serviÇo social carolina de paris - cac-php. ?· exploratório a partir de referencial teórico...

Download SERVIÇO SOCIAL CAROLINA DE PARIS - cac-php. ?· exploratório a partir de referencial teórico elaborado,…

Post on 18-Nov-2018

214 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1

    SERVIO SOCIAL

    ___________________________________________________________________________

    CAROLINA DE PARIS

    A IDEOLOGIA NEOLIBERAL E A FLEXIBILIZAO DO TRABALHO NO BRASIL: UM ESTUDO APROXIMATIVO

    TOLEDO 2012

  • 2

    CAROLINA DE PARIS

    A IDEOLOGIA NEOLIBERAL E A FLEXIBILIZAO DO TRABALHO NO BRASIL: UM ESTUDO APROXIMATIVO

    Trabalho de Concluso de Curso apresentado ao Curso de Servio Social do Centro de Cincias Sociais Aplicadas da Universidade Estadual do Oeste do Paran, como requisito parcial obteno do grau de Bacharel em Servio Social. Orientadora: Profa. Dra Marize Rauber Engelbrecht.

    TOLEDO 2012

  • 3

    CAROLINA DE PARIS

    A IDEOLOGIA NEOLIBERAL E A FLEXIBILIZAO DO TRABALHO NO BRASIL: UM ESTUDO APROXIMATIVO

    Trabalho de Concluso de Curso apresentado ao Curso de Servio Social do Centro de Cincias Sociais Aplicadas da Universidade Estadual do Oeste do Paran, como requisito parcial obteno do grau de Bacharel em Servio Social.

    BANCA EXAMINADORA

    ___________________________________

    Orientadora Prof. Dra. Marize Rauber Engelbrecht Universidade Estadual do Oeste do Paran

    ___________________________________ Prof. Dra. Rosana Mirales

    Universidade Estadual do Oeste do Paran

    ___________________________________ Prof. Dr. Alfonso Klein

    Universidade Estadual do Oeste do Paran

    Toledo, 27 de Novembro de 2012.

  • 4

    Dedico este trabalho s pessoas mais importantes da

    minha vida, meus pais Joo Roque e Cleonice, e

    meus irmos, Di e Ju, que sempre confiaram no meu

    potencial. No conquistaria nada se no estivessem

    ao meu lado. Obrigada por estarem presentes, em

    todos os momentos, me dando carinho, apoio,

    incentivo, determinao, f e principalmente Amor.

    Vivo por vocs.

  • 5

    AGRADECIMENTOS

    Acima de tudo a Deus, que sempre esteve comigo e me privilegiou exercer esta

    profisso.

    Aos meus pais, por toda a estrutura. Pela confiana e pelo amor que me fortalece.

    Aos amigos que fiz durante a graduao e particularmente as amigas que dividiram

    suas vidas (e o lar) comigo: Carol, Gi e Du. Obrigada pelo carinho, considero-as verdadeiras

    irms.

    Aos colegas de estgio e principalmente a Vnia Frigotto, pelo conhecimento

    profissional e SUPERviso.

    A todos os meus professores, em especial professora Marize, que foi uma

    orientadora exemplar, sempre presente, tendo muita pacincia, esclarecendo minhas dvidas

    com competncia, confiana e conhecimento.

    Agradeo a todos que me ajudaram no que foi preciso.

  • 6

    "No sois mquinas! Homens que sois! Charles Chaplin

  • 7

    PARIS, CAROLINA DE. A ideologia neoliberal e a flexibilizao do trabalho no Brasil: um estudo aproximativo. Trabalho de Concluso de Curso (Bacharelado em Servio Social). Centro de Cincias Sociais Aplicadas. Universidade Estadual do Oeste do Paran - Campus - Toledo, 2012.

    RESUMO

    Partindo de uma concepo marxiana de trabalho, compreendido como atividade laboral vital, dotada de sentido o que no acontece sob a lgica do capital buscou-se analisar as principais transformaes ocorridas no mundo do trabalho ao longo do desenvolvimento do modo de produo capitalista, mais precisamente em seu momento dominante de acumulao o toyotismo. O tema da pesquisa A Ideologia Neoliberal e a Flexibilizao do Trabalho no Brasil: um estudo aproximativo. A relevncia da pesquisa se d pelo fato de justificar a necessidade de o profissional Assistente Social permanecer atento s transformaes da atualidade e a incidncia dos fatos nos direitos sociais do trabalho. O questionamento norteador do estudo foi quais seriam as implicaes do neoliberalismo nas relaes de emprego do pas. Neste sentido, a pesquisa teve como objeto de estudo a tendncia de flexibilizao do trabalho no capitalismo contemporneo e o objetivo geral consistiu numa aproximao ideologia neoliberal, s tendncias contemporneas de acumulao flexvel bem como suas implicaes na produo e nos direitos trabalhistas no contexto brasileiro. Para tanto o delineamento da investigao define-se como pesquisa bibliogrfica, de carter exploratrio a partir de referencial terico elaborado, com nfase nas obras de Marx, Jos Paulo Netto, Ricardo Antunes, entre outros, bem como a anlise da legislao trabalhista brasileira Consolidao das Leis Trabalhistas e a Constituio Federal de 1988. No Brasil, a legislao social conquistada promoveu avanos importantes na direo da regulao pblica do trabalho, mas tais avanos foram limitados. Os resultados da anlise sobre a legislao constataram retrocessos sociais importantes traduzidos na flexibilizao da regulamentao trabalhista, onde se criam mecanismos legais que imprimem ao trabalho uma falsa autonomia, num contexto em que o Estado adota um padro de leis que favorece o plo mais forte da relao capitalista, demonstrando que a justia, como qualquer instituio burguesa, tambm sofre as determinaes do mercado. Palavras-chave: Trabalho; transformaes do trabalho; direitos do trabalho; neoliberalismo; flexibilizao do trabalho.

  • 8

    LISTA DE SIGLAS

    BID Banco Interamericano de Desenvolvimento CF /88 Constituio Federal de 1988 CLT Consolidao das Leis Trabalhistas CUT Central nica dos Trabalhadores FAT Fundo de Aparo ao Trabalhador FGTS Fundo de Garantia do Tempo de Servio FIPE Fundao Instituto de Pesquisas Econmicas FMI Fundo Monetrio Internacional IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica IPEA Instituto de Pesquisa Econmica Aplicada IPEA Instituto de Pesquisa Econmica Aplicada MP Medida Provisria OIT Organizao Internacional do Trabalho OMC Organizao Mundial do Comrcio FED Federal Reserve Banks PLR Programa de Participao nos Lucros e Resultados RAIS Relao Anual de Informaes Sociais

  • 9

    SUMRIO

    INTRODUO.......................................................................................................................10

    1. O MUNDO DO TRABALHO............................................................................................13

    1.1 O TRABALHO...................................................................................................................13

    1.2 O TRABALHO NO MODO DE PRODUO CAPITALISTA........................................16

    1.3 TRANSFORMAES DO TRABALHO: TRANSIO DO MODELO FORDISTA

    PARA O TOYOTISTA..............................................................................................................18

    2. O TRABALHO NO CAPITALISMO CONTEMPORNEO........................................23

    2.1 O IDERIO NEOLIBERAL..............................................................................................23

    2.2 AS IMPLICAES DO IDERIO NEOLIBERAL NOS DIREITOS DO

    TRABALHO.............................................................................................................................26

    2.2.1 A Questo da Flexibilizao e Desregulamentao.....................................................30

    3. AS RELAES DE TRABALHO NO BRASIL NO CONTEXTO NEOLIBERAL...32

    3.1 AS CONQUISTAS TRABALHISTAS E AS RELAES DE TRABALHO NO

    CENRIO BRASILEIRO........................................................................................................32

    3.2 A TENDNCIA DE FLEXIBILIZAO DO TRABALHO NO BRASIL.......................36

    3.2.1 Flexibilizao dos Contratos de Trabalho....................................................................38

    3.2.2 Flexibilizao da Jornada de Trabalho........................................................................41

    3.2.3 Flexibilizao dos Salrios.............................................................................................44

    CONSIDERAES FINAIS.................................................................................................48

    REFERNCIAS......................................................................................................................52 ANEXO I..................................................................................................................................56 ANEXO II................................................................................................................................57

  • 10

    INTRODUO

    Seria muito bom abordar o trabalho como meio de vida e de conquista da dignidade

    humana, sem divisar o alvio do esforo do trabalho em face dos avanos tecnolgicos e do

    conhecimento cientfico que a humanidade conquistou ao longo da histria. Contudo, o que se

    constata no mundo real do trabalho um distanciamento crescente entre prticas

    organizacionais e direitos sociais conquistados. Este o grande paradoxo que instigou

    pesquisa e que define o trabalho contemporneo: sua combinao com a precariedade.

    Neste sentido, a pesquisa teve como objeto de estudo a flexibilizao das relaes de

    trabalho no capitalismo contemporneo, tendo como questionamentos norteadores, quais

    seriam as implicaes do neoliberalismo nas relaes de emprego no pas. Como o iderio

    neoliberal tem afetado a questo do trabalho? Essa ideologia tem contribudo para aprofundar

    a precariedade das relaes de emprego?

    Na era da acumulao flexvel, a flexibilizao da regulamentao trabalhista uma

    das dimenses da flexibilizao como conjunto de transformaes nos moldes de produo

    do capital, reafirmando que a acumulao de capital, por mais contempornea que seja, no

    parceira da equidade e no rima com igualdade.

    As tendncias de desenvolvimento atuais, proclamadas no iderio neoliberal, parecem

    t