semanrio 84

Semanrio 84
Semanrio 84
Download Semanrio 84

Post on 09-Mar-2016

219 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Informativo da paróquia Nossa Senhora da Esperança

TRANSCRIPT

  • 84

  • Foto da SemanaFoto da Semana

    Obra da capela do Vale dos Rios

    Natalcio:26/02 Fabiana Menezes Galdino de Arago28/02 Maria Lcia Barreto Souza28/02 Neuza Maria Regis da Conceio28/02 Roberto Conceio Almeida01/03 Camila Pedreira Rios01/03 Maria Lusa Freitas Linhares01/03 Rocicler Souza Campos de Arajo03/03 Dulce Maria Rocha Paranhos

    Matrimnio:26/02 Antnio Correia de Almeida e Zuleide Silva de Almeida27/02 Margareth Xavier Alcntara e Humberto Alcntara de Souza

    Todo primeiro domingo do ms ser celebrada a missa do Dzimo. Neste dia, em todas as celebraes, os dizimistas que desejarem podero depositar sua devoluo sob o altar, logo aps o ato penitencial. Deste modo buscamos tornar visvel aquilo que o dzimo realmente representa, nossa gratido a Deus!

    Dizimistas AniversariantesDizimistas Aniversariantes

    www.pnsesperanca.com

    Este um novo espao em nosso semanrio, Bblia e Liturgia. Aqui iremos nos sintonizar com o tempo litrgico que estaremos vivendo e

    com as riquezas escondidas das sagradas Escrituras, os verdadeiros tesouros da Igreja. Se voc quiser saber mais sobre algo em especial, fale conosco, queremos ajud-lo a compreender melhor a sua f para melhor am-la e viv-la. A quaresma um tempo inspirador de novas

    atitudes e para isso contamos com a Palavra de Deus e a celebrao litrgica da nossa f. Bblia e Liturgia so os dois pilares que sustentam e guiam a nossa busca por Deus. Esta semana, ao dar incio

    ao tempo da quaresma, vamos apresentar o comecinho da meditao que o Papa Bento nos deixou para este ano de 2012. O texto bblico para a meditao a carta aos Hebreus, cap.10, 22-24.

    Desejo a todos uma santa quaresma!Pe. Carlos Andr

    MENSAGEM DO PAPA

    Irmos e irms!A Quaresma oferece-nos a oportunidade de refletir mais uma vez sobre o cerne da vida crist: o amor.

    Com efeito este um tempo propcio para renovarmos, com a ajuda da Palavra de Deus e dos

    Sacramentos, o nosso caminho pessoal e comunitrio de f. Trata-se de um percurso

    marcado pela orao e a partilha, pelo silncio e o jejum, com a esperana de viver a alegria pascal.

    Desejo, este ano, propor alguns pensamentos inspirados num breve texto bblico tirado da Carta aos Hebreus: Prestemos ateno uns aos outros,

    para nos estimularmos ao amor e s boas obras (10, 24). Esta frase aparece inserida numa

    passagem onde o escritor sagrado exorta a ter confiana em Jesus Cristo como Sumo Sacerdote,

    que nos obteve o perdo e o acesso a Deus. O fruto do acolhimento de Cristo uma vida edificada

    segundo as trs virtudes teologais: trata-se de nos aproximarmos do Senhor com um corao

    sincero, com a plena segurana da f (v. 22), de conservarmos firmemente a profisso da nossa

    esperana (v. 23), numa solicitude constante por praticar, juntamente com os irmos, o amor e as

    boas obras (v. 24). Na passagem em questo afirma-se tambm que importante, para apoiar esta conduta evanglica, participar nos encontros

    litrgicos e na orao da comunidade, com os olhos fixos na meta escatolgica: a plena

    comunho em Deus (v. 25). Detenho-me no versculo 24, que, em poucas palavras, oferece um

    ensinamento precioso e sempre atual sobre trs aspectos da vida crist: prestar ateno ao outro, a

    reciprocidade e a santidade pessoal.(Veja a ntegra da mensagem no site da parquia)

    Bblia e LiturgiaBblia e Liturgia

    ltimas:ltimas:ltimas:ltimas:

    Faa a sua doao e receba um tijolinho de recordao: Banco Ita, Ag. 8657, c/c 19292-1