciocnio: toda vez que se d um passo a mais no desenvolvimento do raciocnio, muda-se o pargrafo. Os recursos ilustrativos como grficos estatsticos, desenhos, tabelas so considerados como figuras e devem ser criteriosamente distribudos no texto, tendo suas fontes citadas em notas de rodap. 20. NORMAS DE APRESENTAO GRFICA DO ARTIGO 1. O texto deve ser digitado em tamanho 11, e em caracteres fonte Times New Roman, sendo que a impresso feita de um lado s da folha, cor preta. No usar, para efeito de alinhamento, barras ou outros sinais, na