Ritmo na Psicomotricidade

Download Ritmo na Psicomotricidade

Post on 15-Apr-2017

1.410 views

Category:

Education

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<p>Apresentao do PowerPoint</p> <p>RITMO NA PSICOMOTRICIDADE</p> <p>ACADMICOS: David Gatinho, Jhonatan Robles e Thanya Jandrey</p> <p>Definies da Psicomotricidade</p> <p> a cincia que tem como objeto de Estudo o homem atravs de seu corpo em movimento e em relao ao seu mundo interno e externo, bem como suas possibilidades de perceber, atuar, agir com o outro, com os objetos e consigo mesmo. Est relacionada ao processo de maturao, onde o corpo a origem das aquisies cognitivas, afetivas e orgnicas (SBP, 1999);</p> <p> uma neurocincia que transforma o pensamento em ato motor harmnico. a sintonia fina que coordena e organiza as aes gerenciadas pelo crebro e as manifesta em conhecimento e aprendizado (ISEP, 2007).</p> <p>Ritmo na psicomotricidade uma qualidade fundamental existente em todo ser humano, porm de forma diferenciada, pois cada indivduo possui uma caracterstica de ritmo e uma maneira prpria de manifesta-lo.</p> <p> um dos conceitos mais importantes da orientao temporal. O ritmo est ligado tambm ao espao e a combinao dos dois d origem ao movimento . O ritmo no o movimento, mas o movimento meio de expresso do ritmo.</p> <p>Existem trs tipos de ritmos: motor, auditivo e visual.</p> <p>O ritmo motor est ligado ao movimento do organismo que e realiza em um intervalo de tempo constante. Andar, nadar, correr so exemplos de ritmos motores.</p> <p>O ritmo auditivo normalmente trabalhado em associao com algum movimento. Muitas crianas no percebem os ritmos auditivos a no ser que estejam realmente unidos ao componente motor.</p> <p>O ritmo visual envolve a explorao sistemtica de um ambiente visual muito amplo para ser includo no campo visual em uma s fixao. Por exemplo, muitas vezes, os olhos de uma criana, no lem cm ritmo constante, isto , uma palavra atrs da outra. </p> <p>O Intuito do Ritmo na PsicomotricidadeCriana</p> <p>Cognio</p> <p>(psico)Afetivo</p> <p>(psico)Motor</p> <p>(psico)SocialEstimular as Crianas nos Princpios Rtmicos da: Cognio: ato ou processo de conhecer, que envolve ateno, percepo, memria, raciocnio, juzo, imaginao, pensamento e linguagem.</p> <p>Psico motor: uma tcnica em que se cruzam e se encontram mltiplos pontos de vistas , e que se utiliza as aquisies de numerosas cincias constitudas, como a biologia , psicanlise, sociologia e lingustica, com o objetivo de desenvolver as faculdades expressivas do indivduo.</p> <p>Psico Social e Afetivo: A preferncia por uma determinada lateralidade se d atravs do aprendizado. Aprendemos a escrever com a mo direita ou esquerda , de acordo com o nosso meio, seja por imposio, por imitao, por questes afetivas, etc...</p> <p>A falta de habilidade rtmica pode causar uma leitura silabada?</p> <p>Sim, porque neste sentido, o ritmo fundamental para a criana, pois caracteriza desde movimentos bsicos at o funcionamento orgnico que por sua vez apresenta rtmo, organizando o funcionamento do corpo das crianas. </p> <p>Oque acontece se uma criana no desenvolver a habilidade rtmica?A falta de habilidade rtmica pode causar uma leitura silabada, com pontuao e entonao inadequadas. Na parte grfica, as dificuldades de ritmo contribuem para que a criana escreva duas ou mais palavras unidas, adicione letras nas palavras ou omita letras e slabas. Por exemplo, pular corda e movimentar-se de acordo com o rtmo de um som, pois este movimento diz respeito movimentao prpria de cada um.</p> <p> Fatores ritmais que so de suma importncia para o desenvolvimento da criana</p> <p>Ritmo Vital: subordinado ao ritmo biolgico que rege nosso organismo; </p> <p>Ritmo Ultradiano: clulas cerebrais, corao, pulmes; </p> <p>Ritmo Circadiano: sono, metabolismo, fome, sede, temperatura; </p> <p>Ritmo Infradiano: modificaes peridicas no organismo; </p> <p>Ritmo Psicolgico </p> <p>O exerccio rtmico s educativo quando a criana utiliza a ateno. Neste sentido, as atividades a serem trabalhadas devem provocar calma, prazer, descontrao e confiana, transformando seu corpo em instrumento integral em relao com o mundo. A criana dever tomar conscincia de seu corpo como instrumento de ritmo. O movimento rtmico econmico e harmnico. O ritmo na psicomotricidade tambm muito usado na educao da coordenao motora.</p> <p>objetivos do Ritmo</p> <p>ajudar no conhecimento do corpo; </p> <p>favorecer a estabilidade do esquema corporal; </p> <p>auxiliar no desenvolvimento da linguagem; </p> <p>auxiliar na compreenso do movimento; </p> <p>possibilitar o manejo de mobilidade e expresso.</p> <p> A palavra ritmo, vem do grego rhytmos, designa aquilo que flui, que se move, um movimento regulado. </p> <p>O ritmo faz parte de tudo o que existe no universo, sendo um impulso, um estimulo que caracteriza a vida.</p> <p>O ritmo esta presente na natureza, na vida humana, animal ou vegetal, nas funes orgnicas do homem, em suas manifestaes corporais, na expresso exterior exteriorizada pelo gesto, no movimento qualquer que seja ele.. </p> <p>Ritmo.</p> <p>O ritmo um dos conceitos mais importantes da orientao temporal. O ritmo est ligado tambm ao espao e a combinao dos dois d origem ao movimento. O ritmo no o movimento, mas o movimento o meio de expresso do ritmo.</p> <p> Motor: Esta ligado ao movimento do organismo que e realiza em um intervalo de tempo constante: Andar, nadar, correr...</p> <p>Auditivo: normalmente trabalhado em associao com algum movimento. </p> <p>Visual: Envolve a explorao sistemtica de um ambiente visual muito amplo para ser includo no campo visual em uma s fixao.Existem trs tipos de ritmo motor, auditivo e visual.</p> <p>PULAR CORDA</p> <p>Enquanto dois jogadores tocam a corda, cada um do grupo pula cantando a cantiga: Um homem bateu na minha porta e eu abri. Senhoras e senhores, pulem num p s. Senhoras e senhores, ponham a mo no cho. Senhoras e senhores, dem uma rodadinha.E vo, pro olho da rua! (sair fora),.Quem conseguir chegar primeiro ao final, sem errar no pulo, ser o vencedor.</p> <p>Palmas a tpica brincadeira que no precisa de acessrios, alm das prprias mos.</p> <p>Os participantes recitam ou cantam versos e seguem o que est proposto na letra: mos para cima, mos ao lado, tocam o amigo, imitam bichos, viram de costas e tudo mais o que o verso mandar.</p> <p>Para brincar preciso ao menos dois participantes, mas possvel bater palmas em grupo ou em rodas.</p> <p>Algumas msicas de brincadeiras so bem populares entre as crianas e suas letras vo mudando um pouquinho aqui e ali. o que ocorre com "Babalu", por exemplo.</p> <p>- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -O que bate</p> <p>"Babalu", "Dom Frederico", "Ponte do Amor", "Soco, Soco, Chocolate", "Carrocinha de Picol", "Ana Banana", "Parara Parati", "Popeye", "Coruja" e "Coca-Cola" so alguns dos nomes das msicas cantadas nas brincadeiras de palmas</p> <p>Brincadeira de roda.De mos dadas, o grupo gira em sentido horrio cantando msicas folclricas de roda. Existem inmeras cantigas sendo que a maioria coreografada, como a tradicional Ciranda, Cirandinha, por exemplo:</p> <p>Ciranda CirandinhaVamos todos cirandarVamos dar a meia volta(aqui o grupo d meia-volta e gira no sentido oposto)Volta e meia vamos dar(aqui o grupo d outra meia-volta e gira no sentido inicial)</p> <p>O anel que tu me destesEra vidro e se quebrouO amor que tu me tinhasEra pouco e se acabou</p> <p>Por isso dona/seu(fala-se o nome de uma das crianas participantes)Entre dentro desta rodaDiga um verso bem bonitoDiga adeus e v-se embora(aqui a criana escolhida vai para o meio da roda e recita um versinho).</p> <p>Dica:com crianas mais velhas, voc pode aumentar o nmero e a dificuldade das coreografias, o que deixar a brincadeira mais divertida.</p>