revista weekend - edição 131

Click here to load reader

Post on 06-Mar-2016

284 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Internet não é médico: Pesquisar sintomas e doenças e fazer diagnósticos online pode ser muito arriscado Decoração: Saiba como usar espelhos e vidros nos ambientes Data: No Dia do Café, conheça os diferentes tipos da bebida Cultura: Estão abertas as inscrições para o Guarufantástico Weekmania: Sapatos de Inverno femininos e masculinos

TRANSCRIPT

  • r e v i s t a

    Pesquisar sintomas e doenas e fazer diagnsticos online pode ser muito arriscado

    Internet no mdico

    WeekmaniaSapatos de Inverno

    femininos e masculinos

    DataNo Dia do Caf, conhea

    os diferentes tipos da bebida

    Decorao CulturaEsto abertas as inscries

    para o GuarufantsticoSaiba como usar espelhos

    e vidros nos ambientes

    Tiragem de 18 milexemplares

    Guarulhos 25/5/2012 ano 3 n 131 www.revistaweekend.com.br

    Foto

    : Ban

    co d

    e Im

    agen

    s

  • 2

  • 3

  • meia pgina

    crdito

    re

    vi

    st

    a

    4

    4

    Diretor Responsvel:Valdir Carleto (MTb 16.674)valdir@revistaweekend.com.br

    Editor Executivo:Fbio Carleto

    fabio@revistaweekend.com.br

    Editora Assistente:Vivian Barbosa (MTb 56.794)vivian@revistaweekend.com.br

    Redao:Amauri Eugnio Jr.

    amauri@revistaweekend.com.br

    Els Lucaselis@revistaweekend.com.br

    Mait Coelhomaite@revistaweekend.com.br

    Tamiris Monteirotamiris@revistaweekend.com.br

    Val Oliveiraval@revistaweekend.com.br

    RevisoSimone Carleto

    simone@revistaweekend.com.br

    Fotografi a:Mrcio Monteiro

    marcio@revistaweekend.com.br

    Rafael Almeidarafael@revistaweekend.com.br

    Supervisor de Produo:Rogrio A. Hanssen

    rogerio@revistaweekend.com.br

    Design Grfi co:Douglas Caetano, Mariana Vasquez

    e Williane Rebouas

    Comercial:Ana Guedes, Laila Inhudes,

    Maria Jos Gonzaga,Patrcia Fiorim, Patrcia Matos

    e Thas Tucci

    Administrativo:Viviane Sanson e Cesar Tenente Filho

    Impresso:Editora Parma - Tel: (11) 2462-4000

    Tiragem: 18 mil exemplares Distribuio gratuita em quase 150 condomnios, displays em pontos comerciais de grande uxo,

    e em locais com salas de espera

    r e v i s t a

    31 anos de Jornalismo com Responsabilidade Social

    Av. Joo Bernardo Medeiros, 74, Bom Clima, Guarulhos. Tel.: (11) 2461-9310

    [ FRASES ]

    No namorado. um ser com quem convivo.Glria Maria, apresentadora, de nindo seu companheiro

    Se existe a palavra alma gmea, a minha alma gmea estava ali na minha frente. Um dia a gente vaise encontrarde novo.Xuxa Meneghel, sobre Ayrton Senna, em entrevista dada ao Fantstico

    Continuo sendo eu, se quero ir

    ao shopping mal arrumada e com

    cabelo ensebado, eu vou.

    Patrcia Abravanel, lha de Silvio Santos,

    em entrevista ao IG, falando sobre como lida com a exposio

    A fora pode esconder a verdade, mas o tempo

    acaba por trazer a luz,e esse tempo chegou.

    Dilma Rousse , presidente da Repblica,ao instalar a Comisso da Verdade

  • 5

  • meia pgina

    crdito

    re

    vi

    st

    a

    6

    6

    Seja parte da Weekend!Participe e ajude a bombar esta pgina, mandando suas sugestes de vdeos, sites, fotos e curiosidades para redacao@revistaguarulhos.com.br ou nas redes sociais:

    [ CLICK ]

    /revistaweekend /weekendrevista /weekendrevista

    /// COLUNA DO CARLETO

    DUAS LETRAS TERRVEISQuando a letra e junta-se letra x, sinal de perigo. Ex--esposa de poltico um terror, ex-secretria de executivo, tam-bm. Ex-melhor amigo pode tor-nar-se o pior inimigo. Membros de quadrilhas matam-se na hora de dividir o produto do roubo. O lado bom disso tudo que as ver-dades costumam vir tona, um ou outro bandido acaba fuzilado, ou, no mnimo, ca com a ima-gem arranhada.

    POR FALAR EM EX...Passa o tempo, mudam o cenrio e os personagens, mas as prticas polticas continuam as mesmas. Gente que mamou nas tetas mu-nicipais durante todo o mandato arruma um pretexto aqui, outro ali, para bandear-se para a Oposi-o. Alguns at tentam car com um p em cada canoa at a ltima hora, usufruindo o quanto podem das migalhas do poder (se bem que h migalhas gradas!). Uns fa-zem leilo e aderem a quem pagar mais. H os que valem um bom lance; outros atribuem-se cotao superior que merecem. Acabam morrendo na praia ou na urna.

    PIZZARIA DO PLANALTOTodo tipo de desculpa esfarrapa-da servir para protelar apurao de fatos envolvendo o contraven-tor Cachoeira e seus aliados, quer seja os mais is ou os circuns-tanciais. Quando a coisa comea a respingar em muita gente, prin-cipalmente grada, o mais prov-vel que resolvam varrer a sujeira para debaixo do tapete. A no ser que algum no resista tentao de puxar o tapete do outro. O es-tratgico silncio de Cachoeira um sinal de que ser difcil contar com ele para desvendar qualquer mistrio. E a ironia com que falou aos parlamentares mostra que ele se sente muito bem protegido, acima de tudo, de todos e das leis.

    RECICLADORA TILA nova mquina para recicla-gem de entulho posta em opera-o pela Proguaru aumenta de 15 para 45 o nmero de tonela-das de resduos que podem ser processados diariamente. Alm da economia que deve gerar aos cofres pblicos, estimada em at 40% na compra de material para pavimentao, h o aspec-to ecolgico, que importan-tssimo. Falta a administrao municipal ampliar o nmero de postos de coleta de entulho e intensi car a scalizao contra os que o despejam nas vias p-blicas e locais indevidos.

    PARQUMETROS INTEISCresce o nmero de parqume-tros fora de operao, causando transtornos aos usurios, que precisam deslocar-se para obter o tquete da Zona Azul. Pior o risco de ser multado, sem culpa. Mesmo com os aparelhos com defeito, os agentes continuam autuando. Sabe-se que o sistema ser substitudo pelo eletrnico, muito mais moderno e prtico. Mas, a Proguaru ainda no di-vulgou quando ser feita a espe-rada migrao.

    MURO PODE CAIRAteno, scalizao! Muro de um terreno na rua Guara, prxi-mo rua Maraj, no Centro, est visivelmente inclinado para fora. Se ruir, pode dani car veculos e machucar pedestres. Quase em frente, h uma escola para crian-as com necessidades especiais.

    MAESTRO CIDADOO maestro Armando Attilio Co-lacioppo Sobrinho receber o t-tulo de Cidado Guarulhense, no dia 4, segunda-feira, a partir das 19h30, no auditrio Prof. Abilio Baeta Neves, da FIG-Unimesp, em vila Roslia. A propositura do vereador Vtor da Farmcia.

    /// TELHA ECOLGICAEmpresrio que atua no ramo da construo civil, setor que produz considervel quantidade de detritos de difcil descarte, encontrou uma soluo ecologicamente correta para as embalagens longa-vida. Ele produz placas de caixas de leite e tubos de creme dental. Depois de prontas, elas so usadas como telhas e servem de matria prima para a fabricao de outros objetos. Confi ra em nosso canal no YouTube.

    /// OBRAS NO PRAZOO vdeo sugerido pelo leitor Adilson Quaranta Jr. apresenta melhorias efetuadas pelo exrcito brasileiro no Aeroporto Internacional de So Paulo, em Guarulhos. Segundo a reportagem, alm da obra ter sido en-tregue antes do prazo previsto, houve uma economia de cerca de 7 milhes de reais. Confi ra a matria em nosso canal no YouTube.

    /// MY TIME IS NOWEntrou no ar, na semana passada, a nova campanha da Nike, intitulada My time is now. No vdeo de divulgao em que a estrela Balotelli, do Manchester City, penteados de atletas, como Ronaldo e Valderrama, so lembrados. Confi ra em nosso canal no YouTube.

  • 7

  • meia pgina

    crdito

    re

    vi

    st

    a

    8

    8

    [ CAPA ]

    Pesquisar na internet sobre doenas aceitvel, mas no se deve fazer diagnsticos assim

    Consulta online?

    c om a democratizao do acesso internet, o brasileiro a tem usado para finalidades varia-das, passando pela diverso pura e simples a at mesmo fins relacio-nados ao trabalho. E, claro, fazer pesqui-sas sobre assuntos diversos, inclusive so-bre sade e, por consequncia, doenas,

    tornou-se um hbito dos mais comuns. Segundo pesquisa Ibope, pouco mais de 80 milhes de brasileiros tm acesso inter-net e, dentre esse pblico, pouco mais de 80% de usurios buscam informaes so-bre doenas.

    Claro que, no meio desse grupo, no so poucas as pessoas que, ao estar com um

    Por Amauri Eugnio Jr. | Fotos Mrcio Monteio / Banco de Imagens / Arquivo Pessoal

  • meia pgina

    crdito

    re

    vi

    st

    a

    9

    925 de maio de 2012

    sintoma simples, como tosse, tentam formar diagnsticos de possveis doenas. "Trata-se de algo muito comum, pois h pacientes que j chegam com o 'diagnstico' pronto e at di-zendo o que tm. Mas, nem sempre os sites consultados so con veis, pois h informa-es originrias de fontes muito duvidosas. Outro problema diz respeito interpretao

    do sintoma, pois faz-lo requer treinamen-to", explica o mdico Csar Maurcio da Silva, coordenador do pronto-socorro do Hospital Carlos Chagas.

    Leia a seguir como transformar a internet em aliada para pesquisas sobre doenas, ao invs de transform-la em sua mdica e, as-sim, evitar possveis problemas.

  • meia pgina

    crdito

    re

    vi

    st

    a

    10

    10

    [ CAPA ]

    /// CONSULTE COM MODERAO

    O crescente uso da internet vem tornan-do o acesso a informaes sobre a medicina cada vez maior, mas, nem sempre as fontes so confiveis - isso sem contar a desacon-selhada prtica de autoconsulta. Tanto que, de acordo com pesquisas publicadas recente-mente na Inglaterra, uma a cada quatro mu-lheres admitiu ter feito diagnsticos precipi-tados sobre possveis doenas a partir de um determinado sintoma.

    Para Celso Fortes, criador do Busca Sa-de (www.buscasaude.com.br), site que dis-ponibiliza informaes mdicas atravs de artigos escritos por especialistas na rea, pesquisar sobre dados relacionados sade diferente de fazer autodiagnsticos a partir de informaes na internet. "A autoconsul-ta deve ser evitada de qualquer forma e tipo, at quando voc entra em uma farmcia e pede uma indicao de remdio para o aten-dente do balco ou liga para um amigo para pedir o nome de um medicamento. Qualquer tipo de ao nesse sentido extremament