sistema-confea-crea - publicação

Download Sistema-confea-crea - publicação

Post on 11-Aug-2015

18 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Sistema-confea-crea - publicação

TRANSCRIPT

O SISTEMA CONFEA/CREA/ MTUAEng Rosana Brando

Definio do Sistema Confea/CreaAutarquia Federal, dotada de personalidade jurdica pblica, constituindo servio pblico federal, responsvel pela fiscalizao do exerccio das profisses vinculadas.

Foram criados para regular, orientar e fiscalizar a atividade profissional

Misso principal a luta pela melhoria das condies de trabalho, da remunerao, das relaes de trabalho, defesa da classe, entre outras atividades

Conselho x Sindicato x AssociaoSo sociedades de cunho cientfico, criadas com o objetivo de auxiliar os profissionais e estudantes com atividades que agreguem valor aos seus currculos, como cursos, palestras, congressos e jornadas, encontros, simpsios e demais eventos cientficos.

PROFISSES VINCULADAS AO SISTEMA CONFEA/CREA

NMEROS NACIONAIS

Nmeros Mundiais Fonte: Wec 2008

Nmeros de engenheiros em relao populao economicamente ativa: Brasil = 6.000/100.000 Estados Unidos e Europa: 25.000/100.000 China e ndia = 22.000/100.000 Gois = 621/100.000

Nmeros Mundiais Fonte: Wec 2008

Nmeros de formandos em engenharia por ano:

Brasil = 47.000 ndia = 220.000 China = 650.0000

Gois = 752 (2009)

Dos atuais 850 mil profissionais formados somente 226 mil esto no setor produtivo

Setor Publico

Setor Setor de Financeiro Negcios

Levantamento do IPEAEstimativa de engenheiros formados at 2015 1,099 milhes (setor produtivo = 1/3 deste valor)

Crescimento do PIB 3 % Nmero seria suficiente

Crescimento do PIB de 5% 1,160 milhesCrescimento do PIB DE 7% = 1,462 milhes

Notas para engenheiros atuantes no pas Setor produtivo Fonte ; Inova EngenhariaAvaliao realizada pela CNI/SENAI/IEL com as grandes industrias

POR QUE AS PROFISSES VINCULADAS AO SISTEMA CONFEA/CREA SO REGULAMENTADAS ?

70% PIB

CREA-GO

Jurisdio: Estado de Gois Data de Instalao: 01/01/1968

CREA-GOCARTORIALREGISTRO DE EMPRESAS REGISTRO DE PROFISSIONAIS

VALORIZAO PROFISSIONALENG. PBLICA/CASA PRPRIAACESSIBILIDADE SALA DOS PROFISSIONAIS ADIC TICA OUVIDORIA CONTROLADORIA I.P.I. PRMIO MEIO AMBIENTE

FISCALIZAO

REGISTRO DE ARTSOCIEDADE PROFISSIONAL SISTEMA

Funo do Crea-GO Fiscalizao;

Orientao; Controle e normatizao; e

Aprimoramento profissional.

Conselheiros. So profissionais habilitados de acordo com a legislao vigente no sistema CONFEA/CREAs, devidamente registrados no CREA, o cargo honorfico, com mandato de 03 (trs) anos; . So representante das Entidades de Classe de sua jurisdio ou Instituio de Ensino das reas de atuao da Engenharia, Agronomia, Geologia, Geografia, Meteorologia, Tcnicos Industriais e Tcnicos Agrcolas;

PlenrioO Plenrio do Crea o rgo colegiado decisrio da estrutura bsica que tem por finalidade decidir os assuntos relacionados s competncias do Conselho Regional, constituindo a segunda instncia de julgamento no mbito de sua jurisdio, ressalvado o caso de foro privilegiado.

Composio do Plenrio do Crea-GON de cons. por entidade9 3 5

Entidade de Classe ou Instituio de EnsinoSENGE CENG AEAGO

Total9 3 5

22

1 2 1

ABEE, AENGI, AEMGO, AGEGO e AGESTUEG e UFG UCG

5 4 1

36

08

11

FESURV, ULBRA e FIMESTc. Ind/Agr. por cmara

36 06

Cmaras EspecializadasA cmara especializada o rgo decisrio da estrutura bsica do Crea que tem por finalidade apreciar e decidir os assuntos relacionados fiscalizao do exerccio profissional, e sugerir medidas para o aperfeioamento das atividades do Conselho Regional, constituindo a primeira instncia de julgamento no mbito de sua jurisdio, ressalvado o caso de foro privilegiado.

Cmaras Especializadas do Crea-GOCmara Especializada de Agronomia C.E.A. - 12 conselheiros;

Cmara Especializada de Mecnica, Metalrgica e Qumica C.E.M.M.Q - 03 conselheiros;Cmara Especializada de Engenharia Civil e Agrimensura C.E.E.C.A 12 conselheiros; Cmara Especializada 05 conselheiros; de Engenharia Eltrica C.E.E.E. 03

Cmara Especializada de Geologia e Minas C.E.G.E.M. conselheiros.

ATRIBUIES PROFISSIONAIS

Resoluo n 218/73 - Confea

Resoluo n 1.010/2005 - Confea

INSPEO PREVENTIVA E INTEGRADA - IPI

IPI nas Escolas Estaduais Escolas Inspecionadas: 14 Equipe: Crea-GO, Vigilncia Sanitria Estadual e Municipal, Corpo de Bombeiros, MP-GO e Secretaria Estadual de Educao. Cronograma de visitas: 30 dias Resultados: Baixa gravidade: 4 escolas Gravidade moderada: 2 escolas Alta gravidade: 8 escolas

MODERNIZAO DA FISCALIZAO

IN LOCO

TRAJETOS NA IMAGEM DE SATLITE

ZOOM NO TRAJETO

O que a Mtua?Mtua/Caixa de Assistncia dos Profissionais do Crea uma Sociedade Civil sem fins lucrativos criada pelo Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia - CONFEA, pela resoluo n 252 de 17 de dezembro de 1977, consoante autorizao legal contida no artigo 4 da Lei 6.496, de 07 de dezembro de 1977.

Qual do objetivo da Mtua?A Mtua tem por objetivo instruir, para os que nela se inscrevam, Planos de Benefcios Sociais, Previdencirios e Assistenciais, em conformidade com suas disponibilidades e desde que salvaguardado o seu equilbrio Econmico-Financeiro..

Como se associar a Mtua?Podero inscrever-se na Mtua todos os profissionais de Engenharia, Arquitetura e Agronomia; O Profissional que se interessar em se associar Mtua dever preencher o Cadastro on-line e pagar a Taxa de Inscrio no valor de R$ 10,00 (Dez Reais); Anuidade, no valor de R$ 130,00 (Cento e Trinta Reais).

AuxliosPeclio por Morte

Finalidade Garantir o pagamento de indenizao ao(s) beneficirio(s), em caso de falecimento do associado Morte Natural(qualquer causa) - R$ 10.000,00 Morte Acidental - R$ 20.000,00.

Funeral Finalidade Garantir o pagamento de indenizao de auxilio funeral aquele que custear os respectivos encargos; Funeral: R$ 2.500,00.

AuxliosPecunirioFinalidade: Conceder ajuda de custo atravs de auxlio financeiro mensal ao associado carente de recursos, em evidente necessidade de sobrevivncia. Auxlio mensal De 1 a 3 salrios mnimos vigentes no pas, por perodo de at 4 meses, podendo ser prorrogado por igual perodo, at o mximo de 12 meses, a critrio da Diretoria Executiva, condicionado disponibilidade financeira da Mtua.

CrditosTratamento, Equipamentos e Livros, Auxlio Natalidade, Auxlio Educao e outros Juros e Correo Sobre o saldo devedor do emprstimo, incidir, mensalmente, correo monetria calculada pelo INPC/IBGE mdio dos ltimos 12 meses, acrescidos de juros de 0,5% ao ms.

Aquisio de VeiculosPr-requisito para concesso Ser associado h mais de um ano; Estar adimplente com anuidades; No ter outro benefcio reembolsvel em aberto. Possuir idoneidade cadastral; Ter capacidade de pagamento.

Valor mximo do emprstimo O emprstimo pode equivaler a quatro vezes o valor da renda lquida familiar, limitado a 80 salrios mnimos. Comprometimento de renda As parcelas referentes ao reembolso do emprstimo no podero ser superiores a 30% da renda lquida familiar apurada. Prazo de reembolso Em at 36 meses. Juros e correo O saldo devedor corrigido mensalmente pelo ndice Nacional de Preos ao Consumidor (INPC) mdio dos ltimos 12 meses mais 0,5% de juros ao ms.

Auxlio EmpreendedorDisponibilizar linhas de financiamento para utilizao em investimentos fixos, capital de giro associado ou capital de giro isolado aos associados, inclusive os recm formados, no intuito de form-los micro empreendedores. Pr-requisito para concesso Ser associado h mais de um ano; Estar em dia com a anuidade e reembolso de benefcios; Possuir idoneidade cadastral; Ter capacidade de pagamento. Apresenta fiador (idoneidade cadastral e capacidade de pagamento)

Valor mximo do emprstimo O emprstimo pode equivaler a trs vezes o valor da renda lquida familiar, limitado a 50 salrios mnimos. Prazo de reembolso Em at 30 meses. Juros e correo O saldo devedor corrigido mensalmente pelo ndice Nacional de Preos ao Consumidor (INPC) mdio dos ltimos 12 meses mais 0,5% de juros ao ms.

Seguro de Responsabilidade Civil Profissional para os profissionais registrados no CREA

Recommended

View more >