robert baden-powell - .^60 anos de comunicação escoteira e 10 anos do jota lobinho ... oferecer

Download Robert Baden-Powell - .^60 anos de Comunicação Escoteira e 10 anos do JOTA Lobinho ... Oferecer

Post on 20-Jan-2019

219 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Devagar, devagarinho que se pega o macaquinho. Robert Baden-Powell

Folha 1

http://kdfrases.com/frase/134127http://kdfrases.com/autor/robert-baden-powell

INTRODUO

OBJETIVOS GERAIS DO JOTA LOBO 1. Integrar os Lobinhos ao JOTA (Jamboree on the air) e ao JOTI. 2. Fortalecer a fraternidade escoteira incentivando a comunicao feita por meio do

Radioescotismo, internet, troca de cartas e da interao entre os Grupos Escoteiros participantes.

3. Proporcionar aos jovens do Ramo Lobinho o contato e o interesse pelo Radioamadorismo.

PROPSITOS DO JOTA LOBO 2017 1. Valorizar as potencialidades dos lobinhos por meio do incentivo percepo,

aprendizagem, comunicao e ao autoconhecimento, a partir das transformaes vivenciadas ao longo dos principais acontecimentos que esto presentes nas bases fundamentais que norteiam o sentido de compartilhar, como forma de aperfeioarmos nossa sociedade, embasados nos valores da Lei e da Promessa dos Lobinhos e dos principais valores do Movimento Escoteiro.

2. Transformaes no pensar, utilizando a lgica e a criatividade. 3. Aprimoramento dos processos motores por meio da psicomotricidade e da

linguagem. 4. A evoluo afetiva a partir das melhores escolhas individuais no reconhecimento de

aes que permitam incorporar a sustentabilidade com a finalidade de melhorar a relao humana do Planeta Terra para a construo de um mundo melhor.

TEMA DO JOTA LOBINHO 2017 60 anos de Comunicao Escoteira e 10 anos do JOTA Lobinho No JOTA Lobinho 2017 vamos explorar as vrias formas de comunicao! Desde os primrdios da humanidade a comunicao faz parte da vida das pessoas.

Muito diferente dos dias atuais, os homens primitivos comearam a tentar se comunicar nas paredes das cavernas, pintando com diversos materiais seu cotidiano. Os Egpcios criaram os Hierglifos, tcnica parecida com os atuais Gibis, e aos poucos foram surgindo os alfabetos desenvolvidos por diferentes povos.

Folha 2

Alguns povos desenvolveram a linguagem dos tambores, baseada nas batidas que continham significados distintos. Os ndios americanos utilizaram os famosos sinais de fumaa, e os ndios brasileiros imitavam os sons dos pssaros para enviar mensagens.

Com o decorrer do tempo, novos meios foram utilizados.

Na Idade Mdia os arautos do Rei liam as mensagens nas praas pblicas. Nesse perodo foi inventado o correio, semelhante ao atual, para o envio de correspondncias, sendo tambm amplamente utilizado o Pombo Correio.

Os livros tambm j existiam, mas eram escritos mo, at que no sculo XV o alemo Johannes Gutemberg inventou uma forma de imprimir a escrita: a Imprensa.

No sculo XIX, o americano Samuel Morse inventou o Cdigo Morse e o telgrafo, permitindo o envio de mensagens instantneas para longas distancias.

O Rdio e a Televiso facilitaram ainda mais o poder de comunicao do homem, mas talvez uma das mais importantes ferramentas de comunicao inventada at hoje foi o Telefone.

Alexander Graham Bell, escocs, criou o telefone em 1876 e fundou a Companhia Telefnica Bell. Graas a este sistema podemos, hoje, usar a internet.

As comunicaes evoluram muito!

Ajudados por satlites hoje, os meios de comunicao se processam rapidamente, quase instantaneamente em todo planeta, possibilitando que acesso s informaes em quase todos os cantos do mundo.

Assim acontece com os Radioamadores tambm, com novas e surpreendentes tcnicas, que aumentam ainda mais a emoo da comunicao direta entre pontos distantes do planeta.

Folha 3

JOTA Lobinho 2017 Vamos descobrir como a Jngal se comunica!

Assim como nos anos anteriores, estamos sugerindo um rodzio das bases, demonstrado num painel explicativo a seguir, mas deixamos claro que as bases podem ser desenvolvidas em sua totalidade ou apenas em parte. Nossa recomendao que no deixem de aplicar as bases do Correio e do Radioamador, que so o foco principal do JOTA Lobinho.

As atividades neste ano so focadas no desenvolvimento, porm, as competncias ficaro a cargo de cada Alcateia, em funo do diagnstico e nfase do Ciclo de Programa.

Entendendo que caractersticas seguem sua formao, necessidade e regionalidade, cada Escotista dever determinar as competncias e reas de Desenvolvimento.

O tema COMUNICAO ser desenvolvido em 2 momentos:

- Momento 1, terico e prtico, onde cada base apresenta a histria de um tema (semfora, telgrafo, correios, etc...) e prope uma aplicao (bandeirolas da semfora, um telgrafo, papis e/ou envelopes).

- Momento 2, prtico, onde cada base apresenta os materiais e aplica jogos para reforo de contedo e verificao do aprendizado. (CHA conhecimento, aprendizado, atitude)

Tcnicas utilizadas:

Expresso Corporal

Vivncias

Educao Emocional proximidade fsico-afetiva

Dramatizao

Artes Visuais (conjunto de manifestaes artsticas que compreendem todo o campo de linguagem e pensamento sobre o olhar e os sentidos do ser humano)

Folha 4

ESCOTISTAS Junto com seus lobinhos, vamos pesquisar as vrias formas de comunicao:

Semfora

Cdigo Morse

Alfabeto fontico

Radioamador

Celular

Internet... Todos conectados !! importante ressaltar: Cabe aqui a cada Escotista colocar sua criatividade e comunicao prova, para

oferecer um divertido, instrutivo e inesquecvel JOTA Lobinho a todos! Quem sabe at introduzir outros personagens da Jangal ?? Hati, Ikki, Mao,

Bandarlogs...

Base Correio (Momento 1)

Tarefa prvia: levantar junto Alcateia um pouco da histria dos Correios no Brasil, do Imprio at hoje.

Local: rea coberta e arejada, mesas e cadeiras. Ambientao: reproduzir uma agencia dos correios com balces e caixas de coleta,

selos e carimbos. Material: material de escrita e desenho variados, carimbos, moldes, adesivos

diversos, envelopes e papel de carta ou sulfite em branco. Personagens: Carteiro e funcionrios de agencias caracterizados (carteiro: camisa

amarela, cala azul royal, bon e bolsa lateral; funcionrios: cala marrom e camisa bege), Ikki e seus filhotes.

Propsito: entender o funcionamento de um correio, trazendo a histria da forma mais antiga de comunicao escrita. rea de desenvolvimento: intelectual, social, afetivo, intelectual, carter

Folha 5

Desenvolvimento:

O Carteiro desenvolve um pequeno histrico sobre os Correios no Brasil. (pesquisar).

Sugesto para introduo (uma vez que existe a tarefa prvia para pesquisa sobre a histria dos Correios pelas Alcateias os lobinhos estaro preparados para responder).

Vamos comear com um dilogo Ikki e carteiro? Ikki se apresenta e pergunta aos lobinhos se eles lembram em que parte da Histria

do Jngal eles aparecem. (pesquisar). Ikki ou seus filhotes perguntam e o carteiro responde. - Quem enviou a primeira carta a partir do Brasil? Para onde foi? - Escrita em 1500 para descrever a descoberta de novas terras pelos portugueses, a

Carta de Pero Vaz de Caminha, datada de Porto Seguro um de maio daquele mesmo ano, e levada a Lisboa por Gaspar de Lemos, comandante da frota de mantimentos, representa a Certido de Nascimento do Brasil e incio simblico do Servio Postal brasileiro.

- O que fez D. Pedro I pelos Correios do Brasil? (Com a permanncia da Famlia Real no Brasil, D. Pedro I reforou a necessidade de

atender as demandas da Corte Portuguesa e no poderia ficar atrs de outros pases da Europa nesta rea de servios postais). Na poca da Independncia e soberania nacional, o Prncipe Regente reorganizou e iniciou o processo de criao e administrao dos Correios de Provncias.

- Como funcionam os Correios nos tempos atuais? Logstica animada dos Correios Brasileiros (ou passar o filme, ou fazer cartazes ou

explicar). https://www.youtube.com/watch?v=NNh1jZV0Tuw - Para que serve o CEP? (CEP a sigla para Cdigo de Endereamento Postal, formado por 8 nmeros e

funciona como um DNA das regies de nosso pas. Foi criado em Maio de 1971 pela Empresa Brasileira de Correios e Telgrafos. Na poca tinha 3 nmeros, em 1992 passou a ter mais 3. Ele orienta as Agncias na entrega e simplifica o processo de separao antes do envio. Assim, tudo chega mais rpido ao seu destino).

Folha 6

https://www.youtube.com/watch?v=NNh1jZV0Tuw

A prtica 1: . Cada Lobinho faz seu papel de carta (decorar) utilizando os diversos materiais

oferecidos deixando o espao suficiente para escrita . Oferecer etiqueta com tamanho de um selo para que os Lobinhos criem seu prprio

selo

. No envelope, cada lobinho deve aprender o REMETENTE e o DESTINATRIO.

Observao: este material ficar guardado por matilha para ser usado no Momento 2

Folha 7

Base Correio (Momento 2)

Tarefa prvia: confeccionar etiquetas com o nome dos Lobinhos inscritos no JOTA Lobinho de sua regio (DESTINATRIO) com nome, endereo e CEP do Lobinho (e no da UEL). Escrito o endereo e CEP do Lobinho que vai preencher como REMETENTE

Local: rea coberta e arejada, mesas e cadeiras. Ambientao: reproduzir uma agencia dos correios com balces e caixas de coleta,

selos e carimbos. Material: material de escrita e desenho variados, papel de carta e envelopes

produzidos no Momento 1, etiquetas com DESTINATRIOS de outras Alcateias (da mesma UEL, do Distrito ou Regio), selar com o selo do Momento 1 e o selo real para postagem.

Personagens: Carteiro e funcionrios de agencias caracterizados (carteiro: camisa amarela, cala azul royal, bon e bolsa lateral; funcionrios: cala marrom e camisa bege).

Propsito: entender o funcionamento de um correio, trazendo a histria da