rnt alberico aligueira final - siaia.· simultaneamente, a en 103 tem ligação directa ao ip3 (vila

Download RNT Alberico Aligueira final - siaia.· Simultaneamente, a EN 103 tem ligação directa ao IP3 (Vila

Post on 24-Sep-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • CEVALOR Centro Tecnolgico para o Aproveitamento e Valorizao das Rochas Ornamentais e Ornamentais

    MANUEL ALBERICO SOARES RIBE IRO

    RESUMO NO TCNICO DO EIA LICENCIAMENTO DA PEDREIRA ALIGUEIRA

    NDICE GERAL

    1. INTRODUO ...................................................................................................................... 2

    2. LOCALIZAO DO PROJECTO ................................................................................................ 3

    3. ENQUADRAMENTO DO PROJECTO E SUA IMPORTNCIA PARA A REGIO ................................... 5

    4. DESCRIO DO PROJECTO .................................................................................................. 6

    4.1. CARACTERIZAO DA EXPLORAO................................................................................... 7

    5. SITUAO ACTUAL DE REFERNCIA, AVALIAO DE IMPACTES AMBIENTAIS E PROPOSTA DE

    MEDIDAS DE MINIMIZAO.......................................................................................................15

    6. MONITORIZAO ................................................................................................................30

  • CEVALOR Centro Tecnolgico para o Aproveitamento e Valorizao das Rochas Ornamentais e Ornamentais

    MANUEL ALBERICO SOARES RIBE IRO

    RESUMO NO TCNICO DO EIA AMPLIAO DA PEDREIRA ALIGUEIRA

    2/30

    1. INTRODUO

    O Resumo No Tcnico (RNT) um documento que integra o Estudo de Impacte Ambiental

    (EIA) para a Avaliao de Impacte Ambiental (AIA) de um projecto, e que descreve de forma

    coerente, sinttica e acessvel, as informaes constantes no EIA, podendo consultado por

    toda a populao interessada.

    Este RNT refere-se ao EIA do projecto de licenciamento da rea da Pedreira Aligueira -

    Projecto de Execuo - situada em Vinhais, de MANUEL ALBRICO SOARES RIBEIRO, para

    dar cumprimento legislao vigente, o Decreto-Lei n. 69/2000 de 3 de Maio, Anexo II

    (republicado pelo Decreto-Lei n. 197/2005, de 8 de Novembro).

    Este projecto ainda constitudo por um Plano de Lavra (PL) e por um Plano Ambiental e de

    Recuperao Paisagstica (PARP) que, em cumprimento com o Decreto-Lei n. 270/2001,

    de 6 de Outubro (republicado pelo novo Decreto-Lei n. 340/2007, de 12 de Outubro), serve

    de base a uma avaliao integrada dos impactes causados pela explorao a mdio e longo

    prazo, bem como discriminao das respectivas medidas minimizadoras.

    A execuo deste EIA decorreu de Janeiro 2008 a Outubro de 2008, tendo a empresa

    proponente recorrido a uma equipa de consultores tcnicos com elevado know-how e

    experincia, do CEVALOR CENTRO TECNOLGICO PARA O APROVEITAMENTO E VALORIZAO

    DAS ROCHAS ORNAMENTAIS E ORNAMENTAIS, situado em Borba.

    A entidade licenciadora do projecto sujeito a procedimento de AIA a Direco Regional da

    Economia do Norte, enquanto que a autoridade de Avaliao de Impacte Ambiental (AIA)

    fica a cargo da Comisso de Coordenao e Desenvolvimento Regional do Norte.

    No decurso do processo de adaptao legislao em vigor para o sector da Pedra Natural

    a empresa deu entrada regularizao da explorao, de acordo com o artigo 5 do D.L.

    n340/2007 de 12 de Outubro (pedreiras no tituladas por licena). No decorrer do processo,

    e aps a emisso de parecer por parte da entidade licenciadora (em anexo), foi atribuda

    uma licensa provisria de explorao e indicada a necessidade de realizao, no espao de

    6 meses, de um Estudo de Impacte Ambiental para a pedreira. No mesmo parecer

    indicada ainda a necessidade de apresentao prvia do projecto proposto ao Instituto de

    Conservao da Natureza e Biodiversidade (ICNB), que como entidade responsvel pela

    aprovao do Plano Ambiental e de Recuperao Paisagstica (PARP), dever estar desde

    logo envolvida no processo e emitir consideraes a contemplar no projecto final a submeter

    a aprovao e no presente Estudo de Impacte Ambiental.

  • CEVALOR Centro Tecnolgico para o Aproveitamento e Valorizao das Rochas Ornamentais e Ornamentais

    MANUEL ALBERICO SOARES RIBE IRO

    RESUMO NO TCNICO DO EIA AMPLIAO DA PEDREIRA ALIGUEIRA

    3/30

    Local da pedreira

    2. LOCALIZAO DO PROJECTO

    A pedreira Aligueira encontra-se situada no Norte de Portugal, Regio de Trs-os-Montes,

    Distrito do Bragana, Concelho de Vinhais, na freguesia de Moimenta, em pleno Parque

    Natural de Montesinho Figuras 1 e 2.

    A rea em estudo localiza-se a cerca de 2 Km, a Nordeste, da povoao de Moimenta, junto

    fronteira entre Portugal e Espanha, tal como visvel na Carta Militar da Figura 3.

    Os terrenos onde se localiza a pedreira so administrados pela Junta de Freguesia de

    Moimenta, com o qual a empresa detm o respectivo contrato de concesso de explorao

    e pelos quais paga uma renda anual, conforme o contrato. Este terreno confronta a

    Nascente com fronteira, a poente com Judite Barreira, a Norte com caminho e a Sul com

    terrenos da Junta de Freguesia.

    Figura 1 Enquadramento geogrfico do concelho de Vinhais (s/escala).

  • CEVALOR Centro Tecnolgico para o Aproveitamento e Valorizao das Rochas Ornamentais e Ornamentais

    MANUEL ALBERICO SOARES RIBE IRO

    RESUMO NO TCNICO DO EIA AMPLIAO DA PEDREIRA ALIGUEIRA

    4/30

    Figura 2. Enquadramento da Pedreira Aligueira na freguesia de Moimenta (Fonte: IGEOE Carta

    Administrativa Oficial de Portugal, V.6 e Google Earth).

    Figura 3 Extracto da Cartas Militares n. 10 e 11 com a localizao da rea do projecto.

    NNNN

  • CEVALOR Centro Tecnolgico para o Aproveitamento e Valorizao das Rochas Ornamentais e Ornamentais

    MANUEL ALBERICO SOARES RIBE IRO

    RESUMO NO TCNICO DO EIA AMPLIAO DA PEDREIRA ALIGUEIRA

    5/30

    No que diz respeito envolvente regional, o concelho de Vinhais servido apenas pelas

    Estradas Nacionais EN 103 (que faz a ligao de Chaves Vinhais e Bragana) e EN 316

    (Vinhais Macedo de Cavaleiro). Ambas as EN referidas possuem ligao directa ao IP4,

    que une Quintanilha ao Porto. Simultaneamente, a EN 103 tem ligao directa ao IP3 (Vila

    Verde da Raia Figueira da Foz).

    Figura 4 Vias de comunicao e acessos a Vinhais e a Moimenta Plano de acesso rpido A4

    para escoamento do produto final da Pedreira Aligueira (Fonte: http://www.viamichelin.com).

    3. ENQUADRAMENTO DO PROJECTO E SUA IMPORTNCIA PARA A REGIO

    A pedreira Aligueira tem vindo a ser explorada pelo actual proprietrio desde 1985. De

    forma a legalizar esta situao, em 1997 foi dada entrada ao processo de licenciamento,

    situao que at presentemente no foi concluda.

    Em 2005, o explorador requereu a dispensa de AIA para o processo de licenciamento da

    pedreira, de acordo com o art. 3 do Decreto-Lei n. 69/2000, de 3 de Maio. Para tal, foi

    elaborado um Estudo de Incidncia Ambiental, o qual continha uma descrio do projecto,

    bem como a identificao dos impactes provveis, positivos e negativos, que a execuo do

    projecto poderia ter no ambiente, e ainda a evoluo previsvel da situao de facto sem a

    realizao do projecto.

  • CEVALOR Centro Tecnolgico para o Aproveitamento e Valorizao das Rochas Ornamentais e Ornamentais

    MANUEL ALBERICO SOARES RIBE IRO

    RESUMO NO TCNICO DO EIA AMPLIAO DA PEDREIRA ALIGUEIRA

    6/30

    Uma vez que a pedreira em questo se situa dentro da rea do Parque Natural de

    Montesinho, e sendo esta uma rea sensvel, o pedido de dispensa de AIA foi indeferido por

    no estarem reunidas as condies de excepcionalidade.

    Entretanto, o explorador enviou o processo de requerimento DRE Norte, segundo o artigo

    5 da Lei das pedreiras, Decreto-Lei n. 340/2007, de 12 de Outubro, o qual foi aceite,

    disponibilizando um prazo de 6 meses para apresentao do Estudo de Impacte Ambiental,

    de forma a viabilizar o respectivo licenciamento, uma vez que a pedreira se encontra numa

    rea Sensvel (Parque Natural de Montesinho) Anexo II do Decreto-Lei n. 69/2000 de 3

    de Maio, republicado pelo Decreto-Lei n. 197/2005 de 8 de Novembro.

    Face tipologia da indstria extractiva neste local, no so apresentadas alternativas de

    localizao ao projecto, uma vez que as jazidas minerais no so mveis, estando o local

    exacto de extraco condicionado s reservas de granito existentes.

    O licenciamento da Pedreira Aligueira tem como principais objectivos a regularizao da

    situao actual, bem como a optimizao de factores como estabilidade, qualidade e

    segurana dos trabalhos mineiros e das reservas de granito explorveis, de acordo com as

    questes ambientais. Para tal, o proponente deve gerir de modo sustentado o recurso

    geolgico, quantitativa e qualitativamente, com o cumprimento das normas de higiene,

    segurana e proteco do ambiente, criando condies ao desenvolvimento de uma

    actividade extractiva moderna e competitiva.

    Esta actividade extractiva justifica-se no concelho de Vinhais, uma vez que existem reservas

    de granito para fins ornamentais em grandes quantidades, que sero facilmente escoadas

    no mercado, devido tambm grande proximidade rede viria, e fronteira com Espanha.

    Perspectivando um tempo de vida til de projecto de 12 anos (embora prevendo a existncia

    de reservas para 40 anos), de realar a dinamizao que a continuao da laborao

    desta pedreira ir acarretar pois, para alm de garantir o emprego directo (existente e futuro)

    proporcionar efeitos multiplicadores sobre o fomento da restante actividade eco