seminário selecção e recrutamento

Click here to load reader

Post on 04-Jul-2015

2.455 views

Category:

Business

5 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

No primeiro mês do ano de 2009, não podendo ser mais a propósito, realizamos em Viana do Castelo o 2º seminário Forward | Nelson Viegas, desta vez subordinado ao tema "Selecção e Recrutamento, o novo paradigma de competitividade das organizações!" Parafraseando um dos oradores, seleccionar bem é seleccionar os melhores, e seleccionar os melhores dá vantagens competitivas às organizações".

TRANSCRIPT

  • 1. BEMVINDOS Viana do Castelo 16 de Janeiro 2009

2. PEQUENAS E MDIAS EMPRESAS CONTRIBUIO PARA A CRIAO DE POSTOS DE TRABALHO Eng Joaquim Ribeiro 3. Dimenso das Empresas

  • 20 ou mais trabalhadores
  • Menos de 20 trabalhadores
  • 10 20 Pequenas
  • At 9 Micro
  • 1 Pessoa Micro micro

Joaquim Ribeiro 4.

  • No Distrito de Viana do Castelo a esmagadora maioria das empresas so micro empresas.
  • No comrcio a estrutura mdia era em 2006 3,4 pessoas / empresa

Joaquim Ribeiro 5.

  • TODAS AS EMPRESAS SO IMPORTANTES, PODENDO CONTRIBUIR PARA O CRESCIMENTO ECONMICO HARMONIZADO DOS PASES.

Joaquim Ribeiro 6.

  • BETOS COM PEDRAS GRANDES:
  • QUEBRADIO
  • BETO S COM PEQUENAS AREIAS:
  • QUEBRADIO
  • BETO COM TODAS AS PROPRIEDADES:
  • CIMENTO+AREIA + BRITA PEQ. + BRITA MDIA +BRITA GRANDE

Joaquim Ribeiro 7. PEQUENAS EMPRESAS

  • REPRESENTAM:
  • 97 % DO TOTAL DEEMPRESAS
  • 52 % DO EMPREGO
  • 36 % DO VOLUME DENEGCIOS TOTAL

8. OS QUATRO PORQUINHOS ( PIGS)

  • P - PORTUGAL
  • I - ITLIA
  • G - GRCIA
  • S - SPAIN
  • (ESPANHA)

Joaquim Ribeiro 9. SECTORES QUE MAIS CONTRIBUIRAM PARA A ECONOMIA Joaquim Ribeiro N EMPRESAS N TRAB VOLUME NEGCIOS 615 015 3 121 431 272,445 BILIES COMRCIO 36,3% 24,4% 41,8% CONSTRUO 15,1% 13,9% 9,8% INDUSTRIA TRANSFORMADORA 12,8% 29,2% 25,1% 10. RAMO: SERVIOS

  • REPRESENTAVA EM CONJUNTO COM ACTIVIDADES IMOBILIRIAS E ALUGUERES - +- 10%(2002)
  • REPRESENTA SZINHO MAIS QUE AQUELE VALOR (2008)

Joaquim Ribeiro 11. EMPREENDEDORISMO

  • BASE PARA A CRIAO DE EMPRESAS,
  • SOBRETUDO MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

Joaquim Ribeiro 12.

  • EMPREENDEDOR SC VXII OU XVIII
  • DIFERENCIAR:
  • O QUE ASSUME RISCOS(EMPREENDEDOR)
  • O QUE FORNECIA O CAPITAL
  • (CAPITALISTA)

Joaquim Ribeiro 13.

  • MAS AFINAL QUEM ESTA GENTE ???

Joaquim Ribeiro 14.

  • AQUELE QUE ASSUME RISCOS
  • O GOSTO PELA LIBERDADE
  • EMPRESRIO: AQUELE QUE NO TEM PATRO

Joaquim Ribeiro 15. CRIAO DE EMPRESAS

  • TAXA DE SOBREVIVNCIA:50 %
  • (INDEPENDENTEMENTE DE SE ESTAR OU NO EM CRISE ECONMICA MIKRO BILBAO)
  • PRAZO : AT 5 ANOS
  • QUEM NO SOBREVIVE:
  • AGUENTA TODAS AS RESPONSABILIDADES
  • NO TEM QUALQUER PROTECO NO DESEMPREGO

16.

  • SILICON VALLEY UMA SEPULTURA
  • O FRACASSO A MAIOR FORA DE SILICON VALLEY. ( DAVID GLASS )
  • QUALQUER PRODUTO OU EMPRESA FALHADA SO UMA LIO ARMAZENADA PARA A MEMRIA COLECTIVA DO PAS. NO S NO ESTIGMATIZAMOS O FRACASSO COMO, POR VEZES, O ADMIRAMOS.
  • ( TOM PETERS)

Joaquim Ribeiro 17. SECTORES FUNDAMENTAISJoaquim Ribeiro VENDAS/ PRODUO/ SERVIOS CLIENTES COMPRAS FORNECEDORES CONTABILIDADE, CRDITO, FINANCIAMENTOS DINHEIRO PESSOAL RECURSOS HUMANOS ESTRATGIA, QUALIDADE LEGISLAO, MARKETING 18.

  • FINANCIAMENTOS3 F
    • FAMILY
    • FRIENDS
    • FOULS
    • (FAMILIA, AMIGOS E TOLOS)

Joaquim Ribeiro 19. LEGISLAO

  • O DONO DE UM PEQUENO CAF
  • TEM DE CONHECER CERCA DE 500 DECRETOS LEI / PORTARIAS
  • (O DESCONHECIMENTO NO ATENUANTE LEGAL)

Joaquim Ribeiro 20. QUEM PODE INSPECCIONAR UM PEQUENO CAF

  • SPA DIFUSO SONORA OU DE IMAGEM
  • SEF IDENTIFICAOESTRANGEIROS
  • ALFNDEGA SELOS BEBIDAS ALCOLICAS
  • FINANAS ASSUNTOS FISCAIS
  • SEG. SOCIAL QUADRO PESSOAL, SEG.SOCIAL
  • CMARA MUN. LICENA UTILIZAO, HORRIOS ..
  • ASAE HACCP, OUTROS
          • (CONTINUA)

Joaquim Ribeiro 21.

  • AUTORIDADE
  • SADE SADE PBLICA
  • ACT CONTRATOS TRABALHO, SHST,
  • AMBIENTE RESDUOS, EMBALAGENS,
  • P.S.P. HORRIOS TRABALHO,
  • ..
  • .
  • (APLICVEL A TODAS AS EMPRESAS COM AS DEVIDAS ADAPTAES)

Joaquim Ribeiro 22.

  • UM PEQUENO EMPRESRIO TEM TAMBM DE SER UM BEST SELLER DE SABEDORIA PRTICA

Joaquim Ribeiro 23. PESSOAL

  • REAGEM NORMALMENTE MAL QUANDO VERIFICAM QUE OS OUTROS NO FAZEM AQUILO QUE PARA ELES SO ACTOS NORMAIS.
  • (ENGANAM-SE FREQUENTEMENTE NAS ESCOLHAS)

Joaquim Ribeiro 24. CONCLUSO

  • CEAPOSTA NAS PEQUENAS EMPRESAS
  • AS EMPRESAS NO DEVERO EXCEDER AS 20 PESSOAS.
  • O EMPREENDEDORISMO VAI BASEAR-SE EM MULHERES JOVENS
  • TRABALHO TEMPORRIO TER GRANDE INCREMENTO

Joaquim Ribeiro 25.

  • AOS MAIS JOVENS:
  • NO SE DEIXEM DESANIMAR
  • TEMPOS DIFCEIS PODETAMBMSIGNIFICAR OPORTUNIDADES.
  • LUTEM POR AQUILO QUE ENTENDEM SER O MELHOR OBJECTIVO PARA A VOSSA VIDA E ISSO IMPLICA CRIAR OBJECTIVOS

Joaquim Ribeiro 26. Prximo Orador 27. TEMA: Caso Prtico, experincia na Seleco e Recrutamento nos Recursos Humanos da empresa O processo de Recrutamento e Seleco da nova Unidade Fabril em Oliveira de Azemis Dr Rita Silva 28. Uma Empresa que Cresce com os Portugueses 29. As nossa origens 30. As nossa marcas Leite-Queijo-Manteiga-Natas Leite-Manteiga- Queijo fresco Iogurtes Leite-Queijo-Manteiga- Natas-Iogurtes Leite-Queijo-Manteiga- Natas-Iogurtes Manteiga Queijo-Manteiga Tisanas-Sumos Leite Fresco Queijo guas Leite - Natas 31. A nossa localizao 32. Direco de Recursos Humanos DESENVOLVIMENTO RH Coord. Desenvolvimento RH REMUNERAES E ESTRUTURA ORGANIZATIVA Gestor Rem.Estrutura Org.Tec. RHRECURSOS HUMANOS Director COMUNICAO INTERNA Tc. de Comunicao InternaRELAES LABORAIS E POLTICA SALARIAL Gestor Rel. Laborais e Poltica Salarial Processamento salarialGestor FuncionalTec. Adm RH 33. mbito Desenvolvimento Recursos Humanos

  • Tipos de funes recrutadas;
  • Distribuio Geogrfica da
  • interveno equipa;

1708 Colaboradores 34. 35. Caso Prtico: O porqu da escolha? COMPLEXIDADE EXIGNCIA DESAFIO NOVIDADE DIMENSO 36. Nova Queijaria em Oliveira de Azemis

  • Incio da construo:Novembro 2006
  • Objectivo:racionalizao da produo de queijo e secagem de leite e lactosoro.

37.

  • Organizao
    • 160 trabalhadores 20 dos quais transferncias das Unidades Fabris de Avis e Sanfins;
    • Direco Fabril de Oliveira de Azemis;
    • 2 Responsveis de produo;
    • Operadores especializados ( Cubas e salas
    • de controlo);
    • Operadores de produo;
    • Manuteno;
    • Qualidade.

Enquadramento 38.

  • Requisitos:
    • Obrigatrio: 9 ano de escolaridade/preferencial: 12 ano;
    • Preferencialmente com experincia de trabalho em ambiente industrial;
    • Disponibilidade para trabalhar por turnos.

Enquadramento 39. Fases do Processo de Recrutamento e Seleco

  • RECRUTAMENTO
    • Fontes de candidaturas:
      • Jornais;(exemplos de anncios publicados)
      • Candidaturas espontneas;
      • Colaborao com o IEFP;
      • Apresentao da oferta internamente.
    • Definio da metodologia:
      • Testes de Aptides;
      • Prova de grupo;
      • Entrevistas estruturada (RH);
      • Entrevistas de painel (RH + Responsveis)
    • Triagem curricular(de acordo com os critrios definidos anteriormente);
    • 1contacto com os candidatos:
      • Breve contextualizao da oferta;
      • Confirmao da disponibilidade;
      • Agendamento da realizao da avaliao.

40. Fases do Processo de Recrutamento e Seleco

  • SELECO
    • Preparao da Seleco:
      • esquematizao da aplicao da metodologia;
      • preparao do enquadramento relativo oferta;
    • Avaliao dos candidatos:
      • Aplicao da Metodologia: