Revoltas Período Regencial - Farrapos

Download Revoltas Período Regencial - Farrapos

Post on 22-Dec-2014

1.479 views

Category:

Documents

10 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Escola: Colegio EducarAlunos: Arthur, Daniel, Pedro e Vitor LucasSerie: 8 ano

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. </li></ul> <p> 2. 3. A guerra A revoluo separatista durou 10 anos no Brasil Imperial do sculo XIX. O movimento foi deflagrado por causas poltico-econmicas como os altos impostos nas charqueadas, A escassez de moeda circulante no Rio Grande durante todo o perodo colonial, e o pagamento das dvidas do governo central na provncia.Politicamente, o principal motivo da insatisfao era a centralizao do poder decisrio na Corte, alm da aceitao ampla das ideais liberais. 4. Este apelido foi dado aos Rio-Grandense sublevados contra o Imprio do Brasil, por no disporem de uniformes e de equipamentos militares.Maltrapilhos, faltavam armas e botas. Muitos dos soldados, pees de estncia e negros, traziam suas garruchas e adagas.Os Farrapos 5. Os Imperiais governavam o Rio Grande do Sul, recebendo ordens do Imprio. Eram tambm chamados pelos Farrapos, de conservadores, restauradores, retrgrados, caramurus e galegos. Ocupavam os principais postos nos rgos pblicos e no exrcito.Os Imperiais 6. Eram imbatveis nos combates a cavalo e usavam trabucos, pistolas e espadas.A cavalaria utilizava principalmente a lana. A artilharia empregava canhes e obuses tomados dos inimigos (ou fornecidos por uruguaios). As armas dos Farrapos Eram imbatveis nos combates a cavalo e usavam trabucos, pistolas e espadas.A cavalaria utilizava principalmente a lana. A artilharia empregava canhes e obuses tomados dos inimigos (ou fornecidos por uruguaios). 7. Os imperiais tinham o controle das guas, do Guaba Lagoa dos Patos (at a Barra de Rio Grande). Os revolucionrios farrapos queriam navegar pelo oceano, tomar Laguna em Santa Catarina e fundar a Repblica Juliana.O atalho dos farroupilhos para o mar 8. Ocorrem 118 confrontos entre os farrapos e os imperialistas, com 59 vitrias para cada lado. Na verdade, no foi uma guerra nos moldes clssicos, j que o exrcito rebelde no estava organizado nos moldes convencionais. Suas tticas mais se assemelhavam s guerrilhas. Principais batalhas 9. Os nmeros de mortes em combates no so precisos, mas, em 1881 o Governo Imperial deu publicidade aos fatos, divulgando informaes sobre a Revoluo Farroupilha.A estimativa de que morreram 3.400 homens. Os farrapos perderam quase que o dobro dos legalistas. Nmero de mortes 10. Personagens desta guerra Bento Gonalves da Silva Comandou a Revoluo Farroupilha (1835 a 1845), tendo sido presidente da Repblica Rio-grandense. Morreu em Pedras Brancas, no dia 18 de julho de 1847, tendo sido sepultado no cemitrio do Cordeiro, no municpio de Camaqu. 11. Giuseppe Garibaldi, o Heri dos Dois MundosDavid Canabarro Joo Antonio da Silveira 12. Bento Manoel Ribeiro Lus Alves de Lima e Silva Domingos Jos de Almeida Souza Netto </p>