semiologia da icc

Click here to load reader

Post on 09-Aug-2015

934 views

Category:

Health & Medicine

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  1. 1. Semiologia da insuficincia cardaca Dra maria jos gonzalez parada
  2. 2. DEFINIO DE INSUFICINCIA CARDACA ........ MELHOR DEFIINIO FEITA ----- UMA DEFINIO CLNICA UMA SNDROME CLNICA EXTREMAMENTE COMPLEXA EM QUE O CORAO INCAPAZ DE MANTER UM DBITO CARDACO ADEQUADO PARA ATENDER A DEMANDA METABLICA E O RETORNO VENOSO , OU FAZE- LO SOMENTE ATRAVS DE ELEVADAS PRESSES DE ENCHIMENTO EUGENE BRAUNWALD , 1980
  3. 3. INSUFICIENCIA CARDACA VS INSUFICIENCIA CARDACA CONGESTIVA ---NEM TODO PACIENTE APRESENTA-SE COMSOBRECARGA DE VOLUME--- NA SUA AVALIAO INICIAL OU SUBSEQUENTE --- O TERMO INSUFICINCIA CARDIACA PREFERIDO EPIDEMIOLOGIA---- 1 SOBRECARGA VOLUMTRICA E PRESSORICA 2 RESTRIO AO ENCHIMENTO VENTRICULAR 3PERDA DE MIOCITOS .........ESSES 3 GRUPOS PROMOVEM A DISFUNO VENTRICULAR SISTLICCA...... DIMINUIO DA CONTRATILIDADE (EJEO) APROXIMADAMENTE 60% DOS PACIENTES COM INSUFICIENCIA CARDACA TEM DIS FUNO SISTLICA---
  4. 4. RELAES CARDIO PULMONARES
  5. 5. -DISFUNO DIASTLICA --- DIMINUIO DO ENCHIMENTO--- RELAXAMENTO VENTRICULAR --- ISSO OCORRE EM 40% DOS CASOS ---- CAUSAS DE FALNCIA VENTRICULAR 1- SOBRECARGA DE VOLUME -REGURGITAO ARTICA E MITRAL --- CASOS DE REGURGITAES VALVARES -ESTADO DE ALTO DBITO---- BERIBERI, TIREOIDITE, FSTULAS ARTERIO VENOSAS 2- SOBRECARGA PRESSRICA- OBSTRUO AO FLUXO -HIPERTENSO -ESTENOSE ARTICA PROMOVE GRADIENTE DE PRESSO NA VIA DE SADA DO VENTRCULO ESQUERDO -MIOCARDIOPATIA HIPERTRFICA GRADIENTE DINMICO -3- RESTRIO - - DOENA PERICRDICA -- CARDIOMIOPATIA RESTRITIVA --- TAQUIARRITIMIAS
  6. 6. 4- PERDA DE MICITOS - PS INFARTO -ISQUEMIA CRNICA -DOENA DO TECIDO CONJUNTIVO -INFECES MIOCARDITE POR VRUS MAIS FREQUENTE -INTOXICAO- ALCOOL- COBALTO- DOXARRUBICINA- ---ETIOLOGIA DA FALNCIA CARDACA QUAL A CAUSA MAIS COMUM ATUALMENTE DA INSUFINCIA CARDACA A PERDA DE CLULAS MIOCRDICAS APS INJRIA CARDIACA PODE SER DEVIDO -DOENA CARDACA ISQUMCA QUE A MAIS COMUM -HIPERTENSO -CARDIOMIOPATIA HIPERTRFICA -INFECCIOSAS EXS MIOCARDITE CHAGSICA, --TOXINAS EXEMPLO ALCOOL , DROGAS -- DOENA VALVAR- --ARRITMIAS PROLONGADAS
  7. 7. FISIOLOGIA CONCEITOS LEI DE FRANK STARLING FRAO DE EJEO- DBITO CARDACO- PR- CARGA RETORNO VENOSO E FUNO DIASTLICA PS- CARGA PRESSO ARTERIAL E FUNO SISTLICA A LEI DE FRANK STARLING NADA MAIS QUE A CAPACIDADE DA CLULA MIOCRDICA DE SE DILATAR NA PRESENA DE UMA PR- CARGA AUMENTADA AT UM LIMITE- A PARTIR DESSE LIMITE- ENTO- ACABA OCORRENDO UMA DILATAO- OU UMA PROGRESSO DA INSUFICINCIA CARDACA
  8. 8. QUANDO A FISIOLOGIA BSICA ALTERADA SEJA POR HIPERTENSO ARTERIAL SISTMICA, SEJA POR UM GRADIENTE FSICO NA VIA DE SADA COMO NA ESTENOSE ARTICA, OCORREM OS MECANISMOS COMPENSSATRIOS MECANISMOS COMPENSSATRIOS AUMENTO DA FREQUENCIA CARDACA --- SIMPTICO NOREPINEFRINA DILATAO -- FRANK-STARLING PARA SE MANTER A CONTRATILIDADE -- NEURO HUMORAL- -COMPLEXO- INCLUI SIMPTICO, PARASSIMPTICO, RECEPTORES , EFETORES
  9. 9. -SISTEMA RENINA- ANGIOTENSINA ALDOSTERONA E -ENDOTELINA- MAIS POTENTE VASOCONSTRICTOR -ATIVAO NEURO HORMONAL NA FALNCIA CARDACA SE INICIA QUANDO OCORRE A INJRIA MIOCRDICA---- ATIVAO NEUROHORMONAL --- VIA ATIVAO DO SIMPTICO --- RENINA ANGIOTENSINA ALDOSTERONA ALTERAES CELULARES---- -ALTERAES NOS CANAIS DE CLCIO- -ALTERAO NOS RECEPTORES ADRENRGICOS- AUMENTA A SENSIBILIZAO DOS RECEPTORES ALFA- 1 E DESSENSIBILIZAO POR DOWN REGULATION DOS RECEPTORES B1- -ALTERAES NAS PROTENAS CONTRTEIS --MORTE CELULAR- APOPTOSES --AUMENTO DO TECIDO FIBROSO
  10. 10. SEMIOLOGIA DA INSUFICINCIA CARDACA ESQUERDA E DIREITA --SINTOMAS ANTERGRADOS --- RELACIONADOS AO BAIXO FLUXO E -- SINTOMAS RETRGADOS--- RELACIONADOS A CONGESTO INSUFICINCIA CARDACA A DOENA QUE MAIS APRESENTA SINAIS E SINTOMAS SEMIOLOGIA IMPORTANTE
  11. 11. ESSAS ALTERAES VO MODIFICANDO A GEOMETRIA CARDACA VENTRICULAR O CORAO QUE TEM UMAGEOMETRIA ELIPSOIDE A MELHOR FORMA DE CONTRAO E EJEO VENTRICULAR ELE FICA ARREDONDADO ISSO CHAMA-SE REMODELAMENTO VENTRICULAR OS MECANISMOS COMPENSSATRIOS QUE OCORREM DEVIDO A UMA INJRIA MIOCRDICA ALTERAM A GEOMETRIA VENTRICULAR- CONSEQUENTEMENTE PIORANDO ENTO A INSUFICINCIA CARDACA- QUANTO MAIS ATIVADOS ESTEJAM O REMODELAMENTO VENTRICULAR ---- A ALTERAO NO TAMANHO- FORMA E ESTRUTURA DO CORAO DEVIDA AO ESTRESSE HEMODINMICO E DESORDENS NEURO HORMONAIS- QUE OCORREM NA INSUFICINCIA CARDACA