sistematiza§£o fds passo fundo

Download Sistematiza§£o FDS Passo Fundo

Post on 05-Jun-2015

200 views

Category:

Education

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. 1Equipe Executiva do Projeto FundosSolidrios da Regio SulJos Konzen, Talita Jabs EgerCAMP, Porto Alegre/RSAbril de 2013SISTEMATIZAO DE EXPERINCIA:

2. SISTEMATIZAO DA EXPERINCIA DO FUNDO ARQUIDIOCESANO DE PASSO FUNDO/RSPgina 2FUNDOS SOLIDRIOS REGIO SULSumrioAPRESENTAO...................................................................................................................... 31.1 Orientaes metodolgicas para o processo de sistematizao daexperincia. .............................................................................................................................52. FUNDO DIOCESANO DE SOLIDARIEDADE DE PASSO FUNDO UMAEXPERINCIA DE ORGANIZAO COLETIVA E SOLIDRIA...................................... 72.1 Como se d o acesso ao FDS de Passo Fundo ................................................. 143. O MILAGRE DA MULTIPLICAO DOS PEIXES DESENCADEADO PELOTRABALHO EM REDE........................................................................................................... 203.1 Alguns projetos apoiados e a rede de apoio mtuo que se forma em tornodeles....................................................................................................................................... 223.1.1 Projeto Transformao .................................................................................... 223.1.2 Projeto Arte com semente, cip e taquara................................................. 273.1.3 COONALTER Cooperativa Mista e de Trabalho Alternativa.................. 283.1.3.1 COONALTER: da informalidade formalidade.............................................. 293.1.4 Projeto Transformando vidas, Conscientizando e Servindo: a FarmciaDivina 323.1.5 Projeto Tudo por amor .................................................................................. 334. REFLEXO SOBRE AS AES PROMOVIDAS PELO FDS DE PASSO FUNDO354.1 A solidariedade que transforma, a transformao que solidariza: brevereflexo sobre alguns dos resultados alcanados atravs das aes do FDS .......... 354.2 Haja perna!: das dificuldades e obstculos que limitam as aes do FDS.. 37 3. SISTEMATIZAO DA EXPERINCIA DO FUNDO ARQUIDIOCESANO DE PASSO FUNDO/RSPgina 3FUNDOS SOLIDRIOS REGIO SULAPRESENTAO1Quando a proposta de sistematizar uma experincia de Fundo Solidrio (FS)em cada regio do pas foi socializada, primeiro, em maio de 2012, no momento emque o Projeto Nacional promoveu uma Oficina de Sistematizao a fim de que asequipes tivessem a oportunidade de discutir os melhores mtodos e abordagens2considerando a temtica dos FS. E, em seguida, em julho do mesmo ano, quandocada uma das equipes recebeu um documento3, elaborado por um consultorDomingos Corsione em parceria com o Projeto Nacional, problematizando aimportncia do processo de sistematizao para o projeto e elencando os objetivos eos critrios que deveriam orientar a escolha de experincias a serem sistematizadas(definidos ainda em maio pelo Conselho Gestor Nacional), determinou-se que para aescolha das experincias deveriam ser levados em conta os seguintes critrios eindicativos, conforme documento supracitado:1. Diversidade: tanto em relao ao pblico-alvo (meio urbano, rural, etc.),quanto em relao s tipologias4(casas de sementes, projetos comunitrios,fundos de solidariedade, boa morte, monetrios e no monetrios[devolutivos e no devolutivos], de mutires de trabalho, de filantropia eapoio a projetos e/ou comunidades);2. Particularidades locais e regionais;3. Experincias que no tenham sido sistematizadas ou amplamentedivulgadas;4. Experincias que pudessem ser consideradas um bom exemplo deFinanas Solidrias no e para o Movimento de Economia Solidria;5. Experincias que pudessem oferecer a possibilidade de replicabilidade;6. Experincias que apresentassem vnculos com polticas pblicas decombate misria bem como, com outras polticas;1As entrevistas visando a construo da narrativa foram realizadas em dezembro de 2012, por TalitaJabs Eger e Miele Ribeiro.2O material norteador das discusses promovidas durante a Oficina foi a cartilha Sistematizao deexperincia da Economia Solidria: Referenciais, etapas e ferramentas para o processo desistematizao, elaborado em conjunto pela Critas Brasileira, Brasil Local e Centro de Formao emEconomia Solidria (CFES), 2012.3Processo de Sistematizao de algumas prticas de Fundos Solidrios: Estratgia Metodolgica eOrientaes Gerais, Critas Brasileira, julho de 2012.4Para maiores informaes sobre algumas tipologias de Fundos Solidrios (fruto de uma discusso aindaincipiente) veja a Cartilha dos Fundos Solidrios: contribuio sobre histrico, constituio e gesto,elaborada, em 2012, pela Equipe Executiva do Projeto Fundos Solidrios, da Regio Sul (Jos IncioKonzen, Talita Jabs Eger e Mile Ribeiro). 4. SISTEMATIZAO DA EXPERINCIA DO FUNDO ARQUIDIOCESANO DE PASSO FUNDO/RSPgina 4FUNDOS SOLIDRIOS REGIO SUL7. Experincias que expressassem, em seu conjunto, a representatividaderegional.Dito isto, importante ressaltar os inmeros momentos de discussopromovidos a fim de discutir e selecionar uma experincia que, presente na RegioSul, pudesse atender a todos (ou boa parte) dos critrios. Durante o perodo demapeamento e sistematizao parcial dos dados sobre Fundos Solidrios na RegioSul, a equipe executiva apresentou dados que apontavam para uma proeminncia deFundos Diocesanos de Solidariedade (FDS) na Regio, elemento importante tambm,quando comparado a realidade das outras regies do pas. Com esta informao emmos, durante a Oficina Nacional de Sistematizao de Experincias, realizada emBraslia,nos dias 28 a 30 de maio de 2012, foi sugerido que, diante darepresentatividade regional, fosse sistematizada a experincia de um FDS, a serdefinido pelo Conselho Gestor da Regio. No IV Encontro do Conselho Gestor daRegio Sul5, ocorrido em 27 e 28 de Junho de 2012, em Porto Alegre/RS, osconselheiros, aps discutir cada um dos critrios e debater sobre as experincias quepossivelmente poderiam ser sistematizadas, definiram e deliberaram pelo FundoArquidiocesano de Solidariedade de Passo Fundo/RS. O FDS de Passo Fundo seapresentava como uma possibilidade vivel e interessante para a sistematizao, noapenas pelas estratgias de gesto utilizadas que eram consideradas significativas eimportantes no que tange ao critrio de replicabilidade, mas tambm pelo fato de noter sido sistematizado, nos moldes propostos por este projeto6, em nenhum outromomento diferentemente de outros Fundos Diocesanos da Regio.A elaborao da narrativa ser conduzida tendo em vista trs eixos, a) gestodo FDS; b) s estratgias exitosas em relao superao ou combate a misria e apobreza e ao acesso e incidncia em polticas pblicas e, c) diz respeito aos impactossociais alcanados atravs das aes promovidas pelo Fundo em questo.A anlise dos dados construdos durante o mapeamento da experincia edurante a produo dos relatos visando sistematizao ser realizada tendo comosuporte e horizonte as reflexes fundamentadas pelo referencial terico-metodolgicoque embasam a Educao Popular e, por conseguinte, a Economia Solidria.5O CG da Regio Sul constitudo pelas seguintes entidades: AVESOL (Associao do Voluntariado e daSolidariedade), Critas Regional do RS, SC e PR, FLD (Fundao Luterana de Diaconia), MST, InstitutoAcordar/SC, Frum de Economia Solidria SC e PR.6 importante ressaltar que o FDS de Passo Fundo vem apresentando, discutindo e refletindo sobresuas aes em encontros e congressos promovidos pela Critas, divulgando, assim, a metodologia e aprtica em ambientes proeminentemente religiosos. O FDS produziu, por exemplo, um vdeo intituladoSeja Solidrio: Experincia do FDS de Passo Fundo, visando divulgar a experincia. 5. SISTEMATIZAO DA EXPERINCIA DO FUNDO ARQUIDIOCESANO DE PASSO FUNDO/RSPgina 5FUNDOS SOLIDRIOS REGIO SUL1.1 Orientaes metodolgicas para o processo de sistematizaoda experinciaA fim de dar conta da diversidade de agentes envolvidos nas atividades eaes do FDS de Passo Fundo, optou-se por ouvir e fazer ouvir o maior nmero devozes. Sendo assim, destaca-se no apenas os agentes diretamente comprometidoscom as aes, atividades e propostas do Fundo (os gestores, por exemplo), nemtampouco, os grupos apoiados por ele grupos e projetos -, mas, tambm aquelesque fomentam financeiramente as iniciativas promovidas pelo Fundo. No caso de umFundo Diocesano de Solidariedade, como j salientado anteriormente, os principaisfinanciadores so os fiis da Igreja Catlica que, durante a Campanha da Fraternidade(CF), fazem doaes que so posteriormente destinadas s aes sociais da Igreja7.Optamos, portanto, por dar voz ao maior nmero de pessoas, conversandocom os gestores, com representantes dos grupos e projetos apoiados e, tambm, comalguns doadores. Segue abaixo, um quadro com os nomes dos participantes:7Algumas Dioceses ainda no constituram FDS, neste caso, a gesto dos recursos oriundos da CF operasobre outra lgica, sendo destinados s outras obras sociais da Igreja. No caso da Arquidiocese de PassoFundo, sua abrangncia de 54 Parquias em 47 municpios -, entre as quais 6 no repassam osrecursos coletados na CF para a Critas (atual gestora dos recursos destinados ao FDS na regio).GESTORES DO FDS ENTREVISTADOSConselho Gestor (atual)Ex Membros do CGLuiz Costella, Ir. Salete Ines Rambo, PadreLadir Casagrande, Dom Antnio Carlos Altieri,Angela Rosane GaleraDom Pedro Erclio Simon, DarliVieira da Luz eSimone ZanettiGRUPO/PROJETO BENEFICIADO ENTREVISTADOSCOONALTERGrupo Tudo por AmorJair Pressi, Gabriela Favreto, Alceo Primel eOscar Cecatto.Lisiane da Silva Erig, Andressa de OliveiraWink, Realcilva Godoi de Oliveira 6. SISTEMATIZAO DA EXPERINCIA DO FUNDO ARQUIDIOCESANO DE PASSO FUNDO/RSPgina 6FUNDOS SOLIDRIOS REGIO SUL8AMMA Associao Amigos do Meio Ambiente.9COOTRAEMPO Cooperativa Mista de Produo e Trabalho dos Empreendedores Populares da SantaMarta LTDA.Projeto TransformaoPastoral da Sade do Santurio eHorto MedicinalIrm Silvania, Mrcio Mazzon, Luiz Costella,Edna (AMMA)8, Silvana (COOTRAEMPO)9Joo Maria Cardoso da Silva, Elma Inez Tonete Iracema Maria Tonet.FOMENTA