sistema sensorial completo

Download Sistema Sensorial Completo

Post on 18-Dec-2014

61.857 views

Category:

Education

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Resumo dos sistema sensoriais tanto humanos como de outras espécies.

TRANSCRIPT

  • 1. SISTEMA SENSORIAL RGOS DO SENTIDO: AUDIO TATO PALADAR VISAO OLFATO
  • 2. O SISTEMA CONSTTUIDO POR SENSORES CAPAZES DE DETECTAR DIFERENTESTIPOS DE INFORMAES ENGLOBANDO DETERMINADOS RGOS ESPECFICOS QUERECEBEM ESTMULOS QUE SO REPASSADOS PARA O SISTEMA NERVOSOCENTRAL, ONDE SO INTERPRETADOS E PODEM RESULTAR NUMA RESPOSTA DOORGANISMO.
  • 3. INTEGRAAO SISTEMA NERVOSO E SENSORIAL.O SISTEMA NERVOSO responsvel pelo ajustamento do organismo aoambiente.FUNO: perceber e identificar as condies ambientais externas, bem como ascondies reinantes dentro do prprio corpo e elaborar respostas que adaptem aessas condies.A unidade bsica do sistema nervoso a clula nervosa, denominadaNEURNIO, que uma clula extremamente estimulvel; capaz de perceber asmnimas variaes que ocorrem em torno de si, reagindo com uma alteraoeltrica que percorre sua membrana. Essa alterao eltrica o IMPULSONERVOSO.
  • 4. EVOLUO E ORGANIZAO DO SISTEMA NERVOSOO SISTEMA NERVOSO aparece pela primeira vez na escala evolutiva animal entre osCNIDRIOS.Nesses animais o sistema nervoso DIFUSO, por ser destitudo de centros coordenadoresdas funes nervosas. , portanto, relativamente simples e consiste numa rede de clulasnervosas espelhadas pelo corpo do animal.Nos PLATELMINTOS surge, pela primeira vez, um SISTEMA NERVOSO CENTRALconstitudo de gnglios nervosos, que so aglomerados de neurnios situados na cabea,sugerindo um rudimento de cefalizao. o SISTEMA NERVOSO GANGLIONAR, que se torna mais aperfeioado em animaiscomo os aneldeos e principalmente artrpodes e moluscos cefalpodes.Em quanto o sistema nervoso ganglionar dos invertebrados apresenta um duplo cordonervoso situado na regio ventral, nos vertebrados o sistema nervoso apresenta-se dispostodorsalmente e protegido pela caixa craniana e pela coluna vertebral.
  • 5. Cnidrio- HidraSistema Nervoso Difuso
  • 6. NEURONIOS UNIDADE ESTRUTURAL E FUNCIONAL DO SISTEMA NERVOSO.
  • 7. TIPOS DE NEURONIOS De acordo com suas funes na conduo dos impulsos, os neurnios podem ser classificados em: Neurnios receptores ou sensitivos (aferentes): recebem estmulos sensoriais e conduzem o impulso nervoso ao SNC. Neurnios motores ou efetuadores (eferentes): transmitem os impulsos motores (respostas ao estmulo). Neurnios associativos ou interneurnios: estabelecem ligaes entre os neurnios receptores e os neurnios motores.
  • 8. POTENCIAL DE AAO O impulso nervoso: mensagem que passa a todo o comprimento da fibra nervosa como processo de transmisso de informao do sistema nervoso a todo o organismo. uma onda de despolarizao que viaja ao longo da membrana do axnio. A energia para a deslocao desta onda tem origem num estmulo e a natureza da mensagem nervosa no afetada pela intensidade do estmulo, mas este codifica a sua freqncia. um movimento coordenado de ons de sdio e potssio pelo nervo da membrana celular. Com a excitao da clulas nervosa, por estmulos que atinjam o limiar de excitabilidade da clula ( -65mV), um potencial de ao ser disparado dentro de um princpio denominado de tudo ou nada. O potencial de ao do neurnio apresenta duas fases: DESPOLARIZAO: determinada pela entrada de ons Na+ REPOLARIZAO: ocasionada pela sada de ons K+
  • 9. SINAPSE um tipo de juno especializada em que um terminalaxonal faz contato com outro neurnio ou tipo celular.Podem ser eltricas ou qumicas (maioria).
  • 10. SINAPSE QUMICAAcontece quando o potencial de ao, ou seja, impulso transmitido atravsmensageiro qumico, ou seja, neurotransmissores, que se liga a um receptor(protena), na membrana ps-sinptica, o impulso transmitido em uma nicadireo, podendo ser bloqueado, e em comparao com sinapse eltrica,a sinapsequmica muito mais lenta.Quase todas sinapses do SNC so qumicas. EX: neurotransmissores Histamina Acetilcolina
  • 11. SINAPSE LETRICA Neste tipo de sinapse as clulas possuem um intimo contato atravs junes abertas ou do tipo gap que permite o livre transito de ons de uma membrana a outra, desta maneira o potencial de ao passa de uma clula para outra muito mais rpido que na sinapse qumica no podendo ser bloqueado.Ocorre em msculo liso e cardaco, onde a contrao ocorre por um todo em todos os sentidos.
  • 12. Sem mediadores qumicos Presena de mediadores qumicos Nenhuma modulao Controle e modulao da transmisso Rpida
  • 13. O SISTEMA DE RECEPTORES SENSORIAIS Estruturas responsveis pela percepo de estmulos provenientes do ambiente = exterorreceptores e do interior do corpo = interorreceptores.H 5 tipos bsicos de receptores sensoriais no corpo: Mecanorreceptores. Termorreceptores. Nociceptores. Receptores eletromagnticos. Quimiorreceptores.
  • 14. Tipos de receptores TERMORRECEPTORES - as sensaes de calor e frio resultam da estimulao de diferentes receptores que se encontram desigualmente distribudos na pele; corpsculos de Krauser,corpsculos de Ruffini. MECANORRECEPTORES - os receptores do tacto;corpsculos de Meissner, localizados superficialmente, apresentam sensibilidade a contactos leves. Estes receptores esto distribudos por toda a pele, no entanto,encontram-se mais concentrados na lngua, lbios, testa e ponta dos dedos. Os receptores sensveis presso corpsculos de Pacini; localizados mais profundamente. RECEPTORES DA DOR - so os mais abundantes no nosso organismo, e respondem a estmulos mecnicos, qumicos e trmicos. Alm de se localizarem superfcie, tambm se encontram nos msculos esquelticos, tendes, intestinos, estmago, etc.
  • 15. AUDIAO HUMANArgo dos sentido. ORELHA Receptor externo de sons. rgo de equilbrio do corpo.
  • 16. O rgo vestbulo-coclear responsvel pela audio e equilbrio ESTRUTURAS ENVOLVIDAS: OUVIDO EXTERNO: Pavilho da orelha, meato acstico externo, e membrana do tmpano. OUVIDO MDIO: Tuba auditiva,ossculos auditivos( martelo,bigorna e estribo), janela oval e redonda. OUVIDO INTERNO: Labirinto sseo (vestbulo, cclea e canais semi-circulares) e labirinto membranceo.
  • 17. DIVISES: OUVIDO EXTERNO O pavilho da orelha formado por cartilagem elstica, coberta por uma fina camada de pelede ambos os lados, contendo glndulas sebceas. importante na captao do som.O meato acstico externo um canal que segue do pavilho da orelha at a membranatimpnica.A parte mais externa do pavilho por estar em continuao com o pavilho, apresenta mesmaestrutura de cartilagem. Mais internamente, porm, tem um arcabouo formado pelo ossotemporal, revestido por pele rica em plos, glndulas sebceas e ceruminosas.As duas glndulas citadas produzem o cermen, que juntamente com os plos conferem proteoao aparelho auditivo.A membrana do tmpano responsvel pela transmisso das ondas sonoras para os ossculos doouvido mdio.A membrana timpnica cobre a extremidade mais profunda do meato auditivo externo, coberta por uma superfcie externa da membrana timpnica,coberta por uma epidermedelgada, enquanto sua superfcie interna constituda por epitlio simples de formatopavimentoso a cbico. Uma delgada camada de componentes conjuntivos, incluindo fibrascolgenas, fibras elsticas e fibroblastos, est interposta entre as duas camadas epiteliais damembrana timpnica. Esta membrana recebe as ondas sonoras, transmitidas a ela pelo ar quepassa pelo meato auditivo externo, que a faz vibrar.
  • 18. DIVISES: OUVIDO

Recommended

View more >