sÃo bento: regra monÁstica :index

Download SÃO BENTO: REGRA MONÁSTICA :Index

Post on 10-Jan-2017

215 views

Category:

Documents

3 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • SO BENTO: REGRA MONSTICA :Index.

    SO BENTO

    REGRA MONSTICA

    ndice Geral

    PRLOGO

    COMEA O TEXTO DA REGRA

    OS INTRUMENTOS DAS BOAS OBRAS

    OBEDINCIA E SILNCIO

    HUMILDADE

    ORAO. POBREZA. RECEPO SOLICITUDE PARA COM OSIRMOS. ORDENAO DO ABADE. DISPOSIES DIVERSAS.

    CONCLUSO

    file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%20Prov...ori/mbs%20Library/001%20-Da%20Fare/01/0-BENTOREGRA.htm2006-06-02 10:14:20

  • BENTOREGRA: PRLOGO, Index.

    PRLOGO

    ndice

    Comea o prlogo da regra dos mosteiros.

    file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%20Prov...ri/mbs%20Library/001%20-Da%20Fare/01/1-BENTOREGRA0.htm2006-06-02 10:14:21

  • BENTOREGRA: COMEA O TEXTO DA REGRA, Index.

    COMEA O TEXTO DA REGRA

    ndice

    Captulo 1. Dos Gneros de Monges.

    Capitulo 2. Como deve ser o abade.

    Capitulo 3. Da convocao dos irmos a conselho.

    file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%20Prov...ri/mbs%20Library/001%20-Da%20Fare/01/1-BENTOREGRA1.htm2006-06-02 10:14:21

  • BENTOREGRA: OS INTRUMENTOS DAS BOAS OBRAS, Index.

    OS INTRUMENTOS DAS BOAS OBRAS

    ndice

    Capitulo 4. Quais so os instrumentos das boas obras.

    file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%20Prov...ri/mbs%20Library/001%20-Da%20Fare/01/1-BENTOREGRA2.htm2006-06-02 10:14:21

  • BENTOREGRA: OBEDINCIA E SILNCIO, Index.

    OBEDINCIA E SILNCIO

    ndice

    Captulo 5. Da obedincia.

    Captulo 6. Do silncio.

    file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%20Prov...ri/mbs%20Library/001%20-Da%20Fare/01/1-BENTOREGRA3.htm2006-06-02 10:14:21

  • BENTOREGRA: HUMILDADE, Index.

    HUMILDADE

    ndice

    Captulo 7. Da humildade.

    file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%20Prov...ri/mbs%20Library/001%20-Da%20Fare/01/1-BENTOREGRA4.htm2006-06-02 10:14:22

  • BENTOREGRA: ORAO. POBREZA. RECEPO SOLICITUDE PARA ...OS. ORDENAO DO ABADE. DISPOSIES DIVERSAS., Index.

    ORAO. POBREZA. RECEPO SOLICITUDE PARA COM OS

    IRMOS. ORDENAO DO ABADE. DISPOSIES DIVERSAS.

    ndice

    Captulo 19. Da maneira de salmodiar.

    Captulo 20. Da reverncia na orao.

    Captulo 27. Como o abade deve ser solcito para com os excomungados.

    Captulo 33. Se os monges devem possuir alguma coisa de prprio.

    Captulo 37. Dos velhos a das crianas.

    Captulo 38. Do leitor semanrio.

    Capitulo 48. Do trabalho manual cotidiano.

    Capitulo 49. Da observncia da quaresma.

    Capitulo 50. Dos irmos que trabalham longe do oratrio ou esto em viagem.

    Captulo 51. Dos irmos que partem para no muito longe.

    Captulo 52. Do oratrio do mosteiro.

    Captulo 57. Dos artistas do mosteiro.

    file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%20...bs%20Library/001%20-Da%20Fare/01/1-BENTOREGRA5.htm (1 of 2)2006-06-02 10:14:22

  • BENTOREGRA: ORAO. POBREZA. RECEPO SOLICITUDE PARA ...OS. ORDENAO DO ABADE. DISPOSIES DIVERSAS., Index.

    Captulo 58. Da maneira de proceder recepo dos irmos.

    Captulo 61. Dos monges peregrinos como devem ser recebidos.

    Captulo 64. Da ordenao do abade.

    Captulo 67. Dos irmos mandados em viagem.

    Captulo 68. Se so ordenadas a um irmo coisas impossveis.

    Captulo 69. No mosteiro no presuma um defender outro.

    Captulo 71. Sejam obedientes uns aos outros.

    Captulo 72. Do bom zelo que os monges devem ter.

    file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%20...bs%20Library/001%20-Da%20Fare/01/1-BENTOREGRA5.htm (2 of 2)2006-06-02 10:14:22

  • BENTOREGRA: CONCLUSO, Index.

    CONCLUSO

    ndice

    Captulo 73. De que nem toda a observncia da justia se acha estabelecida nesta Regra.

    file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%20Prov...ri/mbs%20Library/001%20-Da%20Fare/01/1-BENTOREGRA6.htm2006-06-02 10:14:22

  • SO BENTO: REGRA MONSTICA : L.0, C.1.

    So Bento

    REGRA MONSTICA

    PRLOGO

    Comea o prlogo da regra dos mosteiros.

    Escuta, filho, os preceitos de mestre, e inclina o ouvido do teu corao; recebe de boa vontade e executa eficazmente o conselho de um bom pai para que voltes, pelo labor de obedincia, quele de quem te afastaste pela desdia da desobedincia. A ti, pois, se dirige agora a minha palavra, quem quer que sejas que, renunciando s prprias vontades, empunhas as gloriosas e poderosssimas armas da obedincia para militar sob o Cristo Senhor, verdadeiro Rei.

    Antes de tudo, quando encetares algo de bom, pede-lhe com orao muito insistente que seja por ele plenamente realizado, a fim de que nunca venha a entristecer-se, por causa das nossas ms aes, aquele que j se dignou contar-nos no nmero de seus filhos. Assim, pois, devemos obedece-lo em todo o tempo, usando de seus dons a ns concedidos, para que no s no venha jamais, como pai irado, a deserdar seus filhos, nem tenha tambm, qual Senhor temvel, irritado com nossas ms aes, de entregar-nos pena eterna como pssimos servos que o no quiseram seguir para a glria.

    Levantemo-nos ento finalmente, pois a escritura nos desperta dizendo:

    "J hora de nos

    levantarmos do sono".

    file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%2...s%20Library/001%20-Da%20Fare/01/BENTOREGRA0-1.htm (1 of 11)2006-06-02 10:14:23

  • SO BENTO: REGRA MONSTICA : L.0, C.1.

    Rom. 13, 11

    E, com os olhos abertos para a luz defica, ouamos, ouvidos atentos, o que nos adverte a voz divina que clama todos os dias:

    "Hoje, se ouvirdes a sua voz,

    no permitais

    que se enduream

    vossos coraes",

    Salmo 94, 8

    e de novo:

    "Quem tem

    ouvidos para

    ouvir, oua o que o

    Espirito diz s

    igrejas".

    file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%2...s%20Library/001%20-Da%20Fare/01/BENTOREGRA0-1.htm (2 of 11)2006-06-02 10:14:23

  • SO BENTO: REGRA MONSTICA : L.0, C.1.

    Apoc. 2, 7

    E que diz?

    "Vinde, meus filhos,

    ouvi-me, eu vos

    ensinarei o temor

    do Senhor. Correi

    enquanto tiverdes a

    luz da vida, para

    que as trevas da morte no

    vos envolvam".

    Salmo 33, 12 Jo. 12, 35

    E, procurando o Senhor o seu operrio na multido do povo ao qual clama estas coisas, diz ainda:

    file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%2...s%20Library/001%20-Da%20Fare/01/BENTOREGRA0-1.htm (3 of 11)2006-06-02 10:14:23

  • SO BENTO: REGRA MONSTICA : L.0, C.1.

    "Qual o

    homem que

    quer a vida e deseja

    ver dias felizes?"

    Salmo 33, 13

    Se, ouvindo, responderes: "Eu", dir-te- Deus:

    "Se queres

    possuir a verdadeira

    e perptua

    vida, guarda a tua lngua de dizer o mal e que

    teus lbios no

    profiram a

    falsidade, afasta-te do mal e

    faze o bem,

    procura a paz e

    segue-a.

    file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%2...s%20Library/001%20-Da%20Fare/01/BENTOREGRA0-1.htm (4 of 11)2006-06-02 10:14:23

  • SO BENTO: REGRA MONSTICA : L.0, C.1.

    E quando tiveres

    feito isso, estaro meus olhos

    sobre ti e meus

    ouvidos junto s

    tuas preces, e antes que

    me invoques dir-te-ei: `Eis-me aqui' ".

    Salmo 33, 14-16

    Que h de mais doce para ns, carssimos irmos, do que esta voz do Senhor a convidar-nos? Eis que pela sua piedade nos mostra o Senhor o caminho da vida.

    Cingidos, pois, os rins com a f e a observncia das boas aes, guiados pelo Evangelho, trilhemos os seus caminhos, para que mereamos ver aquele que nos chamou para o seu reino. Se queremos habitar na tenda real do acampamento deste reino, preciso correr pelo caminho das boas obras, de outra forma nunca h de se chegar l. Mas, com o profeta, interroguemos o Senhor, dizendo-lhe:

    file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%2...s%20Library/001%20-Da%20Fare/01/BENTOREGRA0-1.htm (5 of 11)2006-06-02 10:14:23

  • SO BENTO: REGRA MONSTICA : L.0, C.1.

    "Senhor, quem

    habitar na vossa tenda e

    descansar na vossa montanha

    santa?"

    Salmo 14, 1

    Depois desta pergunta, irmos, ouamos o Senhor que responde e nos mostra o caminho dessa mesma tenda, dizendo:

    " aquele

    que caminha

    sem mancha e realiza a justia;

    aquele que fala

    a verdade no seu

    corao, que no

    traz o dolo em

    sua lngua,

    que no faz o mal

    ao prximo

    file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%2...s%20Library/001%20-Da%20Fare/01/BENTOREGRA0-1.htm (6 of 11)2006-06-02 10:14:23

  • SO BENTO: REGRA MONSTICA : L.0, C.1.

    e no d acolhida injria contra o

    seu prximo".

    Salmo 14, 2-3

    aquele que quando o maligno diabo tenta persuadi-lo de alguma coisa, repelindo-o das vistas de seu corao, a ele e s suas sugestes, redu-lo a nada, agarra os seus pensamentos ainda ao nascer e quebra-os de encontro ao Cristo. So aqueles que, temendo o Senhor, no se tornam orgulhosos por causa da sua boa observncia mas, julgando que mesmo as coisas boas que tm em si no as puderam por si, mas foram feitas pelo Senhor, glorificam Aquele que neles opera, dizendo com o profeta:

    "No a ns,

    Senhor, no a ns, mas ao

    vosso nome

    dai glria".

    Salmo 113, 9

    file:///D|/Documenta%20Chatolica%20Omnia/99%20-%2...s%20Library/001%20-Da%20Fare/01/BENTOREGRA0-1.htm (7 of 11)2006-06-02 10:14:23

  • SO BENTO: REGRA MONSTICA : L.0, C.1.

    Como, alis, o Apstolo Paulo no atribua a si prprio coisa alguma de sua pregao, quando dizia:

    "Pela graa

    de Deus sou

    o que sou".

    I Cor. 15, 10

    E ainda:

    "Quem se

    glorifica, que se

    glorifique no

    Senhor".

    II Cor. 10,