seminário mensal do departamento pessoal 22 de setembro de ... ?· 8.212/1991, informados no...

Download Seminário Mensal do Departamento Pessoal 22 de setembro de ... ?· 8.212/1991, informados no CNIS.…

Post on 12-Dec-2018

214 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Seminrio Mensal do

Departamento

Pessoal

22 de setembro de

2017

Apresentadores: Fbio Momberg rica Nakamura Graziela Garcia Fbio Gomes

Seguro-desemprego - Regras gerais

Seminrio Mensal do Departamento Pessoal

22 de setembro de 2017

Normas de proteo do trabalhador - Introduo

O programa do seguro-desemprego regulado pela Lei n 7.998/1990

(alterada pela Lei n 13.134/2015) e pelas Resolues do Conselho

Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalho (CODEFAT).

A Resoluo CODEFAT n 467/2005 (com as alteraes introduzidas

pelas Resolues 651/2010, 665/2011 e 699/2012), fixa critrios

relativos concesso do seguro-desemprego e de assistncia aos

trabalhadores dispensados.

Seminrio Mensal do Departamento Pessoal

22 de setembro de 2017

Finalidades

1 - prover assistncia financeira temporria ao trabalhador:

- desempregado em virtude de dispensa sem justa causa, inclusive a

indireta;

- resgatado de regime de trabalho forado ou da condio anloga de

escravo;

2 - auxiliar os trabalhadores na busca de emprego, promovendo aes

integradas de orientao, recolocao e qualificao profissional.

Seminrio Mensal do Departamento Pessoal

22 de setembro de 2017

Direito Requisitos

O trabalhador ter direito a perceber o seguro-desemprego no caso de

dispensa sem justa causa, inclusive a indireta, desde que comprove:

a) ter recebido salrios de pessoa jurdica ou de pessoa fsica a ela

equiparada, relativos a:

- pelo menos 12 meses nos ltimos 18 meses imediatamente anteriores

data da dispensa, quando da 1 solicitao;

- pelo menos 9 meses nos ltimos 12 meses imediatamente anteriores

data da dispensa, quando da 2 solicitao; e

- cada um dos 6 meses imediatamente anteriores data de dispensa,

quando das demais solicitaes.

Seminrio Mensal do Departamento Pessoal

22 de setembro de 2017

b) no estar em gozo de qualquer benefcio previdencirio de prestao

continuada, excetuado o auxlio-acidente, o auxlio suplementar (Lei n

6.367/1976) e o abono de permanncia em servio (Lei n 5.890/1973);

c) no estar em gozo de auxlio-desemprego; e

d) no possuir renda prpria de qualquer natureza suficiente sua

manuteno e de sua famlia;

e) matrcula e frequncia, quando aplicvel, nos termos do

regulamento, em curso de formao inicial e continuada ou de

qualificao profissional habilitado pelo Ministrio da Educao, nos

termos da Lei n 12.513/2011, art. 18, ofertado por meio da Bolsa-

Formao Trabalhador concedida no mbito do Programa Nacional de

Acesso ao Ensino Tcnico e Emprego (PRONATEC), institudo pela Lei

12.513/2011, ou de vagas gratuitas na rede de educao profissional e tecnolgica.

Seminrio Mensal do Departamento Pessoal

22 de setembro de 2017

Nota

- A contar de 1.01.2018, o registro como Microempreendedor

Individual (MEI), de que trata o art. 18-A da Lei Complementar n

123/2006, no comprovar renda prpria suficiente manuteno da

famlia, exceto se demonstrado na declarao anual simplificada da

microempresa individual. (Lei 7.998/1990, art. 3, 4, acrescido pela

Lei Complementar n 155/2016)

Seminrio Mensal do Departamento Pessoal

22 de setembro de 2017

Curso de formao ou de qualificao profissional no mbito do

PRONATC - Comprovao para recebimento do SD

O recebimento de assistncia financeira pelo trabalhador segurado que

solicitar o benefcio do programa de SD a partir da 2 vez, dentro de um

perodo de 10 anos, poder ser condicionado comprovao de

matrcula e frequncia em curso de formao inicial e continuada ou de

qualificao profissional, habilitado pelo Ministrio da Educao, nos

termos do art. 18 da Lei 12.513/2011, com carga horria mnima de 160

horas.

O curso ser ofertado por meio da bolsa-formao trabalhador

concedida no mbito do PRONATEC, institudo pela Lei 12.513/2011, ou

de vagas gratuitas na rede de educao profissional e tecnolgica.

Seminrio Mensal do Departamento Pessoal

22 de setembro de 2017

Documentos necessrios

A comprovao dos requisitos necessrios para obteno do benefcio dever

ser feita:

a) mediante as anotaes da CTPS;

b) pela apresentao do TRCT, homologado quando o perodo trabalhado for

superior a 1 ano;

c) mediante documento utilizado para levantamento dos depsitos do FGTS ou

extrato comprobatrio dos depsitos;

d) pela apresentao da sentena judicial transitada em julgado, acrdo ou

certido judicial, em que constem os dados do trabalhador e da empresa e se o

motivo da dispensa for sem justa causa; e

e) mediante verificao a cargo da fiscalizao trabalhista ou previdenciria,

quando couber.

A comprovao dos demais requisitos ser feita mediante declarao firmada

pelo trabalhador, no Requerimento do Seguro-Desemprego (RSD).

Seminrio Mensal do Departamento Pessoal

22 de setembro de 2017

Concesso e n de parcelas

O seguro-desemprego:

a) ser concedido ao trabalhador desempregado por um perodo mximo

de 3 a 5 meses, de forma contnua ou alternada, a cada perodo

aquisitivo, contados da data de dispensa que deu origem ltima

habilitao, cuja durao ser definida pelo CODEFAT;

b) poder ser retomado a cada novo perodo aquisitivo, satisfeitas as

condies legais.

Seminrio Mensal do Departamento Pessoal

22 de setembro de 2017

A determinao do perodo mximo mencionado observar a seguinte relao

entre o n de parcelas mensais do benefcio e o tempo de servio do trabalhador

nos 36 meses que antecederem a data de dispensa, que originou o requerimento

do seguro-desemprego, vedado o cmputo de vnculos empregatcios utilizados

em perodos aquisitivos anteriores: (Includo pela Lei n 13.134, de 2015)

I - para a 1 solicitao:

a) 4 parcelas, se o trabalhador comprovar vnculo empregatcio com pessoa

jurdica ou pessoa fsica a ela equiparada de, no mnimo, 12 meses e, no

mximo, 23 meses, no perodo de referncia; ou

b) 5 parcelas, se o trabalhador comprovar vnculo empregatcio com pessoa

jurdica ou pessoa fsica a ela equiparada de, no mnimo, 24 meses, no perodo

de referncia;

Seminrio Mensal do Departamento Pessoal

22 de setembro de 2017

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1

II - para a 2 solicitao: (Includo pela Lei n 13.134, de 2015)

a) 3 parcelas, se o trabalhador comprovar vnculo empregatcio com pessoa

jurdica ou pessoa fsica a ela equiparada de, no mnimo, 9 meses e, no

mximo, 11 meses, no perodo de referncia;

b) 4 parcelas, se o trabalhador comprovar vnculo empregatcio com pessoa

jurdica ou pessoa fsica a ela equiparada de, no mnimo, 12 meses e, no

mximo, 23 meses, no perodo de referncia; ou

c) 5 parcelas, se o trabalhador comprovar vnculo empregatcio com pessoa

jurdica ou pessoa fsica a ela equiparada de, no mnimo, 24 meses, no perodo

de referncia;

Seminrio Mensal do Departamento Pessoal

22 de setembro de 2017

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13134.htm#art1http://www.planal

Recommended

View more >