roteiro basico

Download Roteiro basico

Post on 13-Mar-2016

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Livro: O cinema e a produo Autor: Chris Rodrigues Captulo III. O roteiro

TRANSCRIPT

  • Livro: O cinema e a produo Autor: Chris Rodrigues Captulo III. O roteiro O roteiro a posiochave na fabricao de um filme, pois a partir dele que se decide o filme. Um bom roteirista aquele que conhece a fundo a tcnica cinematogrfica, pois preciso escrever coisas filmveis, do contrrio o roteiro no passa do sonho impossvel de um filme. (Jean-Claude Carrire)

  • O roteirista

    A funo do roteirista varia bastante de acordo com o tipo de filme produzido. O roteirista pode ser chamado para desenvolver uma idia, adaptar um livro ou uma novela, uma pea de teatro ou escrever um musical. Normalmente o primeiro passo de um roteiro a descrio da ao da histria simplificada, em uma ou duas pginas (sinopse). A seguir, o argumento, que a descrio do roteiro, normalmente contendo passagens do dilogo, com as cenas mais ou menos esquematizadas com plots e subplots j em seus lugares. Uma vez aprovado o argumento, o roteirista escreve ento o roteiro final, com as cenas, aes e dilogos detalhados.

    O ato de escrever um hbito que requer muito treino, dedicao e pacincia. Ter uma boa idia apenas

  • o incio de um processo que exige muito esforo e insistncia. Para se escrever bem um roteiro, necessrio conhecer o assunto (fazer pesquisas), ter uma idia clara do que se quer dizer, estar atualizado com os acontecimentos, manter o hbito de boas leituras, assistir a muitos filmes principalmente os clssicos e escrever, escrever, escrever.

    Um filme, seja ele longa-metragem, curta-metragem, documentrio, videoclipe ou publicitrio, nasce a partir de uma idia. Esta idia, ento, se transforma em um roteiro. A idia pode nascer a qualquer momento, em qualquer lugar, a partir de diversas razes. O jornal dirio est cheio de acontecimentos que induzem a idias de roteiros para um filme. A vida de nossos amigos, contos, livros, sonhos, enfim, devemos estar sempre atentos ao que acontece a nossa volta.

  • Um roteiro urna histria contada com imagens, expressas dramaticamente em uma estrutura definida, com incio, meio e fim, no necessariamente nessa ordem. Se, ao lermos um roteiro, tivermos dificuldades em visualizar a cena, certamente ele tem problemas. Um bom roteiro no a nica condio para o planejamento eficiente do tempo e do custo de filmagem, mas contribui para que o filme seja preparado de modo mais adequado.

    importante que um roteiro esteja bem formatado, com espaos em branco para anotaes da equipe e dos atores; tenha as cenas marcadas, assim como suas mudanas; que o contedo visual esteja cuidadosamente descrito; que seja fcil de ler, em espao duplo, sem rasuras e correo, e com todas as pginas numeradas. No roteiro de um longa-metragem, normalmente, cada pgina equivale

  • aproximadamente a um minuto de filme. Partindo da premissa de que uni filme tem em mdia 110 minutos, o nmero de pginas de um roteiro aproximadamente 110.

    Existem muitas razes para ir ao cinema, e a seleo do espectador influenciada por fatores como sua idade, sexo, instruo, inteligncia e pela maneira como o filme foi criado. Os motivos podem variar de como se passou o dia no trabalho mera inteno de fugir do calor. O que a maioria realmente deseja, no entanto, deixar para trs, por algumas horas, a banalidade e a rotina do dia-a-dia e viver uma nova vida na tela, pela identificao com os conflitos dos personagens do filme.

    Normalmente, os filmes de maior sucesso de pblico obedecem a uma estrutura dramtica que ele, o pblico, tem facilidade de acompanhar. Nos primeiros 25 ou 30 minutos do filme,

  • descobrimos sobre o que a histria, suas circunstncias dramticas, quem so os seus personagens e o que eles fazem.

    Podemos tambm definir essa etapa como a do status quo: a fase em que o nosso heri est no seu ambiente natural, at que alguma coisa o impele a caminhar em direo aventura, ou seja, a fase em que ele tem de tomar unia deciso e enfrenta a situao que vai modificar sua vida.

    Em um determinado ponto, nosso personagem ser instado a mudar a sua 1inha de conduta (plot 1) e partir para a confrontao. Aqui sero encontrados os obstculos ao nosso personagem para atingir os seus objetivos. Essa parte do roteiro dever ter em mdia 50 ou 60 minutos.

    Perto do final da confrontao, novamente algo deve acontecer que levar nossa histria para o final (plot 2). Conseguir o nosso personagem

  • atingir os seus objetivos? A histria termina com um happy end? O nosso personagem morre no fim? Essa parte da histria dever ser contada em aproximadamente 25 ou 30 minutos No existe drama em urna histria sem conflitos. So os conflitos que impulsionam a histria, e a resoluo deles que prende a ateno do espectador. Numa histria, alguns conflitos so bsicos, sendo normalmente rivalidades entre adversrios ou adversidades que precisam ser vencidas. A resoluo dos conflitos normalmente s revelada no final. Os conflitos bsicos de um drama j eram conhecidos e explorados desde 250 a.C. pelos dramaturgos gregos, e at hoje pouca ou nenhuma modificao ocorreu. Shakespeare, por exemplo, foi um mestre na utilizao desses conflitos, o que talvez explique a popularidade de suas peas.

  • Amor, piedade, carinho, dio, desprezo, desespero so alguns dos elementos dramticos que vivemos no nosso dia-a-dia. O espectador reconhece tais emoes pela sua vivncia e, por esse reconhecimento, identifica-se com os personagens do filme. Portanto, um roteiro deve ter personagens interessantes, conflitos, temas de apelo universal e uma histria que prenda sua imaginao.

    Um roteiro deve ter um ou mais personagens principais. com ele ou eles que espectador se identifica. No momento em que definimos os nossos personagens principais, definimos tambm que a histria sobre eles. O espectador espera que a histria contada seja a deles, e o final do filme o que acontece com os personagens principais. Esse mesmo interesse se revela por outro personagem, que, mesmo no sendo principal, tem sua parte na histria to fortalecida que o

  • espectador fica curioso em saber seu destino.

    Christopher Vogler utiliza arqutipos para definir os personagens de um roteiro, que podem ser: o heri, o amigo do heri, o mentor (que o orienta sobre o caminho a tomar), o guardio do templo (que dificulta a conquista dos objetivos por parte do heri), entre outros.

    A vida real no exatamente igual vida no cinema. Na vida real, as nossas reaes de carter variam de acordo com a situao e o momento. No cinema, uma vez definido o carter de um personagem, suas reaes sero sempre coerentes, ou espectador ficar confuso. Um personagem ambicioso, amoral na perseguio dos seus objetivos, ter sempre esta caracterstica de carter durante todo o desenrolar da histria (a no ser em casos especiais e que seja justificado no roteiro). Vingativo, rancoroso,

  • honesto, viril, ambicioso, pusilnime so alguns traos de carter de um personagem. No devemos confundir carter com personalidade. Um personagem pode ter uma personalidade simptica ou rabugenta, mas com carter diferente de sua personalidade. Num filme, o espectador se deixa envolver, de boa vontade, em qualquer boa histria que lhe for apresentada, seja ela de mistrio, intriga, comdia, assuntos histricos ou aventuras. Envolve-se conscientemente na histria, e, se o filme for bom, geralmente sai do cinema emocionalmente mexido. Na elaborao de um roteiro, o roteirista tipicamente o desenvolve da seguinte forma: Story line - Idia sucinta do roteiro, com cerca de cinco linhas.

  • Sinopse - urna breve idia geral da histria e de seus personagens, normalmente no ultrapassando uma ou duas pginas. Argumento - o conjunto de idias que formaro o roteiro. Com as aes definidas em seqncias, com as locaes, personagens e situaes dramticas com pouca narrao e sem os dilogos. Normalmente entre 45 e 65 pginas. Roteiro literrio - Finalizado com as descries necessrias e os dilogos. Este roteiro, sem indicaes de planos, servir como base para o oramento inicial e os projetos de captao. Tem normalmente entre 90 e 120 pginas. Roteiro tcnico - Roteiro decupado pelo diretor com indicaes de planos, movimentos de cmera, e que servir para o 1 assistente de direo fazer a

  • anlise tcnica, o diretor de produo o oramento final. Ser o guia de trabalho da equipe tcnica. Formatao do roteiro Quando escrevemos um roteiro, a primeira coisa que queremos v-lo transformado em filme. O homem que poder tornar isso possvel o produtor. Portanto, nossa principal preocupao despertar o interesse desse profissional pelo nosso roteiro. Um produtor est constantemente recebendo roteiros para ler e decidir se vale a pena produzir. Se o seu roteiro est mal formatado e difcil de ler, seguramente ir para o final da fila, podendo mesmo nunca chegar a ser lido. Um roteiro deve ser escrito de uma forma que todos possam entender claramente as informaes contidas;

  • em espao duplo e com os dilogos destacados. Devemos ter sempre em mente que a equipe tcnica fiar suas anotaes entre os pargrafos e os atores no espao livre junto aos seus dilogos. Um dos principais erros do roteirista iniciante a falta de espao em branco em um roteiro - O diretor estuda as cenas do roteiro para poder conta-las de modo visualmente dramtico. - Os atores decoram seus dilogos e formam a estrutura dramtica do carter de seus personagens - O desenhista de produo cria os ambientes segundo as cenas descritas. - O diretor de fotografia planeja a atmosfera visual das cenas e seleciona as lentes necessrias e o negativo. - O desenhista de som pensa como sero gravados os dilogos, msica e outros efeitos e j estuda como todos esses

  • ingredientes sero misturados na mixagem final. - O editor, de antemo, visualiza em temos de tempo e espao cinematogrfico, e assim por diante.

    pelo roteiro que o produtor ter as informaes para elaborar um