seleo de espcies arbreas nativas da humberto franck filho seleo de espcies arbreas nativas da...

Download SELEO DE ESPCIES ARBREAS NATIVAS DA   humberto franck filho seleo de espcies arbreas nativas da regio sul do brasil para reflorestamento e emprego na arquitetura e no design

If you can't read please download the document

Post on 24-Apr-2018

228 views

Category:

Documents

11 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENGENHARIA

    CURSO DE MESTRADO PROFISSIONALIZANTE EM ENGENHARIA

    SELEO DE ESPCIES ARBREAS NATIVAS DA REGIO

    SUL DO BRASIL PARA REFLORESTAMENTO E EMPREGO

    NA ARQUITETURA E NO DESIGN

    Francisco Humberto Franck Filho

    Porto Alegre

    dezembro de 2005

  • FRANCISCO HUMBERTO FRANCK FILHO

    SELEO DE ESPCIES ARBREAS NATIVAS DA REGIO SUL DO BRASIL PARA REFLORESTAMENTO E EMPREGO

    NA ARQUITETURA E NO DESIGN

    Trabalho de concluso apresentado ao Curso de Mestrado Profissionalizante em Engenharia Civil da Escola de Engenharia da

    Universidade Federal do Rio Grande do Sul, como parte dos requisitos para obteno do ttulo de Mestre em Engenharia na

    modalidade Profissionalizante

    Porto Alegre

    dezembro de 2005

  • Snnnt FRANCK FILHO, Francisco Humberto

    Seleo de espcies arbreas nativas de regio sul do Brasil para reflorestamento e emprego na arquitetura e no design / Francisco Humberto Franck Filho. 2005.

    Mestrado Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Escola de Engenharia, Curso de Mestrado Profissionalizante em Engenharia. Porto Alegre, BR-RS, 2005.

    Orientao do/a Prof. Dr. Miguel Aloysio Sattler.

    1. arquitetura. 2. design. 3. rvores nativas. 4. caractersticas silviculturais. 5. caractersticas fsico-mecnicas. 6. reflorestamento. 7. mveis de madeira.

    I. Sattler, Miguel Aloysio.

    CDU ver bibliotecrio

  • FRANCISCO HUMBERTO FRANCK FILHO

    SELEO DE ESPCIES ARBREAS NATIVAS DA REGIO SUL DO BRASIL PARA REFLORESTAMENTO E EMPREGO

    NA ARQUITETURA E NO DESIGN

    Este trabalho de concluso foi julgado adequado para a obteno do ttulo de MESTRE EM

    ENGENHARIA e aprovado em sua forma final pelo professor orientador e pelo Curso de

    Mestrado Profissionalizante em Engenharia da Escola de Engenharia da Universidade Federal

    do Rio Grande do Sul.

    Porto Alegre, maro de 2006

    Prof. Miguel Aloysio Sattler PhD pela Universidade de Sheffield, UK

    Orientador

    Prof. Carin Maria Schmitt Coordenadora do Curso

    BANCA EXAMINADORA

    Ana Luiza Raabe Abitante (UFRGS) Doutora pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul

    Bruno Irgang (UFRGS) Doutor pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul

    Ludwig Buckup (UFRGS) Doutor pela Universidade de Tbingen, Alemanha

    Hilton Albano Vieira Fagundes Mestre pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul

  • Dedico este trabalho aos meus pais Francisco e Helena pelo constante apoio e pela compreenso durante o

    perodo de seu desenvolvimento.

  • AGRADECIMENTOS

    Agradeo Universidade Federal do Rio Grande do Sul NORIE/UFRGS pela oportunidade

    oferecida.

    Agradeo ao Prof. Miguel Aloysio Sattler, orientador deste trabalho, pelo constante auxlio,

    dedicao e competncia no encaminhamento da pesquisa.

    Agradeo a todos os profissionais: bilogos, engenheiros agrnomos, engenheiros florestais,

    engenheiro civil, arquitetos, designers e empresrios e instituies pblicas e particulares que

    tanto contriburam, fornecendo dados e informaes que foram essenciais ao desenvolvimento

    desta pesquisa.

    Agradeo aos meus familiares e amigos pela pacincia e pelo auxlio na anlise e correo do

    trabalho.

  • A Arte da Vida consiste em fazer da Vida uma Obra de Arte.

    Mahatma Gandhi

  • RESUMO

    FRANCK FILHO, F.H. Seleo de Espcies Arbreas Nativas da Regio Sul do Brasil para Reflorestamento e Emprego na Arquitetura e no Design. 2005. 140 f. Trabalho de Concluso (Mestrado em Engenharia) Curso de Mestrado Profissionalizante em Engenharia, Escola de Engenharia, UFRGS, Porto Alegre, 2006.

    A pesquisa aborda, de modo geral, o reflorestamento como uma maneira de conter a grande

    demanda da indstria moveleira e a degradao das florestas nativas da Regio Sul do Brasil,

    constituda pelos estados do Paran, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, bem como o

    reflorestamento das espcies exticas de Pinus e Eucalipto e a situao em que se encontram

    as florestas nativas do Rio Grande do Sul. Na busca pela promoo e valorizao da madeira

    local, aps a adoo de critrios imprescindveis aptido arbrea para o reflorestamento e

    para o emprego na indstria moveleira e no design, foram selecionadas 5 espcies nativas do

    Rio Grande do Sul que obtiveram grande destaque frente aos parmetros e mostraram

    indiscutveis qualidades. Estas espcies tiveram analisadas as suas caractersticas

    silviculturais e fsico-mecnicas de modo detalhado. Concluiu-se que necessrio e se faz

    imprescindvel o maior reconhecimento e identificao das espcies da regio para que possa

    ser-lhes dado o devido valor e, atravs do reflorestamento, desenvolver o plantio e a sua

    explorao, que somente trar adventos ao futuro se for realizada de maneira consciente e

    racional, na busca pela continuidade da diversidade florstica.

    Palavras-chave: arquitetura, design, rvores nativas, caractersticas silviculturais, caractersticas fsico-mecnicas, reflorestamento, mveis de madeira.

  • ABSTRACT

    FRANCK FILHO, F.H. Seleo de Espcies Arbreas Nativas da Regio Sul do Brasil para Reflorestamento e Emprego na Arquitetura e no Design. 2005. 140 f. Trabalho de Concluso (Mestrado em Engenharia) Curso de Mestrado Profissionalizante em Engenharia, Escola de Engenharia, UFRGS, Porto Alegre, 2006.

    Native Tree Species Selection from South Brazil for Reforestation and use in Architecture and Design

    The research focuses in a general way on the reforestation as a means to control the great

    demand from the furniture industry and the consequent degradation of the South Brazilian

    native forests in the States of Paran, Santa Catarina and Rio Grande do Sul. It also discusses

    the reforestation with the exotic species, like Pinus elliotti and Eucaliptus grandis and the

    situation in which the native forests in Rio Grande do Sul stand. Five south Brazilian native

    species with great prominence with regard to the established parameters, incluing their

    suitability to refosrestation and application in furniture industry design were selected, in order

    to promote and value the local timber. These species were analyzed according to their

    silvicultural and physical-mechanical characteristics. It was concluded that the use of local

    species must be prioritised and those with a greater potencial for design and furniture industry

    must be better studied in order to valued. Their should be developped through reforestation,

    but only if achieved rationally and consciously, seeking the continuity of the floristic

    diversity.

    Keywords: architecture, design, native trees, silvicultural characteristics, physical-mechanical

    characteristics, reforestation, wooden furniture.

  • LISTA DE FIGURAS

    Figura 1: mvel confeccionado pelo Designer Andr Marx: banco................................. 36

    Figura 2: mvel confeccionado pelo Designer Andr Marx: mesa.................................. 37

    Figura 3: mvel confeccionado pelo Designer Andr Marx: cadeira............................... 37

    Figura 4: mveis projetados pelo Arq. Humberto Franck: bar/churrasqueira cabriva... 38

    Figura 5: mvel projetado pelo Arq. Humberto Franck: aparador em cabriva............... 38

    Figura 6: mapa das Regies Fitogeogrficas identificadas conforme Reitz et al. ........... 62

    Figura 7: amostragem da lmina de madeira da bracatinga............................................. 92

    Figura 8: disperso da bracatinga pelo territrio do Rio Grande do Sul.......................... 93

    Figura 9: amostragem da lmina de madeira da canafstula............................................ 96

    Figura 10: disperso da canafstula pelo territrio do Rio Grande do Sul....................... 97

    Figura 11: amostragem da lmina de madeira da canjerana............................................ 100

    Figura 12: disperso da canjerana pelo territrio do Rio Grande do Sul......................... 101

    Figura 13: amostragem da lmina de madeira da imbuia................................................ 103

    Figura 14: disperso da imbuia pelo territrio do Rio Grande do Sul............................. 104

    Figura 15: amostragem da lmina de madeira do louro pardo......................................... 106

    Figura 16: disperso do louro pardo pelo territrio do Rio Grande do Sul...................... 107

  • LISTA DE QUADROS

    Quadro 1: resultados da poltica de incentivos fiscais ao reflorestamento...................... 32

    Quadro 2: caractersticas silviculturais e fsico-mecnicas da Aoita-cavalo.................. 69

    Quadro 3: caractersticas silviculturais e fsico-mecnicas da Angico Guarucaia........... 70

    Quadro 4: caractersticas silviculturais e fsico-mecnicas da Bracatinga....................... 71

    Quadro 5: caractersticas silviculturais e fsico-mecnicas da Cabriva.......................... 72

    Quadro 6: caractersticas silviculturais e fsico-mecnicas da Caixeta............................ 73

    Quadro 7: caractersticas silviculturais e fsico-mecnicas da Canafstula...................... 74

    Quadro 8: caractersticas silviculturais e fsico-mecnicas da Canela Amarela.............. 75

    Quadro 9: caractersticas silviculturais e fsico-mecnicas da Canjerana........................ 76

    Quadro 10: caractersticas silviculturais e fsico-mecnicas do Cedro............................ 77

    Quadro 11: caractersticas silviculturais e fsico-mecnicas da Grpia................