sistema para reconstrução do ligamento cruzado anterior .mais, na reconstrução primária do...

Download Sistema para reconstrução do ligamento cruzado anterior .mais, na reconstrução primária do ligamento

If you can't read please download the document

Post on 17-Nov-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Sistema para reconstruo do ligamento cruzado anterior

    com tendo do quadrceps e canais sseos retangulares

    A R T 5 5 2 . 0 0 6 / 2 0 1 5 - P T

  • K

    AR

    L S

    TOR

    Z 9

    6152

    052

    AR

    T 55

    2.0

    06/

    2015

    /EW

    2

    O tendo do quadrceps

    O tendo do quadrceps utilizado para cirurgias de reviso do ligamento cruzado e, cada vez mais, na reconstruo primria do ligamento cruzado anterior (LCA) ou posterior (LCP).1

    Da mesma forma, o tendo do quadrceps revela-se como fonte ideal de coleta de enxerto para a reconstruo do ligamento patelofemoral medial.2

    Isso se deve, principalmente, s seguintes caractersticas do tendo do quadrceps:

    Vantagens do tendo do quadrceps:

    Pouca morbidade do stio doador em comparao com o tendo patelar Possibilidade de coletar o enxerto com ou sem bloco sseo Boas caractersticas biomecnicas

    Para uma coleta atraumtica, rpida e segura do tendo foi desenvolvido um sistema especial para extrair o tendo de forma minimamente invasiva, que se destaca pelas seguintes caractersticas:

    Tcnica reprodutvel Coleta subcutnea e segura do tendo Profundidade definida da coleta Bom resultado cosmtico

    Artigos sobre o tendo do quadrceps

    1 Fink C, Herbort M, Abermann E, Hoser C, 2014. Minimally invasive harvest of a Quadriceps Tendon with or without a bone block. Arthros Tech 2014 Herbort M, Tecklenburg K, Zantop T, Raschke MJ, Hoser C, Schulze M, Petersen W, Fink C. Single-bundle anterior cruciate ligament reconstruction: a biomechanical cadaveric study of a rectangular quadriceps and bone-patellar tendon-bone graft configuration versus a round hamstring graft. Arthroscopy. 2013 Dec; 29(12):1981-90 Lund B, Nielsen T, Faun P, Christiansen SE, Lind M. Is quadriceps tendon a better graft choice than patellar tendon? A prospective randomized study. Arthroscopy. 2014 May; 30(5):593-8 Sasaki N, Farraro KF, Kim KE, Woo SL. Biomechanical evaluation of the quadriceps tendon autograft for anterior cruciate ligament reconstruction: a cadaveric study. Am J Sports Med. 2014 Mar; 42(3):723-30 Adams, D.Ph.D., Mazzocca, A. M.D., and Fulkerson, J, M.D. Residual strength of the Quadriceps Versus Patellar Tendon After Harvesting a Central Free Tendon Graft. Arthroscopy: The Journal of Arthroscopic and Related Surgery, Vol 22, No 1 (January), pp 76-79. 2006 Joseph M., Fulkerson, J., Nissen, C., Sheehan, TJ, Short-term recovery after anterior cruciate ligament reconstruction: a prospective comparison of three autografts. Orthopedics. 2006 Mar; 29(3):243-8 DeAngelis J and Fulkerson J. Quadriceps Tendon: A reliable alternative for reconstruction of the ACL. Clin Sports Med 26(4), October, 2007

    2 Fink C, Veselko M, Herbort M, Hoser C, 2014. Minimval invasive reconstruction of the MPFL using Quadriceps tendon. Arthros Tech 2014, 3(3) e325 - e329 [Epub ahead of print]

    Observao: possvel solicitar o ENDOWORLD Sistema para retirada de tendo (96152047).

  • K

    AR

    L S

    TOR

    Z 9

    6152

    052

    AR

    T 55

    2.0

    06/

    2015

    /EW

    3

    Um sistema extrator especial para o tendo do quadrceps permite retirar o tendo subcutaneamente atravs de um corte mnimo na pele. Com auxlio de diferentes tamanhos podem ser definidas a largura e a espessura do enxerto.

    O tendo do quadrceps (TQ) um enxerto cuja qualidade muitas vezes subestimada na cirurgia de ligamento do joelho. Ele bastante flexvel no que diz respeito a sua dimenso e pode ser utilizado com ou sem bloco sseo.

    Para a reconstruo do ligamento cruzado pode ser retirado um bloco sseo da patela proximal na largura e na espessura apropriadas com uma serra oscilante ou o enxerto, apenas como enxerto de tecido mole, pode ser descolado da extremidade da patela sem bloco sseo.

    Nos ltimos anos, foi dado cada vez mais importncia s tcnicas de reconstruo do ligamento cruzado utilizando, principalmente, os tendes do semitendinoso e grcil. Em comparao, foi dado muito menos ateno ao tendo do quadrceps.

    Atualmente, muitos cirurgies especialistas em joelho apreciam o tendo do quadrceps no s como enxerto para revises, como tambm utilizam cada vez mais o tendo do quadrceps para a reconstruo primria do ligamento cruzado anterior (LCA) e posterior (LCP).

    Link para o vdeo

  • K

    AR

    L S

    TOR

    Z 9

    6152

    052

    AR

    T 55

    2.0

    06/

    2015

    /EW

    4

    Sistema para reconstruo do LCA com tendo do quadrceps e canais sseos retangulares

    No mbito da anatomia onde se d a insero do ligamento cruzado anterior, se manifestava a necessidade de desenvolver um sistema que permitisse reproduzir essa forma estipulada pela anatomia do stio da insero da melhor maneira possvel.

    Em uma parceria com o Prof. Christian Fink, da Sportsclinic Austria (em Innsbruck, ustria), foi desenvolvido um sistema compacto para a criao de tneis sseos retangulares femorais e tibiais.

  • K

    AR

    L S

    TOR

    Z 9

    6152

    052

    AR

    T 55

    2.0

    06/

    2015

    /EW

    5

    Colocao de tneis sseos anatmicos

    Insero anatmica do LCA no fmur.

    O tnel sseo retangular ajusta-se muito bem insero femoral anatmica do LCA. No lado direito da ilustrao: Introduo do enxerto.

    Em uma flexo de 115, a abertura do tnel sseo retangular se encontra quase na horizontal.

  • K

    AR

    L S

    TOR

    Z 9

    6152

    052

    AR

    T 55

    2.0

    06/

    2015

    /EW

    6

    Descrio da aplicao

    1. Clculo do dimetro do enxerto com o medidor do dimetro de tendo

    2. Colocao do tnel sseo femoral

    Cdigo QR para canal de perfurao femoral

  • K

    AR

    L S

    TOR

    Z 9

    6152

    052

    AR

    T 55

    2.0

    06/

    2015

    /EW

    7

    Perfurao com broca de 4,5mm para a fixao FLIPPTACK e, em seguida, clculo do comprimento do tnel.

    O raspador escolhido de acordo com o dimetro do enxerto (com 8mm para enxertos de 8 e 9mm ou com 10mm para enxertos de 10 e 12mm).

    Colocao do tnel femoral com o guia Medial Portal Aimer. Para tanto, necessrio assegurar uma colocao centralizada do tnel no stio da insero do LCA nativo.

    Para colocao do canal de perfurao femoral est disponvel uma seleo de guias em diferentes modelos e diversas variaes:

    Insero vertical do raspador pelo fio de Kirschner (para proteger os cndilos de danos iatrognicos). Com uma flexo horizontal do joelho a 115, o raspador alinhado intra-articular e com a face lisa direcionada para o LCP. O raspador equipado com um pino complementar de 4,5mm que permite uma centralizao exata no tnel de 4,5mm.

  • K

    AR

    L S

    TOR

    Z 9

    6152

    052

    AR

    T 55

    2.0

    06/

    2015

    /EW

    8

    realizada a raspagem do tnel no comprimento completo do bloco sseo. O fio de Kirschner mantido no tnel.

    ! Para evitar uma abraso do ligamento, importante que a face lisa do raspador, na posio final na entrada do tnel, esteja direcionada para o LCP.

    ! Em caso de uma fixao extracortical, tanto o raspador quanto o dilatador so fixados 1,0cm mais profundamente para que o FLIPPTACK possa ser inclinado deforma extracortical. Habitualmente, o orifcio cego atinge aproximadamente 30mm.

    Em seguida, um dilatador do mesmo tamanho que o enxerto selecionado e inserido no tnel at a profundidade desejada.

  • K

    AR

    L S

    TOR

    Z 9

    6152

    052

    AR

    T 55

    2.0

    06/

    2015

    /EW

    9

    3. Colocao do tnel tibial

    Cdigo QR para canal de perfurao tibial

    O guia tibial se caracteriza pelo design exclusivo da ponta. Esse formato permite a colocao de dois fios de Kirschner para alinhamento do canal no planalto tibial.

    O canal de perfurao tibial pode ser preparado tanto convencionalmente redondo quanto retangular.

  • K

    AR

    L S

    TOR

    Z 9

    6152

    052

    AR

    T 55

    2.0

    06/

    2015

    /EW

    10

    O guia tibial posicionado a partir do corno anterior do menisco lateral. Com auxlio do tubo do guia tibial pode ser aferido o comprimento do canal tibial que deve ser observado mais tarde para estipular a profundidade da insero do dilatador tibial.

    No caso da instalao de um canal de perfurao retangular previamente determinado, o primeiro fio de Kirschner perfurado atravs do tubo mdio do guia tibial.

    sempre feita uma outra perfurao sobre esse mesmo canal com uma broca canulada de 10mm (implantes com largura entre 8/9mm) ou 12mm (implantes com largura entre 10/12mm) at uma profundidade de 510mm para romper o crtex.

    A seguir realizada a perfurao ventral e/ou dorsal com outros fios de Kirschner dependendo das dimenses do implante (dois fios de Kirschner em implantes de 810mm, trs fios de Kirschner em implantes de 12mm), assim como a colocao do primeiro fio de Kirschner.

  • K

    AR

    L S

    TOR

    Z 9

    6152

    052

    AR

    T 55

    2.0

    06/

    2015

    /EW

    11

    A ponte ssea perfurada com auxlio de um shaver e o fio de Kirschner introduzido.

    Para facilitar a introduo do implante de distal para proximal, o canal inteiro dilatado em formato retangular, sempre 0,5mm a mais que a espessura e a largura do implante, com um dilatador.

    O enxerto de tendo, previamente preparado, pode ento ser inserido nos canais. Para tanto, com auxlio de um gancho palpador, o bloco sseo conduzido intra-articularmente e devidamente girado.

  • K

    AR

    L S

    TOR

    Z 9

    6152

    052

    AR

    T 55

Recommended

View more >